O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

23 de out de 2014

NULO
Agnelo Queiroz encerra com chave de ouro sua passagem pelo governo do Distrito Federal. Ao declarar que seu voto será nulo neste segundo turno, ele consagra o apelido que ganhou do povo como o governador que nada fez por Brasília: Agnulo.

PT É O PT
O PT nunca foi tão PT quanto este PT que Rui Falcão joga com todo o peso de sua irritação contra o juiz Sérgio Moro que detonou o esquema do Petrolão. Entrou com representação no Conselho Nacional de Justiça, alegando que o juiz deixou vazar as informações dos depoimentos de Paulinho da Petrozorra e do doleiro-companheiro Alberto Youssef. Ao invés de execrarem os corruptos do seu partido, eles preferem "desconstruir" e desqualificar os que escancaram a verdade. O PT se faz de bobo e finge que não sabe que os depoimentos não estavam, sob segredo de justiça. As alegações de Ruy Falcão, presidente subalterno do PT foram rechaçadas por procuradores e magistrados.

AMEAÇA
Não bastasse o pífio desempenho eleitoral de Gleisi Hoffmann no Paraná, Dilma Vana ainda tem agora o pepino de mais de um milhão de reais que escorreram da farra de corrupção na Petrobrás para a campanha da esposa de Paulo Bernardo, ministro das Comunicações. Dilma já andou balbuciando qualquer coisa para seus mais chegados que, se for reeleita, vai trocar Paulo Bernardo por Ricardo Berzoini, nas Comunicações. Berzoini é aquele que virou a Previdência do avesso quando foi ministro e tornou a vida dos aposentados num inferno. Isso não é um sinal é uma ameaça. Vou dizer uma coisa: se essa gente continuar de dona do Brasil, eu vou mesmo para Pasárgada.

DUAS PRAGAS
Tome nota aí: se Dilma Vana ficar de dona do Palácio pelos próximos quatro anos, duas pragas serão inevitáveis: o marco regulatório da internet e a volta da CPMF, o imposto do cheque.

AS URNAS NOTÁVEIS
O que esse Zé Totonho Toffoli, ministro do Supremo pelo seu notável saber jurídico, hoje presidente do Tribunal Superior Eleitoral deve saber de urnas eletrônicas e biométricas, deve ser uma grandeza. Basta ver como, nas propagandas de rádio, TV e jornal ele garante a credibilidade e inviolabilidade do receptáculo de votos mais ágil e confiável do mundo. Então não há porque alguém se preocupar de que essa votação possa ser manipulada. Pois,então avante que o TSE garante! Se o Tribunal Superior Eleitoral diz que não há nenhum risco de manipulação, então tá. Mas, se na hora do bem bom, você errar o dedo, a culpa é sua e não do sistema brasileiro de contagem de votos que as maiores democracias do mundo não usam, sabe-se lá por quê.

MUDANÇA
O Brasil está mesmo mudando. Agora todo mundo finge que se admira da virulência de Lula, dos exageros e das mentiras de Lula, dos desaforos, das injúrias, das difamações, das baixarias de Lula... O Brasil está mesmo mudando. E eu pronto para me mudar...Vou pra Pasárgada!

RESSOCIALIZAÇÃO
O Brasil da Silva bem que poderia aproveitar o potencial de bandidagem que existe dentro dos presídios e organizar um sistema de ressocialização dos criminosos que possam colocá-los em regime semiaberto para mudar o eixo da violência urbana que assola este País.

Durante o dia, os ladrões sairiam detrás das grades - tipo assim Zé Dirceu e seus mensaleiros - para trabalhar naquilo que eles mais entendem, mas com um enfoque muito mais social: pobre não assaltaria mais aqueles que são pobres.

Seu único alvo, uma vez de volta às ruas, seriam os políticos e governantes corruptos. Só os corruptos, o resto não; afinal, o resto é o resto.

Em assim agindo, os assaltantes estariam fazendo um bem à sociedade e garantindo para si próprios um futuro de muito maior prosperidade. E, no fim do expediente diurno, na volta para os presídios teriam uma noite bem mais tranquila, dormindo o merecido sono dos justos.

LAVA JATO

Dilma Vana, no último de(m)bate com Aécio Neves, usou e abusou da denúncia do tal Leonardo Meirelles, versão laranja do Cara mais useiro e vezeiro da tática de "desconstruir" pessoas que se conhece na banda mais podre da política brasileira, para espalhar que o ex-presidente dos tucanos, Sérgio Guerra, morto em março deste ano, tinha negócios com o doleiro Alberto Youssef.

Dilma Vana e Santa, seu conselheiro, sabem que morto não fala. O diabo é que delator premiado fala. E não pode mentir, senão acaba com o acordo que lhe dá liberdade e acaba com ele mesmo.

O popular Beto Youssef falou para seu advogado Antônio Figueiredo Basto dizer pra deus e todo mundo e até para a Justiça, para o PT e para Dilma Coração Valente que ele, Youssef, "nunca falou com Sérgio Guerra, nunca teve negócios com ele e nunca trabalhou para o PSDB".

Então falou, tá falado. Mas as penas do tucano que foram jogadas ao vento, estão soltas pelo ar. E agora só não é tarde e Inês é morta, porque Sérgio Guerra pode vir puxar as perninhas dos caluniadores e seus propagadores.

A PERGUNTA

Enfim, nesta sexta-feira, o último de(m)bate entre Dilma e Aécio na TV. E logo na TV Globo! Vai ser ótimo para se assistir. Quase igual a um clássico do Brasileirão, sem a escalação de Neymar.

Em todo caso, já reservei pipoca e guaraná do Amazonas. Não quero nem saber o que um vai dizer para o outro, mas mal posso esperar a resposta de Dilma quando Aécio, no auge de sua ousadia, deve lançar nos últimos segundos do programa a pergunta demolidora:

- Candidata, aonde é mesmo que a senhora vai colocar seu voto?

E, ao escutar a resposta, desligo a TV, escovo os dentes e vou dormir na mais santa paz. Vou sonhar que o Brasil está a um passo de começar a mudança.