O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

8 de nov de 2014

ISONOMIA NOS POSTOS
Hoje a Petrobrás aumentou o preço da gasolina em 3%. A medida parece até isonomia. O aumento é igualzinho aos 3% pagos como propina para tudo que parecia "um bom negócio" no escândalo do Petrolão.

PORTA ARROMBADA
Para quem ainda tem que escutar o que Dilma diz, ela agora avisa que vai apertar o cinto contra os gastos do governo. E assim é que depois da porta arrombada... Tranca de ferro.

NADA A PERDER
Como não tem nada a perder nesse mandato de mais um governo Lula - que será o último, se chegar ao fim - Dilma Vana vai bancar a Coração Valente muito mais contra o PT e o PMDB seus aliados, do que contra a oposição. Quem tem a companheirada que ela tem, não precisa de inimigos. Como já não tem nenhum outra perspectiva além desse mandato, a president@ valent@ vai seguir carreira solo. O Brasil terá nome e sobrenome: Brasil Dilma da Silva.

AMIGO É AMIGO...
Sérgio Machado é só mais um que prova o gosto amargo do abandono. Flagrado com a boca na botija como mensageiro de uma propina de meio milhão de reais, segundo depoimento do delator Paulo Roberto Costa à Justiça, ele agora está com lepra. Não está, mas parece, pelo tratamento que recebe dos seus velhos companheiros. Machado esteve na presidência da Transpetro por 11 anos, graças ao empurrão de Renan Calheiros que o jogou no colo de Lula que, de 2002 pra cá, nunca mais deixou de ser o presidente do Brasil. Os companheiros do PT e do PMDB já avisaram a Calheiros que serão para Machado os mesmos que sempre abandonam os parceiros nas horas amargas. Como é do ramo, o padrinho do propineiro flagrado entende perfeitamente. Ele sabe que amigo é amigo; companheiro é companheiro.

MEDO NO ITAMARATY
Os itamaratecas, à beira de um ataque de nervos pelo desdém com que são tratados pela president@ Dilma Vana, estão no limiar de uma greve histórica por salários, mordomias e melhores condições do seu estafante e relevante trabalho, hoje monitorados por Marco Aurélio Sargento Garcia, o Top-Top de Dilma para relações exteriores. A mobilização está marcada para segunda-feira, quando Dilma vai almoçar com 32 embaixadores que há bom tempo esperam apresentar suas credenciais oficialmente à president@ da República. Luiz Alberto Figueiredo, o fantochanceler imposto pela president@ já avisou aos rebeldes diplomatas que Dilma pode ficar braba. E puxou do bolso a carteirinha da maldade: avisou que ela pode cortar o auxílio-moradia, um benefício que não está previsto em lei. Os aprendizes de grevistas tremem de medo. Dilma Vana, a velha guerrilheira sabe que não há greve que resista quando o movimento cabe no bolso.