O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de dez de 2015

UMA SAFRA PERDIDA

Delator da Lava Jato dedura que diretor da UTC levou R$ 300 mil para a campanha de Aécio Neves. Pronto, era tudo que a gangue dos Assassinos de Reputações queria.

Tá, quem rouba um tostão, rouba um milhão. Mas, agora, os 300 mil de Aécio passam a ser mais bandidos que os bilhões roubados do Petrolão pelo crime organizado que virou Estado.

Vai ser a mesma coisa que o massacre de Eduardo Cunha - que de inocente não tem nada - cuja derrubada passou a ser mais importante do que o impeachment de Dilma Vana, a graciosa e inocente presidente da República.

Agora sim, o papo entrou no caminho que o PT mais gosta. De qualquer maneira, o que se sabe é que nessa safra não tem laranja madura; está tudo podre.

O ERRO OPERACIONAL

A onda de microcefalia tertia começado com um "erro operacional" em Pernambuco, onde usaram vacina tríplice - sarampo, caxumba e rubéola - em pacientes no início da gestação. A rubéola, inofensiva em geral, nos dois primeiros meses de gestação pode causar, sim, microcefalia.

O Ministério da Saúde, infalível como todo brasileiro sabe, insiste em bater na tecla de que "só o zika-vírus provoca microcefalia" e, como se falasse de outras coisas, bate o pé, reclama e garante que suas vacinas são seguras. Pode até ser que sejam seguras mesmo. A sua aplicação é que pode ter o padrão Fifa dos serviços essenciais prestados pelo governo à população. E a microcefalia é o legado que o Brasil recebe.

A AVÓ É AQUELA BICICLETA

Nada mais debochado que os tais programas sociais do governo nessa crise que foi sendo alimentada pelo PT nesses 13 anos de poder e arrombamentos. Enquanto o novo bando econômico do governo tenta curar o câncer e sua metástase com Band-Aid, o Bolsa Família vai que vai.

Já abocanhou R$ 25,3 bilhões até novembro e vai bater nos R$ 28 bilhões quando espoucarem os fogos celebrando o Ano Novo. Com uma estimativa de torrar R$ 2,3 bilhões por mês, o novo ano promete chegar ao próximo Natal extraordinário com R$ 28 bilhões estimulando o ócio, sem gerar um só emprego.

E então é isso, o sucesso do Bolsa Família é o seu maior fracasso. Quanto mais beneficiários tiver o Bolsa Família, maior será o número de desempregados nesse país.

Se isso não é deboche, num país que sente o bafo do dragão da inflação por causa desses desregros delirantes de caça-votos, então a avó da Dilma é aquela bicicleta incrementada que ela usa todas as manhãs na orla do Lago Paranoá.

LIXO PARA BAIXO DO TAPETE
Os novos arautos da economia do governo descobriram que tem, não se sabe bem de onde, R$ 57 bilhões para pagar parte das pedaladas fiscais da ciclista-mor do Brasil, dona Dilma Vana. Na verdade, eles estão é jogando o lixo para baixo do tapete, bem do jeito que a Mulher Sapiens dizia em seus antigos discursos que não fazia "nem que a vaca tussa!".

29 de dez de 2015

BALANÇANDO 2015

VIRTUAL
Feito a muque / o filho nasceu, graças / ao Facebook.

MOBILIDADE URBANA
Este foi o ano em que o aplicativo Uber mostrou que o serviço de táxi é só mais uma teta para os governos mamarem. Para servir bem ao público, ninguém precisa, nem mesmo os velhos taxistas dos tempos das carruagens, pagar pedágio para as Prefeituras municipais. Que a livre concorrência determine, pela qualidade, o mercado do ir e vir de aluguel. Um dia, todo táxi há de ser um Uber. E os prefeitos serão privados de viver sugando os úberes da mobilidade urbana.

PAÍS DO FUTEBOL
Que dizer de um ano em que o Corinthians foi campeão brasileiro por antecipação e o Vasco promovido à Série-B com um time de terceira que já disputava a lanterna desde a primeira rodada do primeiro turno?!? Isso só pode ser o tal legado da Copa que a pandilha prometeu para justificar a roubalheira padrão Fifa que ajudou a quebrar o Brasil.
SALÁRIO MÍNIMO
É DE R$ 880

O "Diário Oficial" publica nesta quarta-feira o novo salário mínimo. Com um reajuste de 11,6% a nova migalha sai de R$ 788 e vai para R$ 880 e começa a valer já a partir de 1° de janeiro. O auxílio-reclusão passou de R$ 915 para R$ 1.115. Com isso os aposentados que ganham mais que um salário por mês, ficam mais pobres, com o pé mais perto da cova e parecendo menos honestos que os contribuintes do INSS que foram parar na cadeia. Quanto vale um deputado, ou um senador dessa República dos Calamares... Ah, que cada um faça a conta que lhe der na cabeça. Pode ser "qualquer conta de chegar" que o governo não vai se importar. De minha parte, acho que eles deveriam estar ganhando - pelo que fazem com a gente - o salário mínimo anterior de todos os brasileiros. Eles não merecem mais que isso. Já um ministreco qualquer desse governo, recebe um salário de mais de R$ 30 mil, equivalente a 35 trabalhadores brasileiros. Quer dizer, cada ministro da Dilma vale como se fosse uma fábrica. E como trabalha essa pandilha.

AULA DE CICLISMO
Essa história de que Dilma Vana, a Rainha das Pedaladas, foi hostilizada na manhã desta segunda-feira por ciclistas na Avenida L4, cercanias do Palácio Alvorada, não está bem contada. Essa versão deve ser mais uma intriga da oposição. O que os ciclistas tentaram foi dar uma aula de como se anda bem de bicicleta. Pedalar, Dilma Vana já sabe há muito tempo. O que lhe falta é equilíbrio.
ERRO OPERACIONAL
VIROU MICROCEFALIA

Microcefalia é uma deformidade que só existe em série aqui no Brasil. E pesquisadores já suspeitam que não tem nada a ver com zika-vírus coisa nenhuma. A onda de microcefalia que atemoriza o país pode ter tudo a ver com o vírus da rubéola. Os mesmos pesquisadores suspeitam ainda de que a microcefalia teria sido um "erro operacional" cometido pelo uso da vacina tríplice - sarampo, caxumba, rubéola - em gestantes, na rede pública de saúde, em Pernambuco. A rubéola provoca, no início da gestação, glaucoma congênito, surdez, malformações cardíacas ou retardo mental. A Síndrome da Rubéola Congênita provoca deficiência auditiva, cardiopatia congênita, retardo do crescimento intra-uterino, catarata, glaucoma e a microcefalia. Quer dizer, a saúde pública errou no começo dessa onda de microcefalia e continua errando.

CONTAS DE CHEGAR
As mudanças que o governo vem fazendo para fechar as "contas de chegar" não passam de tentativas de apagar as digitais na cena do crime. A pedalada de R$ 40 bilhões que Dilma já demonstrou que não sabe onde foram parar, ainda não foi coberta nem explicada. O governo Dilma deve à União pelo menos R$ 40 bilhões que deixaram de ser usados em saúde, educação, mobilidade urbana, segurança e serviços essenciais. É por isso que Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior pedem o seu impeachment.

A JUSTIÇA DOS SONHOS
O que está ruim sempre pode piorar, há quem diga que na eventual saída de Zé Cardozo do Ministério da Justiça de Dilma, Ricardo Lewandowski seria o ministro dos sonhos de... Lula.

COMO ASSIM?
Em matéria de déficit, o governo bateu mais um record: R$ 21,2 bilhões em novembro. O rombo neste ano que o governo desgovernou é de R$ 54,3 bilhões. Como assim "Feliz Ano Novo" com essa pandilha no governo?!?

PEDALANDO...
A ciclista Dilma Vana, Rainha das Pedaladas, foi hostilizada por um grupo de ciclistas de verdade nesta segunda-feira enquanto andava de bicicleta nos arredores do Palácio Alvorada. Nas proximidades da Avenida L4, ela ouviu um "fora, Dilma", mas seguiu em frente que atrás vinha gente: o general Amaro, chefe da Casa Militar, um segurança e o seu personal trainer. E assim é que Dilma segue pedalando nos dois palácios, o Alvorada e o Planalto.

MÃOS ABANANDO
Como já se sabia, a reunião de ontem com os governadores não deu em nada. Dilma mandou que eles fossem se queixar para o novo bispo: Nelson Barbosa. Foram de pires na mão. Não deu em nada. Voltaram com as mãos abanando.

ENTREMENTES...
A Petrobras termina o ano de 2015 valendo menos da metade de seu patrimônio na Bolsa. A relação entre o seu valor de mercado e o seu valor contábil é de 0,32, o sexto menor de uma relação de 57 empresas que integram o índice de referência da Bovespa. O Banco do Brasil, por sua vez, figura no rol de 19 empresas que valem menos em Bolsa do que no balanço. No valor de mercado o Banco do Brasil corresponde a 52% do patrimônio. Então, feliz Ano Novo para Petrobras e Banco do Brasil.

28 de dez de 2015

CONVIDE-OS PARA O RÉVEILLON
E então, como era de se esperar, presos beneficiados pela saíde de Natal, já cometeram crimes pelo Brasil afora. Agora, me diga: se esses bandidos tinha saída apenas temporária e praticaram os mesmos crimes de sempre, você acha que os mensaleiros que Dilma Vana favoreceu com o indulto natalino vão se comportar direitinho e nunca mais cair em tentação? Pois, então dê o seu voto de confiança à pandilha que vai sair dando risada da cara dos brasileiros cumpridores da lei e da ordem. Eles devem ter se regenerado nessa breve passagem pelo lado escuro da vida. Qualquer coisa, convide alguns deles para passar o Réveillon em sua casa, com a sua família.
NÃO ESQUEÇA NUNCA
O que precisa ficar bem claro é que cada centavo que vai para o bolso de um corrupto sai de um leito de um hospital do Sistema Único de Saúde. Precisa, mas não é só. O que é mais preciso ainda é que nenhum brasileiro do bem se esqueça disso por um átimo de segundo sequer. Se, no entanto, não pensar no leito do SUS, que se lembrem então que cada centavo, aos milhares de milhões, saem do vale-transpoorte, do ticket-alimentação, do material escolar, da segurança que nos devem. Não basta lembrar. É preciso não esquecer nunca, jamais, nem mesmo por um átimo de segundo que todo o corrupto, ativo ou passivo é um malfeitor, um inimigo público.

TIRO AO ALVO
O Palácio do Planalto já está começando a praticar no Supremo Tribunal Federal o seu esporte preferido: tiro ao alvo na reputação dos opositores. Os atiradores palacianos têm na alça de mira o ministro Gilmar Mendes. A ideia é que cada um dos ministros governistas atire contra Mendes que já  deu sua pedrada nos bolivarianos, na decisão sobre como os  deputados deve ser o rito do impeachment. Assassinar reputações é a única coisa que o partido do governo sabe fazer. Gilmar Mendes não teve papas na língua, disse na cara deles, em tom de xingamento que lamentava o ativismo cooptado do Supremo Tribunal Federal, "mais empenhado em legislar do que julgar". Mendes não é fraco, não. Tem escudos dentro da própria Corte de Lewandowski.

VOCÊ SABIA?
O Poder Executivo tem mais de 2 milhões de servidores. O custo anual dessa máquina emperrada pelo acúmulo de aspones terceirizados, sem concurso e sem qualificação, está batendo nos R$ 200 bilhões em salários e benefícios, fora o alho.

