O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

18 de out de 2014

Ó, COITADA!

Tomando uma goleada de 56,4% a 43,6% de Aécio Neves, na pesquisa IstoÉ/Sensus, a president@ Coração Valente agora se acovarda, bate o pé, reclama e diz que as vaias e os apelidos que tem visto e ouvido por onde passa, são consequência dos "ataques" que vem sofrendo do candidato tucano.

Ó, Coitada!

Dilma Vana se esqueceu depressa do que fez com Marina Silva, a quem "desconstruiu" sem dó nem piedade.

Então está valendo o que ela mesma disse de Marina quando a herdeira breve de Eduardo Campos se queixava da "baixaria": "Uma coitadinha não pode ser president@"! Vai ver que Dilma pode, porque no seu modo petista de ver as coisas, ela é uma coitadona.

DILMÊS
Pensando bem, se para Dilma o cargo que ela ocupa é de presidenta, então ela não pode ser chamada de Coração Valente. Tem que ser Coraçona Valenta. E estamos conversados.

QUIZ
Dilma resmungou para Aécio, no seu programa gratuito de TV: "É muito fácil o senhor ficar fazendo denúncias". Você pensa que Dilma acha "fácil" por que: 1) Aécio sabe das coisas; 2) Dilma sabe de nada, inocente; 3) É fácil mesmo?

POR QUE NÃO?
Dilma falando sobre corrupção no seu programa de TV: "O meu compromisso é investigar e punir". Epa! Então por que não investiga e por que não pune?!?

MALDIÇÃO
A farra é tamanha que, sem falar no resto do aparelho estatal, só lá na Petrobrás sobrou negociata fácil até para Sérgio Guerra, tucano e para Eduardo Campos, dono do PSB. Os dois estão mortos. Isso já nem é cambalacho; é maldição.

SEM O COQUE


A surpresa não foi só de Aécio Neves, todo mundo surpreendeu quando Marina Silva apareceu sem o coque, sua marca fashion registrada. Marina surgiu com, um rabo-de-cavalo. Há sérias conjeturas de que, desiludida com a política, Marina Silva esteja deixando até de ser evangélica. E há controvérsias também.

AGORA VAI
Bateu o desespero nas hostes governistas. O PT agora, só agora, vai intensificar a sua campanha em redutos nordestinos de São Paulo. Os eventos em favor de Dilma Coraçona Valenta serão organizados pelo parceirão de Beto Youssef na Labogen, Alexandre Padilha, ex-ministro da Saúde de Dilma. Era tudo que os tucanos mais queriam nessa reta final de campanha.

DILMA É TIM MAIA

A artista Dilma Coraçona Valenta, interpretando Tim Maia, disse ontem que o ex-diretor de tudo um pouco na Petrozorra, Paulo Roberto Costa, Paulinho para os mais íntimos, "nunca foi uma pessoa de minha confiança".

Não disse, é evidente, que mesmo assim ela, como president@ da República e do Conselhão da Petrobrás, nunca o tirou do cargo que ocupava e do qual se locupletava.

Paulinho, é o delator premiado do esquema de trambiques, desvio de verbas e de financiamentos ilegais de partidos. Ele vem entregando tudo à Justiça - de dinheiro surrupiado a corruptos safados.

Dilma Coraçona Valenta jurou, nesta sexta-feira, em Santa Catarina, que jamais sequer cogitou o nome dele para ser seu ministro das Cidades. E então a gente acredita.

Afinal, Paulinho era diretor de Abastecimento da Petrozorra - e como abasteceu canalhas - desde 2004, quando foi indicado pelo então presidento do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, mesm época em que Dilma Vana era ministra de Minas e Energia.

Então já se vê que Paulo Roberto Costa foi, acima de tudo, um grande equilibrista. Não era da "confiança de Dilma" que o mantinha no alto cargo de alta confiança.

O que resta desse breve ato teatral é a notável interpretação de Dilma Coraçona Valenta - vulgo Dilmona Valentona - no papel de Tim Maia, o artista que moldou seu caráter por uma de suas mais cínicas e divertidas confissões: "Eu não fumo, não bebo, não jogo... De vez em quando, eu minto".

A diferença é que Dilma só interpreta Tim Maia, não confessa.

O TROCO
Os coordenadores da campanha de Aécio Neves fazem ouvidos moucos e fingem que não estão vendo Dilma Vana interpretar Tim Maia no papel de "Coitadinha". Recomendaram a Aécio que não leve desaforo pra casa. Se Dilma Vana bater, como vem batendo desde que Marina Silva surgiu em cena, é para Aécio dar o troco.

DE MINAS
Dilma é de Minas, sim senhor. Nem tanto porque tenha, por acaso, nascido nas Minas Gerais, de onde diz que saiu rumo ao Rio de Janeiro, para ser gaúcha "de coração"; mas tanto e muito mais do que por isso, Dilma Vana, irmã de Igor Rolusseff, é de Minas, porque foi ministra de Minas e Energia do governo Lula. Não chega bem a ser uma mineira, assim daquelas, mas é de Minas, ou não é?!? O Aécio tem que parar de mentir, uai!

ORA, DIREIS OUVIR PESQUISAS...
As pesquisas estão com uma credibilidade tão grande no Brasil da Silva que lá no Amazonas, o candidato do PROS, José Melo tem 53% de intenções de voto, Eduardo Braga do PMDB tem 47%
e o Ibope diz que eles estão empatados. São seis pontos de diferença e estão empatados! É como se o Brasil de Felipão tivesse empatado com a Alemanha, naqueles debochados 7 a 1 na Copa das Copas.