O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

22 de abr de 2016

DILMA NUNCA FOI TÃO DILMA:
FEZ DE PATRIOTA UM GOLPISTA

Viu só como Dilma Vana é? Conseguiu mentir até para si mesma.

Disse que ia fazer queixa de que está sendo vítima de um golpe e na hora, lá na ONU, ela amarelou. Não falou em golpe, mas pediu que os brasileiros impeçam o "retrocesso" na democracia.

Pô, é só o que ela mais deseja e quer: que a democracia de gaveteiros fique do jeito que está. No final do improviso por escrito no teleprompter invisível, Dilma citou o "grave momento" que o Brasil atravessa. Não disse que o "grave momento" foi construído passo a passo, momento a momento, nesses 13 anos e meio por ela própria e Lula, seu amo e senhor - ambos metidos a proprietários do país que arrombaram e deixaram arrombar.

Dilma nem tocou no impeachment. Não falou também que o "grave momento" é muito por causa dos mais de R$ 120 bilhões que o gato comeu durante o seu governo.

Deixou a impressão de que não havia clima para isso. Enfim, Dilma foi mais Dilma do que nunca. Parecia uma rosa-dos-ventos. Ou uma biruta desses aeroportos que ela acabou de botar em leilão. Dilma nunca foi tão Dilma: mentiu até para ela mesma.

RODAPÉ -  O único golpe que a turma da ONU viu, foi o golpe do feudatário Antonio Patriota que recusou credenciais para a entrada dos deputados Aleluia e Luiz Lauro na sede da ONU. Mais um gol contra a imagem já desgastada dessa democracia de conveniências que o Brasil vem padecendo.