O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

19 de ago de 2016

CINCO BILIONÁRIOS BRASILEIROS
E então começamos esta bilionária sexta-feira, ante-penúltimo dia de competições dos Jogos de 2016, com cinco medalhas de ouro. Cinco incríveis, fantásticas, extraordinárias medalhas de ouro. Pelo R$ 40 bilhões, fora o alho, que foram gastos para fazer esta festa, cada medalhista é um novo rico. Sua medalha de ouro vale a bagatela de R$ 8 bilhões. Em caso de duplas vencedoras, como a de ontem no vôlei de praia, eles ficam mais pobres: cada uma de suas medalhas vale só R$ 4 bilhões. Mas isso é só por enquanto, com a conquista de mais uma ou duas medalhas, a cotação pode baixar.

EX-ANÃO DIPLOMÁTICO
A Diplomacia dos Estados Unidos e o Comitê Olímpico dos EUA pediram desculpas ao Itamaraty, por que seus nadadores mentiram. Eles disseram que foram assaltados, por que um dos farristas baderneiros tinha medo da namorada e cometeu uma falsa comunicação de crime, pra não tomar onde as galinhas tomam quando ficam ciscando na volta do galo. O estardalhaço foi por uma bobagem, afinal os caras não estupraram nem mataram ninguém, mas serviu para nos lavar a alma. Hoje o Brasil tem a alma tão boa quanto a de Lula. O porta-voz das Relações Exteriores deles pediu desculpas ao nosso Itamaraty. Pronto, já não somos mais aquele "anão diplomático" que o diplomata Yigal Palmor, de Israel, disse que o nosso Brasil inzoneiro era, por que seu embaixador não foi convidado para uma festa que Dilma oferecia, sem quê nem pra quê. 

VAI LÁ, VAI
Tá resolvido: Michel Temer não vai comparecer ao encerramento oficial dos Jogos Olímpicos de 2016. Ah que bom, Dilma já pode ir à festa, pois não estará em "posição secundária" nenhuma para deixá-la constrangida. E está aí também a chance de Lula dar um pulinho até o camarote que lhe reservaram desde o início e que ele preferiu não ocupar, só para poder dizer para as mulheres militantes da CUT que se sentia trabalhando no filme "Esqueceram de mim". Vai lá, Lula, vai. Vai lá, pra ver o que é bom pra tosse da Dilma.