O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

24 de fev de 2015

JUIZ PAVÃO NO PORSCHE DE EIKE

Aí, no mais puro estilo cariocão, o juiz Flávio de Souza que trata do caso Eike Batista, foi flagrado pelas câmeras atentas do fotógrafo Igor Ricardo, do jornal Extra pilotando o Porsche que a Justiça tomou do rico mais gabola do Brasil e do mundo. Pô pegou mal. Com ou sem autorização legal, parece que o carrão saiu das mãos de um finório e foi se aconchegar nas penas de um pavão. Mais que isso o gesto do juiz foi um atropelamento à moral e à ética.

SUBIU PRA CABEÇA
O indiano Rajendra Pachauri, presidente do Painel Intergovernamental para a Mudança Climática (IPCC) renunciou depois de acusação de assédio sexual. O anúncio foi feito pelas Nações Unidas. Ele foi acusado de crime de assédio a uma pesquisadora de 29 anos do centro de estudos The Energy and Resources Institute, de Nova Délhi. Ela o acusou de assediá-la sexualmente ao enviar e-mails inapropriados. Taí ó, o sucesso subiu pra cabeça que não usa chapéu.

DILMA E O DRAGÃO
Só pra chatear, por que saber, você já sabia e, se não sabia, esperava: a inflação de janeiro é a maior no Brasil desde 2003. O índice ficou em 7,137%. Isso porque as contas são feitas por eles mesmos,à moda deles. No supermercado que você frequenta você sabe que até o dono está parando de comprar. 

MOVIMENTO DE INTELECTOS
 EM DEFESA DA PETROBRÁS

Lula, com a cara dura que alguém lhe deu - Deus não faria uma coisa dessas! - lidera neste entardecer de terça-feira o que sindicalistas pelegos, intelectuais com cultura de almanaque do Biotônico Fontoura como essas Marilenas Chauís e outros abjetos, está chamando de "movimento em defesa da Petrobrás". 

E ele  insufla que a sua torcida organizada promova essas coisas assim como se as investigações da Operação Lava Jato e o noticiário da imprensa é que demoliram a Petrobrás. 

Fala assim como se não fosse ele o presidente da República que, com a parceria de Dilma-1 e 2, animaram a invasão que ocorreu embaixo do seus narizes e sob os seus olhos permissivos e companheiros. 

Fala assim como se não fosse sob sua batuta a grande orquestra tocou e a Petrobrás dançou de tanta mutreta e falcatrua. 

Mas o tal "Movimento em Defesa da Petrobrás" foi feito em profundo recolhimento. Deu-se numa sala da ABI - Associação Brasileira de Imprensa - onde couberam seus dois grandes aliados nessa farsa - a CUT e a CGT, além dos intelectos que não usam o coração como expressão. 

Dessa vez Lula não abusou: preferiu não tirar partido apelaando para o ridículo "abraço à Petrobrás". Lula não tinha bajuladores suficientes para fazer a volta "abraçando" a sede do Rio de Janeiro. Se é que ela ainda está por lá.