O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

15 de mai de 2016

DUREZA & TERNURA
A OAB está avaliando apelar à Justiça para demitir do governo Michel My Love, ministros que estejam sendo investigados na Lava Jato. Isso é  uma coisa, outra coisa é que os tais ministros sob investigação - Henrique Alves, do Turismo e Geddel Vieira Lima, da Secretaria do Governo - juraram inocência para My Love Temer que acreditou. A primeira coisa: é uma raridade a OAB não levar em conta o tão usado e propalado "amplo direito de defesa" que a Ordem sempre defendeu. A segunda coisa: pô esse Michel Temer é mesmo muito abobado, acreditou nos investigados, mesmo sabendo que eles não são delatores premiados. Quer dizer, a OAB  endureceu e o Temer não perdeu a ternura.

UM EM CADA TRÊS
QUER É ROSETAR
O Instituto Paraná, tão infalível quanto permite a sua margem de lucro para cima ou para baixo, realizou pesquisa que revela: 62,2% dos eleitores não votarão, nem que a Dilma tussa, em candidatos que foram e estejam contra o impeachment. Quer dizer, em cada três pessoas, duas prestaram atenção nos podres do governo que foram postos pra fora durante esse barraco todo no Congresso Nacional. O terceiro eleitor também prestou atenção, mas tá nem aí pro mar de lama. Não se importa que a mula manque, o que é ela quer é rosetar.

NO OLHO DA RUA
Há um frenesi de dar bananas aqui no Planalto Central do Brasil. Nada menos de 23 mil "comissionados" estão de gavetas limpas e computadores zerados à espera do chute bem ali naquele lugar onde as costas perdem o seu digno nome. O que será desse país sem a prestação de serviços dessa gente?!? O pior é que eles vão estar por aí, à solta no olho da rua; prontos para dar o bote na próxima boca-livre.

QG DA RESISTÊNCIA

A partir desta segunda-feira, restam 15 dias exatos para Dilma Vana apresentar sua defesa ao Senado Federal. Mas, enquanto pedala pelas ruas de Porto Alegre  - pedalar é a sua especialidade - ela aguarda os arremates na montagem do que chama de seu "QG da Resistência" ao governo Michel My Love Temer. Dilma já sabe que Dunga não vai convocar o Zé Eduardo Cardozo para o gol da Seleção Brasileira: ele não consegue defender o indefensável. Então, em vez de se defender, Dilma Vana prefere atacar.