O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

13 de mar de 2015

DUAS NOTÍCIAS
Duas notícias. Uma boa, outra ruim. A ruim primeiro: o dólar abriu a sexta-feira 13, Dia do Pelego, nas nuvens; começou com a marca oficial de R$ 3,22, mas você não encontra a moeda americana para fazer turismo, a menos de R$ 3,70. Isso quer dizer que aquela sua viagem a Paris fica para bem depois desse dia 15. Agora, a notícia boa: com um só dólar, você pode comprar duas boas ofertas numa loja de 1,99.

CESARE BATTISTI ESTÁ  SOLTO
O terrorista italiano Cesare Battisti conseguiu habeas corpus e foi libertado, hoje em São Paulo. Isso nem é notícia, ora. Se o Zé Genoíno e o Zé Genoíno estão por aí, livres, leves, soltos, por que Battisti teria que ficar preso?!?

DEBOCHADO
A Justiça mandou bloqueou mais R$ 340 milhões do Petrolão. Isso quer dizer um pouco só dos 3% de propina que rolaram até aqui. O rombo, no período em que Sérgio Gabrielli presidiu a Petrozorra, é estimado em mais de 10 bilhões de reais. E o palerma prepotente ainda diz debochando da cara dos deputados da CPI que "é impossível controlar a corrupção na Petrobras". Para Gabrielli, fácil mesmo é controlar o ladrão de galinhas que pulou o quintal da sua casa. Mais que isso, a sua competência gerencial não consegue alcançar. Se conseguir, então ele cúmplice mesmo.

CASO EIKE ENCERRADO
Entrementes, no Rio de Janeiro, o juiz aquele do carro, quer dizer, do Caso Eike confessou ao Ministério Público que desviou mais de R$ 1 milhão. Então pronto! Está resolvido o escândalo Eike Batista. Caso encerrado. E não se fala mais nisso. O BNDES, penhoradamente, agradece.

"TAMBÉM" O QUÊ?!?

Aquela vituperação do fanfarrão Lula da Silva ainda repercute pelos esgotos que levam às falanges do "Exército de Stédile".

Lula, o bazofeiro que só sai às ruas cercado de seguranças pagos pela população, com medo de não ser feliz, subiu num barril de pólvora seca e coaxou: "Nós também sabemos bater. Inda mais se a gente chamar o exército de Stédile".

Então, vamos destrinchar a balaca do balaqueiro: 1) "Nós" quem, cara pálida? Sozinho, você não bota o pé fora da porta; 2) Como assim, "também" sabemos bater?

Ah, me explica aí, ô!.. Esse "também" significa que sabem mais alguma coisa, além de bater? Trabalhar, a gente sabe que não é; governar "também" não; ler e escrever muito menos.

Quem sabe esse "também" que dizer que, além de bater, "nós também sabemos desmoralizar o país, desrespeitar a lei, quebrar a Petrobras e esculhambar o Brasil".