O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

13 de out de 2014


À BEIRA DE UM ATAQUE DE NERVOS,
OU, O QUE É ISSO COMPANHEIROS?!?

A coisa tá feia. O que já era ruim ficou bem pior. Dilma Vana anda à beira de um ataque de nervos. E, pelo jeito, vai se atacar sozinha. Eis que amigo é amigo e companheiro é companheiro. Não demora nada, Dilma Vana será isolada como uma Rosemary Noronha que hoje anda só e assim mesmo mal acompanhada.

Pode ser até que, na antevéspera da eleição do dia 26 ela receba um telefonema solidário com a senha do silêncio: "Tamo junto nessa, companheira".

Ontem, cutucada por uma repórter que queria saber se o Vacari, tesoureiro de sua campanha é para ela o que Delúbio foi para a tesouraria do PT, Dilma bateu boca e insistiu que quer provas e "estranhou" que a Justiça faça audiências públicas "em período eleitoral". Ah, bom.

Mas, o que é isso, companheira?!? Assim vai ficar parecendo até que está querendo que a Justiça varra o óleo sujo da Petrozorra para baixo do tapete. Só pode ser isso.

A dura verdade é que Dilma Vana está acuada pelas delações premiadas justamente daqueles que trabalhavam dentro do governo desde que Lula subiu a rampa em 2002. Lá se vão 12 anos de bons e rendosos negócios escusos. Só que, os boquirrotos de hoje são os companheiros de ontem.

Neste fim de semana mesmo, Paulinho da Petrozorra, complicou a atual president@ da estatal, Graça Foster, dona do cargo por amor e graça de Dilma Vana.

O ex-íntimo e bem cotado Paulinho Bebeto Costa denunciou, em depoimento à Justiça Federal que o PT enfurnava um "pedágio" de 3% em todo e qualquer contrato feito pelas diretorias da Petrobras, dentre as quais a de Gás e Energia.

Graça Foster, por acaso, era a toda poderosa comandante dessa fatia do grande bolo de óleo sujo, num reinado que durou de 2007 até fevereiro de 2012 quando, por seu know how e extraordinários dotes profissionais foi conduzida à presidência da estatal pelas mãos de Dilma, a que sabe escolher os companheiros que ficam por cima do tapete.

QUIZ
Quem anda mais de saco cheio e fechado em copas por causa das delações premiadas de rombo e de roubo na Petrobras: 1) Lula da Silva; 2) Graça Foster?

VOCÊ SABIA?
A folha de pagamento da AGU - Advocacia-Geral da União já torrou R$ 2,3 bilhões neste ano.

Só essa folha solta de R$ 2,3 bilhões cobriria a metade do decantado rombo de R$ 5 bilhões que, segundo Dilma, o fim do fator previdenciário, causaria aos cofres da Previdência.

Pior que isso é o prejuízo que, por cima do tapete, a corrupção causa aos cofres da República: R$ 85 bilhões por ano.

LIBERTAS QUAE SERA TAMEM
O brasileiro defenestrando Dilma Vana do Palácio do Planalto está se livrando de uma vez por todas do jugo do PT do Mal, mas está se livrando também do grudento e pernicioso PMDB e do melífluo Michel Temer, parceiro inseparável de qualquer grupo dominante. Isso, sem contar que nessa queda, lá se vão para as cucuias de Lula seus bons tempos de La Vie En Rose.

MORAL DA HISTÓRIA
A moral  da história do Brasil da Silva descoberto por Lula, o autointitulado Metamorfose Ambulante e há quatro anos conduzido por Dilma Coração Valente é que o caminho mais fácil para o governo brasileiro ser um inocente "anão diplomático" foi ser um prostituído gigante do petróleo.

VERDADES SECULARES
Há verdades seculares que são indesmentíveis. Lembrei-me agora daquele sábio e sempre atual conselho popular "dá corda que ele se enforca". Pois deram corda demais para Dilma, tanto no governo quanto nos palanques e programas de TV. A rampa virou cadafalso.

JUNTAR-SE AOS BONS

Os blogueiros bem remunerados pelos cofres públicos, já não sabem mais a quem recorrer, buscando declarações que possam reforçar a técnica publicitária do "juntar-se aos bons". Por exemplo, se o seu filho usar um topete igual ao do Neymar, então seu filho está com Neymar e não abre; é quase um Neymar. A técnica é boa.

Precisa, no entanto, que não se escolha o modelo errado. Os burros que me perdoem, mas talento é fundamental. Vejam só, quem foi que a banda das redes amestradas foi buscar para dar apoio a Dilma: Mangabeira Unger.

Os blogueiros tementes a Franklin Martins apresentam Unger como o "intelectual, autor do manifesto de fundação do PMDB e ministro de Assuntos Estratégicos do governo Lula". E cantam aos quatro ventos que Mangabeira desenhou um quadro de comparações entre Aécio e Dilma.

A ideia do quadro é justificar o voto pela manutenção do PT no poder. E diz que "Dilma tem espírito de luta, para poder aceitar pouco e enfrentar muito". Orra meu! Isso é elogio, ou acusação?

Aceitar uma Petrozorra inteira é pouco; ou será que 200 escândalos de corrupção e malfeitorias também não querem dizer nada?!?

E aí os grandes pensador dos blogs dominados, à beira do iminente desemprego, encerram a babação de ovo, com uma frase notável de Mangabeira: "Que o povo escolha o rumo audacioso da rebeldia nacional e afirme a grandeza do Brasil".

Tá, era tudo que a campanha de Aécio queria ouvir: o arauto do PT, do Lula e da Dilma quer mudança! Que droga! O Cara está dizendo justamente o que é a base da campanha de Aécio! No fundo, no fundo, nem ele mais aguentaria quatro anos de Dilma.

E aí, já cansado de tanta baboseira, me baixa o espírito de Adoniran Barbosa, a quem sempre recorro, quando sinto que o Brasil está se transformando numa saudosa maloca.

Então, se o senhor não tá lembrado, dá licença de contar: Mangabeira Unger foi aquele historiador que um dia escreveu nos jornais que "o governo Lula é o governo mais corrupto da História do Brasil". E relembro um pouquinho mais: foi por isso, só por isso que então Lula o fez seu ministro para "pensar" o futuro do Brasil. Só isso. Nada mais que isso.