O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

13 de abr de 2015

EU GOSTEI QUE A MOBILIZAÇÃO
NAS RUAS CAIU PELA METADE

E o governo comemora a redução do número de manifestantes que foram às ruas neste domingo, como se tivesse feito um golaço. Dilma acha que fez um golaço; O PT acha que fez um golaço; os agentes da corrupção acham que marcaram um golaço. E agora então vão botar sebo nas canelas e tocar bola pra frente que atrás vem menos gente. Deixa assim como está que o jogo tá bom.

De minha parte eu achei foi bom. Eu já estava transferindo os medos que tenho desse governo, desse poder instalado na democracia do meu país, para as notáveis redes sociais tipo Vem Pra Rua, Movimento Anti-Corrupção, Revoltados Online, Brasil Livre e assemelhadas.

Seus mobilizadores já se acharam, tomaram ares de novos heróis, e com trejeitos de verbo se fazendo carne, passaram a dar entrevistas quase que com o mesmo ranço dos contadores da História Oficial. Aí, a coisa já estava me parecendo descambar para um novo tipo de poder que sugere emanar do povo, mas que não tem ainda todo aquele cheiro de povo que contagia e multiplica as massas.

Eu achei bom, achei mesmo é que foi bom ter caído pela metade o movimento das ruas neste domingo. É que isso me parece um sinal de que, as redes sociais têm um belíssimo poder de mobilização, mas não todo o poder que emana do povo.

A metade que saiu às ruas, saiu muito bem. ordenada, verde-amarela, comportada, sem baderna. Saiu de casa num domingo, sem sorteios, sem rifas, sem shows de axé, de pagode, ou duplas sertanejas. Saiu para mostrar sua insatisfação com Dilma, com o PT, Com Lula, com a corrupção.

A outra metade que ficou em casa, está mandando um recado: eu fui em março, agora em abril eu quero mais, bem mais que cartazes Fora Dilma, Fora Lula, Fora PT, Abaixo a Corrupção...

A outra metade aplaude os que voltaram às ruas e, de dentro de casa, avisa que é muito mais do que o dobro dos que foram às ruas; essa "metade" é muito mais, é coisa de 87% da população brasileira que reprovam o governo Dilma, as elucubrações de Lula, as manobras do PT, a roubalheira geral, a corrupção desenfreada.

O recado dos que não foram nesse domingo às ruas, é que agora é tempo de agir. E, por enquanto esta sociedade atenta e indignada com os atropelos e desmandos dos que tomaram de assalto o seu país, está contando com a Operação Lava-Jato executada de maneira eficaz e independente pela Polícia Federal, com a parceria do Ministério Público e da Vara do juiz Sérgio Moro.

A luta contra a corrupção, contra as malfeitorias do governo Dilma, contra a má influência de Lula, contra o PT do Mal & Siglas Associadas está apenas começando. E muito bem até, por que a Lava-Jato usa contra os proprietários indébitos do Brasil, a arma que eles mais temem:  a cadeia.