O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

16 de nov de 2015

LEVY, BOLINHO DE CHUVA
Mais frito que bolinho de chuva, Joaquim Levy insiste no discurso do ajuste fiscal e na volta da CPMF. Em momento algum ele se preocupou em dizer porque o Brasil está com um rombo desse tamanho nas contas públicas. Para ele, na função de lacaio-mor do novo governo Dilma de novas ideias, o que tinha que ser arrombado já foi arrombado e não se fala mais nisso. Está frito, não por causa disso, mas porque Lula quer porque quer Henrique Meirelles na Fazenda. E a troca só não aconteceu até aqui, porque Dilma tem lá seus caprichos e se há alguma coisa que suje a barra de sua saia justa, esta coisa se chama Henrique Meirelles.

NOVO DERBY MUNDIAL
A França andou bombardeando em larga escala o Estado Islâmico nesse domingo lá na Síria. E agora, o presidente francês, François Hollande gostou da coisa e pediu ampliação do Estado de Emergência por até três meses. Quer dizer, botou prazo na guerra do Estado de Emergência contra o Estado Islâmico. É o mais novo derby dos conflitos mundiais: EE x EI.

IMPEACHMENT
Quem diria?!? Cunha éo impeachment para o impeachment da Dilma.

PONTOS A PONDERAR
SEM COMPARAÇÃO
É como diz aquele velho reacionário: “Nem tem comparação: o Estado Islâmico mata, mas os comunistas comiam criancinhas”.

A VERDADE
Sempre na história desse país, quem falasse a verdade, só a verdade, nada mais do que a verdade, era tido e havido como um cara tremendamente honesto, mas tremendamente trouxa. A Democracia de Gabinete acabou com isso. Ela acabou criando a figura do delator premiado, um cara que só fala a verdade, porque é tremendamente esperto.

DINHEIRO POSTO FORA
Quando não vejo alguém que não está fazendo absolutamente nada é que me dou conta de que ali pode estar um forte candidato a deputado, senador, ou até presidente da República. É por isso que me recuso a lhe dar esmola. Ele logo desperdiçaria o meu rico dinheirinho.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
O que é pior, a vontade de contar pra todo mundo, ou ter que calar a dor de cotovelo?

DILEMA REVOLUCIONÁRIO
O brasileiro indignado enfrenta um tremendo dilema na hora de derrubar esse governo que arromba e deixa arrombar: sente que não tem medo, mas também sabe que não tem lá muita coragem.

FINESSE
Quero ver sua elegância chupando uma laranja, ou comendo um Big Mac Feliz. Não, antes de você começar a cantar no banheiro, não quero nem pensar.

SEI LÁ

Sei lá, mas não sei se a Dilma mais capaz de tirar conclusões erradas de situações óbvias, ou de não conseguir concluir nada que preste diante de um fato que precise um pouco mais de raciocínio.