O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

26 de fev de 2015

SABEM TUDO
Para Dilma Vana a Moody's, uma das agências classificadoras de risco mais prestigiadas do mundo, só rebaixou as notas de credibilidade e confiança da Petrobrás, por "falta de conhecimento". Dilma fala assim de boca cheia, por que ninguém mais do que ela sabe o que é a verdadeira Petrobrás. Ninguém, não. Lula sabe tanto ou mais do que Dilma.

TEMPO E DINHEIRO
Hoje é o dia de instalação da segunda CPI do Petrolão. Presidida pelo PMDB e relatada por um petista, trata-se de mais um monumento à gastança de tempo e de dinheiro. Não dá em nada. Faz parte da estratégia de demolição da Operação Lava-Jato.

MENOS A PERUCA

O juiz de Eike Batista virou carregador de piano, pegou com as duas mãos tudo que podia e tudo que estava à disposição. Além do piano e do Porsche, descobriram mais uma carro do metido a rico mais pretensioso do mundo. Só faltou afanar a peruca do Eike.

Agora, pense comigo... Engendre aí uma teoria da conspiração. Pergunte-se, por que um juiz cometeria uma idiotice desse porte? Tem cobra mandada, ou não?

Quanto levaria um juiz venal qualquer, de um réu que esconde dinheiro nos canos americanos, para melar o processo que estaria em curso na sua Vara?

E prossiga aqui comigo nesse exercício de fantasia: se esse magistrado hipotético fosse afastado do caso, o que aconteceria? Apenas responda-se singelamente: ora, todas as decisões sobre o tal hipotético réu seriam anuladas. Pronto, você já viajou na maionese, agora volte à realidade. Agora, não se fala mais nisso.

BEM-ESTAR DA BASE
O governo Dilma torrou R$ 1 bilhão em diárias no ano passado. É só mais um custozinho adicional que garante o bem-estar do crime organizado dentro da máquina pública. Depois não sabem por que o ensino vai tão mal no país. Esse é o Brasil, Pátria Educadora.

ENTREMENTES...
Enquanto o ministro da Justiça de Dilma-2 fica recebendo advogados de empreiteiros enrolados até os gornes na Lava-Jato, o Brasil garante a média de 56 mil homicídios por ano. Isso quer dizer que, a cada dia entre o café da manhã e o jantar do ministro Zé Dudu Cardozo, são cometidos 160 assassinatos no país.

O PREÇO DA VITÓRIA

Se você não sabia o preço da vitória de Eduardo Cunha para a Presidência da Câmara, agora já sabe. Ele aprovou ontem o aumento das despesas com os 513 colegas. E aí estão computados a verba de gabinete, auxílio-moradia, cota parlamentar para passagens aéreas e contas telefônicas.

Agora estão incluídas também nos gastos com passagens aéreas, as viagens das mulheres dos parlamentares. Mas, a regalia é só para o trajeto do curral eleitoral de origem para Brasília e vice-versa. E que injustiça: se viajarem de ônibus ou de carro, as despesas da turma terão que ser pagas com dinheiro do próprio bolso.

Há coisinhas primorosas, como a questão da verba de gabinete que passará de R$ 78 mil para módicos R$ 92 mil mensais; o auxílio-moradia que era de R$ 3.800 agora vai para R$ 4.243. Só esse auxílio-moradia representa seis meses de salário de um operário que esteja empregado nesse país, trabalhando oito horas por dia de segunda-feira a sábado pela manhã.

Eles fazem isso, não é por que políticos não tenham mais vergonha; eles não tem mais é medo da população. Assim é que cada vez mais o Brasil se torna um país tropical, bonito por natureza, povoado por duas espécies de habitantes: as pessoas e os políticos. Esses caras não são gente.

CAMINHONEIRAÇO
Os pelegos do Sindicato, reunidos com Dilma, aceitaram a oferta do governo, mas as paralisações devem continuar pelas estradas de pelo menos dez estados. É que a entidade que lidera a greve dos caminhoneiros não é controlada por sindicalistas e recusou a proposta feita pelo Planalto. Caminhão parado é país estagnado.

A SAUDADE DE RICHTHOFEN
Suzane Richthofen deu uma entrevista esta semana e, dentre um monte de asneiras, disse que "sofre com a falta da família". Ah, ela adora ter uma família pra mandar matar. Deve ser saudade.

SÓ YOUSSEF SALVA
A única e remota chance de que esta segunda edição da CPI do Petrolão que se instala hoje no Congresso não dê em nada é que Youssef seja chamado para depor. É um dos únicos que vai dispensar o habeas corpus que dá ao depoente o direito de ficar calado. De resto, o resto é o resto. A Petrobrás não é coisa de CPI nenhuma; a Petrobrás é caso de Polícia.

CPI DO BNDES
Mesmo sabendo que CPI é só jogo de cena, o presidente do BNDES tenta de tudo que é jeito e maneira impedir que seja instalada uma CPI sobre o Banco. Vai conseguir. É tudo só uma questão de tempo. E de dinheiro. E isso o BNDES tem pra dar e vender.