O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

9 de jun de 2011

CHUTANDO CACHORRO MORTO

Está na rede, na página do PT:

O PT e a crise do ministro Palocci

O secretário-geral do partido, Elói Pietá, escreve um artigo dizendo que a legendada não saiu em defesa do ex-ministro da Casa Civil por causa de seu súbito enriquecimento pessoal.

E sai chutando cachorro morto: “O que causou espanto e levou os petistas a não apoiarem sua permanência no governo, foi a origem de seus ganhos privados (orientar os negócios de grandes empresas), a magnitude dos resultados (dezenas de milhões de reais), e o alto padrão de vida que ele se concedeu (representado pelo investimento em moradia fora de sua própria origem de classe média)”.

Pietá, integra a corrente Mensagem ao Partido e ocupa o segundo cargo mais importante na hierarquia petista. Pode até ser isso mesmo, mas está deixando a nítida impressão de que entrou na onda majoritária e, como um Zé Dirceu despojado, faz campanha para derrubar Lula de qualquer pretensão de voltar ao governo.
Reprodução
Pietá não está enxergando bem, ou vê tudo meio enviezado. É isso, ou então não se trata de um problema de vesguice política e sim de absoluta incapacidade de percepção.

Ou será que Elói Pietá não sabe que Lula é o palestrante mais bem pago do mundo? Ou será que ele não viu os 11 caminhões daquela mudança que saiu de Brasília e foi para um depósito em São Bernardo do Campo?!?

Ou será que ele não viu ainda que Lula veste Armani, não anda de bicicleta e ostenta o rótulo de burguês deslumbrado que ganha pelo menos R$ 200 mil de notas sem manchas rosadas por 40 minutos de conversa fiada na sua lavanderia "Palestras Enxutas" que aluga para os patrões mais ricos do mundo inteiro?!?

Na sua mensagem ao partido e a quem quer que o leia, Elói Pietá não toca nem de leve nos bolsos e no comportamento de outros companheiros bons e batutas que são hoje mega consultores, "pessoas não comuns" tipo assim Zé Dirceu; ou podres de ricos que nem o ministro fazendeiro Guido Mantega, os senadores Eduardo e sua Mala Suplicy.

Reprodução
Outro dia, numa palestra no Clube Sírio-Libanês, Lula foi agraciado com uma Land-Rover. Mas não ostentou: a caranga foi para o Instituto Cidadania que, por acaso, ele preside. Para Pietá, tudo bem.

Pietá não deve estar enxergando direito, ou não entendendo bulhufas sequer do que vem acontecendo com sua primeira-presidenta que passou quase dois anos desempregada, em campanha para chegar aonde agora está; não deve ter visto nem sabido que ela andou de Bolsa Kelly pelas ruas de Nova Iorque, antes de adotar de vez a bolsa-família; que, desempregada estava, quando sustentou seu tratamento pelo SUS no hospital Sírio-Libanês - nosocômio onde, um dia, qualquer brasileiro trabalhador poderá mandar extirpar suas berrugas...

Se Pietá viu e entendeu tudo isso, então virou a casaca mesmo e se mudou para as bandas largas de Zé Dirceu que não diz, mas não quer ver Lula no topo outra vez.  Se não for isso também, então Elói Pietá ficou vesgo de vez em termos éticos e morais, já que condena a ostentação de um ministro chutado e perdoa os ricos do PT que ficam na moita delubiosamente, ou que se escondem dentro das gavetas republicanas mais valiosas da máquina estatal que metem a coisa pública na privada.

Ô, Pietá! Tende piedade de nós.
Melhor: Pietá vai te catá!