O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

2 de nov de 2015

OPERAÇÃO IMPEACHMENT
A peripatética oposição continua empenhada na Operação Impeachment. Começa a semana pressionando Eduardo Cunha para que ele decida, até o dia 15, pela avaliação do pedido de derrubada da presidente Sapiens assinado por Hélio Bicudo. Pura perda de tempo. Nada do que tem caído no colo dessa geração de deputados e senadores para que eles decidam sobre o seu melhor destino é passível apenas de encaminhamento político; tudo é, antes de mais nada, caso de polícia.

SAÚDE BUCAL
Leonardo Di Caprio, se não tivesse morrido na proa do Titanic naquele naufrágio cinematográfico, ele ficaria pra semente. É que ele diz que se cuida muito em matéria de de hálito bucal. Afinal, ele sempre acaba beijando a mocinha. E então ele capricha nessas coisas de hábitos alimentares. É dele o saudável alerta: "a boca é a lata de lixo do estômago". E pois não é que é mesmo? A propósito, se você escova os dentes após cada refeição, ainda que depois daquele McDonald's na saída do cinema, então você também é forte candidato a ficar pra semente.


FILIADOS DA FUP

Os trabalhadores da Petrobras filiados da FUP que junta 12 sindicatos da Federação Única dos Petroleiros entraram em greve ontem, véspera do feriadão de Finados, por tempo indeterminado. 

A paralisação afeta todas as unidades da Petrobras e se soma ao movimento iniciado no último 24 pelos cinco sindicatos representados pela Federação Nacional dos Petroleiros. 

Cá pra nós, por mais que perdure essa greve, fica a impressão de que o prejuízo da Petrobrás não vai chegar nem aos pés do rombo aberto na estatal e no governo do PT/PMDB pela negociata de Pasadena e a série de crimes similares desencadeada por esse governo que, segundo o grande guru Zé Dirceu, "não rouba e não deixa roubar". 

A greve é contra a venda de ativos, corte de investimentos, interrupção de obras e retirada de direitos da categoria. Mas, não se enganem: nem todos ali são filiados da FUP.

AÍ JÁ É TARDE, INÊS É MORTA

Nesse Brasil da Silva, da banalização de escândalos, a notícia de que o Supremo Tribunal Federal negou no fim de semana habeas corpus a Marcelo Odebrecht, passa desapercebida e não chega nem mesmo a fazer cócegas para provocar frouxos de riso na turma aqui da planície. 

Mas, meio século de jornalismo sem patrão, me ensinaram que notícia é a versão que está nas entrelinhas. 

O processo da Odebrecht está na reta final, na Vara do juiz Sérgio Moro. O coordenador da Lava Jato, acabou de ouvir o silêncio de Marcelo da Odebrecht e de ler a pretensiosa carta catatal do inocente big boss do esquema que se valeu da grana barata do BNDES e que arrombou a Petrobras e seus tentáculos defeituosos. 

Isso quer dizer que, não demora nada, a sua sentença será prolatada. É quando começa a sumir do semblante dos condenados aquele ar de empáfia e prepotência e começam a aparecer os primeiros sinais de falsa humildade e enorme vontade de assinar um acordo de delação premiada. Mas aí, já é tarde, Inês é morta.