O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

15 de mar de 2016

LULA NÃO SE CONFORMA 
EM NÃO SER NADA

Não, Lula não se conforma em ser nesse reino da iniquidade um Zé da Silva, um João Ninguém, um pé-rapado, um reles presidente, imagine só!, de honra do PT, ou de honra do Instituto que rouba seu nome e bota a culpa em Okamoto.

Ora essa, grandes coisas, imagino Lula pensando com o próprio Lula: "honra é uma coisa que a gente ganha de mão-beijada e perde com um pé no traseiro".

De que vale ser presidente de honra do PT, ou do Instituto em que ele, Lula, é só "o retrato" e nada mais?!? Lula detesta não ser nada na vida.

Lula abomina ser um reles Luiz Inácio, ainda mais da Silva. Lula tem que ser Lula, nem que a Dilma tussa! Lula é objetivo e não suporta o pavor de depender da esperança para vencer o medo. Lula tem que ser alguma coisa.

E tem que ser alguma coisa agora, já, já. Nem que seja ministro de si mesmo, posto que ser ministro de Dilma Coração Irresignável é dar marcha-ré na coragem de exibir-se como candidato a presidente e proprietário indébito desse país, outra vez.

Ser ministro desse governo vale como escalada para, desviando-se das escarpas da lei e da justiça, ele chegar-se impoluta e bandalheiramente como um legítimo Reizinho ao trono que até aqui acomoda as partes pudendo-glúteas de uma inútil e resignada rainha da Inglaterra.

E serve também como arte e manha antiética e imoral para recuperar a chance de não ter medo de ser feliz sozinho. Assim, o altaneiro Lula se imagina de novo subindo a rampa.

Ele sabe que nessa República do Petrolão, o povo sempre se deixará convencer de que, por pior que seja um ministro ou um presidente, por aqui não há nada melhor.