O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

6 de jun de 2016

FOLLOWING THE BIRD

Amigo véio e da mais pura confiança de Dilma Vana desde os tempos em que ela deixou de lado o projeto 1,99 e foi ser secretária das Minas e Energia na sua alegre Porto dos Casais, no Rio Grande do Sul, Valter Cardeal vai piar fino daqui pra frente com a Lava Jato.

Ele é a cereja do bolo da festa no setor energético do governo Dilma, atestada pela auditoria independente realizada pela Kroll Associates aqui no Brasil e no exterior.  

Canário vinha cantando sempre afinado com Dilma como diretor de Geração da Eletrobras. Para analisar o balanço da empresa, a parceira americana KPMG exigiu profunda averiguação dos problemas que vinha sendo flagrados até aqui. E foi aí que entrou a Kroll.

O que vazou agora é que a auditoria botou a mão no Cardeal antes que ele pudesse escapar da verdadeira gaiola das loucas em que o setor energético brasileiro se transformou. Se você não sabe, a auditoria comprovou que Dilma agiu por baixo dos panos para tirar Sérgio Moro e a Lava Jato dos caminhos da corrupção no setor elétrico, mas não se deu bem na empreitada. 

Sabe-se agora que Cardeal está metido até os gornes na licitação fraudada da obra Angra-3, coisa já dedurada em julho do ano passado por Ricardo Pessoa, dono da UTC, hoje promovido a um dos maiores e melhores delatores premiados do Brasil Dilma da Silva.

DESENCANTO
Casaram. Deu-se tempo ao tempo. Até que eles perceberam que estavam cada um deles no fim da vida alheia. 

DILMA NÃO PEDIU
Dilma Vana - ah, se ela não fosse a Dilma - nega ter pedido 12 milhões de reais à Odebrecht. Então tá, a gente acredita. Ela não pediu, só pegou por pegar. A Odebrecht deu a grana de mão beijada. A Odebrecht gosta de dar dinheiro, ué!

GRE-NAL
Ao ganhar de 1x0 da Ponte Preta, o Grêmio fez 2x0 no Internacional que perdeu de 1x0 para o Vitória. Pronto, tá todo mundo em primeiro lugar, atrás do Corinthians.

MEU HOTEL, MINHA VIDA

Meia dúzia de mequetrefes se juntam, em qualquer ponto do Brasil e paralisam rodovias, cidades, capitais e à base de baderna perturbam a ordem, o sossego público e causam insegurança por onde quer se metam de pato a ganso, a serviço de seus patrocinadores submersos, mas pra lá de manjados. 

Não conseguem juntar mais que pequenos bandos de baderneiros, querendo deixar a impressão de que o povo unido jamais será vencido. 

Ontem em Brasília uma dúzia deles foi tirada na marra pela Polícia Militar dos escombros ainda erectos do Torre Palace, um hotel fantasma da República do Petrolão, encravado no coração da Capital Federal. 

A baderna tinha as digitais indeléveis do novo programa social daqueles que não querem largar o osso do poder, o "Meu Hotel, Minha Vida". 

GUGA, MELHOR QUE DJOKOVIC
O sérvio Novak Djokovic conquistou ontem o título de Roland Garros e imitou o gesto de Guga: desenhou com a raquete um coração na quadra e deitou-se dentro dele. Conclusão: o Guga é melhor desenhista que o Djokovic.

SEGUIR O DINHEIRO
O Ministério Público Federal pediu autorização ao Supremo Tribunal Federal para aprofundar investigações conbtra Renan Calheiros, Romero Jucá e o velho Sarney cansado de guerra. Aprofundar é modo de dizer. O que o Ministério Público quer mesmo é to follow the money. Se conseguir, a trinca republicana logo vai dar com os burros n'água.