O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

11 de out de 2014

SEXDRUGS AND ROCK 'N ROLL 

Assim que terminou o primeiro turno, Lula da Silva telefonou chorando para a viúva de Eduardo Campos. Suas lágrimas não comoveram a herdeira do dono do PSB. Recebeu uma espécie de tchau e benção, que nos tempos de Bill Haley & His Comets era See You Later Alligator. Não se tem notícia de que Lula tenha voltado a chorar de saudade do indigitado sempre cordial e muito próximo adversário. Os tempos de Rock'n Roll estão terminando e as drogas ficando sem graça. O maquiavélico príncipe virou sapo com notória vocação para crocodilo, mas com o conhecido instinto de futricar meio mundo.

EBOLA FORA
Sabe aquele aparato todo em torno do missionário africano que poderia estar contaminado pelo vírus ebola? Pois, os primeiros exames na Fiocruz deram que ele não tem nada. Em todo caso, o alarde foi o que de melhor os canalhas encontraram para desviar as atenções das denúncias de corrupção e ladroagem na Petrobras. O erro fatal da contra-estratégia de marketing foi encaminhar o missionário para a Fiocruz. Bastava ter entregue o pobre africano ao programa Mais Médicos que os cubanos teriam garantido o pavor pela ameaça de contágio mortal na população. Foi mais uma ebola fora.

MAIS UM GOLPE
Dedurado à Justiça, nos últimos depoimentos de Paulinho da Petrobrás e de Beto Rockfeller Youssef, doleiro da República Lulática, o lobista Fernando Soares, o Fernando Baiano, também que fazer um acordo de delação premiada. Ele agia em nome do PMDB no cambalacho geral do Petrolão. Fernando Baiano está na Europa e as empreiteiras que foram ameaçadas por ele o aconselharam a não voltar ao Brasil da Silva. Baiano quer negociar a delação com o Ministério Público e a Justiça Federal do Paraná. Um dos enrolados nas histórias que Fernando Baiano quer contar se chama Renan Calheiros, um dos beneficiados pelos desvios na Transpetro. Mas isso deve ser, como golpeia Dilma Vana, outro "golpe" da oposição.

OUTRA CAIXA-PRETA
COMO HERANÇA

Ah, você é daqueles que pensam que o BNDES só emprestava dinheiro de montão para os projetos de Eike Batista, ou para um porto aqui outro ali em Cuba, ou qualquer outro lugar do Caribe e até mais pra lá, em Angola.

Pois, não é que você esteja apenas enganado; você mais que enganado está completamente iludido e desinformado. O BNDES é muito mais do que se possa imaginar. Mas a caixa-preta já começou a transbordar. Deve ser "golpe" de quem não reza pela cartilha do governo da Silva.

Como rasparam o fundo do tacho do FAT, Fundo de Amparo ao Trabalhador que supria as necessidades do BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Social passou a buscar dinheiro no mapa do Tesouro.

Nos últimos cinco anos, o BNDES pirateou nada menos de R$ 450 bilhões. Esse dinheiro foi puxado das burras públicas sob a taxa Selic que é de 11% ao ano. Uma vez com a mão na massa, o BNDES financia os projetos companheiros cobrando módicos 5% de juros.

Se você fizer as contas vai ver que essa brincadeirinha de toma-lá, dá-cá vem causando um prejuízo de nada mais nem menos do que R$ 30 bilhões por ano. Em que lugar essa gente meteu essa grana toda, eu não quer nem perguntar. E vou fechar os olhos e fazer ouvidos moucos a quaisquer sugestões, mesmo as mais delicadas e de boas intenções.

Então, me resta informar, se você não sabe, que o FAT é que banca o seguro-desemprego e o abono salarial. Que herança essa gente vai deixar para quem se animar a pegar esse País pela cola.

TROFÉU DE PROBIDADE
Você pode até não acreditar, mas Zé Dirceu, mensaleiro condenado por corrupção e formação de quadrilha, ainda integra os quadros da Ordem dos Advogados do Brasil. Deve ser uma espécie de troféu em homenagem à probidade e honradez que a Ordem reserva para exibir em ocasiões especiais.

CARTEL DE ERRO
As pesquisas do Ibope e Datafolha, divulgadas no mesmo dia e com os mesmos percentuais para Aécio Neves e Dilma Vana, estou cheirando a cartel. Os dois organismo de pesquisas encomendadas podem gabar-se amanhã ou depois que a margem de erro era só de 30% ou coisa parecida, para um ou para outro instituto. No fim, ambos estarão absolutamente certos.

CADÊ O PROGRAMA DE GOVERNO?
Dilma Vana, inticando com Aécio Neves, lá nas Minas Gerais: "Nunca virei vice da Caixa aos 25 anos". Por que será? Talento é que não lhe falta, decerto, eis que virou ministra das Minas e Energia sem qualquer concurso e logo foi promovida a poste de Lula na Casa Civil, trampolim para o Palácio do Planalto. Precisa ser vice da Caixa, quando se é president@a até da Comissão de Administração da Petrobrás, onde ninguém precisa ler direito os contratos de compra e venda de bilhões de reais?!? Ah, perda de tempo dessa senhora... Ela deveria apenas apresentar o seu programa de governo para o Brasil da Silva dos próximos quatro anos...