O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de jan de 2015

ELEIÇÃO PARA PRESIDENTES
DO SENADO E DA CÂMARA
O domingão promete

O domingão promete. Tem disputa pela presidência do Senado e da Câmara. Pela cadeira de rei do Senado que pertence ao PMDB, concorrem Luiz Henrique, de Santa Catarina e Renan Calheiros, o estancieiro das Alagoas.

Por que é importante presidir o Senado? Por que, em caso de coquetéis, festinhas, posses e coisas quetais, o cara fica de presidente do Congresso Nacional - uma espécie de gigolô da mais alta casa de segurança desse país. E Dilma-2 quer Renan.

Já na competição pela Câmara estão engalfinhados Eduardo Campos, o rebelde do PMDB do Rio de Janeiro e franco favorito, para desencanto de Dilma-2; o petista Arlindo Chinaglia - diga sempre esse nome com sotaque italiano, de preferência siciliano; e Julio Delgado do PSB, o azarão da parada.

Por que, é importante ser presidente da Câmara? É mais até do que presidir o Senado. O ungido fica lá por duas temporadas. E começa sendo já o segundo na linha sucessória presidencial, logo após o vice-presidente.

E tem mais: é quem decide os projetos que devem ir pra votação em plenário. Decide também quando os tais projetos vão ao plenário. O cara manda pra burro. Ele pode arquivar ou dar seguimento a pedidos de cassação; é quem, decide se deve dar ou não andamento a eventual pedido de impeachment de um presidente da República.

O presidente da Câmara é quem diz se vai ser aberta ou não uma CPI, qualquer CPI e, além disso, só neste ano o felizardo vai comandar um orçamento de R$ 5,1 bilhões... Sem falar que ganha poder e holofote o tempo todo.

Qualquer coisa é pré-candidato a voos mais altos que podem levá-lo a pousar na rampa do Palácio do Planalto. Pronto, é por isso, só por isso que os caras estão vendendo a alma pro diabo para fazer papel de Deus do Parlamento por dois anos dourados.

O domingão promete. Até já sei o resultado final: o Brasil sai perdendo. O domingão promete, mas eu vou ver futebol na TV.

RODAPÉ - A votação é secreta. Quer dizer, a margem de traição é enorme.