O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

4 de fev de 2016

DILMA É O RONALDINHO
Sabe aquela jogada do Ronaldinho, no tempo em que ele ainda jogava futebol?... Ele olhava para um lado e passava a bola para o outro. Pois a Dilma é o Ronaldinho do governo. Ela nos distrai com a CPMF e aumenta impostos de tudo que é jeito: De segunda-feira pra cá aumentou IOF, Imposto de Renda PIS/COFINS...

DELATOR CONTA QUE
DILMA SABIA DE TUDO

Depois de dizer que se desdisse por se sentir ameaçado de morte, o delator fernando Moura, empresário ligado ao PT, disse ontem para o juiz Sérgio Moro que a hoje presidente Dilma Vana participou da reunião, bem no início da Era Lula em 2003, quando foram decididas as indicações "políticas" dos diretores de empresas estatais. Esses diretores seriam, a partir de então, os responsáveis pela arrecadação de dinheiro para o partido.

Fernando Mouro abriu o jogo: "Dilma foi do grupo que definiu a arrecadação para o PT. A reunião foi ao lado da sala do ministro da Casa Civil com o José Eduardo Leite - que foi indicado presidente da Petrobras, o Luís Gushiken, da Secretaria de Comunicação, o Delúbio Soares ex-tesoureiro do  PT, a Dilma que era ministra de Minas e Energia, o Silvio Pereira então secretário-geral do PT, quando foram analisados todos os nomes que seriam indicados para cargos de diretoria".

Esse encontro foi para definir as indicações para "mais ou menos cinco ou seis diretorias de estatais para 'poder ajudar' a nível de campanha posteriormente".

E Fernando Moura completou: "Foi conversado sobre Petrobras, Correios, Caixa Econômica Federal, Furnas e Banco do Brasil". Era novembro de 2002.

Então, pronto. Agora, a gente ficou sabendo que Dilma sabia de tudo. E mais do que isso, agora a gente sabe que o Sergio Moro sabe de tudo. Mas, ele não vai chamar a Dilma só por isso. Não, não é por desaforo; é para não haver desaforamento. Com Dilma na jogada, o processo sai da sua Vara e entra na geladeira, esperando o fim do mandato para então chegar, provavelmente, à Corte de Lewandowski.

PRÊMIO BATATA QUENTE
Vocês ainda se lembram do Prêmio Petrobras de Jornalismo? A edição de 2015, oferecida pela estatal a jornalistas que precisam se inscrever para serem reconhecidos, já foi prorrogado duas vezes.  Por absoluta falta de interessados. Quem sabe o bloco da esgotofeira e a turma dos blogueiros amestrados se habilitam?...