O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

19 de out de 2015

DILMA E CUNHA TROCAM GENTILEZAS
NO MELHOR ESTILO DE CADA UM

É mais fácil, apesar de não ser fácil derrubar Dilma Vana da presidência da República, do que derrubar Eduardo Cunha da presidência da Câmara.

Assim como se deplora o jeito Dilma de presidir o Brasil, deplora-se o jeito Cunha de ser deputado e, nem tanto assim, deplora-se o seu jeito de presidir a Câmara.

Ele não leva desaforo pra casa. Ele ontem levou um cutucaço de Dilma. Indagada lá na Suécia, sobre a repercussão internacional do escândalo envolvendo o presidente da Câmara, ela por três vezes disse lamentar que o caso "seja com um brasileiro".

Hoje, aqui na terrinha, Cunha deu o troco usando pesada ironia como troco: "Lamento que seja com um governo brasileiro o maior escândalo de corrupção do mundo".

Ele, de quebra, já disse que só há uma forma de sair da presidência da Câmara: a renúncia. E isso ele avisa que não vai fazer nem que a vaca tussa.

E então estamos  combinados que fica tudo a combinar: eles lamentam de mentirinha o que um fez com o outro e o que os dois fizeram na Esplanada e no Planalto com a democracia brasileira.

Nós, na planície do Brasil, lamentamos de verdade que o nosso país tenha o presidente da Câmara e a presidente da República que hoje, sem qualquer respeito humano e sem um pingo de moral, nos enfia goela abaixo.