O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

24 de out de 2015

Porque hoje é sábado / há um sedutor que tomba morto
Porque hoje é sábado / Há um garden-party nas cadeias /
E nas ruas, um povo sem sangue nas veias...

INDA QUE MAL PERGUNTE...
Porque hoje é sábado, pergunte-se o que o homem quer saber desde o dia da Criação: o homem nasce bom e fica ruim, ou o homem nasce ruim e pode ficar bom? Em assim sendo, porque hoje é sábado, antes que mal respondam, digam se quiserem dizer: Lula nasceu nu, analfabeto e bom, depois ficou ruim; ou Lula nasceu ruim e depois se vestiu e continuou analfabeto?

NINGUÉM AGUENTA

Fernando HaHaHaddad cogita deixar o PT e o partido de Marina seria a sua primeira opção. Nem o PSDB está descartado. Dizem os que conseguem dizer HaHaHaddad sem rir que o prefeito quer ser reeleito e sabe que se for candidato pelo PT isso não vai acontecer nem que a vaca tussa. Dizem também as mesmas línguas que HaHaHaddad já não aguenta mais as ingerências constantes do honorável Instituto Lula na sua administração. 

LULA VEM DE FAB
HaHaHaddad não aguentar mais o peso do PT nos ombros, não quer dizer lá grandes coisas. Nem o Lula quer saber do PT. Tanto é que já está fundando a FAB - Frente Ampla Brasileira, facção que junta um monte de siglas nanicas que estão aí pra tudo que vier toparem. O grande plano de governo da Frente Ampla de Lula é esconder o máximo possível a estrela do PT nos programas de propaganda enganosa gratuita já para as eleições do ano que vem. 

CHEGARÁ O DIA DE ALGUÉM
LEVAR LULA EM CONSIDERAÇÃO

Lula negou ontem, numa rádio lá em Salvador, na Bahia, ter pedido a cabeça de Joaquim Levy para Dilma Vana, sua criatura. Ele foi o Lula de sempre, aquele que diz uma coisa mas é outra. 

Ora, Lula pode dizer o que bem entender e quiser dizer. Ninguém mais acredita nele, nem mesmo aqueles que mentem nutrir por ele uma fidelidade canina. 

Lula se esbaldou na emissora baiana que, pelo visto, tinha todo tempo do mundo a perder. Ele disse com a voz embargada, com a cara e a coragem que seu Inventor lhe deu, num momento em que não resistiu à tentação: "Pedir a saída de Joaquim Levy seria uma deslealdade com Dilma". 

Perahê, ô! Tenha santa paciência! Agora, até Dilma ficou sabendo com quem anda falando. Ela sabe, mais do que ninguém, que Lula pediu, sim senhor, a cabeça de Levy. Bolas, foi para ela mesma que Lua pediu para trocar Joaquim Levy.

Então, como a Mulher Sapiens que é, deduziu num rasgo de talento incomum que Lula é desleal. Até que enfim, a criatura conseguiu perceber esse pequeno desvio de personalidade no seu criador. 

Cá pra nós, todos os colega dos que sobraram dos tempos das escassas aulas que Lula gazeteou para pular o muro dos estádios onde o Corinthians jogava, tiveram a mesma forma de reação: - Pô, logo ele que nunca se escapou na hora do pega pra capar... Lula nunca fugia; ele botava a culpa nos outros.

Mas, nem tudo está perdido. Chegará o dia em que Lula poderá ser levado em consideração: quando fechar o seu primeiro acordo de delação premiada. Depois do primeiro, ninguém garante mais nada, muito menos sua palavra de honra.

DESCOMPASSADO
Doriva, novo técnico que imprimiu um ritmo vascaíno ao São Paulo que, não ganhou um jogo sequer desde que ele chegou ao clube do Morumbi, tentando salvar a pele diz com coração traiçoeiro, descompassado de amor que, com Osório, "o time era... descompassado". E afirma que agora o São Paulo está evoluindo. Pois, esse jeito de ver tudo pelo avesso, está pegando no Brasil. Doriva parece até o governo do PT há 13 anos sob o comando do PMDB: errar é uma virtude. 

ACORDO, URGENTE!
O PT cometeu o Mensalão,  o Escândalo dos bingos, o caso Celso Daniel, o Escândalo dos cartões corporativos, o Petrolão, protagonizou e comandou, nos 13 anos de poder, quase 200 escândalos todos enfiados na democracia de gabinete que botou em prática nesse país e agora diz que querem criminalizar o PT. Alguém aí que ainda gosta do PT tem que avisar a cada um dos seus mais de 1 milhão e 500 mil dizimistas que precisam celebrar urgentemente o seu acordo de delação premiada. Do contrário, os outros 203 milhões de brasileiros, inclusive petistas, não vão acreditar em nada do que andam dizendo e fazendo por aí.