O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

18 de mar de 2016

QUEM DIRIA?!?

Lula, o destemido fanfarrão da República para fugir da Vara de Sérgio Moro foi se esconder embaixo da saia da Dilma Coração Acolhedor. Mas a polícia já sabe onde ele se encontra: o criminoso sempre volta ao local do crime.

MOSCA AZUL

Mauro Lopes, não resistiu à picada da mosca azul e foi ser ministro da Dilma. Pronto, foi expulso ontem mesmo do PMDB.

MORO CONHECE OS BOIS

Tem um troço quase sagrado na Justiça: a jurisprudência. E é a jurisprudência que dá validade hoje à decisão do juiz Sérgio Moro de liberar as tais gravações vergonhosas entre Dilma e Lula.

O Superior Tribunal de Justiça entende que se alguém com foro privilegiado mantém contato com um lheguelhelé qualquer  num telefone monitorado por conta de um juiz de primeira instância, a gravação está valendo.

Só os que se acham acima do bem e do mal e pensam que são donos desse país é que podem imaginar que Sérgio Moro seja inocente ao ponto de não saber com que bois anda lavrando.

MORO ESPERA LULA

Todo esse embuste, toda essa estrepitosa palermice do governo Dilma para livrar as gordas polpas de Lula da Vara de Sérgio Moro vai acabar dando em nada. É que a jurisprudência dá as caras de novo lá pelas barras do Supremo Tribunal Federal, ainda que seja a Corte de Lewandowski - casa de companheiros.

A jurisprudência no STF devolve ao chamado "juízo natural" toda alma viva mais honesta da face da Terra que, como Lula fez, assume um cargo para ganhar o tal foro privilegiado. O juiz natural no caso de Lula é o 007 Moro, Sérgio Moro.

ENQUANTO ISSO, LULA É MINISTRO

Esteja lá onde estiver; em casa, no sítio, na Granja do Torto, sob a saia da Dilma, Lula é ministro até que receba a intimação. E então já se pode constatar que para o bem do Brasil tanto faz que ele esteja onde estiver, no duplex, na Granja, sob a saia da Dilma ou na Casa Civil, Lula como ministro não muda absolutamente nada. Não faz qualquer diferença para o país. A não ser que Lula vai custar mais um gordo salário para os cofres públicos, mais mordomias e despesas secretas com o cartão corporativo. Confirmado o golpe de sua nomeação, ele será seguramente mais um péssimo ministro desse péssimo governo.

O RETORNO
O técnico Cuca chegou da China para assumir o Palmeiras. O Palmeiras jogou ontem contra o Nacional do Uruguai, pela Libertadores. Perdeu de 1 x 0. Já está na hora de Cuca voltar para a China.

A CARTA SEM ALMA

Em carta aberta, Lula pede agora "equilíbrio" da Corte que chamou de covarde. Não li e não gostei. Até porque sei que não foi ele quem a escreveu. E mesmo quando não é ele quem diz, mas manda dizer, Lula não diz o que está dizendo. Sua falsidade é o traço de caráter mais verdadeiro que ele consegue abrigar num corpo em que já não cabe a alma viva mais honesta desse país.

O IMPEACHMENT
NÃO VAI SER NOSSO

A Câmara, grande casa de tolerância nacional, cafetinada ainda por Eduardo Cunha - um cidadão à beira de uma vergonhosa cassação, oficializou a abertura do processo de impeachment da Dilma. Grande coisa. Se a derrubada de Dilma vier de quem vem, o Brasil vai agradecer aliviado, por que Dilma já vai tarde, mas em compensação o povo vai morrer de vergonha porque uma pandilha de sevandijas que não nos representa, tomou a decisão que nós já deveríamos ter tomado há muito tempo.

SEGURANÇA NACIONAL
À MODA DA CASA

Contra o juiz Sergio Moro,o governo vai alegar agora que sigilo de Dilma é questão de segurança nacional. Qual é a novidade? O sigilo dos cartões corporativos também é questão de segurança nacional; os empréstimos do BNDES às obras em Cuba, Angola, no diabo a quatro lá fora também são questão de segurança nacional... Por que os colóquios chulos e emporcalhados de Lula com Dilma, e deles, os dois, com uma caterva da pior espécie, não serão, neste momento solene, uma questão de segurança nacional?!?

O QUE LULA DIZ
NUNCA É O QUE DIZ
Na carta que não escreveu nem leu e o pau comeu, Lula diz que respeita o Judiciário. Ah tá. Manda escrever isso e por fora das linhas tortas chama de golpe o processo legítimo de impeachment, amparado na Constituição-Cidadã de 1988. Lula é Lula e pronto. Quando Lula diz uma coisa é outra.
O Lula paz e amor da carta é o Lula beligerante cansado que tem medo de guerra.