O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

1 de abr de 2014

ELA CONSEGUE

Que coisa, né não? Todo mundo fala que Ricardo Berzoíni, o achincalhador de velhinhos dos tempos de Lula, é o novo secretário de Relações Institucionais de Dilma e ninguém tirou mais que uma foto de soslaio da Ideli Salvatti tomando o lugar de Maria do Rosário na pasta de Direitos Humanos. Das duas uma, ou as duas: Ideli não dá Ibope, ou a pasta não vale nada.

A expectativa agora, nem é pela tropa de choque que Berzoíni vai montar para caçar e cassar aliados rebeldes; a curiosidade é toda de se saber como Ideli vai fazer para superar a insignificância e incompetência de Maria do Rosário nas questões ligadas à Secretaria de Direitos Humanos. De minha parte, acho que a missão é quase impossível, mas ela consegue.

Voltando, no entanto, à vaca fria da cerimônia de posse do Berzoíni com leve menção a Ideli, diga-se a bem da verdade que nada era mais impagável que a cara de desalento de Aloízio Mercadante, o ex-garoto propaganda de Dilma que agora ficou reduzido a mero legatário da Casa Civil que era de Gleisi Hoffmann, tão desagradável quanto ele, mas muito mais bonita.

Aliás, na sua carreira vertiginosa de papagaio de pirata de Dilma, Aloízio Mercadante passou a ser notabilizado desde quando, uma vez ministro da Educação, sem mais o que fazer e dizer, lá em abril de 2012 encheu a boca e mentiu que "nós vamos ter uma escola do MIT - Instituto de Tecnologia de Massachussetts, no Brasil. Estamos iniciando todas as tratativas para poder concluir esse processo".

Sua bazófia durou pouco, eis que, em seguidinha, a direção da douta instituição desmentiu o ministro gabola: "O MIT não abre campus no exterior". Desde Mercadante o MEC e a Educação nunca mais foram os mesmos nesse país.

RESGATE HISTÓRICO

Tá, já passou um bom tempo e coisa e tal. Mas um resgate histórico nunca é demais. Então dá licencinha, vou lembrar. Era uma vez uma bando de malfeitores contumazes que praticavam malfeitorias dentro da máquina pública. Aí foram denunciados por um companheiro descontente.

Os mensaleiros até foram parar na cadeia. Inclusive Roberto Jefferson, o parceirão delator do esquema criminoso que chupava o sangue das artérias públicas. De uma certa forma, o brasileiro comum tem mesmo até alguma coisa a agradecer a Jefferson que, inclusive, está preso. Quem sabe até ele mereceria uma pena mais suave, pelo bem que por maldade fez ao Brasil.

O que não se pode perdoar em Jefferson é que com o seu jeito histriônico ele tenha blindado Lula quando pediu para Zé Dirceu sair da Casa Civil para não derrubar o então presidente da República: "Rápido, Zé. Sai daí rápido, Zé!".

Dois dias depois, Dirceu pediu demissão a Lula. E foi então que Lula safou-se, sem guardar a menor lealdade para com seus companheiros, dizendo para a mídia que criava a "farsa do mensalão" que tinha sido "apunhalado pelas costas". Uma história de horror que teve um final quase feliz.

MELHOR NÃO DESAFIAR OS ASTROS

Essa onda agora de "não mereço ser estuprada" já merece data, né não? Por quem, quando, como, onde, por que? Tá, isso é quase uma piada politicamente incorreta. Só sai assim da boca pra fora porque a segurança pública está fora de controle. Mas, que já tem mulher aí abusando da sorte, ah isso tem. O Brasil da Silva não é, afinal de contas, o lugar do mundo mais apropriado para sair sem roupa por aí, ainda mais num desses outonos da vida... Aqui, é bom levar em consideração que 65% dos homens dizem que são tarados; os outros 35% não dizem. Melhor não desafiar os astros. E sempre tem os pais, os filhos, os  netos da gente de olho arregalado em tudo que se faz. Ou veste. Ou Não.