O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

11 de nov de 2014

VIOLÊNCIA URBANA:
NOSSA POLÍCIA É UMA MOÇA

Estudo oficial mostra que uma pessoa é assassinada a cada dez minutos no Brasil Dilma da Silva. Quer dizer, seis mortes por hora; uma grosa de assassinatos por dia. Se você fizer as contas, isso dá 4.320 presuntos por mês, ou 51.840 homicídios por ano.

A Polícia mata "pelo menos" seis a cada dia. Conclusão: a polícia anda muito devagar nesse país; mata só 2.060 viventes por ano.

Resumo da ópera: o nosso sistema policial é uma moça. Qualquer black bloc desses de encomenda pega mais pesado que os nossos policiais. É nisso que dá essa história de Polícia de Pacificação. Então tá. agora me diga qual é a guerra no mundo que mata mais gente do que nós matamos

PARADA TÉCNICA

A família real do Qatar está hospedando Dilma Vana numa suíte do hotel St. Régis, em Doha, com vista para o Golfo Pérsico, ao módico preço de R$ 30 mil a diária.

Tá bom, eu sei que você não é das elites e que seu filho ainda está desempregado, mas se estivesse trabalhando por um salário mínimo mensal, ele teria que dar duro durante 25 anos para ganhar o que Dilma está ganhando por dia, de mão beijada da realeza árabe, nessa rápida e rasteira parada técnica no Oriente Médio.

Ah, sim... Depois de Doha a quem doer, ela vai cupular que nem canguru na Cúpula do G-20 na Austrália. Se você acha que está bem assim, então vá se Qatar.

E AGORA, CHICO?!?

Marta Suplicy meteu os cachorros na president@ da República na carta em que pediu demissão do cargo de ministra do governo Lula que Dilma vem representando há quase quatro anos.

Marta volta para o Senado e deixa evidente que não vai se alinhar com o governismo que vem por aí. Tá, ela anda magoada porque não a deixaram ser prefeita paulistana e muito menos candidatar-se ao governo de São Paulo, mas isso aí tanto faz, como tanto fez.

O que preocupa mesmo a nação brasileira é o que vai ser agora da cultura desse país. E mais ainda, quem vai financiar o próximo livro de Chico Buarque.