CHICO BUARQUE
Com relação ao bate-boca em torno de Chico Buarque de Hollanda, eu insisto apenas em lembrar a vocês que, desde quando Lula subiu a rampa pela primeira vez em 2002, Chico nunca mais cantou "Acorda, Amor", aquele sucesso retumbante em que o refrão era seguido por uma sirene policial: "Chama o ladrão! Chama o ladrão! Chama o ladrão!". Canta Chico; canta que eu quero ver.

FELIZ O QUÊ?!?
Bom Natal a gente já sabe que o Brasil não teve, nem nós, nem o comércio, nem Papai Noel. Mas Feliz Ano Novo... Como assim "Feliz Ano Novo"? Com Lula solto; Dilma no Palácio; Cunha na Câmara; Renan Calheiros no Senado; Lewandowski e seus bad boys no Supremo?!? Feliz Ano Novo só se for para Zé Dirceu, Costa Neto, Roberto Jefferson, Pedro Henry. Eles já estão com um pé fora da cadeia. Dilma Vana assinou o decreto que bota a bandidagem toda na rua outra vez. É o poderoso Indulto natalino que manda mais que o Congresso e o Judiciário, juntos. Um verdadeiro AI-13 que solta criminosos que tenham menos de 8 anos de pena para cumprir. É o caso dos companheiros mensaleiros. Então, Feliz Ano Novo... Feliz Ano Novo é a planfa que lamblanfa!

CICLISTA IMBATÍVEL
Atolado até os gorgulhos, o governo diz agora que vai "terceirizar" o financiamento do Minha Casa Minha Vida, melhor boca de urna do mundo depois do Bolsa Família. A turma da Dilma descobriu mais uma válvula de escape e, como sempre, valendo-se do que é do povo: vai meter a mão no FGTS para manter acesa a chama da pedalada no sonho da casa própria. Dilma Vana como ciclista é imbatível. Alguém aí quer apostar que logo, logo vai ter um rombo do tamanho de um bonde no lugar do terreno desse sonho dourado?



CONCHAVO PELA CRISE
Esta segunda-feira é um barato em Brasília. Dos 27 governadores de Estado apenas 13 estão presentes à reunião com Dilma Vana para discutir "agenda da crise". Da oposição só dois fariseus vieram ajoelhar e rezar: Geraldo Alckmin, de São Paulo e Marcondes Perillo, do Goiás. Essa reunião não vai dar em bulkhufas nenhuma. Dos presentes, todos já comem pela mão do governo federal, inclusive os dois tucanos amestrados. Os que ficaram de fora, continuarão sem receber a atenção de Dilma Vana, "presidente de todos os brasileiros", menos daqueles que não são petistas e governistas de última hora. O encontro de hoje vai servir apenas para provar que o PT é o partido menos republicano da história desse país. Quer dizer, trata-se de um encontro que vai levar do nada para lugar nenhum. Essa banda larga vai tratar é de combinar aumento de impostos de tudo que é tamanho e feitio em cada um dos seus estados, para não deixar Dilma sozinha na batalha pela volta da CPMF. Dilma Vana vai transformar hoje cada um desses governadores, num monitor das votações no Congresso Nacional em 2016.

27 de dez de 2015

BALANÇANDO 2015... 

A FARSA
Nada desmantelou-se mais, neste 2015, do que a farsa de Lula como o maior pateta da história do Brasil. Todo mundo sabe que ele sabia e sabe de tudo. A sua credibilidade é hoje inversamente proporcional aos cachês milionários que abocanhou como palestrante de ditaduras africanas e de feudos latino-americanos. O que Lula diz hoje tem o mesmo efeito, para os brasileiros, que uma bala perdida tem hoje para o morador do Rio de Janeiro: entra por um ouvido e sai pelo outro. Lula foi o fracasso retumbante da dissimulação.

MANIFESTAÇÕES DE RUA
Bonito mesmo foi o povo brasileiro não dar uma pedrada sequer de volta nos Blac Blocs que atrapalharam as manifestações de rua, das pessoas indignadas contra a inoperância e a incompetência de Dilma Vana, o poste iluminado de Lula. Feio foi o desânimo que se seguiu à euforia das primeiras manifestações. A população descobriu que não bastam as redes sociais para se fazer uma revolução pacífica e ordeira - mesmo quando os baderneiros são os exércitos de Lula. O povo entendeu que a incapacidade do governo era mais ágil que tudo. Mas Dilma nem isso foi capaz de notar e se enredou sozinha. Isso sim tá pra lá de bonito de se ver: hoje, todo brasileiro sabe e até Dilma já está percebendo que nada do que se pode explicar em um governo, ela é capaz de entender.

A CORTE
Nunca antes na história desse país a Vara de um juiz cresceu tanto como a de Sérgio Moro. E nunca antes na história desse país uma Corte foi tão suscetível a estocadas e tão passiva quanto o Supremo Tribunal Federal. 





A CRIATURA CONTRA O CRIADOR
O Bolsa Família, maior programa mundial de estímulo à ociosidade e instrumento imbatível de voto na urna, vai acabar realizando a sua primeira ação social de grande relevância: consolidar o impeachment de Dilma, a governanta desse quarto mandato de Lula. 
É que demonstrativos contábeis do Banco do Brasil do primeiro trimestre deste glorioso 2015 têm as digitais que provam as pedaladas fiscais desse segundo governo do poste lulático. 
O Tesouro Nacional reteve os bilhões que deveria repassar ao Bolsa Família.  Isso levou o Banco do Brasil a bancar sozinho o programa social do governo. 
E como tudo no Bolsa Família, a grana era grossa. No quarto balanço de 2014 a dívida era de quase R$ 11 bilhões... Aí passou a ser de R$ 12,7 bilhões em 31 de março, véspera de 1° de abril de 2015. A operação, para fins de ilusão geral da nação, ganhou o disfarce de "operações de alongamento de crédito rural". 
E assim foi descrito na contabilidade do BB o rombo dos bilhões que pulavam de uma arca do Tesouro para outra, como se Dilma não tivesse nada a ver com isso. Pelo Plano Safra, o Tesouro deve ao Banco do Brasil nada menos do que R$ 13,4 bilhões. 
Entrementes... Só de janeiro para cá, o governo Dilma já injetou mais R$ 25,3 bilhões no Bolsa Família. De 2004 para os dias atuais, o Bolsa Família já abocanhou mais de R$ 180 bilhões e não gerou um só emprego nem desestimulou a ociosidade nessa década perdida. 
O Bolsa Família é, pois, a mais nova versão da criatura que se volta contra o criador.


BESTA
Um governo pode gastar mais do arrecada? Não é?!? Então esse Acir Gurgacz que contraria o parecer do TCU e pede aprovação das pedaladas da Dilma é mais do que quadrada, uma besta mal intencionada.

JORNALISMO
Jornalismo com isenção é cinismo. O que é um redator sem opinião própria? Jornalismo sem patrão, não tem preço.
BALANÇANDO 2015

GOLPE
Golpe foi o que Nelson Babrosa deu no Joaquim Levy. Golpe antigo foi aquele dos dólares na cueca que transformou Zé Guimarães em líder do governo.

SEGURANÇA
Quando o brasileiro se deu conta, o crime organizado se infiltrou no governo e hoje é o Estado.

TERROR
Terror mesmo é o Estado Islâmico. Mas o pavor dos brasileiros é o Estado Precário.

SAÚDE
Volta e meia os hospitais deixam de funcionar mal e entram em greve por falta de equipamentos, remédios e excesso de descaso governamental. Quando voltam a operar é tudo muito pior.

SISTEMA PENAL
Todo preso bacana condenado a 30 anos, goza três na prisão e padece o resto da pena em casa. No tempo de cadeia, a elite criminosa ganha a vida ministrando cursinhos intensivos de política partidária. Quando ganham a liberdade, saem da prisão com a consciência do dever cumprido: pagaram a dívida para com a sociedade e aumentaram os quadros do partido.







 

 

26 de dez de 2015

MAU EXEMPLO A SEGUIR
O presidente da Samarco não assume que o plano de salvamento após rompimento da barragem em Mariana falhou. Por que deveria assumir? A Dilma Vana que é a Dilma Vana, que não tira do bolso um centavo sequer, não assumiu que passou pedalando o governo inteirinho... Bolas, mau exemplo é a coisa que esse tipo de gente mais depressa aprende na vida. 

IMAGINE
Natal de 2015 foi "extraordinário" no ranking das piores vendas natalinas dos últimos dez anospara os shoppings. Imagine só: se foi ruim para os shoppings, o que não terá sido para quem não pôde comprar o que as vitrines ofereciam...

EMOÇÕES
Deslizamento de terra em mina de jade deixa deszenas de mortos em Mianmar. Viu como você ficou chocado? Mianmar é lá perto da Tailândia, vizinho de Bangcoc. Tem nada a ver com o deslizamento da barragem da Samarco, em Mariana - logo ali, em Minas Gerais. 

O mundo é pequeno, mas Mianmar não comove Mariana, como Mariana tá nem aí para Mianmar. Cada um que cuide de si e vida que segue... É assim que funciona. 

ENTREMENTES...
Chuva no Rio Grande do Sul tira 6,5 mil pessoas de suas casas no fim de ano. Bom, aí já começa a preocupar...
SACO SEM FUNDO
Sei lá, mas para o meu gosto, vocês estão distraídos demais. Só pensam no Petrolão, no BNDES, nessa coisa de impeachment... O que é que vocês acham que os exércitos de Lula pensam de um Banco do Brasil, de uma boa Loteria da Caixa, dos fundos de pensão da turma toda?!? Esse saco não tem fundo.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
Se você fosse Dilma Vana, o que faria com o indulto natalino?

SONHO DE NATAL
Sonhei que era Dilma Vana e que me recusava a dar indulto de Natal para Delúbio Soares e só acordei dentro do sonho quando vi que não era o Delúbio; era o Lula. Caí da cama e acordei na pele de Sérgio Moro; não assinei indulto nenhum. O sonho continua, companheiros!

Nem os mais pernósticos e prolixos ministros da Corte de Lewandowski parecem mais afetados que o Barroso parece afeminado quando quer mostrar seu notório saber jurídico. Isso não quer dizer nada, posto que as aparências enganam. Heterodoxo como é, ele só não consegue evitar o óbvio Lulante de que seus trejeitos são o melhor jeito de desviar as atenções. A balança de sua Justiça


BALANÇANDO 2015...

POLÍTICA & SAÚDE
Aguardo ainda os dados da pesquisa que encomendei e ainda não me entregaram. Quero saber o que é mesmo que o Brasil tem mais: governante corrupto e dengoso, ou mosquito aedes aegypti.

TURISMO & NATUREZA

Poucas coisas me fizeram tremer nas bases nesse 2015. Aquele terremotolá na Tailândia me pareceu pra lá de normal, assim à distância. Até que me dei conta de que Thiago, meu neto uno e indivisível,estava por lá há mais de três semanas. Cruzes! Como a Tailândia é logo ali. Só ficou longe outra vez quando o Thick voltou. Ora, ora, o que é um tsunami a mais na Tailândia...
O que é que a gente tem a ver com isso?!?

ESPORTE 
O Vasco da Gama me balançou. Mal esperou o Botafogovoltar e foi parar de novo na Segundona. E com louvor. Rasguei minha terceira carteirinha de sócio cruzmaltino quando comparei o Vasco de hoje com o meu Expresso da Vitória: Barbosa; Augusto e Juvenal; Ely, Danilo e Jorge; Sabará, Maneca, Ademir, Ipojucã e Sérgio Siqueira.

Atentem para a escalação: um legítimo 1-2-3-5, o famoso WM. Meu primeiro e único time de botão. Cobrador de todas as faltas, laterais com dois toques de ficha e todos os pênaltis, fui sempre o goleador de todos os campeonatos. Neste azíago 2015, a maldição de Eurico Miranda me abalou. São Januário não precisa de túnel já é uma caverna.

