O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

8 de abr de 2016

NO DIA DA POSSE
Quinta-feira... Lula, ao invés de cumprir a bazófia de que assumiria o cargo de ministro da Casa Civil, foi prestar depoimento na Procuradoria Geral da União na investigação promovida pela Lava Jato. Esses tropeços acontecem na vida de um ex-presidente que é só um ex-presidente megalômano que pensa que tem 54 milhões de votos. Em todo caso Lula é um cara de sorte: está escapando de ser ministro desse governo quando pode muito bem continuar sendo o primeiro presidente de honra da história desse país e do mundo.

TEMER O TEMER
Então é o seguinte: o TCU decidiu que Michel Temer não é ciclista. Inocentou-o da prática de pedaladas fiscais. Isso quer dizer que se a bikewoman cair da bicicleta, o país está ameaçado mesmo de ter que aguentá-lo por algum tempo como presidente da República. A melhor perspectiva nem é respeitar a Constituição é temer o Temer.

QUE PERSPECTIVA

Tá, todo mundo já sabe, a queda é inevitável. Quero ver quem é que vai relaxar e gozar. E mais do que isso até, não quero nem pensar quem vai ser o cara padrão Fifa que vai assumir a barafunda que esse país virou.

Pronto, sai a Dilma e fica o Temer; saem os dois e entra o Eduardo Cunha que não demora nada vai pra casa usar pijama e tornozeleira; aí entra Renan Calheiros que vai sair logo, logo para pagar o que deve; vem então o Lewandowski que deixa o lugar para o Tiririca. E, enfim, dos males, o menor.

Mas, como tudo isso é muito pouco, há a estupefaciente hipótese de eleições-já. E aí sim, a porca torce o rabo: se Lula não estiver estudando no pátio da Papuda para encurtar a pena, ele ganha do Aécio e da Marina, necessariamente nessa ordem. E viveremos sem medo de ser felizes por muitos e muitos anos... E assim caminha a humanidade.

CEM ANOS DE PERDÃO
Pois ontem à tarde, talvez em comemoração à data da posse frustrada de Lula como ministro da Casa Civil da Dilma, um par de gatunos, aproveitou-se do abandono em que o lugar se encontra, entrou no sítio de Atibaia e roubou umas garrafas de vinho e charutos. Como se vê, nem sempre a queima de arquivo é feita à bala, com mortos e feridos. Dizem até que a dupla já foi solta e que assim permanecerá livre pelo menos por cem anos.

NÃO FOI NADA
Depois do tão estranho quanto oportuno incêndio no escritório da contadora do doleiro Alberto Youssef, agora se dá um roubo de charutos e vinhos no abandonado sítio de Atibaia. Ah, besteira, isso não chega nem aos pés do que aconteceu com Toninho do PT, em Campinas e com o Celso Daniel, em Santo André. Já não se queima arquivo como antes nessa República.

PALAVRA DO DATAFOLHA
O Datafolha se meteu a pau de galinheiro outra vez e, como se fosse uma alma viva mais honesta que Lula, revela hoje que 60% dos deputados votariam pelo impeachment da Dilma. O instituto ouviu apenas 291 dos 513 parlamentares que estarão votando a defenestração de Dilma. Bolas, em dois dias lá dentro da Câmara, eu sozinho faço uma boca de urna com um por um e chego a uma conclusão muito mais próxima da realidade. Só não acertaria em cheio porque... Ah, vocês sabem o que é palavra de político.

VOCÊ, MULHER...
Dilma ontem caiu de novo em tentação e cometeu mais uma edição de crime continuando pelo uso e abuso do Palácio do governo como palanque político. Presidiu um encontro com um grupo que se intitula "Mulheres em Defesa da Democracia". Então tá. Agora, inda que mal lhe pergunte, mulher brasileira que não estava lá e nem faz parte desse aglomerado de "Mulheres em Defesa da Democracia": você, mulher que não estava lá, não é mulher, ou é contra a democracia? Não, não precisa responder; perguntei só por perguntar. O Palácio do Planalto vem sendo usado não como um bastião salvador da pátria, mas como um aparelho salvador de um mandato que já morreu e não sabe.

QUE DROGA!
O ex-presidente no exercício sub-reptício da Presidência de honra mais evidente da história desse país, prestou depoimento na manhã de ontem à Procuradoria-Geral da República, em Brasília, em inquérito da Lava jato. Lula é investigado por suspeita de receber pagamento de empreiteiras do esquema de corrupção na Petrobras. Pô, que droga! Logo no dia em que ele disse que começaria a ser ministro da Casa Civil e tomar "as rédeas do governo Dilma". Lula já voltou para São Paulo, de onde pretende continuar governando o Brasil.