O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

19 de jan de 2015

DE BOLSA-FAMÍLIA & DESEMPREGO

Vou repetir: o fracasso do Bolsa-Família é o seu constante crescimento. Pelas contas de sua mãe adotiva, dona Dilma Vana, hoje são 50 milhões de beneficiários.  Quer dizer, 50 milhões de brasileiros desempregados. Fora o alho.

E o alho é o seguinte: pelo IBGE 38,5% da população considerada em idade de pegar no batente não trabalham nem procuram ocupação.

Esse contingente, bem contado – quem sabe até pela Polícia Militar, craque em calcular participantes de passeatas e desfiles – chega a 61,3 milhões de brasileiros de 14 anos ou mais que não querem nada com a coisa. 

Os aposentados não entram nessa legião de ociosos, eis que dentre eles, há os que nunca foram e jamais serão inativos. Assim é que se conta mais um conto e se aumenta um ponto na história da Carochinha que fala em desemprego nesse Brasil da Silva.

RODAPÉ – Leve em consideração, por favor, os milhões de cargos públicos preenchidos por cabos-eleitorais escolhidos a dedo sem a menor qualificação. E não se esqueça também dos políticos, lobistas, consultores e operadores republicanos.

VENEZUELA À MODA CUBANA
A Venezuela, enfim, chegou ao status de Cuba. O governo distribui agora um caderninho de limite de compras à mais pura moda Fidel Castro. E não adianta entrar na fila do supermercado porque lá não há nada para vender. Nem em produtos de limpeza, comida, higiene, ou vestuário. Cá pra nós, ir ao armazém da esquina para admirar caixas de isopor vazias, não é programa e nem enche barriga de ninguém.

A OUTRA FACE
Os mais ousados defensores da liberdade de expressão têm que entender: quem ofereceu a outra face foi Jesus Cristo e não Maomé. Mas isso não é novidade. Está na Bíblia, assim como no Alcorão que eles sempre tiveram vidas muito diferentes. Tinham jeitos opostos de combater o pecado.

ENTREMENTES...

Enquanto arautos do governo e das hordas políticárias desse país entoam a cantilena da reforma política, os mais argutos vão criando seus partidos – casas de alta rentabilidade pública e notória.

Gilberto Kassab, agora ministro das Cidades, está reiventando o velho PL cansado de guerra, para cutucar o PMDB que manda mais na Dilma do que o PT. 

E, curtindo cadeia domiciliar, o corrupto condenado Valdemar Costa Neto, proprietário do sorrateiro PR – Partido da República, dá o troco dobrado em Kassab que já tem o amancebado PSD: está criando dois novos monstrengos, o MB – Muda Brasil e o PMP – Partido da Mobilização Popular.

E assim é que abrir partido político no Brasil é tão fácil e tão rentável quanto abrir uma igreja. Isso se faz em qualquer esquina, em pouco mais de meia hora. Partido é num balcão da Justiça Eleitoral; igreja, na Junta Comercial mais próxima.

NO HORÁRIO
Para o governo, os jornalistas que não rezam pela sua cartilha “só falam  dos ônibus que chegam atrasados; nunca falam dos que chegam na hora”. Então tá... Pronto, o ônibus chegou bem na horinha. Não adiantou nada; estava superlotado, como sempre.

CERVERÓ À BEIRA DA PROMOÇÃO

Hoje, Nestor Cerveró vai ser ouvido uma vez mais no prédio da Polícia Federal, em Curitiba.

Vou palpitar: deve ser um dos últimos depoimentos dele, antes de se entregar a um bom acordo de delação premiada. Por enquanto, sua palavra vale tanto quanto a palavra dos dirgentes da Petrobras.

Assim que for promovido de “abandonado pelo companheiros” a delator, tudo que disser é pra se dar ouvido. Dá pra sentir, Cerveró está à beira da promoção. 

Enquanto isso, a Operação Lava-Jato já anda lá pela Suíça à cata das digitais da Odebrecht nas costas do grande chefe desse cartel que assola o país. É o Brasileirão aí, gente!

OPERAÇÃO PORTO SEGURO

Ninguém tem visto Lula por aí... Ninguém tem visto Rose. Eles não têm sido vistos. O que faz um flagra na vida dessa gente...