O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

31 de mai de 2015

A COBRA VAI FUMAR

Pois, Dilma Vana ainda estava em andanças pelo México nesta semana que já era, quando estourou mais um escândalo pelas beiradas do seu caminho marginal.

Zé Maria Marin, o Surrupiador de Medalhas, ainda vice-presidente da CBF foi preso lá na Suíça.

Dilma Vana ao invés de se horrorizar com mais este desmoralizante vexame, resolveu dar de ombros e desdenhar sem a menor emoção e qualquer comoção: "Acho que isso só vai beneficiar o Brasil".

Assim falou a Zaratustra brasileira, como se a bagunça fosse apenas uma coisa da Fifa, não tivesse nada a ver com a CBF e muito menos com o legado que o bunga-bunga e repoltreio da Copa das Copas nos deixou.

Dilma Vana foi tão Dilma Vana como sempre.

Mostrou-se peremptoriamente distante de mais um escândalo, como já está habituada de tanto que seu governo anda metido em confusões. É assim mesmo, quem está acostumado não estranha.

A diferença é que agora essa roubalheira da Fifa e seus cúmplices de cada Copa do Mundo está sendo caçada pela Justiça, pelos agentes da Receita e pelo FBI lá dos Estados Unidos.

E, como se sabe, essa turma persecutória americana ainda não foi aparelhada pelo governo brasileiro, como aparelhados estão há muito tempo de bons governos, os tribunais de um modo geral e a Corte Suprema em especial, aqui nesse antigo País do Futebol

Quer dizer, com os "marines" no pedaço, a história da Petrobras já seria bem outra. Lá, o Richard Nixon dançou por que não soube mentir.

Isso mesmo o escândalo do watergate deu no que deu, por que o presidente dos Estados Unidos mentiu para os americanos.

Já pensou, se o FBI tivesse assistido aos programas de TV da campanha eleitoreira de Dilma? Uma coisa é certa: não reagiria com um panelaço.

Eles já estão pintando por aqui. Dilma Vana que se aprecate, por que a Fifa tem tudo a ver com a Copa das Copas que, em 2007, foi trazida para cá por honra e glória da comitiva de cartolas comandada pelo então presidente Lula da Silva, o mais rico Pai dos Pobres da história desse país.

Essa gente "senta a pua". E aí, dona Dilma Vana, antes que a vaca tussa, a cobra vai fumar.