O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

17 de mar de 2015

PORTA VOZ DAS CONSPIRAÇÕES

Sibá Machado, do PT do Acre, um dos correligionários senatoriais mais usados para ser saco das pancadas que o governo leva. Agora anda vendo chifre em cabeça de burro.

Ele suspeita, num delírio petista que beira mais uma de suas teorias da conspiração que a CIA esteja por trás da manifestação de domingo.

Ele acha que a agência americana anda coordenando uma campanha pelo enfraquecimento dos governos "não alinhados" da América do Sul.

Para ele a CIA está repetindo agora o que fez para instalar as ditaduras militares nos anos 60. Como companheiro bom e batuta banca um maestro sem batuta de uma orquestração sem ritmo e sem platéia. Não tem mais nada pra fazer.

EL CID POR UM FIO

El Cid Gomes está por um fio. O boquirroto foi bancar herói para uma platéia de estudantes e disse que havia uns 400 deputados achacadores na Câmara. Agora diz que está dodói para escapar de ir até à Casa dos 400 picaretas dizer quem eles são, um por um.

Ele já pensa até que seria uma boa imitar sua patroa, a heroína Dilma Vana e calçar as sandálias da humildade. Mas Dilma já disse que vai usá-las. Este é o problema de El Cid: nesse governo não há mais que um par desse tipo de calçado à disposição de seus arrependidos. Ainda mais quando o pé que pede a sandália é torto.

Dilma já está achando que é melhor demitir El Cid Gomes da pasta que garantiria o slogan enganador "Brasil, Pátria Educadora".

Tirando o cavalo do El Cid da chuva, ela puxaria o saco dos deputados que estão engasgados com as bravatas e o desprezo do governo e, ao mesmo tempo, agradaria Lula, o Cavaleiro de Triste Figura que já pediu a cabeça do falastrão, por "desrespeito à Câmara".

Lula tem memória curta mesmo, o Amnéstico Piscogênito já esqueceu que em 1993 ele saiu da Câmara sem ter apresentado um só projeto, atirando vitupérios e garantindo que havia no Congresso "300 picaretas". Lula é mesmo uma metamorfose ambulante. A garantia de tudo que diz é que basta, a quem o escuta, acreditar justamente no contrário.

Lula é mesmo um grande oportunista. Está aproveitando agora a manifestação de domingo para fazer Dilma Vana pôr em prática a "chacoalhada" no seu ministério que ele recomendou na semana passada, numa de suas "entrevistas" com blogueiros amestrados.

Mas, nós já estamos carecas de saber que. como sempre, na hora do aperto, é de Lulalá que ela gosta mais, mais, mais. Chamou-o para uma reunião em Palácio. Pode ser que daí, saiam as ordens para os gaúchos Miguel Rossetto e Pepe Vargas apearem do cavalo.

O BOM DA LAVA-JATO

Tá bom, a Lava-Jato prendeu ontem mais 27 cambalacheiros da Petrobrás & Seus Tentáculos, dentre os quais, Vaccari Neto, tesoureiro do PT e Renato Duque, ex-diretor da hoje escrachada estatal por recomendação de Zé Dirceu e abençoado por Lula, o Filho de Deus e do Brasil.

Este é só o inicio da boa nova. O melhor da notícia é que esses dois são o caminho mais curto para a Polícia Federal chegar aos dois grandes chefes da rede de larápios que arrombou os cofres da Petrobrás e enfiou o pé na porta de todo e qualquer organismo público até então rentável que viu pela frente.

Tem mais uma coisinha de bom: é que perguntado pela imprensa, o promotor de Justiça que explicou os meandros da Lava-Jato, disse que a operação "Que País é Este?" é apenas a 10ª fase da Série campeã  de audiência e que a Lava-Jato continua, companheiros.

SILÊNCIO SEPULCRAL
O túmulo de Sadam Houssein foi destruído ontem no Iraque. Ele nem reclamou.

Dilma fala - agora só no turno vespertino na TV, para não levar panelaço - como se a indignação do povo brasileiro fosse apenas contra a corrupção. Ela se vale das tardes - período em que os brasileiros indignados trabalham - para ficar anunciando o tal "pacote de combate à roubalheira" que seus próprios companheiros cometeram.

Ela faz cara de paisagem para o brado retumbante que a voz das ruas desfechou contra uma velha senhora chamada Dilma.

Bolas, a mobilização estrondosa de domingo foi contra a corrupção e... contra Dilma. Ela, no entanto, ao escutar as palavras "corrupção" e "Dilma" mistura tudo e diz, fingindo vestir as sandálias da humildade, que o clamor das ruas "tem que ser ouvido".

E fala assim em "corrupção e Dilma", tudo junto e misturado. Vai ver que ela acha que "corrupção e Dilma" são uma coisa só. Eis que não é possível que só ela, Dilma, num universo de 201 milhões de brasileiros, não tenha ouvido os gritos contra Dilma.

Então se conclui que para ela as duas coisas são uma coisa. Quando Dilma fala em combater sem trégua a corrupção, está falando de uma coisa e da outra coisa, como uma só coisa. E a gente não é ninguém para duvidar duma coisa dessas. A gente somos inútil, mas não é grosso nem nada, como certas criatura que a gente conhecemo.

VAI FALAR SOZINHA
Tem uma coisa que o talento de Dilma ainda não permitiu que ela percebesse: a mobilização de domingo foi obra construída sem siglas partidárias, sem reis e sem caciques. Ela não tem a quem receber a portas fechadas para "dialogar" como de hábito acontece com pelegos e líderes de bancadas cordatos e submissos. Em todo caso, isso pode ser um ponto a favor de Dilma. Há uma dessas lendas urbanas que garante que quem fala sozinho pode ficar mais inteligente

COISA PRESIDENTAL

O show agora  é a promessa do governo, saída da boca presidental e dos ministros patetas de que nos próximos dias será apresentado o tal "conjunto de medias de combate sem tréguas à corrupção".

Coisa presidental mesmo, porque é da boca pra fora. Esse pacote é mais uma lorota. A corrupção se alastra e se avoluma há 12 anos embaixo dos seus narizes e de tal maneira que a própria Dilma ontem disse que a corrupção é uma "senhora idosa".

E é mesmo, tem a paternidade de todos os governos anteriores a esse período de poder do PT, mas foi criada e muito bem alimentada nessa última década pelas gestões de Lula e dela mesma.

Então, não vale essa balela de achar que um erro justifica outro. Era só o que faltava você começar a roubar, porque o seu vizinho é ladrão. O Brasil não aguenta mais a corrupção e também não aguenta mais esse jeito de governar que, como sempre cantou a antiga musa Marta, "Lula ensinou ao PT".

SEM PALAVRA
Tudo que Dilma e Lula falam é tudo quanto eles sentem muito menos do que aquilo que eles sentem muito mais e não falam. Mas a gente entende, afinal, eles ainda não fizeram nenhum acordo de delação premiada.