O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

20 de mai de 2015

PACOTE CHINÊS
中国包

E então, em pleno gozo do que chama de vitória, mas não passou da aprovação mais apertada de um candidato a uma vaga de ministro no Supremo Tribunal do Governo, com o elástico placar de 52 votos positivos contra contundentes 27 negativos, as hostes de comunicadores de fidelidade canina a Dilma Vana, comemoram muito mais a chegada da China ao Palácio do Planalto, como salvadora da pátria sem chuteiras que amarga os legados da Copa e do desregro total que destrambelhou o país.

A algaravia toda é por que foi celebrado um "grande acordo" comercial entre o Brasil da Silva e a República Popular da China, enrolado num pacote de 53 bilhões de dólares que embrulham 35 projetos de infraestrutura que tem como promessa matar o dragão da inflação.

Pois, olha que o bicho pode ser bem mais feio do que parece. Com a China não se brinca. São mais de um bilhão de chineses todos parecidos uns com os outros e que apertam os olhos para enxergar melhor. Com eles a gente nunca sabe quem foi que chegou nem quem foi que saiu.

E esses Lig-Lig-Lés não são poucos e nem a China é pequena pro nosso bico. Tem mais de 1 bilhão e 300 milhões de habitantes e com isso a China é o país mais populoso do mundo; tem sozinho um quinto da população da Terra. Cabem sete países com a população do Brasil dentro da China. Em caso de briga, ou desconforto, a gente vai ter que disparar.

E não se admire de que eu esteja falando em dar no pé na hora do pega pra capar, por que em matéria de guerra a gente já se deu mal até batalhando contra o Paraguai que tem hoje pouco mais de 7 milhões de habitantes, sete vezes menos gente disposta a ir à luta do que o nosso estado de São Paulo, que nem pensa nessas coisas.

Pois bem, eu dizia que chinês não prega prego sem estopa. E o que acabe lançar aqui, é bom que Dilma saiba, não foi um pagode chinês; foi um pacote chinês. Chinês dá murro em ponta de faca. Não ficou rico à toa. A China cresceu que nem louca quando, em 1842 perdeu a Guerra do Ópio para a Inglaterra. E foi daí que nasceu a Tríade, uma organização que não bota pra perder e não para de crescer pelo mundo afora.

E com a Tríade é assim: aonde a China vai a Tríade vai atrás. A Tríade é uma mega organização criminosa que deixa o crime organizado estatal hoje instalado no Brasil com cara de criancinha de colo, sem fralda e com diarreia.

A sede da Tríade é em Hong Kong - estou avisando agora para que depois aqueles que tomaram de assalto esse país não digam que a gente não avisou.

Mas, como eu ia dizendo, a Tríade não perde a chance de se esticar pelo mundo afora.  Ela hoje tem bases no Vietnã, Macau, Taiwan, China, Malásia, Singapura, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Reino Unido e por aí afora.

Ela é especializada em "serviços sujos" e também notável no exercício de lavagem geral de dinheiro, extorsão, espionagem, assassinato, tráfico, prostituição, jogos de azar.

E, como se sabe, o Brasil hoje está que é uma zorra em termos de organização dessas coisinhas à toa que andam por aí, de mão em mão, e mal administradas pra burro. Sim, o Brasil subterrâneo também é mal governado.

Estou falando isso tudo, não por que o premiê chinês tenha qualquer coisa a ver com isso; sim por que é inevitável que a Tríade que já anda especulando venda de relógios, aparelhos eletrônicos, miudezas e grandezas nas bancas de camelôs que se espalham pelas capitais e grandes centros urbanos desta gloriosa terra que já foi abençoada por Deus e bonita por natureza, se instale peremptória e confortavelmente por aqui.


As facções mais influentes da Tríade criam empresas e corporações legítimas como fachada de suas operações criminosas. Uma estratégia tipo assim com o que fizeram agora mesmo aqui no Brasil da Silva com a Petrobrás e suas derivações e produtos também derivados.Tô só avisando: Dilma Vana não sabe com quem está se metendo.

Com chinês - seja da Tríade ou do governo - não tem essa história de dizer uma coisa hoje e desdizer amanhã. A Tríade, só a Tríade, tem nada mais e nada menos do que 2 milhões e 500 mil membros espalhados pelo mundo.

Vá mentir para um povo desses que eu quero ver. Ah, sim... A Tríade e suas ramificações são quase intocáveis por qualquer espécie de aplicador da lei. Nem a Vara de Sérgio Moro teria 紫色 para destríadilizar o Brasil da Silva.

Quando a Tríade perde a cabeça, não é como uns que outros tucanos, seus tentáculo cortam pernas, braços mãos, ou cabeças de seus opositores.

Com a Tríade pelas cercanias, o jogo do bicho que se cuide e até as Loterias da Caixa que se precavenham. Os dragões chineses não são mansinhos como o nosso Leão da Receita e muito menos domesticáveis como o dragão da inflação que o governo novo de Dilma Vana teve a nova ideia de trazer de volta.

E a vasta fronteira brasileira da cocaína com Peru, Colômbia e Bolívia é um apelo que cutuca e faz cócegas nos planos permanentes de expansão das tríades em mercados promissores.

Só não se metam a fazer com os chineses o que fazem com os brasileiros. Com eles, promessa é dívida. E eles sabem cobrar.

Vou dizer só mais uma coisinha: acho, sincera e temerosamente que comemorar esse pacote de bondades chinesas por 53 bilhões de dólares vai sair mais caro para Dilma Vana e suas facções do que a sua vã filosofia de bem governar esse país pode alcançar.

Logo, logo, o Brasil da Silva vai saber como é que os chineses da Tríade provam que a mentira e os mentirosos têm pernas curtas.