RELIGIÃO
A religião mais praticada no Brasil foi a abertura de igrejas na primeira esquina onde faliu um armazém. Todas de divinal grandeza para os crédulos e de enorme inutilidade para os infiéis. Já a bancada evangélica no Congresso Nacional se abancou muito bem.

GOVERNO
Descobri em 2015 que o Brasil teve diversas formas de governo. As duas principais durante esse ano inteirinho foram a ruim e a muito pior. Nesse ano em que se celebra o 13° aniversário do PT no poder, ficou patente nas costas da gente que o Brasil é mesmo difícil de governar, mas com o PT é impossível.



BNDES VAI PEDALAR
POR DILMA

O Tesouro Nacional pressiona, o BNDES vai pagar e a gente vai bufar a bagatela de R$ 4,5 bilhões em dividendos à União para ajudar o governo Dilma a "fechar as contas". Isso, na mais rasteira contabilidade de botequim se chama fazer as "contas de chegar".

Dilma Vana pedalou antes, pedala hoje e vai continuar pedalando até o selim da bicicleta fazer bico. E tudo vai ficar por isso mesmo. Essa turma não tem noção do que seja bagageiro ou guidom; dá carona no "ferro" de bicicleta de mulher.

É duro morar num país governando por quem não tem talento nem mesmo para não parecer um perfeito finório se fingindo de imbecil.







DESPINDO UM SANTO...
Com o impeachment grudado na cola o governo remelexa recursos para pagar as pedaladas que Dilma deu, dá e vai continuar dando, porque cachorro  que come ovelha, só matando. O governo agora está despindo um santo para vestir outro. Faz truques contábeis para cobrir as pedaladas. Nada pelo Brasil, tudo para salvar o governo que Dilma desgovernou.

FARRA NA CONAB
Essa pandilha não aprende mesmo. Irajá de Abreu, deputado pelo Tocantins, filho de Kátia Abreu, ministra da Agricultura e Agropeculiaridades, indicou Igo Nascimento para a diretoria da Conab - Companhia Nacional de Abastecimento, que nunca foi santa. Pois Igo, assim que tomou assento na Conabo, nomeou Carlos Lara Maia para a diretoria de Operações e Abastecimento. O ungido é advogado da Raiz Transporte e da Transporte Rodoviário-500, ambas denunciadas pelo Ministério Público por crimes contra a administração pública. E a farra continua. O filhinho da mamãe anda passando por cima de meio mundo na Conab. Inclusive de servidores de carreira e concursados.

SEM NOÇÃO
Você pode até não acreditar, mas Zé Serra ainda não se apresentou uma vez mais como candidato a candidato à Presidência da República, só porque Aécio Neves não está deixando a cobra se criar. O cara não tem noção.

O ESCRITÓRIO STF
Nunca antes na história desse país um presidente do Supremo Tribunal Federal reduziu a Magna Corte a um expressão tão pequena quanto Ricardo Lewandowski. O tribunal funciona como um escritório do governo. De fato, pensando bem, o STF até pode ser pequeno hoje, mas não é acanhado.


A FICÇÃO DE GABRIELLI

O ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli chamou de "ficção" a conclusão do Tribunal de Contas da União (TCU) de que a compra da Refinaria de Pasadena, nos EUA, causou prejuízo. 

Em depoimento à Polícia Federal, em Brasília, Gabrielli afirmou que o TCU não levou em conta os preços de mercado da época, em 2006. 

E o que ele disse ficou assim registrado na Polícia: "Que afirma que a Tomada de Contas realizada pelo TCU e que aponta que a compra da Refinaria causou prejuízo é uma ficção; que considera uma ficção pelo fato de que o TCU tomou em conta para considerar o prejuízo o valor definido após a decisão judicial e em comparação a uma planilha elaborada pela Consultoria Muse Stancil, sem levar em conta os preços de mercado da época."

Pronto, enfim, Gabrielli confessou. É que essa turma diz tudo tudo quando esconde o que tem que dizer. Ele e o crime organizado que ele deixou que se infiltrasse lá dentro quebraram a Petrobras. 

Basta ver a queda vertiginosa da estatal no ranking global das mais importantes petrolíferas. E se não bastasse essa vergonha internacional, então que ele pagasse agora por uma ação da empresa o que elas valiam quando ele assumiu a presidência da Petrobras, no tempo em que o petróleo era nosso.  

A Petrobras despencou cerca de 400 posições no ranking das maiores empresas do mundo, divulgado pela revista americana Forbes. A estatal brasileira que já custou mais de R$ 150 bilhões, ocupa atualmente a 416ª posição, avaliada em US$ 44,4 bilhões. Só no Brasil da Silva, um finório com essa periculosidade continua andando à solta por aí.

25 de dez de 2015






DILMA DÁ CALOTE NO 
BNDES HÁ QUATRO ANOS

Dentre os delitos cometidos por Dilma Vana nesse governo desgovernado, um dos mais graves crimes de responsabilidade é a falta de repasses da União para o BNDES. Desde 2010, há quatro risonhas primaveras, pois, que ela não paga as despesas relativas à subvenção econômica de equalização de taxa de juros no âmbito do Programa de Sustentação do Investimento (PSI). 
 
Quer dizer, o governo Dilma inventou um programa para financiar empresas amigas e não pagou o banco oficial que realizava os financiamentos. E nesse interim, a CPI do BNDES engole sapo de tudo que é jeito, já que não serve nem para acabar em pizza. 
 
Depois, quando falam em impeachment o honrado presidente Lula do PT, os arautos da pandilha de sevandijas e a própria Dilma Vana dizem que é golpe. Fiquem certos: toda questão que leva a uma CPI, não se trata de política; é caso de polícia.
BOM OU RUIM?
Manchete do dia: "Hospitais voltam a funcionar normalmente no Rio de Janeiro". Isso é bom, ou ruim. O que é mesmo que esse "normalmente" quer dizer? E o que é para nós mortais um hospital, ou o que é hoje o Rio de Janeiro?




MINI RETROSPECTIVA 2015

Esse ano que nem bem começou está prestes a terminar me deixou algumas convicções pessoais a respeito de política e de políticos. São tantas emoções que quando eu estou aqui sinto uns que outros momentos lindos. À guiza de mini-retrospectiva deixo hoje 12 constatações que não me permitem a menor perspectiva para 2016...

01) Quando comecei a desconfiar do Lula, eu já não tinha a menor dúvida;

02) Tive absoluta certeza de que fui justo e correto ao criticar as segundas intenções desse governo, sempre que via no dia seguinte Lula dizendo que tudo se tratava de mais um projeto "extraordinário" para bem desse país;

03) Confesso: em política o que mais gosto é dos políticos que detesto;

04) Para Lula o Mensalão já era, mas o Petrolão está virando uma farsa de dois gumes;

05) Conheço um médico do Sírio Libanês que de tanto lidar com a politicalha virou psiquiatra ao notar que quando fazia a barba se cumprimentava cordialmente: - Bom dia doutor, como vou?

06) Até a turma do Enem já descobriu: o Brasil da Silva não fica no Brasil;

07) Para a esquerda radical, Chef de Cuisine é um cozinheiro da zelites que se meteu nos banquetes do governo do PT;

08) Com Lula o verbo se fez verba;

09) O que o líder do PT, Sibá Machado tem na cabeça, fertiliza qualquer careca. Faz nascer cabelo nos mais áridos escalvados.

10) Vai ver bem direitinho, Dilma Vana só pode dizer-se heroína dos anos de guerrilha porque não teve o talento de Zé Dirceu para fugir a tempo.

11) A hipocrisia é o passo mais avançado que os políticos brasileiros conseguem dar no caminho da ética;

12) Desde 1985 quando Sarney foi o primeiro presidente da redemocratização do País, todos os políticos da história do Brasil são fictícios; qualquer semelhança com pessoas será mera coincidência.
OBRIGADO PELA INVENÇÃO DO PROGRAMA SOCIAL
"BOM NATAL E BOAS FESTAS BOA GENTE BRASILEIRA"

Que espanto aquela firmeza e aquele desembaraço com que o ministro da Justiça da Dilma, Zé Eduardo Cardozo, se apropriou indebitamente da Operação Lava Jato e do combate à corrupção que peremptoriamente chamou de "revolução".


Vendo e ouvindo Cardozo assenhorar-se dos feitos que hoje passam o Brasil a limpo cheguei à conclusão de que sou um dos mais de 200 milhões de brasileiros ingratos e mal-agradecidos a esse incrível, fantástico, extraordinário governo que faz tudo errado e só acerta na caça implacável e "sem trégua" aos corruptos públicos, notórios e enrustidos desse país.

Tenho enviado, ano após ano, votos de feliz Natal e próspero Ano Novo para Deus e todo mundo e nunca antes na história desse país fui capaz de dizer ou escrever uma linha sequer sobre o fato incontestável de que foi o governo do PT que inventou esse maravilhoso programa social: "Bom Natal e Boas Festas, Boa Gente Brasileira".

Uma dúvida atroz me fustiga o espírito e o coração: essa omissão terá sido por pirraça, por má-fé, ou tão somente por descrença nas intenções do quanto o governo do PT tem feito nesses 13 anos para construir o Brasil Maravilha que ele sempre nos prometeu?

Ainda bem que sempre há tempo para o arrependimento.

Então, dou a mão à palmatória: obrigado, Lula; obrigado, Dilma Vana; obrigado, Cardozão, por terem inventado o Natal, o Papai Noel e o sempre próspero Ano Novo.

Esse programa social é como se fosse um Lava Jato na alma de todos os brasileiros e - por que não dizer? - na alma de todo mundo.

RODAPÉ - Eu sempre achei que, no fundo, no fundo, o Papai Noel é um obra que nasceu das mãos de um artista da facção mais intelectual e artística do PT que tomou Lula da Silva, o presidente de honra do partido, como modelo.

Inclusive, não é à toa que o vermelho é a cor dominante nas vestes do bom velhinho e também não é por nada que a estrela fulgura impávida e colosso em toda e qualquer árvore de Natal.

24 de dez de 2015

TÁ TUDO DOMINADO, OU:
O SALVO-CONDUTO PARA OS MALFEITORES
 É assim que as instituições estão funcionando
 
Sabe por que Lewandowski não acatou o pedido de Rodrigo Janot para tirar o chefe dos mensaleiros, Zé Dirceu do regime de prisão domiciliar e colocá-lo de volta na Papuda? Ora, porque Lewandowski está aparelhado pelo Palácio do Planalto. E já explico isso um pouquinho adiante.

Agora quero que você me diga por que Leewandowski empurrou Dirceu com a barriga para cima da Vara de  Sérgio Moro? Ora, pelas mesmas submissas razões: Lewandowski é subserviente ao Palácio do Planalto e, está maluco da vida para dar uma "enquadrada" nesse juizinho de instância inferior a sua Corte e todo metidinho a cantar de galo.

E então explico aqui e agora a vocês o que está acontecendo: Dilma Vana tem nas mãos um poderoso AI-13 constitucional: o indulto natalino. Pois ela assinou hoje o decreto que pode tirar da cadeia, gente boa condenada pelo STF como os companheiros Zé Dirceu, Valdemar Costa Neto, João Paulo Cunha, Delúbio Soares e até o delator voluntário do Mensalão, Roberto Jefferson.

E como é que isso acontece? Basta que o advogado, ou a pandilha de advogados, desse bando de aves raras entre com o pedido de liberdade, com base no generoso indulto natalino.

