O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de out de 2014

ESSES CARAS NÃO SÃO FRACOS, NÃO!

O doleiro Youssef, o Paulinho da Petrobrás e Júlio Camargo, da Toyo Setal vão devolver aos cofres públicos nada mais, nada menos de R$ 175 milhões. O dinheiro é da propina que corria solta na Petrozorra e que agora vai voltar às mãos do segundo mandato Dilma do quarto governo Lula consecutivo na história desse país.

Isso quer dizer apenas que, ao fim e ao cabo, a Operação Lava-Jato está fazendo a Polícia Federal continuar trabalhando para os mandachuvas desse regime que nos manda, comanda e desmanda. Esses caras não são fracos, não.

PIADA PRONTA

Se tão somente da propina confessada os vigários vão devolver R$ 175 milhões, imagina então o que os cardeais dessa paróquia devem ter arrecadado sob a catarata que toldava os olhos, a surdez dos ouvidos moucos e a falta de faro do sempre presidente dessa República e de sua fiel escudeira e guerrilheira de vassoura em riste! Esses caras não são fracos, não.

Propineiros e propinadores; emissários e comissários; corruptos e corruptores; presidentes e súditos - resistem ao peso de todas pistas, de todos os indícios, sem mover um só músculo da face, sem um sinal de emoção; resistem a qualquer detetor de mentira, sem um esgar revelador de um pingo de apreensão que lhes permita ter medo de ser feliz.

Essa gente tem carcaça de ferro. E passaram zarcão, não enferruja. Esse caras não são fracos, não. Esses R$ 175 milhões não fazem nem cócegas nos seus corações valentes. Digo isso porque eles me remetem a uma velha piada saída das insignes e imaculadas histórias de sucesso das Loterias da Caixa. E já a rememoro aqui...

O dono da lotérica diz para o velho cliente amigo:

- Zé, meu tio acertou em cheio. Ganhou R$ 20 milhões na Mega-Sena.
- Nossa, que maravilha! Que sorte!
- É, mas ele sofre do coração. Não sei como lhe dar a notícia. Pode ter um enfarte...
- Ora, deixe que lhe diga. Eu me dou bem com ele e sou bom pressas coisas.

Dito e feito. O Zé foi dar a notícia para o sortudo. Bateu na porta. O felizardo abriu.

- Seu Dirceu Inácio, o que o senhor me dá se eu lhe disser que o senhor acertou na Mega-Sena?
- Depende. Quanto é o prêmio?
- R$ 20 milhões...
- Ah, dou metade pra você!

E o Zé não escutou mais nada. Teve uma síncope. Caiu duro na calçada. Morreu de emoção na mesma hora.

É velha a piada? É, pero no mucho. Tão velha quanto esse governo novo de ideias novas. Tanto é que nenhum dos corruptos do esquema Petrolão bateu as botas até agora.

Se aparecer um deles com a boca cheia de formiga vai ser só porque poderia falar demais. Por perder dinheiro, nenhum deles morre de emoção nesse Brasdil Dilma da Silva. Sabe que,logo adiante, vai chover de novo na sua horta.