O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

16 de out de 2014


O NOVO JOAQUIM BARBOSA

Você sabe quem é o juiz Sérgio Moro?

É o mais novo Joaquim Barbosa do PT.

Para ínclitos advogados indignados não se sabe com o quê, Sérgio Moro está para a Operação Lava Jato assim como Barbosa estava para o Mensalão.

É mais uma pedra no caminho do aparelhamento dos organismos vitais dos Poderes constituídos que precisa ser removida, doa a quem doer. Doa a quem doer, menos no PT, ou em quem seja petista.

Os que se apropriaram da República usam de todos os meios e até se valem de advogados de alto coturno para se livrarem do juiz Sérgio Moro, de uma vez por todas.

Está ficando impossível fazer esse país voltar a respirar uma democracia pura. Dia 26 é a derradeira chance de varrer o lixo que está embaixo e por cima do tapete.

TOC DO PT - MANIA VIRA DOENÇA

A apenas dez dias da eleição em que pode ser varrido do poder que ocupa há 12 anos nesse País, o PT mostra todos os sintomas de que está com TOC. O PT na antevéspera do Dia do Adeus, faz parecer que sofre de Transtorno Obsessivo Compulsivo.

O governo Dilma vem repetindo rituais sem sentido, como ofender os adversários, ou descontruir biografias de seus opositores, atitudes que aparentemente aliviam sua ansiedade. Aliviam a ansiedade, mas ferem de morte a democracia e a integridade de uma nação.

O que era mania virou doença. Mas nada é o que pode parecer. Virou doença por esperteza, para o bem do próprio PT, porque mania pode dar cadeia num processo de injúria, calúnia e difamação. Doença pode redundar, na pior das hipóteses, em uma boa temporada num manicômio judicial.

Aí, como o sistema penal está devidamente aparelhado, a reclusão será convertida em prisão domiciliar. E vão todos para casa, como Zé Dirceu - o Pai dos Mensaleiros, está indo para o doce aconchego do lar, já na semana que vem.

RODAPÉ - Desconstruir é o verbo construído pelo PT nesta temporada de caça ao seus opositores, usado para substituir as fortuitas e já manjadas descobertas de dossiês que os aloprados botavam a perder em vésperas de antigas eleições. 

ENTREMENTES

Enquanto Dilma Vana fica "fabulando" na TV, como se um Lula de saias fosse, a Polícia Federal anuncia ter fechado o elo de propina no Petros, Fundo da Petrobrás.

A suspeita do momneto é de que o tesoureiro do PT intermediou a negociata fechada pelos diretores do fundo de pensão dos funcionários da estatal com o doleiro Alberto Youssef.

A maracutaia redundou numa propina de meio milhão de reais pelo negócio feito com empresas do ex-deputado Zé Janene (PP-PR) que morreu em 2010 e do doleiro Youssef - um dos pontos de referência da Operação Lava Jato. A gandaia deixou um prejuízo de R$ 13 milhões ao Petros.