Pelas regras do indulto que a bondosa Dilma Vana perpetrou hoje, o prisioneiro que for por ele alcançado fica livre não só da cadeia, como de outras medidas judiciais, tais como o uso de tornozeleiras eletrônicas e apresentações periódicas à Justiça.

Dessas últimas flores do Lácio da politicalha nacional, todo aquele que já tiver cumprido um terço de uma pena que seja menor de oito anos de xelindró, tem direito ao benefício hoje assinado pela dadivosa presidente Dilma Vana.

Quem vai julgar as petições dos advogados dessa turma boa e batuta é o melífluo ministro Luís Roberto Barroso, relator das penas do Mensalão.

Deu agora para entender por que Lewandowski não aceitou o pedido do procurador-geral Rodrigo Janot?!? De minha parte acho melhor a gente entender sem dar. Tá tudo dominado. Simples assim.

RODAPÉ - A afronta e o deboche são maiores do que parecem, pois o indulto natalino é uma prerrogativa constitucional nessa democracia de gaveta. Esse decreto é assinado anualmente, conforme prevê a Constituição, seja lá quem for o presidente da República.

O notório saber jurídico de Lewandowski serviu para postergar a reincidência na ficha suja de Dirceu que voltaria às quatro paredes da penitenciária antes que saísse o salvo-conduto para o bando de malfeitores. É assim que "as instituições estão funcionando".
O MINISTRO QUE CHEGA DEPOIS
E DESCOBRE UMA "REVOLUÇÃO"

O ministo da Justiça do governo do PT, Zé Eduardo Cardozo, discursou na semana passada, durante uma cerimônia reservada de formatura de 600 novos agentes da Polícia Federal. 

Ele aproveitou para dar o drible da vaca. Como se fosse coisa do governo de sua patroa, batizou as operações da Polícia Federal de combate a corrupção com o apelativo codinome de "Revolução". 


Cardozo, tipo assim dono da bola, jogou em profundidade: "Pela primeira vez na história desse país pessoas que têm poder político e econômico respondem ao peso da lei da mesma forma que os pobres." A las pombas, tchê! - Diria o Guri de Uruguaiana. A las pomboroscas, rabioscas! - debocharia o politizado e inxerido Garanhão de Pelotas.

O ministro da Justiça de Dilma que não dá conta sequer de reorganizar o sistema carcerário brasileiro, insistiu em passar a mão na taça e ficar com o troféu Lava Jato, como se fosse um Zé Maria Marin, afanando uma medalha de ouro na celebração de um jovial título esportivo: "Essa é a revolução republicana e a Polícia Federal é um dos agentes dessa revolução democrática, ordeira, disciplinada. Mas uma revolução que fará, para nós, para os nossos filhos e para os nossos netos, um país diferente daquele que nós recebemos." 

Faltou apenas o peremptório e incisivo ministralhão da Dilma dizer que o PT adora prender, digamos como dizem os petistas, os melhores e mais renomados "quadros" do PT.

RODAPÉ - O ministro da Justiça e o governo Dilma estão para essa "revolução", assim como as tais brigadas da Defesa Civil estão para qualquer "revolta" da natureza - como aquela na região Serrana do Rio, ou esta na zona de Mariana que afundou cidades em Minas e invadiu a orla do Espírito Santo.

Quem nasceu para ministro da Dilma, jamais chegará a delegado da Lava Jato.
RETROSPECTIVA
Se eu fosse fazer uma retrospectiva, coisa que enlouquece as editorias das redações de jornais a cada fim de ano, eu me limitaria a dois destaques apenas na história desse Brasil da Silva. Um positivo e outro negativo. Positivo: Operação Lava Jato. Negativo: a ditadura da democracia de gabinetes.
CADÊ O RELATÓRIO?
E então já é Natal, um outro ano vem por aí e... Cadê o relatório anual dos trinta e tantos ministérios desse governo? Nem é preciso que façam as contas de chegar do quanto desperdiçaram em dinheiro; basta que relatem suas atividades, seus projetos, seus programas ministeriais e o resultado de tanto trabalho pelo Brasil.

TROCO AO STF
Pegou mal na Câmara a interferência do Supremo Tribunal do Governo Federal quebrando regras e dificultando o impeachment da Dilma. A reação está a um passo do impasse institucional. O troco para cima do Aparelho-Corte de Lewandowski vai começar com a recusa do plenário de referendar a comissão que analisaria opedido de impeachment. Os deputados acham que o STF está aparelhado e que arrepiou a Constituição e que agora eles vão usar o "direito soberano de legislar". O tucano mineiro Domingos Sávio já mandou o recado: "Foi uma decisão equivocada do Supremo. Vamos reagir".

APARELHO DO PT
 
Flávio Bierrenbach, advogado conhecido por enfrentar a ditadura, ex-ministro do Superior Tribunal Militar, se desligou da Associação Juízes para a Democracia, instituição criada por magistrados que reagiam ao regime militar. Bierrenbach considera que hoje a associação é um "aparelho" a serviço do governo do PT.

A descortesia - que não é inédita na história do STF - de Ricardo Lewandowski abrindo para a imprensa a reunião com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, acabou dando mais notícia do que a própria intervenção do Supremo no poder Legislativo. Era tudo que o governo Dilma queria.

CADÊ O GOLPE?
MELHOR É FAZER RIMA

O que há de verdade nisso tudo é que está agora definitivamente escancarado que a Corte de Lewandowski é um aparelho do governo do PT. Na realidade, não há nada na Constituição que impeça a chapa avulsa na Câmara.

Com toda essa lambança, o Impeachment vai continuar em pauta. O que está saindo do ar é a gritaria do golpe, hoje um grito solitário de Dilma Vana pelos palanques que ela tem ocupado.

E é assim que fica mais claro do que nunca, como é funciona essa cínica, hipócrita e domesticada democracia de gabinetes. É o regime que cabe nas devidas gavetas, nos devidos tempos e lugares.

Esse presidente do STF é tão vil e amestrado que conseguiu fazer a mais alta corte de Justiça do país, rastejar aos pés do Palácio do Planalto e, tão humilhante quanto isso, diminuir-se diante de um Poder Legislativo que é outro que o trem não pega, posto que tem um Eduardo Cunha como presidente da Câmara e um Renan Calheiros como dono do Senado e do Congresso Nacional.

Cá pra nós, um país que tem Dilma como governanta de Lula na Presidência da República; Eduardo Cunha, na presidência da Câmara; Renan Calheiros, no Senado e no Congresso; Ricardo Lewandowski e seus pequenos aparelhados no Supremo - é um país que não precisa de golpe nenhum para ser essa mixórdia, essa mexerifada, essa barafunda nauseabunda que deixa a nação furibunda.

23 de dez de 2015

CANTA OUTRA, CHICO
Depois de bater-boca com um grupo de jovens, ao sair de um restaurante, no Leblon, Chico Buarque foi para o twitter e postou um dos seus antigos sucessos "Vai trabalhar, vagabundo!". Eles lá que se entendam. Se, no entanto, eu encontrar com o Chico à saída ou entrada de um restaurante aqui em Brasília, por onde ele aparece seguidamente, vou lhe pedir para cantar o "Acorda, Amor" - aquela música de protesto em que ele capricha no refrão "Chama o ladrão! Chama o ladrão! Chama o ladrão!". E com barulinho da sirene policial e tudo.



MY NAME IS... BETO, BETO YOUSSEF

Malfeitor de caráter forte e destemido é uma coisa muito boa; um exemplo a ser seguido.

O delator premiado Alberto Youssef decidiu não passar o Natal e nem o Réveillon em casa.

Considerou as cláusulas do passeio rígidas demais. Ele não concordou, inclusive, com a companhia permanente de dois agentes da PF durante a sua folga natalina.

O doleiro reverberante preferiu passar as Festas na carceragem de Curitiba.

Então tá. A gente acredita em tudinho, tudinho. Sem tirar nem pôr. Acredita até que o Papai Noel existe e pode estar disfarçado de atirador de elite. Isso parece até filme de James Bond.

O nome dele é Beto, Beto Youssef e não Celso... Celso Daniel.

RODAPÉ - Antes de recusar a saidinha de Natal, Beto Youssef chegou a pensar até em sair disfarçado de Papai Noel Cerveró. Acabou desistindo. O risco seria o mesmo.



BRASIL DA SILVA
A democracia de gaveta no Brasil da Silva é assim: 1) Dyogo de Oliveira é nomeado secretário-executivo da Fazenda; 2) Novo secretário da Fazenda é alvo da Operação Zelotes. Sabe quando o Brasil da Silva vai ser um país sério? Só quando perder o sobrenome.

LULA SAI EM DEFESA
DE CHICO BUARQUE

Barraco na noite carioca: Chico Buarque foi hostilizado num restaurante. Lula saltou fora das tamancas: "É muito triste ver a que ponto o ódio de classe rebaixa o comportamento de alguns que se consideram superiores, mas não passam de analfabetos políticos. Apesar de vocês, amanhã há de ser outro dia".

O cantor e compositor foi ofendido ao sair de um jantar com amigos no Rio de Janeiro. Os detratores gritaram para ele: "Petista, vá morar em Paris. O PT é bandido". Chico Buarque retrucou: "Eu acho que o PSDB é bandido".

Deixa ver se me explico bem: 1) Quem é o Lula para sair em defesa de Chico; afinal é por causa do Lula mesmo e do PT que ele preside com honra que o Chico anda passando sufoco; 2) Lula nem saiu em defesa do Chico, o que Lula fez foi grunhir uma vez mais contra quem não é PT; 3) O Chico mora em Paris é? 4) O PT não é bandido, bandidos são os companheiros que se apropriaram do PT; 5) Acho que o Chico não precisa usar Lula como escudo, bastava ter esfregado a Lei Rouanet na cara dos seus agressores.
CRIME DO COLARINHO BRANCO
Em cada palanque que encontra pela frente nesse final de ano em que o seu governo desgovernou e deixou o Brasil fora de controle, Dilma Vana mente, como é do seu feitio há muito tempo, que é inocente e que não existe nada contra ela que possa levá-la ao impeachment. E ainda insiste na ladainha de que o impeachment é golpe. Golpe foi a pedalada de mais de R$ 57 bilhões no ano passado; as pedaladas deste ano e as que continua dando rumo ao ano que vem. Só para encurtar mais as pernas da candente oradora de fim de festa: pedalada é crime do colarinho branco.

BRASIL, CAMPEÃO OLÍMPICO
E PARALÍMPICO DE CICLISMO
Dilma Vana se esganiçou toda ontem em Salvador, jurando por Orixá e um acarajé que “não há nada” contra ela que justifique o impeachment, nem sequer uma única denúncia “consistente” de crime de responsabilidade. Com isso Dilma Vana passa, propositadamente, a impressão de que não tem a menor ideia do que acontece debaixo do seu nariz. Mas é só jogo de cena. Todos os culpados sempre alegam que são inocentes. Foi assim com Dilinger, Al Capone, Zé Dirceu, Vaccari Neto et caterva. Dilma pensa que os brasileiros de boa índole não sabem que ela leu de cabo a rabo, de fio a pavio a sua condenação unânime pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Tanto leu que arranjou um relator de cabresto, para consagrar suas pedaladas como a mais nova modalidade esportiva nacional. Nessa prova ciclística o Brasil da Dilma já é campeão olímpico e paralímpico.

RODAPÉ - Sabe lá você quem é o tal relator de cabresto da Dilma para questões do TCU? Pois, trata-se do senador Acir Gurgacz, do PDT de Roraima. Ele responde a mais de 200 ações na Justiça. Essa ações vão de fraude em empréstimo de banco público a estelionato. É ele agora que enche o peito e diz que o Senado deve ignorar o Tribunal de Contas da União, que rejeitou as contas de Dilma por unanimidade.

