O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

3 de ago de 2016

QUAL GRETA GARBO...

Sem mais o que fazer e aproveitando o tempo livre que seu Instituto lhe proporciona, Lula se mandou nesta quarta-feira para Santa Cruz de Cabrália, no extremo sul da Bahia. Lula esteve à cata de aplausos e ovações mais precisamente em um assentamento que atende pelo codinome de Lulão.

Era como se estivesse em outro lugar qualquer do país, desde que dentro de quatro paredes, onde ele ainda se anima a discursar.


Pois ele foi lá nos cafundós de Cabrália, falar para a claque que lhe resta: o mirrado e achincalhado MST, Movimento dos Agricultores Sem Terra que nunca plantaram um pé de couve, nem sabem diferenciar um tomate de uma melancia.

Aproveitando a liberdade que lhe sobra, já que não vai mais bebericar na adega do sítio dos amigos, em Atibaia, nem palestrar para ditadores africanos, Lula disse para o enfezado grupelho dos pães com mortadela e dos cachês que já se fazem escassos, que "há uma articulação para criminalizá-lo e para atingir a imagem do PT, da Dilma e do MST".

Oh, coitado. Como esse Lula é perseguido pelos delegados federais, pelos promotores de Justiça, pelos juízes de direito, pela imprensa que não come pela sua mão...

Entusiasmado com os gritos dessa fatia isolada da população brasileira, Lula disse que "se for necessário" voltará a disputar as eleições. E ameaçou quase acreditando no que dizia: "se eu voltar é pra ganhar as eleições". Essa parte é que realmente importa para quem sabe quem está falando: quando Lula está dizendo uma coisa, é exatamente outra.

E assim, sozinho e mal acompanhado pelo depauperado e desacreditado MST, Lula ganhou mais um dia de palanque, antes que a sombra da vara de Moro obscureça o sol da liberdade que ele ainda goza relaxadamente nesse país que seus governos arrombaram e deixaram arrombar.

Hoje, todo mundo sabe que quem anda com o MST, com a CUT, com a UNE, com o tal Movimento dos Sem Teto, está sozinho e nas piores companhias. Nesta quarta-feira, qual Greta Garbo que acabou no Irajá, Lula - quem diria? - acabou no assentamento Lulão, no extremo sul da Bahia.