O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

18 de out de 2015

FOGO AMIGO
Joaquim Levy, o alvo predileto de Lula e seu séquito, pensa em deixar o cargo de dono da Fazenda caso o "fogo amigo" continue. Em matéria de pensamento profundo, isso era tudo que lulitas e falconetes queriam ouvir. O domingo vai ser usado para uma providencial visita ao paiol de munições do partido que domina a democracia de gabinete que destrambelha o Brasil.

INDA QUE MAL PERGUNTE...

Você conhece alguém mais interessado na queda de Dilma Sapiens, do que Lula, o popular Brahma do Clube dos Empreiteiros?

Então inda que bem explique, me dou ao desplante de alertar vocês de que, neste preciso momento solene, há um pingo de, digamos, forças fieis aguentando o peso de Dilma no Palácio. Um desses núcleos de poder que aturam Dilma, é a alta catedral dos banqueiros.

Eles, muito mais do que em Dilma, confiam e gostam de Joaquim Levy. Levy levita em matéria de acuidade política, mas ele é bom de contas. Principalmente, quando dois e dois são cinco, a favor dos bancos.

E então é assim que Dilma vai se sustentando. E Lula vai futricando. Se Dilma derrubar Levy, ela cai junto com ele. E Lula vai parar de furungar. Mas só até que venha o sucessor de Dilma.

Aí ele começa tudo de novo. Até que o próximo seja ele. De volta ao lugar que nunca deixou, Lula então vai futricar e furungar o país, como vem fazendo desde os tempos em que era o Barba, na hotelaria do delegado Romeu Tuma, no Dops, em São Paulo.


EVOLUÇÃO
Sem mais o que fazer diante da TV onde o Vasco é Vasco e o resto é o resto, tive o prazer de assistir ao corisco Neymar enfiar quatro gols no Rayo Vallecano, ontem pelo campeonato espanhol. O jogo foi 5 x 2 para o Barcelona. Mas, o Dunga só pensa naquilo: Neymar volta contra a Argentina que não vai ter Lionel Messi. E assim é que, enfim, o País do Futebol vai conhecer a grande evolução futebolística brasileira depois daquela lição de 7 x 1 da Alemanha, na Copa das Copas.

O BAFO JUSTIÇA
Teori Zavascki e Rodrigo Janote estão aí e não deixam mentir: a Justiça nesse país é cega. Até aí a gente vai suportando, mas o que não para se aturar é que ela não cheira bem.

INDA QUE MAL PERGUNTE TRAVEIS
Se o Brasil não estivesse sob o regime de uma democracia de gabinete, qual seria mesmo o papel do Supremo Tribunal Federal, corte impoluta em que 11 ministros indicados pelo poder dominante sabem o que é bom pra tosse, o que faz mal ao fígado e o que é temor servil para cada um dos mais de 200 milhões de habitantes dessa pátria amada, idolatrada e mãe gentil?

A gente está perguntando, só por perguntar. Inclusive para você, seu acomodado complacente!

PURGANDO REGRAS

Nessa democracia de gabinete, a pandilha do crime organizado que se instalou no lugar do Estado, se reúne a portas fechadas em seus gabinetes e pratica a nauseabunda modalidade esportiva de fazer rapel sentado, purgando regras que borram e emporcalham a sociedade de mais de 200 milhões de brasileiros indulgentes e acomodadiços.