É ASSIM QUE FUNCIONA
Como é que funciona uma pedalada? No caso do governo Dilma é simples assim: o governo toma dinheiro emprestado a juros normais de 12, 13 ou 14% anuais e financia projetos megalômanos que não saem do papel, cobrando juros de companheiro bom e batuta, coisa de 2 ou 3% ao ano e com um bom tempo de carência. Quando chega a hora de pagar ao banco o governo acha um bom programa social para desviar o pagamento e enfia o calote no estabelecimento que lhe emprestou a grana;deixa pra depois. Essas casas da bondade oficial, podem ser o Banco do Brasil, a Caixa, o BNDES e similares. Enquanto isso, os juros do seu cartão de crédito bateram os 415% neste ano e no seu cheque especial estão a mais de 245%. É por isso que os governistas e os oportunistas - só para ser redundante - enchem o peito e defendem essa democracia de gaveta dizendo que "as instituições estão funcionando". Pois é assim que a coisa funciona.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
Quem arrombou e deixou arrombar a Petrobras é capaz de garantir que não pode acontecer o mesmo com o Banco do Brasil, o BNDES, a Caixa...?!?

DILMA ESTÁ NO
TERCEIRO TURNO

Todo o falso otimismo com que Dilma Vana doura a pílula quando fala nos programas de seu governo para 2016, se esfuma como a quimera do samba-canção que Dick Farney riscava nos anos dourados.

É que ela fala em "retomada de crescimento, em reajuste fiscal, em combate rigoroso à inflação, em vencer a recessão", como se tudo isso não fosse causa e efeito dos 13 anos de governo dela mesma e de Lula, seu inventor e patrão. O governo desgovernou e agora diz que vai fazer o que já deveria ter feito e só prometeu e não cumpriu.

Aquele bobalhão do Aloízio Mercadante que foi enxotado da Casa Civil e agora está no MEC é que quando, ainda caseiro da Dilma Vana, abria a boca e dizia que "a oposição não se conforma e ainda está no terceiro turno".

Bobagem, quem está no terceiro turno agora é a própria Dilma, mentindo nos palanques e nas TVs as mesmas promessas de sua campanha para reeleição no ano passado. Pelo jeito que fala e promete coisas, está na cara que Dilma não gostou do governo anterior.

22 de dez de 2015

CIRCO BRASIL
A contocionista do Palácio do Planalto, Dilma Vana diz que Nelson Barbosa vai fazer a magia da transformação e do crescimento do Brasil e que Waldir Simão vai encontrar o equilíbrio do ajuste fiscal. Taí ó, a contorcionista não nomeou dois novos ministros; ela colocou no picadeiro um mágico e um equilibrista. E o bêbado anda na volta. O grande espetáculo vai começar.

A INFLAÇÃO REAL

O brasileiro comprou menos 43% do que gastava no exterior. Isso quer dizer que, dos dez computadores que comprava antes, agora só consegue trazer cinco ou seis. É que o dólar estava em 31 de dezembro de 2013, cotado a sintomáticos R$ 1,99... Neste 21 de dezembro chegou a R$ 4,03 - um valor que comporta uma diferença de mais de 100% no verdadeiro valor do nosso dinheiro.

Esta é, em verdade, a inflação brasileira acumulada nos dois últimos anos. Onde o brasileiro comprava um, agora não compra nenhum e fica devendo outro. O resto é remelexo de economistas de cestas básicas. Há também outros parâmetros para se medir o tamanho da língua ardente do dragão da inflação: um deles, só por acaso, são os juros de 284% ao ano do seu cheque especial.

SAINDO DO ARMÁRIO
Dilma Vana diz que acredita na "reorganização fiscal". Pode acreditar; a gente é que não acredita em nada do que ela diz. Dilma está é querendo pedalar de novo. Isso é que nem deleite de biba que sai do armário: dá uma vez e não para nunca mais.

DESAFORAMENTO

Entrementes, na zona do agrião da Operação Lava Jato, os empreiteiros e os políticos fazem de tudo para abrir as asas da liberdade sobre eles no Supremo Tribunal do Governo Federal.

Todos eles querem aproveitar o recesso do Judiciário e pegar o ministro companheiro, Ricardo Lewandowski, em pleno exercício do plantão da sua Corte para tentar a anulação das prisões decretadas por Sérgio Moro e confirmadas pelo Superior Tribunal de Justiça.

É bom lembrar que nenhum deles tem foro privilegiado. O que eles querem é desaforar os julgamentos. Típico desaforo dessa democracia de gabinetes. Perigoso desaforo.

KOJAK QUER A CPMF DE VOLTA

Ministro do Planejamento volta a defender CPMF e mudanças na Previdência
O mais recente ministro do Planejamento da Dilma, Valdir Simão - o Kojak da Esplanada, já chegou defendendo a volta da CPMF - imposto de achaque às contas de todo brasileiro ainda vivo - e quer também mudanças na Previdência. Simão Kojak quer pagar assim as pedaladas que a ciclista Dilma deu e não conseguiu frear. Arrombaram e deixaram arrombar e agora querem que a gente deite na ciclofaixa para que eles passem por cima. Isso já está virando caso de polícia.  Os investigadores da
Lava Jato não precisam e não aceitam importar um canastrão de cinema americano para desempenhar o papel de detetive.
OPORTUNA PROTELAÇÃO

Rodrigo Janot pediu que acabassem com o regime domiciliar de Zé Dirceu e o devolvessem à Papuda para cumprir cadeia integral porque, mesmo depois de preso, continuou recebdo propina com dinheiro roubado da Petrobras.

O Supremo Tribunal do Governo Federal, amarrou, amarrou e desatou: adiou a decisão. Alega que vai esperar a pena que será aplicada pela Lava Jato ao corrupto repetente - petista não reincide, repete.

A atitude do STF até parece respeito solidário à Vara mais rápida da Justiça brasileira. Mas que nada! Foi apenas jogo de cintura para mais uma oportuna protelação.

UM NOVO MUSEU PARA SÃO PAULO

Um terrível incêndio destruiu o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. As chamas devoraram o prédio e o acervo. E até um herói do fogo morreu. O pobre do bombeiro inalou fumaça e acabou sufocado.

Mas, os paulistanos logo, logo serão recompensados. Vem aí o museu Memorial da Democracia, ou coisa que o valha, obra imortal de Lula que ganhou o terreno de Kassab, então prefeito daquela urbe.

A expectativa de recriação de um museu da língua portuguesa faz sentido, afinal foi Lula quem assinou - sem ler - a reforma ortográfica Brasil-Portugal que deu nisso que hoje a gente é obrigado a escrever.

O diabo é que agora, com o Clube das Empreiteiras num mato sem cachorro, o monumento pode não sair com tanta agilidade quanto o próprio Lula esperava.

O mercado prevê uma queda de 3,5% do PIB brasileiro. Bonito de se dizer as coisas assim desse jeito né, não? Só que esse rombo não fica, assim por baixo, por baixo mesmo, em menos de R$ 195 bilhões. Tá bom pra você?



RECRIAR A POLÍTICA

Com esse remelexo todo dentro do PMDB, com uns ficando ao lado Michel Temer e outros se bandeando para a turma contra o impeachment da Dilma, o partido é  uma zorra só. Parece até a Petrobras, depois que Lula subiu a rampa pela primeira vez para desgovernar o país.

Agora vem o deputado baiano Lúcio Vieira Lima bancar a pitonisa: “Do jeito que vai, terá que recomeçar tudo do zero. Terá que se recriar a política no Brasil”. Ora bolas, carambolas! Isso todo mundo sabe.

A política só não poderá ser "recriada" com essa politicalha que aí está. "Recriar a política" com essa pandilha é desmantelar o Brasil de uma vez por todas. Isso, ora bolas, carambolas! Todo mundo também sabe. Só não se pode é deixar que isso aconteça.

O BAZOFEIRO

Delcídio Amaral está tentando o drible da vaca. Diz acorda, atendendo a segredos de liquidificador de seus astutos e criativos advogados, Delcídio diz agora que o conteúdo da gravação em que ele diz que faz e desfaz, deita e rola em cima de juízes, ministros e políticos, é "delirante e fantasioso".

Diz que é tudo lorota. Que vinha sendo dirigente do PT, líder do governo e ficando rico às custas de "blefes e bazófias". Delcídio foi preso por causa dessa gravação feita por Bernardo, filho de Nestor Cerveró.

O parlapatão tenta inocentar até o banqueiro André Esteves que saiu da cadeia no sábado e tenta se acostumar com a moda da tornozeleira eletrônica à beira da piscina e na hora de dormir o sono dos justos a que todo mundo tem direito.

Delcídio Amaral prefere bancar o Lula - aquele que só diz besteira e fanfarronice - a ter que imitar o Zé Dirceu - aquele que fala sério o tempo todo e curte cadeia até hoje.

MAIS UMA
Para os brasileiros que adoram pesquisas e vivem de estatísticas fajutas, o instituto Paraná Pesquisas, revela que numa amostragem realizada entre os dias 10 e 14, 62,4% dos paranaenses são a favor do impeachment da Dilma. Dentre os entrevistados, 71,4% não acham que o impeachment seja golpe. E 84,4% não querem ver o governo do PT nem pintado de ouro.


INDA QUE MAL PERGUNTE...
Tá bom, ninguém vai querer defender um Eduardo Cunha desses. Mas, ele responde a três inquéritos e o Renan Calheiros, já tem seis nas costas. Por que todo mundo sabe de tudo sobre os processo de Cunha e ninguém fala nada das proezas do Renan?

INTICANTE
Janot quer porque quer fazer rolar a cabeça de Renan. Já dona Dilma Vana prefere que Eduardo Cunha permaneça como presidente da Câmara. Sabem lá vocês por que isso acontece? Tá, eu sabia que vocês responderiam isso mesmo: "porque é a melhor maneira dela se livrar do impeachment". E vocês estão absolutamente certos. Perguntei de bobalhão; porque eu gosto de inticar com a Dilma.

PERSONAL BIKE TRAINER
Dilma tá que tá. Nunca antes na história desse seu governo ela teve um ciclista melhor do que ela pedalando por aí. Nelson Barbosa vai ser uma tremendo personal bike trainer de Dilma, a bicampeã nacional de ciclismo a caminho do tri-campeonato.

21 de dez de 2015

DILMA FALOU NA CÚPULA DO MERDOSUL
E TODO MUNDO SABIA COM QUEM ESTAVA FALANDO

Tô falando, a Dilma Vana é aquela última gota que, se não transborda o copo é porque já encheu o saco. Ela deitou falação hoje, nas quatro horinhas de expediente brasileiro que gastou em Assunção, capital de tudo que é paraguaio nesse mundo, cupulando na 49ª edição da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados.

Ela aproveitou um palanque sem qualquer perigo de vaia, pela distância que nos separa, e bazofiou que "a nossa economia tem fundamentos sólidos". E não disse por que, então, ela vem fazendo um governo sem pé nem cabeça.

Dilma se exibiu mais ainda: "Estou certa de que a reorganização do quadro fiscal no Brasil logo trará resultados positivos juntamente com o fim da crise política que tem afetado meu segundo mandato desde o seu início". Afetado?!?

Como assim, minha querida mãe de todos os brasileiros? Essa crise não é afetação; é o seu próprio governo desgovernado.

Mas ela aproveitou-se do fato de poucos ali entenderem português e fanfarroneou em dilmês caprichado que "nós estamos determinados a reduzir a inflação, a conseguir a estabilidade macroeconômica, a aumentar a confiança na nossa economia e a garantir a retomada sólida e duradoura do crescimento".

