O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

21 de abr de 2015


PT TREMELICA COM 
VACCARI NA CADEIA

O PT está todo tremelica e fazendo de tudo para tirar Vaccari Neto da cadeia. O pavor que bate nas hostes petistas é que ele já mandou avisar que não tem vocação para Delúbio Soares. 

João Vaccari Neto é unha e carne com Lula, desde os tempos do escândalo da Bancoop, aquele desvio de recursos na Cooperativa Habitacional dos Bancários de São Paulo, do Sindicato que é filiado à CUT, para beneficiar o caixa do Partido dos Trabalhadores nos anos de 2002 a 2004. 

Vaccari foi tesoureiro e presidente da Bancoop que, apesar de ter recebido dos fundos de pensão aportes financeiros de mais de R$ 40 milhões, a partir de 2003, transformou-se numa empresa com déficit estimado em mais de R$ 100 milhões. 

De lá pra cá, os laços de amizade com Lula foram tão fortes que, em 2010, Vaccari Neto virou tesoureiro e caixa-preta-forte do PT. 

Como não toma o bode-expiatório, Marcos Valério, como modelo de boca-de-siri, João Vaccari Neto pode estar, para horror da cúpula petista, à beira de uma delação premiada. É que, no vai da valsa, Vaccari Neto tirou a própria família dele para dançar. E ela entrou no ritmo.

Até agora, Vaccari Neto - citado na Lava-Jato por cinco réus delatores premiados - não recebeu sequer o afago do tradicional telefonema do amigo Lula com o código de silêncio da facção partidária "tamo junto nessa, cumpanhêro!". 

DO PANAMÁ AO PARANÁ

Depois de andar flanando por dez dias no Panamá - deve ter ido até lá comprar chapéus, fabricados no Equador - Marice Corrêa de Lima, cunhada de João Vaccari Neto, chegou escoltada ao Paraná. Foi devidamente fichada e até já prestou depoimento à Polícia Federal - seu novo e, por enquanto, provisório endereço residencial. 

Ela negou a existência de uma "central de propinas". Se negou é porque ela sabe do que está falando. 

Mas acontece que Marice é "suspeita" de operar dinheiro ilegal para o ex-tesoureiro do PT, por acaso marido de sua irmã. 

E uma irmã muito querida, já que o Ministério Público Federal afirma que ela pagava mesada à mulher de Vaccari. 

Os procuradores da República encontraram uma série de depósitos feitos até o mês passado por Marice Lima na conta da sua mana Gisela Rousie de Lima, mulher do tesoureiro.

Peralá! Mesada? Ah, deve ser por relevantes serviços prestados como fiel companheira.

Marice Lima mal pode esperar para voltar de novo a gozar o pleno sol da liberdade. Mas nem sempre a banda toca o dobrado que a gente quer: a Operação Lava-Jato já entrou com o pedido de sua prisão preventiva. Às vezes, mesmo no Brasil da Silva, esses pedidos pegam. Ainda mais quando o pedido cai na Vara do juiz Sérgio Moro.

21 DE ABRIL
Então tá, 21 de abril... Faz tempo morreu Tiradentes; faz 55 anos que JK inaugurou Brasília; faz 30 anos que morreram Tancredo Neves - o único presidente na História do Brasil que não errou nada durante o seu mandato.

55 ANOS DE BRASÍLIA
Brasília celebra hoje, seu 55° aniversário de fundação, com uma série interminável de programas artísticos, culturais, musicais e o diabo a quatro. Aquela que seria sua mais ilustre habitante provisória, a president@ da República, não vai dar as caras em nenhuma solenidade. Vai ver que é só porque Brasília não foi criada pelo mesmo criador que a fez criatura. Não, não, isso é maldade. Dilma Vana não vai dar as caras porque, ultimamente, todo petista que sai às ruas por aqui, não chega a ser ovacionado, mas é vaiado. Simples assim.

BI-BRASIL
E enfim, para desgosto do PT de Lula, do PT do PMDB, do PT de Falcão, do PT de Dilma que gostam de dividir o povo em dois - branco e preto; pobre e rico; bom e ruim; nós e eles... - estamos chegando a uma alentadora realidade: afinal estão aí, o Brasil do PT e o Brasil da Lava-Jato.