O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

26 de fev de 2015

PRESTEM ATENÇÃO NESSES
CAMINHONEIROS AUTÔNOMOS!

Ei, prestem atenção nesses caminhoneiros autônomos! Vejam como eles estão mostrando ao governo que valem pelo que fazem, pelo seu trabalho, não pelo que andam, pelo que viajam.

O governo, reuniu-se em petit comité com os pelegos de sindicatos e fechou um acordo intramuros, como sempre. E, ao mesmo tempo em que botava os cachorros pra cima do protesto que obstruía as estradas, anunciava o fim da greve. Deu com os burros n'água.

Evitando o confronto com as milícias oficiais, os caminhoneiros autônomos desobstruíram as rodovias, mas estenderam a paralisação. Estão parados em blocos regionais à margem das estradas.

Não impedem o ir e vir, mas não vão e nem vêm. E o governo dos trabalhadores, craque em montar e desmontar greves, está atônito não tem como comprar a consciência coletiva dos caminhoneiros.

A paralisação pacífica e ordeira já produz o desabastecimentos nos postos de serviço: falta gasolina, diesel, combustível. A paralisação à margem das rodovias e do jugo dos que mandam nesse país, bota as coisas nos eixos e já começa a faltar grãos aqui e ali; produtos nos supermercados; matéria prima nas áreas de produção; alimentos nos grandes armazéns; provisões nas centrais de abastecimento...

Isso tudo agora sem trancar estradas, sem impedir o livre acesso de quem quer que seja, para onde quer que queira ir ou vir.

Os caminheiros autônomos não escutam pelegos, usam pelegos para dormir em suas regiões de assembleias comunitárias. Eles decidem tudo por regiões, sem que ninguém precise subir em palanques ou arrombar portas de fábricas, de postos de serviço ou coisa parecida.

Prestem atenção nesses caminhoneiros autônomos. Vejam só o charme de uma democracia, sem quepe, sem uniforme, sem dragonas no peito, que ganha a estrada e atravessa o Brasil de ponta a ponta. O governo está de cara; não sabe o que fazer. Não tem como oferecer para eles o que ofereceu ontem para os pelegos.

Agora é dá ou desce. Prestem atenção nesses caminhoneiros autônomos. Eles sabem o que querem e como fazer. Eles são donos dos seus narizes. Eles sabem que sem caminhão, o Brasil para. Olhem só que charme cívico. Depois podem dizer que preferem pilotos de avião, comandantes de navio...

RODAPÉ - Pode ser que, logo ali, o governo ganhe essa quebra-de-braço. De uma democratura da qual nada se espera, tudo se pode esperar. Inclusive, nada.