Ah, esse filme a gente já viu. Deu em nada. Pior, deu em mixórdia. Esse filme não tem mocinho nem mocinha. É pura bandidagem. Mas, quem não a conhece que a compre. Fato é que devolver os tais 80 bilhões de reais que ela fez sumir nas pedaladas fiscais que deu no ano passado, a maior ciclista do Cone Sul do mundo não devolveu. Cadê os nossos R$ 80 bilhões que estavam aqui, querida mãe de todos os árbitros de futebol desse país?!?

Bolas, Dilma Vana nem disse também como é que ela vai conseguir reduzir a inflação, nem muito menos como vai fazer para alcançar a estabilidade macroeconômica. Quanto a aumentar a confiança e conseguir o crescimento do Brasil, ela não precisou dizer nada. Todo mundo por lá sabia, fosse o idioma que fosse, com quem estava falando.
A MODA-VERÃO É MAIÔ

Pronto, lá se foi a primavera; vem aí o mano verão. E vem o Natal; e o Ano Novo... Que comilança. No bom sentido é claro. No Natal, peru que morre na véspera porque cisca pra trás. No Réveillon, leitão que fuça pra frente. E não me venha com aquela cantilena de que você tem tendência engordar. Você tem tendência é pra comer e beber.

Então, enfrente a praia com o seu novo estoque de maiôs, porque naqueles biquinis do ano passado, você já não entra mais. Não é por nada, não. É que, neste promissor verão de 2016, o podre de chique é o maiô; a cara da moda-verão 2016 é o maiô. Sem tirar nem pôr.

DE GOTA EM GOTA
Vou dizer uma coisinha pra vocês: não aguento mais a cara de uma e o focinho do outro. A coisa chegou num ponto tal que pra mim, a Dilma é a tal gota d'água que faz transbordar o copo. E o Lula é a última gota que enche o saco.

VADE RETRO!
Está chegando a hora da gente fazer as contas de chegar do ano todo. Na minha retrospectiva 2015, toda a tentativa desse governo foi um despudor público que saía de uma posição ruim para cair numa situação muito pior. Todo ato público me parecia um golpe de Estado. Vade retro! O governo desgovernou.

CADÊ AS PROVAS, CADÊ?!?
Do jeito que andam governando por aí, do Palácio do Planalto aos quase seis mil paços municipais, percebo que todos os países provam que, malgrado as dificuldades, são capazes de ser governados. Só o Brasil da Silva é improvável.

GARANHÃO DE PELOTAS
É como sempre diz o Garanhão de Pelotas, poeta, seresteiro, namorado e solteirão convicto: - Se existe uma coisa que eu goste mesmo, essa coisa é possuir uma esposa.
DEMOCRACIA DE GABINETE

É o seguinte: democracia de gabinete é aquela em que o governo nos dá liberdade, distribui a renda nacional do jeito que quer e gosta e decide, quando, como, onde e em quem devemos acreditar.

É nessa democracia de gabinete que cabe, numa das suas muitas gavetas, a devida e muito bem medida liberdade de expressão. Assim é que a nossa liberdade de expressão acaba quando o que tem na gaveta paga a tabela de preço dos planos de mídia que contam a história oficial.
O ELOGIO A LEVY
Acabou, nesta manhã de segunda-feira, o "Fica Dilma, Fora Levy!". Dilma obedeceu ao Lula Uma vez mais e mandou embora o Joaquim Levy. E foi assim que ele recebu o maior elogio de sua vida: Lula, o instituto que lhe rouba o nome e o PT em peso aplaudiram a sua troca pelo companheiro Nelson Barbosa. Levy agora já sabe que o maior erro de sua vida foi se meter com a pandilha que se meteu.
CANIBALISMO PALACIANO

E então a crise é bem assim... A Presidência da República vai gastar R$ 248 mil em biscoitos, queijos, chás e cafés. O conforto da alta cúpula do governo vai custar, nessa democracia de gabinete, nada mais e nada menos do que R$ 800 por dia, em 2015. Mais que um salário mínimo. Quer dizer, só na hora do lanche, os palacianos vão comer um operário brasileiro por dia.

Mas isso é muita bondade de nossa parte. O que sobrar de operário por perto, vai ser devorado aos poucos na hora das refeições. É que, numa outra licitação, a voraz e canibalesca turma da Presidência vai gastar mais R$ 52.500 em hortaliças e frutas como parte da entrada para o prato principal.

Com esse dinheirinho, igual aos ganhos mensais de 65 operários, os palacianos vão comer 510 pés de alface, 545 kg de bananas, 6 mil kg de laranjas e 2.500 abacaxis, o equivalente a 5 trabalhadores e alguns pedaços, à guisa de salada, por mês.

Enquanto isso, você aguarda na maior ansiedade a reedição da CPMF, pois do contrário se você não apertar o cinto, o país não sai da recessão. E nem vai poder cobrir os R$ 130 bilhões de déficit orçamentário previsto pelo próprio guloso, mas comedido governo Dilma.



LOROTA
No Brasil da Silva quando dois políticos se cumprimentam, ambos descobrem que é uma grande bobagem aquela lorota de que uma mão lava a outra.

BOFES LINDOS
Corrupto é um cara tão bacana hoje que saltou das páginas policiais - de uso exclusivo de governos - para as colunas sociais. Ali eles são chamados, nos gossips politicamente corretos de bofes lindos e elegantérrimos impelidos pela ideologia do colarinho branco.

EXTERMÍNIO DE REFUGIADOS
Todo dia tem um naufrágio de refugiados no Mediterrâneo. Falta apenas descobrir quem é o chefão desses "coiotes marítimos" que fazem do mar uma verdadeira fronteira mexicana. Tem extermínio proposital aí nessa onda.



INDA QUE MAL PERGUNTE
Nelson Barbosa tanto chutou as canelas de Joaquim Levy que acabou no seu lugar. Inda que mal pergunte à Dilma Vana, Coração Indeciso: o que é que Barbosa tem que o Levy não tinha?

CUBISMO
Sempre achei que Pablo Picasso era um grande pintor, mas um desenhista medíocre. Já Paul Cézanne, também pintava muito, mas tinha preguiça demais para acabar seus desenhos.

DESCONFIANÇA
A Febraban, Federação Brasileira dos Bancos, manifestou confiança no novo ministro da Fazenda. Isso quer dizer que nós, clientes compulsórios dessa pandilha, temos tudo para desconfiar dese tal Barbosa.

ESPANHA
Partido Popular vence as eleições gerais espanholas. Agora mesmo é que o rei da Espanha não deixa nunca mais de ser a rainha da Inglaterra.

PACIFICAÇÃO
Aquela idiotice da Polícia de Pacificação nos morros cariocas só dá certo quando a vítima chama o ladrão. Aí é capaz de aparecer até prefeito, deputado, senador, governador, essas criaturas dotadas de super-poderes que resolvem tudo por nós que acreditamos em Papai Noel.

DE QUEM É A CULPA?
O Brasil da Silva está em crise. Sim, ou não? Então tá. E de quem é a culpa: foi o povo abobadão que, por acaso, pedalou bilhões de reais que nunca mais apareceram nem na prestação de contas da Dilma? Que crise é essa; crise de quê, de quem? Antes de reclamar pense um pouquinho sobre o que você acha que está em crise: saúde, educação, transporte, custo de vida, mobilidade urbana, segurança, justiça, desigualdades sociais, abastecimento, vestuário, comida, ética, moral, bons costumes?!?... Ah, então pare de reclamar. Crise é coisa da imprensa e intriga da oposição. Pronto, agora vá tomar banho e logo mais vá ao cinema que é mais barato que a TV a cabo.

VIOLÊNCIA URBANA
Nesse domingo, dois mortos e dois feridos em Perus, São Paulo. Se a coisa continuar assim, Perus acaba na véspera desse do Natal.

ACERTAR É SOBRE-HUMANO
O que me espanta nesse governo é o capricho, o esmero, a perfeição e o alto custo com que ele pratica a incompetência. Acertar, para esse governo é missão impossível, sobre-humana; por isso, para manter os pés no chão, ele persiste na burrice.

A DESOBEDIENTE
Esse país só não está muito pior do que se encontra, em razão da absoluta incapacidade de Dilma Vana atender a tudo que, há 13 anos ininterruptos, o Lula manda fazer. Já pensou se Dilma não fosse turrona e teimosa e acatasse todas as ordens do antigo presidente que até hoje não larga o osso?!?

NÃO DÓI
Essa pandilha que tomou de assalto o Brasil há 13 anos, acha que nos mete medo porque a indignação popular não dói na pele deles. Basta ver que meia dúzia de Blac Blocs botaram para quebrar e arrebentar meia dúzia de manifestação e pronto... Hoje fazem parte da base. São assim como uma legião de prontidão dos exércitos tipo Stédile, MST, CUT, UNE, MTST.

PÔKER NACIONAL
Essa "estratégia de coalizão pela governabilidade" implantada por Lula com enorme sucesso de bilheteria em todo o Brasil é como um permanente e decisivo lance de pôker: - Paga pra ver.

DESPUDORADOS
Em apenas 13 anos eles conseguiram fazer do governo um poderosos despudor público federal. Na verdade o Brasil é um país com três despudores públicos independentes e soberanos: Executivo, Legislativo e Judiciário.

SACO SEM FUNDO
O que mais me impressiona é saber quanto cabe de moral e de ética no bolso dos nossos políticos.

20 de dez de 2015

TÁ ESTRESSADO?...
Vá pescar na lama do rio Doce, em Minas Gerais.

COMO UMA LOJA 1,99

Se Dilma não fosse tão obtusa e não acreditasse na lorota de Lula que a carimbou com o selo de grande gestora, já teria desistido desse segundo mandato que não começa nunca. Sua vaidade, no entanto, a empurra cada vez mais para a hora impeachment.

Se continuar teimando, mais aqui, mais acolá, Dilma vai acabar saindo do Palácio em condições mais humilhantes do que o Fernandinho Beira-Collor.

Embora tardiamente, talvez consiga provar que não roubou, mas não roubar é só obrigação e quer dizer muito pouco para uma governante que não teve capacidade, nem competência e nem força para não deixar roubar. E além do mais, como ela mesma gosta de perguntar, "cadê as provas, cadê?!". O Brasil nas mãos de Dilma faliu como se fosse uma loja 1,99

ORÇAMENTO FURADO
Os espertos experts de Dilma contabilizaram R$ 10,3 bilhões no Caixa-1 do governo para 2016 contando com a CPMF nos recônditos da galinha. A CPMF é um imposto que não existe e que dificilmente será aprovada no Congresso Nacional no ano que vem e para todo o sempre, amém. Cedo ou tarde, o governo vai ter que tirar essa grana do maior exército de ociosos do mundo, o Bolsa Família.

AÉCIO 26 X 20 LULA

Para quem acredita em pesquisas "científicas" sob encomenda, o instituto Datafolha divulgou neste sábdo que, se as eleições fossem hoje, Aécio Neves seria eleito presidente da República, com 26% dos votos. Deixaria Lula na segunda colocação, um lugar que liga o nada a coisa nenhuma, com 20% dos eleitores, um ponto a mais que os 19% de Marina Morena.

Então seria assim: Aécio, 26 e Lula 20, diabo que te pinte! Isso é bom ou ruim? Tanto faz, como tanto fez. As eleições não estão marcadas para hoje e o instituto Datafolha é o Datafolha. Eu queria só ver se a pesquisa fosse feita pelo Instituto Lula que bicho ia dar na cabeça...
RASTEIRA
Enfim, Nelson Barbosa passou a rasteira definitiva em Joaquim Levy e acabou no seu lugar. Quem não sabe o que dizer é Lula que queria Meirelles na Fazenda. Barbosa já chegou prometendo. Diz que vai manter o ajuste fiscal. E a Dilma não disse, mas vai manter aqueles 3 mil aspones que ela ia botar no olho da rua e que hoje estão rindo da cara dela e debochando da nossa.

