O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

9 de jan de 2013

Show de credibilidade nos ares do Brasil

01. O procurador-geral da República, Roberto Gurgel desmente o "furo" do jornal Estado de S. Paulo de que teria iniciado investigação contra Lula;

02. Os governistas da Venezuela negam que haja inconstitucionalidade no adiamento da posse de Hugo Chávez. Até aí, tudo bem, na democracia latinoamericana cabe de tudo um pouco. O que não se pode negar é que a medicina cubana já não é mais aquela Brastemp;

03. Mantega comunicou que o aumento dos aposentados com mais de um salário será de 6,15%. Isso é verdade e estamos conversados. Quem se aposentou com 10 salários, hoje não ganha quatro;

04. Lobão garante que não haverá racionamento de energia. Previna-se. Ainda vamos voltar aos românticos tempos do lampeão de gás e do fogareiro Primus;

05. Zé Genoíno continua protestando inocência. Então tá, a palavra dele vale mais que o exaustivo julgamento no Supremo Tribunal Federal.

06. Marco Maia, nos estertores de seu mandato como presidente da Câmara e na antevéspera de voltar ao baixo clero, esbraveja: "Investigação contra Lula seria um absurdo". Maia é o mesmo que ameaçou transformar a Casa do Povo em valhacouto dos mensaleiros malfeitores.

De todos os factóides, o que merece mais crédito nas manchetes de hoje, é provocado pelo gaúcho, artista da Globo, Zé de Abreu que saiu do armário: "Tem dias que prefiro homens, tem dias que prefiro mulheres". Uma declaração explícita que demorou até demais para ser feita, posto que revelou o que já estava na boca do povo há muito tempo. Não foi novidade nenhuma. É como se Lula, de repente, resolvesse revelar que sabia tudo do Mensalão. Já no caso da Operação Porto Seguro, só haveria supresa se descobrissem que Rose viajava com passaporte diplomático e paraquedas especiais.