O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

5 de ago de 2015

SURPRESA NA PGR:
VENCEU O FAVORITO

E assim é que Rodrigo Janot ganhou de goleada a disputa pela sua própria vaga na Procuradoria Geral da República. Agora a lista tríplice vai parar nas mãos de Dilma Vana que, Sapiens como ela só, vai manter Janot no lugar que lhe pertence. Uma decisão que só não é salomônica por que é cômoda: Rodrigo Janot, esperto que nem ele em dia de chuva, bateu de frente com Eduardo Cunha, inimigo figadal da Mulher Mandioca. Eis que esse governo novamente surpreende: volta a não ter nenhuma novidade no front. Venceu o favorito.

A MÁFIA É O ESTADO

E no vai da valsa da Operação Lava Jato, os federais, os promotores e os juízes das bandas dos pinheirais, continuam tirando a máfia para dançar.

E entre um intervalo e outro, uma fase e outra, entre uma, digamos, contradança e outra, a Lava jato vai mostrando que o que existe entre o crime organizado que atende pelo codinome social de Clube do Bilhão e o governo brasileiro é uma relação simbiótica, duradoura e tão eficiente quanto rápida e rasteira: a propina agrada e faz bem a todos porque todos precisam de dinheiro para ter poder e sobreviver no poder.

A máfia, o crime organizado, o Clube do Bilhão comprou o Estado. Bastou uma década e meia para o crime organizado se tornar o Estado. Quando a nação se deu conta, a metamorfose já era ambulante.

Sorte é que o Brasil nasceu virado pra lua. Ainda bem que surgiu a Lava Jato no salão e tirou todo mundo pra dançar. Fora de forma, acostumados a "guiar" seus pares, os donos do grande baile de cobras, estão bailando na curva. Andam pisoteando os pés uns dos outros. Que grande orquestração. Viva os trombones da Lava Jato!