QUEBRA-QUEBRA
O Supremo Tribunal do Governo Federal mandou quebrar sigilos de Renan Calheiros. Grande coisa, ainda vou ver o STF quebrar a cara.
JUSTA HOMENAGEM 
AO "INFORMANTE"

A Polícia Federal proporcionou a Lula, nessa semana que já era, uma bela homenagem cívico-policialesca ao intimá-lo a depor como "informante". Com a garantia do sigilo oficial, nada foi mais agradável nem tão prazeroso para Lula nesses tempos bicudos do que praticar a sua modalidade preferida, a informação sigilosa.

Praticando o esporte de maldizer reputações, dizem os mais chegados opositores do presidente de honra e líder máximo do PT, que chegou a dar coceira no Cara. É que trair e coçar é só começar.

E o depoente da semana não se fez de rogado. Já tinha dito antes que aquela coisa de jorrar dinheiro por causa de uma medida provisória que facilitava a vida das montadoras, não foi com ele; "foi no governo da companheira Dilma".

Agora, no papel de informante, dedurou, sem dó nem piedade, o companheiro Zé Dirceu. Indagado sobre as sistemáticas nomeações dos salafrários para a Petrobras, o "informante" entregou de bate-pronto: "Não fui eu; foi ele! O Zé Dirceu era quem nomeava os diretores da Petrobras".

E assim, mal disse e assim logo se foi, feliz da vida, com a homengaem que a Polícia Federal lhe prestou, por determinação - mister é dizer - vinda lá do Supremo Tribunal do Governo Federal. Foi lá das gavetas da Corte de Lewandowski que veio a classificação de Lula como "informante".

Se há um momento de verdade na vida de Lula, seja lá o personagem que ele interprete - Barba, Brahma, O Cara, Metamorfose Ambulante - esse átimo de autenticidade se dá quando ele trai. É da sua natureza.

RODAPÉ - Agora me deram o direito à especulação. Então, pergunto: será que os investigadores quiseram saber quem era o presidente da República, nesse glorioso momento de poder do Zé Dirceu? E pergunto, uma vez mais, só mais essa: será que os investigadores quiseram saber se o então presidente da República nunca desconfiou de nada, nem sequer sentiu uma punhaladazinha pelas costas?

19 de dez de 2015

BOBINHOS, ESSES DOIS...

Como são bobinhos esses dois... Michel Temer e Eduardo Cunha dizem, um para o outro e ambos dizem para quem quiser ouvir que não entendem porque Renan Calheiros anda tão agressivo com eles e tão lambebotas da Dilma Vana. Que tolinhos, né não?

Em todo caso, um já disse para o outro e o outro já disse para o um que não acredita na blindagem de Dilma a Renan. Os dois acham que ela pode apitar aqui e ali na Corte de Lewandowski, mas que não tem cacife e nem jogo de cintura para blindar Renan na Operação Lava Jato.


DEMOCRACIA DE GAVETA, OU:
APARELHO ARQUEOLÓGICO DO PALÁCIO

Fazendo valer mais do que nunca a democracia de gaveta, a tropa de choque da Dilma invadiu o Supremo Tribunal Federal e jogou o impeachment para baixo do tapete. Nada de estranho nisso; apenas uma lastimável realidade.

Tudo que cair na Corte de Lewandowski, por mais rebuscada, por mais retórica, por mais prolixa que seja a ladaínha dos 11 julgadores supremos, ela sempre há de rezar pelas vontades do patrão.

E não adianta contra-bufar, ou bafejar que o preenchimento de vagas é amparado pela Constituição, porque isso todo mundo está careca de saber. E todo mundo sabe também que há 13 anos, o guloso e esperto governo do PT - leia governo Lula, por favor - vem escolhendo a dedo aqueles que sempre votarão a seu favor. Aquele mosaico de 11 vetustos e venerandos ungidos formam o aparelho arqueológico do Palácio do Planalto.

CONGRESSO CONTA COM A MOBILIZAÇÃO
POPULAR PARA IMPEDIR A VOLTA DA CPMF
 
O governo arrombou e deixou arrombar os cofres da nação o tempo todo e agora conseguiu a cumplicidade do Congresso Nacional que aprovou, na maior galinhagem, a LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2016, contando com a CPMF no orifício búndico da galinha. A pandilha de sevandijas que habita a segunda maior casa de tolerância nacional - a maior é o pornopalácio seu vizinho - conta agora com a reação popular, com a mobilização do povo indignado nas ruas, para impedir que seja cometido mais esse estupro social. E vai ter que ser assim mesmo, pois pior que ser assaltado numa saidinha de banco é pagar imposto para quem rouba e deixa roubar.

MANDATO DE RECESSO
Pode ser que eu me engane, mas esse Leonardo Picciani deve exercer o seu mandato de líder do PMDB só durante o recesso parlamentar. Na volta, ele deve bailar na curva. A menos que o Palácio do Planalto que já manda e desmanda no Supremo, maior corte do Judiciário, deite e role também no Congresso Nacional. Numa democracia de gaveta como a que se vive aqui no Brasilda Silva, tudo é possível. Inclusive, nada.



NEM MAIS NEM MENOS, LULA FOI
O DEDO DURO DE SEMPRE

De quando em vez as autoridades brasileiras não resistem à tentação de mostrar o quanto sua alma é gentil e varonil. É nessas horas que intimam uma figura manjada como Lula da Silva e o inscrevem nos autos de um depoimento policial obrigatório como informante.

Esse é o tamanho da alma nacional. Intimaram Lula da Silva para desempenhar o papel que ele mais gosta: o de informante. E o depoimento - que já vazou para a imprensa que o "persegue" - era sigiloso. Bem como os alcaguetes acham bom demais para o seu melhor desempenho.

E então, uma vez nas malhas da lei, nas redes dos federais da Lava Jato, Lula foi o velho Barba da hotelaria do Dops Paulista, dos bons tempos do amigo Romeu Tuma. Deu com a língua nos dentes, mas faz de conta que não.

E, uma vez mais, Lula foi o Brahma do Clube das Empreiteiras e acendeu uma vela pra cada santo; e uma vez mais no aperto do Petrolão, Lula foi o Metamorfose Ambulante de dedo duro: simplesmente disse - como faz desde os breves e velhos tempos de colégio - "não fui eu, foi o Zé Dirceu!".

E pronto, estamos combinados. Nos próximos depoimentos, Lula será tão Lula quanto o foi outro dia, quando disse que o cambalacho da medida provisória que facilitou a vida das montadoras de veículos e do seu filho,  Luís Cláudio com uma propina de R$ 2,4 milhões por um projeto "chupado" da Wikipédia, não foi no seu tempo como presidente.

"Foi no governo Dilma" - disse, com precisão cirúrgica, o velho Lula, dedo duro desde que nasceu nu e analfabeto. Ainda bem que depois de grande, ele aprendeu a... andar vestido.
A RAPOSA
Os investidores lamentam e a esquerda comemora a escolha de Nelson Barbosa, o traíra que era do Planejamento mas sempre esteve de olho na Fazenda. A oposição que de vez em quando dá o ar da graça, jura de pé junto que Barbosa é o mentor das pedaladas. Quer dizer, Dilma botou a raposa a cuidar do galinheiro.

QUO VADIS
Do jeito que esse governo vem governando à base de AI-13 a torto e direito, o brasileiro já nem reclama como quem pergunta "onde é que a gente vai parar?". Com esse desgoverno todo, a população pergunta assustada: "onde vão nos meter?". Sim, sim, eu sei, mas você não precisa dizer.

APROVEITE A OCASIÃO
Antes de deixar o governo, funcionários de Cristina Kirchner saquearam prédios públicos. Ah, grande coisa. Estão falando isso só porque são argentinos. Aqui, no Brasil aqueles 3 mil que Dilma Vana mentiu que faria uma liquidação de fim de ano e botaria no olho da rua, estão saqueando prédio por prédio público e ainda nem foram demitidos. A verdade é que essa ratatulha sabe que Dilma não cumpre nenhuma promessa, por isso já estão aproveitando a ocasião.
















O BARBA APUNHALOU ZÉ DIRCEU
NA POLÍCIA FEDERAL

O depoimento de Lula à Polícia Federal mergulhado em mistério, na quarta-feira, veio à tona. Interpretando o seu consagrado papel de Barba, o delator voluntário, Lula disse que não participava da escolha de diretores para a Petrobras.

A gente aqui, até pode engolir esse sapo, mas os investigadores registraram e carimbaram mais essa punhalada fajuta nas costas de um companheiro bom e batuta.

Lula protagonizando o velho Barba dos tempos de hotelaria no Dops paulista, declarou que os nomes para as diretorias da estatal eram decididos em acordo políticos e que cabia à Casa Civil, de Zé Dirceu, receber as indicações.

Sempre que fala, Lula diz uma coisa e a gente acaba descobrindo o sujeito oculto. Lula acabou de confessar a prática da sua perniciosa "estratégia de coalizão pela governabilidade".

Esses "acordos políticos" não eram mais nem menos do que a execução prática e explícita do "vou te dar um cargo na Petrobras para que sejas nosso aliado". Então foi assim, a lâmpada apagou, a pista escureceu e Lula apunhalou Zé Dirceu.

Acho que nem a Polícia Federal esperava que Lula começasse a incriminar tão cedo os seus companheiros. Mas quem nasceu para ser Barba nunca será um Joaquim Silvério dos Reis - traidor da Inconfidência Mineira.

RODAPÉ - Amanhã ou depois se o apenado Zé Dirceu for lhe tirar satisfações, Lula vai lhe dar um abraço e esclarecer: - Não fui eu, foi o Barba.

18 de dez de 2015

HIDROBUCEFALIA
Com hidrocefalia, brasileiro sai da UTI em trêsdias depois de pedir milagre de Madre Teresa. Ah, Não demora um bucéfalo faz uma reza universal e vai pro céu logo, logo; nem precisa entrar na fila.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
Você aguenta a Dilma Vana nos aplicando golpe em cima de golpe até 2018?

MACACO SIMÃO
Com Joaquim Levy - aquele que nunca entrou - indo parar no olho da rua, Nelson Barbosa assume o cargo de ministro da Fazenda que sempre exerceu desde o início desse ano que já vai tarde, Valdir Simão deve assumir o Planejamento. Sinceridade, sinceridade?... Pena que não é o humorista Macaco Simão. O Brasil da Silva teria muito mais graça.

IMPEACHMENT
Luís Inácio, aquele da Família Adams que atua como advogado-geral da união por Dilma, diz que "impeachment não é pesquisa de popularidade". Claro que não, ô beócio! Impeachment é o resultado da impopularidade.
DE ZAVASCKI A IMPERIAL
Teori Zavascki, o ministro supremo diz que "decisão sobre Cunha será a mais justa possível". Dá pra imaginar. Basta lembra o velho brocado: "Para os amigos, a lei; para os inimigos, os rigores de lei". Mas, até que, em tratando de quem se trata, está de bom tamanho.

O diabo é que vai daí, o Zavascki se entusiasma e vai atrás da filosofia do velho e grande cínico Carlos Imperial que já passou desta para a melhor: "Os meus amigos não têm defeito; os inimigos, se não o tiverem, eu ponho".
TUDO PELO SOCIAL
Brasil fecha 1 milhão de vagas de trabalho neste ano em que o governo desgovernou mais do que já vinha na banguela. Os dados são do Caged - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Taí ó, vai ver que issoé só mais uma propaganda enganosa do governo: quer dizer que o sucesso do Bolsa Família é cada vez maior.

