O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de abr de 2016

PUXANDO A CADEIRA DA DILMA

Dilma sem saída e sem noção, cheia de malfeitos, continua insistindo no golpe de que o impeachment sem crime é golpe. Mas a gente sabe, todo mundo sabe, que crime sem impeachment é golpe.

Dilma teima em dizer que não deixa o governo nem que ela tussa, porque o seu mandato pertence aos seus "54 milhões" de votantes e, agora até já resolveu que ele são mais um pouco, coisa de outros 50 milhões que não votaram nela, mas são eleitores e por isso também donos do seu mandato.

Epa, opa, peralá! Mentira! O mandato de um presidente não pertence a eleitor nenhum. Eleitor vota; eleitor elege, mas o mandato pertence à Constituição. Tanto é que a Constituição é que garante o eleito no cargo. Tanto é que é a Constituição, a mesma Constituição que destitui o mau presidente e o tira do cargo.

E tem mais uma coisinha de nada: um presidente nesse país de mais de 204 milhões de habitantes, não governa só para os eleitores, não governa só para os que votam. Ao dizer que seu mandato é dos eleitores, Dilma exclui pelo menos 100 milhões de brasileiros. E vai governando mal e porcamente para os que sobram em suas contas que, como sempre, não fecham.

Então, se é assim que funciona, eu que tenho o direito constitucional de não votar, protegido pelo número de anos que já gastei nesse e com esse país, posso ignorar o rito do impeachment e dar um jeito de ir até o Palácio e puxar a cadeira da Dilma. E claro que vou fazê-lo, se o fizer, bem na horinha em que ela for se sentar para fingir que ainda governa apenas para os 104 milhões que andam votando por aí afora. Botando voto fora.

Qualquer dia, encontro um jeito de fazer isso. Por enquanto, mal posso esperar pelo dia 11 ou 12, vésperas de um glorioso 13 de maio, quando ela deverá ser afastada dos poderes sobrenaturais que pensa ter, pelos que usam a Constituição como arma contra presidentes luláticos que arrombaram e deixaram arrombar esse país. Mas é só por enquanto.

UMA DEMOCRACIA NÃO
É SÓ O DIREITO DO VOTO

A pandilha que desde de 1985 vem tomando conta dessa democracia de gaveteiros, se acha cheia de razão porque nos esfrega na cara o direito de votar. Eles acham que uma democracia é o voto e pronto, acabou-se o que era doce e quem comeu regalou-se. Cretinice.

Cretinice pura. Democracia é um regime em que todo poder deve emanar do povo e em seu nome deve ser exercido, desde que com o povo seja repartido e... ao povo seja devolvido.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
É para isso que eles querem o poder. Só para ter um instituto de palestras idiotas feitas a peso de ouro para idiotas cheios de tesouros nacionais, além de um avião presidencial que não passa pelas alfândegas. Não seria melhor e muito mais barato para o Brasil montar um palanque diante de cada loja 1,99 que importa produtos do Panamá?!?

A FARRA CONTINUA
E o governo continua enchendo as burras das empreiteiras enroladas na Lava Jato. Só neste ano em que Dilma nada fez pelo país, seu governo já pagou R$ 512 bilhões. A farra continua, companheiros!

MODA BRASIL DA SILVA
Aqui no Brasil da Silva os reis não andam nus; andam até elegantes demais. Nunca antes na história desse país se viu tanto colarinho branco. Até as rainhas aderiram à moda.

MOTORISTA ALOPRADA
O governo do PT é um carro desgovernado, fora de controle, sem rumo. Mas Dilma adora dirigir.

RIDÍCULA
Vou de novo: Dilma volta a chamar o processo de impeachment de golpe e diz que acusação contra ela é "ridícula". Pois, até acho que é mesmo. Diante da roubalheira toda, o tempo todo nesses últimos 13 anos - tomara que sejam últimos mesmo - é ridícula sim, ridícula a dar com pau.

Mas de qualquer maneira, Dilma vai pra mais cedo, da forma mais ridícula que um presidente perdeu o cargo na História do Brasil. E que Dilma se dê por satisfeita que vai pra casa e não para as vizinhanças de Zé Dirceu e da turma que a Lava Jato encanou.

DOIS TIPOS DE CRIME
O Brasil é um país do Cone Sul do mundo, povoado por dois tipos de habitantes: pessoas e políticos. Por isso tem dois tipos de crime: o crime comum e o crime privilegiado. O primeiro dá cadeia; o segundo, dá currículo.

VACINA, URGENTE
É impressionante como se espalhou o Mal de Lula pelo Brasil. Todo mundo agora se acha no direito de dizer uma coisa e fazer outra. Descubram logo, senhores cientistas políticos, uma vacina contra o Vírus do Avesso. E por favor, não a comercializem por baixo dos panos.