O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

4 de jan de 2013

TODOS IGUAIS DIANTE DA LEI
Pronto, Zé Genoíno juntou-se aos seu colegas da Câmara. Eduardo Alves que está com um pé na cadeira de Marco Maia para ser o novo presidente da Casa já disse que, mesmo depois das sentenças transitarem em julgado, não vai cumprir a determinação de cassação imediata dos condenados pelo STF. Quer dizer, com Genoíno, Costa Neto, João Paulo Cunha, Pedro Henry, o delegado Chico Tenório, acusado de encomendar assassinatos em Alagoase mais uma pandilha que tem até envolvidos com exploração de trabalho escravo e suspeitos de desvios de recursos públicos e similares circulnado livremente por lá, são todos iguais perante à lei. A gente já sabe há muito tempo com quem anda falando. Só náo reaje.

VAIVÉM OFICIAL
Zé Genoíno deve - até pelas suas próprias contas - ficar um ano e pouco em plena liberdade. Depois vai ter que dormir por um bom tempo na cadeia. Sai durante o dia para "trabalhar"- coisa que não é lá seu forte e muito menos sua praia - e volta para sua sessão de leitura e bons sonhos na cela. Resta saber se esse vaivém será em carro oficial e com motorista do Câmara. Afinal, o deslocamento será para fins de ocupação funcional. É legal. Tão legal quanto a sua posse neste dia 2 de janeiro. Legal, sim; legítima, não.

O UTILITÁRIO
Zé Genoíno, ao assumir de carona a cadeira de deputado não é apenas mais um deputado; é de novo o inocente mais útil de Lula e do PT do Mal: vai servir de ponto de referência para a pandilha de sevandijas de Zé Dirceu e seus mensaleiros desfraldarem a bandeira de que o julgamento do Mensalão foi politizado. De prático, isso pode até resultar em um bom número de votos na próxima eleição, mas não vai tirar ninguém da cadeia.

SEM TUBOS
Assim que desligarem os tubos de Hugo Chávez, em coma induzido há 22 dias e com a mesma saúde de ferro de Fidel Castro, O Interminável, começa a campanha de canonização do proprietário da Venezuela. O processo junto ao Vaticano deve ser encaminhado pelo bispo paraguaio Fernando Lugo, companheiro bom e batuta do milagroso inventor da República Bolivariana.

CONTRA A CORRENTEZA
A verdade é que o Mensalão, o caso Cachoeira, o affair Rosegate, o governo Série-B instalado por Lula em São Paulo, a "estratégia de coalizão pela governabilidade", sistema lulático de compra e venda de políticos e da máquina pública, não têm nada a ver com o velho confronto ideológico entre direita e esquerda. Essas dezenas de centenas de escândalos detonados nos últimos 12 anos nesse país são apenas, como sempre diz Marta Suplicy, "o jeito PT de governar que Lula nos ensinou".  O que está fazendo afundar a canoa da campanha "Volta Lula" é que Dilma Vana está nadando contra a correnteza. E a primeira-presidenta não quer voltar pra galera. Tomou gosto pelo cargo de timoneira e nem se toca aos brados de "vada a bordo, Dilma"! Ela que se cuide, na hora do naufrágio, qualquer companheiro pode ser um Toninho do PT, ou um Celso Daniel. E nessas batalhas em mar de lama a maior ameaça é o fogo amigo. E cá pra nós, com ameaça de cadeia e a faca da Justiça no peito, o que é que qualquer malfeitor tem a perder?!?