CUNHA TRAVA A CÂMARA
PRA VER A CAVEIRA DA DILMA

Eduardo Cunha vai travar a Câmara para pressionar o Supremo Tribunal do Governo Federal e também para prolongar o desgaste que vai fazer a caveira da Dilma. Ele traçou uma série de estratégias para arrastar o processo de impeachment. Ele pode fazer das tripas coração, mas nem mesmo somando todas as suas estratégias, elas vão chegar aos pés da "estratégia de coalizão pela governabilidade" que o Lula implantou em 2002 para transformar o Brasil num balcão de compra e venda. E outra coisa, se o Eduardo Cunha vai continuar se metendo em escândalo atrás de escândalo, vai acabar assinando ficha no PT, ou se associando ao Instituto Lula.

DEMOCRACIA NATALINA

O que é essa democracia de gaveta:

1) O STF decidiu que o doleiro Alberto Youssef vai passar o Natal em casa, como parte do acordo de delação premiada entre o delator do Petrolão e a Procuradoria-Geral da República;

2) Nestor Cerveró também vai passar o Natal com a Família. Vai de tornozeleira eletrônica, por conta da gratidão da Operação Lava Jato, pelo que ele deu até agora com a língua nos dentes;

3) Delcídio Amaral, senador petista, até bem pouco líder do governo, não vai pra casa. É que ele acabou de ser transferido para um alojamento no Batalhão de Trânsito da Polícia Militar do Distrito Federal, onde ficará preso e passará as festas de fim de ano.

Sabe o que é?... É que o petista está afastado da legenda por decisão da cúpula do partido que detesta gente envolvida com corrupção e malandragens. Ele tentou ontem a última cartada do ano para evitar passar o Natal na cadeia, mas o ministro Teori Zavascki, relator do petrolão no Supremo Tribunal do Governo Federal, rejeitou pedido de revogação da prisão dele. Essa coisa de ser ex-companheiro, não ajuda em nada lá no STgF.






GOVERNANÇA ESTAPAFÚRDIA
Esse governo que não governou bulhufas nesse 2015 que já vai tarde, que não aumenta os aposentados com mais de um salário e que cortou o orçamento da Polícia Federal, fingiu que ia botar 3 mil aspones no olho da rua e que cortaria 10 bilhões de reais do Bolsa Família. Os 3 mil sanguessugas continuam por lá, os aposentados com o pé na cova, a PF reduzida em seu poder de investigação e de mobilização e os ociosos do Bolsa Família prontinhos para embolsar bilhões aos montes, como sempre.
INFLAÇÃO COMO NOS TEMPOS
DE SARNEY E DELFIM NETO

E os contadores da história oficial do Brasil fazem uma prévia da inflação "oficial" e fecham em 10,71% o que seria hoje o custo de ser brasileiro, trabalhador e eleitor dessa caterva que vem des/governando há 13 anos esse país.

E quero que me digam também, por que se deve acreditar nesses índices.

Vá até à padaria e veja o preço do litro de leite, do pãozinho, da manteiga, margarina, requeijão; vá até o açougue mais próximo, peça uma maminha de alcatra e leve um ossobuco ou coisa que o valha.

E depois esfregue na cara dos organismo oficiais, além disso, a nota do combustível, o recibo do aluguel, os juros do cartão de crédito, o cheque pré-datado; a entrada do cinema, do futebol; a conta do Omeprazol, da aspirina, da injeção na testa...

Esfregue isso na cara dos institutos oficias que medem a inflação e deixe estampado na sua fuça a marca da inflação que já está empatando com o esculacho dos tempos de Sarney na presidência e Delfim Neto na Fazenda. É coisa em torno de 250, 300% ao ano.

Duvida? Troque de carro, então que eu quero ver. Sair por aí andando de dívida como se fosse de automóvel, não vale.

O SOBERANO
O Brasil tem três poderes constituídos e independentes que são quatro: Executivo, Legislativo, Judiciário e o soberano, primus inter pares, Supremo Tribunal do Governo Federal.

O MONSTRENGO
Quando o governo aparelha o STF cria um monstrengo que, se não for amestrado e muito bem tratado, nessa democracia de gabinetes, pode devorar suas entranhas e guardar nas suas gavetas.

STF ENTROU NO CONGRESSO
Vejam que semana suprema e profícua foi esta para o poder soberano: 1) STF derrubou as regras da Câmara sobre o impeachment; 2) STF vetou o voto secreto na Câmara para o impeachment; 3) STF decidiu que  Delcídio Amaral fica preso; 4) STF decidiu soltar André Esteves, do BTG Pactual; 5) STF investiga decretos assinados por Michel Temer; 6) STF deu poder ao Senado de julgar o impeachment. Quer dizer, o Supremo Tribunal do Governo Federal simplesmente abriu a gaveta e aplicou a democracia de gabinete no Congresso - maior casa de tolerância nacional.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
Digam aí, por favor, quando é que o Congresso Nacional, pode entrar na vida do Supremo Tribunal Federal? Não pode?!?... Então, cadê a independência dos três poderes; quem é que é soberano nessa pátria educadora?!?

DOIS PERDEDORES
Sabe o que está acontecendo nessa briga de cão e gato entre Cunha e Dilma Vana?... Os dois estão perdendo para a democracia de gaveta que eles mesmos abasteceram.

FICÇÃO MALÉVOLA
O Orçamento que o Congresso aprovou para 2016 conta com o ovo na galinha. Só vai fechar as contas do ano que vem com a volta da CPMF - um imposto que não existe. Essa pandilha da maior casa de tolerância do país aprovou justamente o que está impedindo Dilma de fechar as contas de 2014, estas de 2015 e aquelas que vai fazer em 2016. O governo arrombou e deixou arrombar e nós vamos pagar a conta. O Congresso, ao aprovar essa peça de ficção orçamentária, simplesmente perdoou a roubalheira que o próprio governo não conseguiu justificar.

PIOR
Pior do que ser assaltado numa saidinha de banco é pagar imposto para quem rouba e deixa roubar. Na primeira modalidade, você pode perdera vida; na segunda, você entrega de mão beijada a vida para os larápios oficiais.


17 de dez de 2015

LULA PEDIU À PF PARA ADIAR
DEPOIMENTO E... LEVOU

Pois então, o Cara que estava "disposto a esclarecer" tudo que a Operação Zelotes precisa saber sobre o esquema de "venda" de medidas provisórias, mandou o seu advogado pedir para adiar o depoimento que estava previsto para hoje. O ilustre causídico, bem mandado e bem pago,pediu. Os investigadores da Zelotes, sabe-se lá porque cargas d'água, aceitaram a manobra procrastinadora - assim chamada neste texto em homenagem ao nó que deu na língua do Brahma, bojudo fanfarrão.

Isso é bom ou ruim? Nem uma coisa, nem outra. Chato, só chato, posto que Lula iria morder a língua e agora deixou para depois. Chato pra ele, porque agora a gente já sabe e os agentes zeloteses também sabem que Lula tem gato na tuba. Se não tem, parou por que?  Por que parou?

Estava, decerto, cansado de tanto que falou no depoimento de ontem. Sigiloso, por sinal. Bem como o velho Barba gosta.  Em todo caso, a disposição de Lula para "esclarecer" tudo que sabe a respeito do lobby realizado para obtenção de benefícios fiscais para as montadoras de veículos, morreu na praia. Fica pra outra vez. Mas fica. Ufa! Que sufoco, cumpanhêros.
EDUARDO AZEREDO DEVERIA
CONTRATAR UM RÁBULA

Mazolha só que coisa! O tucano Eduardo Azeredo condenado por peculato e lavagem de dinheiro a mais de 20 anos de cadeia, diz que não está sabendo de nada e que está surpreso com a condenação. Os crimes foram cometidos em 1998. Ah, aí sim a gente até entende, ele já deve ter esquecido de tudo mesmo.

O advogado dele, Castellar Guimarães, vai recorrer. E diz que seu cliente não praticou qualquer ato que fosse: "Nenhum ato é imputado ao governador Eduardo Azeredo". Pois então, se a gente acredita nisso, quem tem que ser preso é o advogado. Pô, se o Azeredo não fez nada e pegou vinte anos, o advogado é que é podre de ruim. Daqui pra frente, se eu fosse o Eduardo Azeredo, contratava um rábula.

RODAPÉ - Não quero ser o Azeredo nem que a Dilma tussa.


APROVADA A LDO
PARA 2016
Taí ó, vocês se distraíram com essa nova safra de larápios que a Lava Jato anda pegando e com essas conversas moles de impeachment pra lá e pra cá e pronto, o Congresso aprovou a LDO de 2016. LDO quer dizer, vocês sabem, Lei de Diretrizes Orçamentárias. Agora vai. Dilma Vana vai continuar sendo a maior ciclista que esse Brasil já viu pedalando por aí.

NATAL EXTRAORDINÁRIO
Enquanto Picciani volta ao cargo de líder do PT do PMDB, o STF manteve a prisão de Delcídio do Amaral e determinou a soltura der André Esteves do BTG Pacutal. Delcídio fica preso porque, para Zavascki, ele pode cometer uma série de malfeitos que o inocente banqueiro não pode. No intervalo dessa chatice de pega e larga, prende a rrebenta, a Polícia Federal desencadeou nova operação contra a corrupção na, na, na... Petrobras! E só para não ficar perambulando por aí, enquanto o Lula se vira daqui pra lá e de lá pra cá, dando depoimentos às Forças Aliadas da Lava Jato, a mesma Polícia Federal
apura mais uma vez fraudes no fundo de pensão dos Correios. Isso é que é um "Natal extraordinário".

 

SURPRESA BOBA
Zuckerberg surpreso com o bloqueio do WhatsApp no Brasil da Silva: "Estou chocado com a decisão de um ínico juiz". Ora, o coitado do Zuckerberg está horriozado assim desse jeitinho porque ele não sabe que a democracia aqui é de gaveta. Quase sempre cabe só um juiz dentro dela para decidir o que é melhor para milhões de domesticados republicanos.

A SEPARAÇÃO
O advogado Carlos Araújo, companheiro de militância e casado com Dilma durante 22 risonhas primaveras, palpitando sobre a ex-mulher hoje em palpos de aranha: "Dilma cresce no confronto". Pronto, tá explicado: foi por isso que ele perdeu o casamento.

NA DEFESA
O Conselho de Étititca da Câmara - aquele que decide o que são a moral e os bons costumes na base do bofetão - notificou Eduardo Cunha. Agora, o inimigão de Dilma, tem dez dias para se defender.

DESCOMETIMENTO
E LIBERTINAGEM
Atenção! Essa pandilha de sevandijas está nos distraindo outra vez. É um monte de office-boy tratando de Zika Vírus, de Natal e Ano Novo;uma caterva de corruptos sendo presos, prestando depoimento na Polícia Federal, fazendo acordo de delação premiada e o Brasil da Silva continua nas mesmas, até bem pior do que já esteve. Tudo continua como vem sendo há 13 anos: saúde pela hora da morte; educação à cata de uma pátria educadora; o transporte num tremendo atraso com a dignidade humana; o desemprego bombando o Bolsa-Família; o dragão da inflação bufando; a recessão com jeito de depressão. De 1° de janeiro a este glorioso Natal, tudo está com a cara de quem comanda a massa e balança a pança há intermináveis 13 anos de descometimento e libertinagem. O governo desgovernou. O Brasil está fora de controle.