O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

6 de jan de 2015


AS CINCO ÁREAS ESTRATÉGICAS DO
PODER DA PANDILHA QUE ASSALTA O PAÍS
Há uma pandilha que tomou de assalto o país. Ela age com desenvoltura, a sol pleno e sem medo de ser feliz, nas áreas da política, segurança, finanças, assistência jurídica e desmedido e criminoso lucro fácil. Não, não falo país que você está imaginando. Estou falando da Colômbia. E a pandilha é o cartel de Cali.

A FORTALEZA

A fortaleza de um homem é, invariavelmente, a sua fraqueza. E quando um homem debilitado pela inclemência das leis das relações sobrenaturais do poder começa a falar em altos brados, mais frágil e ridículo ele se revela.

O plano “PT 20 Anos no Poder” começou com Lula que se manteve até aqui no poder valendo-se de Dilma como sua fortaleza.

Agora, 12 anos depois de garantir, submissa, o poder de Lula, já sem mais nada a almejar ou a perder, a criatura passa a ser a maior fortaleza da crescente fraqueza do seu criador.

A decadência de Lula na liturgia do poder começou desde que o sonho de superioridade do pai da ideia se deparou com a realidade de que a filha predileta já não pode ir mais além e nem mais alto do que o ponto em que se encontra.

Verdade é que Dilma já não precisa mais de Lula. Ele é para ela, o que Marta foi para Lula; o que Rose foi para o escritório do governo paralelo em São Paulo; o que foram Zé Dirceu, Delúbio, Genoíno para ele até que se deixaram pegar em flagrante delito.

Hoje, Dilma é para Lula a dona do punhal que, ao longo desses intermináveis 12 anos, tantas vezes o tem inutilmente apunhalado pelas costas. Lula já não parece tão eterno assim.

É como diria Cervantes num derradeiro romance: “De repente, uma mosca pode oferecer muito mais do que uma águia pode defender-se”.

Isso não é quiixotesco. Isso é coisa para terminar para sempre com o que ainda possa haver de afinidade entre Pérsiles e Sigismunda.