O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

25 de mai de 2016

CLUBE DE ADVOGADOS DE LULA QUER QUE
GILMAR MENDES CONDENE GILMAR MENDES

Então é o seguinte, dez e dez são vinte: o clube de 25 advogados gratuitos de Lula querem que ele seja julgado pelo Supremo Tribunal e que ele assim escape de entrar na Vara do juiz Sérgio Moro. 

Os dadivosos causídicos querem que o STF considere que Lula foi ministro nomeado por Dilma por quase dois meses e que nada existia ou existe contra ele que o impedisse de ocupar o cargo. 

Não foi bem o que pensou na época, o ministro Gilmar Mendes que considerou o ato de Dilma Vana uma tentativa de obstruir o trabalho da Operação Lava Jato que está cheia de provas contra o tal ministro que nunca tomou posse. 

O recurso caiu no colo de Gilmar Mendes que vai analisar o pedido da defesa do petista. Gilmar Mendes não tem por que não tomar uma decisão monocrática, o rito da Corte lhe dá plena autonomia de julgamento. 

Se você não está lembrado, Gilmar Mendes considerou de cara naqueles dias que o ato foi uma clara tentativa de burlar a Justiça; que Dilma teria indicado Lula para o governo com o objetivo de fazer com que as investigações contra o seu inventor fossem examinadas pelo STF e não por Sérgio Moro.

Então, pense comigo - porque pensar como pensa a pandilha de defensores do Lula é um desatino: se Gilmar Mendes considerar agora que Lula deve ser julgado pelo Supremo e não pela Vara de Sergio Moro, então Gilmar Mendes estará cometendo suicídio funcional. 

Gilmar Mendes estará condenando Gilmar Mendes por ter cometido um erro crasso e grosseiro de julgamento quando considerou sem pestanejar que Lula não tem direito a foro privilegiado coisa nenhuma, por que não tem curso superior, por que não exercia mandato nenhum nem ocupava ou ocupa hoje uma dessas rotas de fuga disfarçadas de cargos públicos.  


RODAPÉ - Depois de segredinhos de liquidificador - quando Lula era presidente e não ex-presidente com 54 milhões de votos da DIlma, tinha mania de levar todo mundo na conversa. Um dia convidou Gilmar Mendes para ir "tomar um vinho lá em casa"... Aí, pegou mal. Gilmar Mendes nunca mais foi aquele que não resta a menor dúvida para a República dos Calamares.