O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

29 de mar de 2016

PMDB DÁ O FORA NA DILMA E SAI BATENDO AS PORTAS
O Brasil está às portas de ter um presidente de honra

Dilma Vana, a Dilma Sapiens, a Mulher Mandioca, a President@ Pamonha, a Dilma Coração Valente é tão benquista e respeitada que o seu eterno companheiro, o seu mais constante e guloso parceiro de governos após governos nesse país, deu-lhe o fora e saiu batendo com as portas na sua cara.

O fato é inusitado mas nem chega a ser surpreendente, eis que nunca antes na história desse país e nessa democracia de gabinete, cheia de gaveteiros, houve um governo que não fosse do PMDB.

Nem é preciso que se vá tão longe até chegar ao ponto de lembrar que, em plena ditadura militar, Arena e MDB formavam o par de vasos que governava o então país do futuro.

Basta que se dê um pulo até 1985 e pronto: Tancredo Neves morreu e deixou a Presidência da República para Zé Sarney, o Marimbondo de Fogo, dando-se assim um triste e melancólico início à redemocratização do Brasil.

Dito isto, não é preciso que se diga mais nada. Passamos pelas mãos de Itamar Franco, o menos pior deles todos; pelas garras de Collor, o Caçador de Marajás; passamos por uma dose dupla de Fernando Henrique, que nos chamou de vagabundos; pela dose cavalar de Lula da Silva, o Enviado Divino e caímos no regaço de Dilma Vana. Aí, deu no que deu.

E cá estamos nós voltando do nada para lugar nenhum. Dilma Vana hoje está tão isolada em termos congressuais e populares, quanto isolado estava Fernandinho Beira-Collor quando, abdicando de uma Fiat Elba, saiu pela porta dos fundos do Palácio do Planalto, voando numa carona de helicóptero até a Casa da Dinda.

Não me perguntem por quem os sinos dobram. Eles podem estar dobrando por nós. Quem sabe estamos mortos e nem sabemos?!?

Então, façam o seguinte, perguntem apenas ao Lula onde foi que ele enfiou o seu talento de moderador; sua força de coalizão; seu poder de convencimento.

Mas, perguntem logo, por que amanhã - graças a uma decisão inamovível e inadmissível e irretorquível e incompreensível do Supremo Aparelho Federal, Lula poderá estar ministro de fachada da Casa Civil da Dilma, Coração Infalível.

Se isso acontecer, estaremos uma vez mais diante de um fato inédito nessa recente e estarrecedora História do Brasil: Lula terá Dilma Vana como presidente e os brasileiros terão Lula como presidente de honra do Brasil. Querem mais que isso?

Que outro país nessa droga de mundo democrático pra burro tem, além de uma mulher-presidente, um vice-presidente decorativo, um presidente de honra e glória, de fato e de direito? Isso não é pro bico de qualquer um. Nem de tucano nenhum.

E assim é então que, diante desse quadro surrealista, nós todos, como povo, poderemos erguer a cabeça e encarar o mundo de frente.

Habemus presidenta e presidento de honra!

E explicar e justificar isso para o mundo vai ser uma barbadinha, assim como roubar pão e mortadela de quem, de tão debilitado e humilhado, já não tem força nem pra trabalhar.

Basta estufar o peito e cantar aos acordes do nosso lindo e venerando Hino Nacional que como nação, admitimos perder tudo, menos a honra e a dignidade...

É que nós somos brasileiros, com muito orgulho, com muito amor; não desistimos nunca: vamos continuar procurando a honradez e a dignidade até que um dia nessa vida ainda vamos encontrá-las.