O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

20 de jul de 2016

NOVELA INTERMINÁVEL
Essa novela do Eduardo Cunha é daquelas que não acabam nunca. É como série de TV, uma coisa tipo assim Vale a Pena Ver de Novo. O Centrão já se mobiliza para postergar o julgamento de Cunha. Vai haver falta de dequorum para a sua cassação em agosto. E quando setembro vier...

SÓ AS CÓPIAS

Até que enfim, uma dentro. O juiz Paulo Bueno de Azevedo negou a devolução dos documentos apreendidos pela Polícia Federal na sede do PT.  O partido vai receber apenas as cópias do material, cujos originais estão sendo avaliados pela polícia. Deveria cobrar o custo das cópias. E, pensando bem, não deveria receber nem as cópias. 



SOBRINHO DE LULA É 
MORTO A TIROS NO GUARUJÁ

Um dos sobrinhos de Lula - que é padrinho de uma pandilha interminável que se apropriou desse país - foi morto a tiros no Guarujá, litoral de São Paulo. Guarujá é a terra que abriga aquele triplex que não é do Lula nem que a Dilma tussa. É, digamos, a praia de Lula.
Mas, o crime foi cometido no domingo. Marcelo Rubio Lima Goes filho desse irmão do Lula, por parte de pai foi morto com três tiros por um outro Marcelo, o Machione Mendes Faria, de 34 anos de vida boa. Ele está sendo procurado pela polícia que, até agora não sabe onde ele se meteu.
O  Marcelo baleado, sobrinho de Lula e Marcelo - o atirador, eram conhecidos do bairro e se desentenderam. Marcelo Rubio, sobrinho de Lula portava uma faca e Marcelo Faria, um revólver. 

Os dois começaram a brigar quando Marcelo Faria, pra justificar o sobrenome fez mesmo e atirou três vezes. Acertou Gomes no peito e na coxa. Marcelo, o sobrinho, foi levado para o hospital. Não resistiu. Morreu.  

E então, pronto. Por mais que fosse parente de Lula, ainda assim morreu. E foi ele, o sobrinho quem morreu e não o tio - que continua forte e gordo, livre, leve e solto.