O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

2 de ago de 2016

NÃO ENTREI NEM VOU ENTRAR
NO CLIMA DOS JOGOS OLÍMPICOS

Desculpem, mas eu não estou entrando no clima de Olimpíada coisa nenhuma. Isso é lá com o Rio de Janeiro e umas que outras praças desse país, cujo esporte de todas as modalidades está à mercê de pandilhas que fingem que trabalham, estão podres de ricas, arrombam e deixam arrombar os cofres de suas federações e confederações e não largam o osso nem que a Dilma tussa. 

Eu estou no clima é  do adeus a Dilma; das tornozeleiras para o Lula, do governo que Miguel Miguel tem que começar e arrastar até 2018. 

Eu estou é no clima de cansaço de ver esse país em crise; crise política, econômica e moral; estou é no clima desconfortável de ver esse país sem um ordenação firme e saudável na Educação, na Saúde pública, na mobilidade urbana, na oportunidade de emprego, na in/segurança pública, na violência urbana, nas diferenças sociais, na baixa qualidade de vida, nos péssimos serviços essenciais. 

É nesse clima que eu estou. E os Jogos Olímpicos que se danem. A pandilha de sevandijas já roubou o que tinha e o que não tinha para roubar. Mas ainda quer mais. Não torço por ninguém nessa patacoada imprópria e inoportuna. 

Torço para que alguém torça o rabo desses proprietários indébitos do esporte e do meu país. 

Qualquer vitória, individual ou por equipe brasileira, não será a vitória de um país sério, com uma política esportiva séria, honesta e adequada. 

Não torcerei por esses heróis, que são heróis e vencedores por que são independentes e frutos de seu próprio esforço e suas próprias qualidades. Mas isso não quer dizer que não os respeite. 

Eu os respeito. E muito. E por eles, meros competidores, ou vencedores por bronze, prata ou ouro que valham, tenho além de muito respeito uma enorme compaixão. Acabam servindo a quem deles se servem e se lambuzam.

Desculpem, sou um apaixonado pelo esporte, por todos os esportes, por qualquer modalidade esportiva, mas abomino os canalhas que tomaram de assalto o esporte desse país, da mesma forma como roubaram e deixaram roubar o Brasil.