O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

20 de abr de 2016

A DELATORA

Enquanto os partidos de oposição que já começam a se comportar como se fossem neo governistas dizem que Dilma "inverte posição de autora em vítima", ela, a Dama Fora do Baralho, repete à imprensa estrangeira que é vítima de golpe e diz que não pode ser a única culpada pela crise. Claro que não. O Lula, o PT e seus satélites também são culpados. Eles estão des/governando esse país há mais de 13 anos. Em todo caso, ao dizer que não é a "única culpada", Dilma confessa que é culpada e ainda bota culpa nos outros. É uma delatora voluntária.

RODAPÉ - Como "outros", Dilma coloca a culpa no preço do Petróleo, no Cunha, no Renan, no preconceito contra a mulher, na China e na Cochinchina...

ADVOGADOS DO DIABO
Todo cuidado é pouco diante de duas figuras ímpares dessa República do Petrolão: Eduardo Cunha e Renan Calheiros. Os dois dão de dez a zero nos blocos e nas legiões das mais enfeitadas bancas de advogados de elite que atuam no Mensalão, no Petrolão, no Dilmalão e no Lulalão. Sabem tudo dos grampos dos autos. Na letra fria da lei ninguém ganha dessa dupla dinâmica. São dois advogados do diabo a quatro. Fazem o diabo melhor na Câmara e no Senado do que Lula e Dilma fazem o diabo para ganhar uma eleição.

TUCANAGEM ACHA QUE TRAUMANN
SERIA MUITA SACANAGEM

O ninho tucano se alvoroçou todo já no início desse governo Michel Temer que nos ameaça: não quer saber de Thomas Traumann na Secretaria de Comunicação, conforme Moreira Franco, ex-ministro da Dilma sugeriu ao amigo que está com o pé que um leque para adonar-se do país. A tucanagem acha que é sacanagem colocar Traumann, ex-ministro da Dilma naquela pasta, onde ele fez o diabo: pagou blogueiros amestrados, usou robôs virtuais, garantiu vida boa a hackers e crackers para desmantelar opiniões e invadir a internet e as redes sociais. O PSDB já avisou que assim não brinca mais. Se Michel Temer quiser inflar seu governo com a ministralhada da Dilma, é porque ele não quer mudar coisa alguma nesse país. Os tucanos já avisaram que estão até gostando de ser oposição. Não custa nada, inviabilizar o mandato tampão.

MAIS UM GOLPE
Essa proposta de eleições gerais para qualquer dia desses é um tremendo golpe de vigaristas. Caso ela se concretize, os donos de novos mandatos não serão culpados nem punidos por nada, nem que a Dilma tussa. Quem roubou e deixou roubar vai se livrar numa boa, simplesmente por que tudo não vai passar de mais um "fato cometido no mandato anterior". Essa pandilha de sevandijas não é fácil.

A VOLTA DO DONO
Lula aproveitou nesta terça-feira o terreiro de mais uma reunião do PT para fazer uma chacrinha e comandar a massa: vamos às ruas desestabilizar o governo Michel Temer. Mas, ora bolas, carambolas, todo mundo sabe que, quando Lula diz uma coisa está dizendo outra. A mobilização contra Temer é a sua campanha de retomada do poder que hoje está fora do seu controle.Lula só pensa naquilo. Quer voltar a ser o dono do país. E conta com a verdoenga Marina Silva nessa empreitada. Assim como Dilma pensa e fala como se ainda tivesse 54 milhões de votos, sem noção Marina fala  e pensa que ainda tem 20 milhões de eleitores.

ESPERA NA SAÍDA
O que Jair Bolsonaro diz não tem cabimento. Mas agora já se sabe que é um falso truculento. Levou uma cuspida na cara e reagiu como um cândido diplomata. Está sendo processado pela chamada esquerda enfurecida, por que teve o contrassenso de defender a tortura na figura do torturador Brilhante Ustra e não pode processar o espevitado Jean Wyllys pelo escarro que levou na cara, posto que seu filho , o deputado Eduardo reagiu da mesma forma cuspindo contra o cuspidor indignado. Se Jean Wyllys perder o mandato por falta de decoro, o filho de Bolsonaro também perde. Se Bolsonaro fosse bem homem fazia o que o papel disse para o pão: esperava o Wyllys na saída.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
O Jean Wyllys, antes de cuspir na cara de Bolsonaro, chamou no microfone da Câmara a cada um dos milhões de brasileiros favoráveis ao impeachment de "canalhas". Se você é um desses milhões de injuriados, o que fará quando no shopping, no cinema, ou na calçada passar ao lado de Jean Wyllys?