O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

20 de out de 2014

PELA PESQUISA CNT/MDA
ALEMANHA 7 x 1 BRASIL DEU EMPATE

Pronto, estava demorando, mas agora saiu uma pesquisa que mostra o conhecido tal de empate técnico, mas com o pequeno detalhe de que Dilma Vana, até que enfim, já está como nos bons já velhos tempos, superando Aécio Neves.

Só em pesquisa eleitoral brasileira há empate quando a diferença sugerida é de mais de um milhão de votos. Isso quer dizer que, para o Brasil da Silva, aquele jogo Alemanha 7 a 1 Brasil, não teve vencedor. Foi empate. Mas, tá bom assim.

Iludam-se: os dados revelados hoje são de uma pesquisa feita antes do bate-boca de ontem na TV Record. E mostram Dilma com 50,5% e Aécio com 49,5%.

O levantamento foi encomendado pela notável CNT - Confederação Nacional dos Transportes ao renomado instituto MDA, aquele que, quem o conhece, o compra.

SACOS E REBERBELAS 

O que se há de concluir a essa altura do campeonato? Simples, muito simples: o saco de maldades do PT vai ter que ser maior e mais pesado que o saco dos tucanos e vice versa, ao contrário e o diabo a quatro até que um mande o outro para os quintos das profundezas do raio das intertelas das reberbelas das parafusetas.

Mas, nada há de ficar por aí mesmo. Esta semana vai estofar as coisas de estopa que todo mundo acha que ainda tem. Os homens, mais que as mulheres. As coisas delas são mais finas; são de filó. Não enchem tanto, ou esvaziam bem mais fácil.

Daqui até domingo, o brasileiro vai ser massacrado por pesquisas da maior confiança, ou não. Hoje à noite mesmo vai ter um anúncio do Datafolha, só para quem quiser saber se no ano que vem o Brasil vai ter president@ ou presidento.

A pesquisa foi feita só no dia de hoje e vai apurar o que foi que mudou depois do duelo fajuto de ontem no canal do bispo Macedo. Ops, foi mal. No canal de TV do bispo.

MAIS IBOPE E DATAFOLHA

Nesta quarta-feira, será a vez de mais um Ibope, acompanhado de outro Datafolha, eis que ambos não se cansam de ganhar dinheiro à rodo querendo saber da vida e do voto dos outros, para espalhar pra todo mundo.

No sábado, as duas empresas especializadas nessa verdadeira mina de ouro que Millôr Fernandes chamaria de Ministério de Perguntas Cretinas com Respostas Engatilhadas, vão despejar uma nova cascata de novidades acerca da vitória de um e da derrota do outro concorrente ao verdadeiro tesouro do Palácio. Que saco! Haja estopa e filó para o Brasil não estourar.

URNAS BATERÃO COM PESQUISAS
E fique certo. As urnas eletrônicas são invioláveis. No fim de tudo, as urnas confirmarão o quanto as pesquisas eleitorais no Brasil da Silva são científica e politicamente infalíveis. Umas baterão com as outras. Nunca, jamais, de frente umas com as outras.

TUDO PELO PODER

Não há o que se não faça pela manutenção do poder. Além da blitz avassaladora das pesquisas científicas de opinião, o que você espera que vai acontecer daqui até sexta-feira, ou até mesmo em plena sexta lá nos estúdios da Globo? Não me diga que não está esperando nada! Aí, eu já sei em quem você vai votar. Ah, a gente vai acabar brigando...

TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

Como eu gosto muito de você, deixe que eu lhe diga o que disseram para mim, pensando que eu era um entrevistador desses institutos perguntões. Vou lhe contar, mas desde já lhe digo: nem eu mesmo estou acreditando no que me disseram.

Acho que foi um contra-espião da espionagem especulativa dessa campanha nunca vista antes na história das eleições desse país.

Talvez um petista bancando tucano, muito provavelmente um tucano virando-se petista pelo avesso, ou até mesmo o inconfidente guloso por uma tradicional propina. Não lhe dei um tostão e jamais lhe daria sequer um dólar furado. Por umas e outras, o delator secreto me contou tudinho e no mesmo instante me pediu segredo.

SEM VAZAMENTO

Ora, você sabe que segredo deixa de ser segredo quando há mais que uma só pessoa sabendo da coisa. Eu fui esta segunda pessoa. Pronto, já não é mais segredo. E por essas e outras é que lhe digo tudinho e lhe peço segredo; por favor não deixe vazar. Eu não teria como saber se foi você que botou tudo pra fora, porque já contei pra minha turma do mezanino lá da Churrascaria Portão, do Lago Sul.

Assim fica difícil, mas em todo caso confio em você e então lá vai: há quem esteja até pensando em mandar internar até sábado, dia 25, véspera de 26, o companheiro Lula, às pressas, no Sírio-Libanês, acometido de ebola.

Quer dizer, ele vai baixar em regime de urgência urgentíssima ao SUS dos ricos com todo aquele aparato de ambulância blindada especial, roupa de astronauta e um cortejo de batedores fantasiados do mesmo jeito. Por que fariam isso? Ah que droga! Aí você já está querendo saber demais.

VAIDADE DAS VAIDADES

Por via das suas dúvidas dou o meu palpite, mas é só um palpite que merece sigilo absoluto. É que de minha parte acho que é só porque o Lula gosta mesmo de aparecer. Seria, como suspirou o rei Salomão, pela vaidade das vaidades.

Mas, aí você que me conhece bem, sabe os instintos mais primitivos que me separam de Lula. Então, a versão fica prejudicada. Tô sendo sincero com você. Não deixe vazar essa teoria, pelo amor dos seus filhinhos.

O OUTRO LADO

Já pelo outro lado da coisa, penso que essa versão do ebola lulático seria para repassar para Dilma Vana toda aquela comoção sentimentalista que bateu no povo quando viu que Marina Silva herdara, de supetão, assim duma hora pra outra, a simpatia popular com a tragédia que a privou do seu par constante nessa guerra eleitoral.

Vá que cole, né não? Seria uma coisa tipo assim misteriosa com a caixa-preta do jatinho daquele infausto acontecimento que projetou Marina Silva às alturas de todos os gráficos eleitorais.

O ESTRÉPITO DA SOLIDARIEDADE

A internação estrepitosa de Lula acenderia a chama que seria eterna enquanto durasse apenas um dia, do sábado que vem para o domingo que não voltará jamais; um sentimento coletivo de voto solidário na dor repentina da nação, que não precisasse durar mais que um dia, até a boca da urna.

Dilma Vana abateria um tucano em pleno voo, seria consagrada bi-president@ da República e Lula, mais uma vez salvador da Pátria, ressurgiria impávido e colosso com a primeira cura de um ser humano, humaníssimo como Lula contaminado pelo vírus ebola no Brasil.

Não é nada, não é nada, ano que vem ele seria forte candidato ao Prêmio Nobel de Mais Saúde. Sob os auspícios do programa Mais Médicos, evidentemente.