O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de set de 2015

VOU EMBORA PARA PASÁRGADA

A manchete é esta: "A cada hora é cometido um assassinato em cada capital brasileira". 

Então, em nome da segurança que os nossos governos garantem, faça as contas comigo: no Brasil há 648 assassinatos por dia, só nas 27 capitais. 

São 19.440 assassinatos por mês e apenas 233.280 pessoas são mortas por ano nas nossas capitais. Não há nada nesse país, como viver nos  grandes centros urbanos. 

Acho que eu e você deveríamos estar pensando em nos mudarmos para uma cidade do interior. Não é nada, não é nada, descontando as tais 27 capitais, temos 5.543 pacatas cidades para escolher onde morar na mais santa paz e tranquilidade, até que a morte nos separe. Sem qualquer sobressalto.

RODAPÉ - Na cidade que a gente escolher, basta não torcer pra time nenhum de futebol; não conviver com o prefeito nem com os vereadores; não roubar, mas deixar roubar. Ah, sim... Não cobiçar a mulher do próximo.

OLHA A LAVA JATO AÍ, GENTE!
Mas já está chegando a hora de acabar com essa micareta; com esse carnaval fora de hora.

O mundo é um circo e o Brasil, um carnaval. E olha a escola da Lava Jato aí, gente! Os passistas já estão entrando na avenida. E o mestre-sala já dá as caras e mostra o rebolado. O enredo é o seguinte: "Lula fez Lobby para Odebrecht".

Quem escreveu a letra do samba de crioulo doido foi o ministro Miguel Jorge, ex-titular da Academia Carnavalesca do Desenvolvimento.

Ele relata a saga do maior arrombamento de um cofre da nação cabocla, condensada numa troca de e-mails. Resume a festa momesca de Lula para favorecer a empreiteira, numa refrão curto e grosso: "PR fez o lobby".

Para quem transita, ou perambula pela Esplanada dos Ministérios sabe que ,em todo e qualquer papelucho, ou recado, ou torpedo dentro da máquina pública a abreviatura PR significa Presidente da República. Então, "PR fez lobby" quer dizer o Presidente da República foi o corretor.

E foi assim e é assim que os investigadores da Operação Lava Jato, patrimônio do Brasil, interpretaram e interpretam o texto que, no contexto tratava do esforço de Lula em conseguir mais um negócio da China lá na África, nesse caso, mais precisamente, a Namíbia.

Os porta-vozes de Lula que para esses casos sempre está rouco demais para abrir o bico, também não dizem nada; quem dá o pitaco é uma coisa de extrema confiança que atende pelo nome de Instituto Lula.

E assim, a gente volta ao mundo da fantasia, aquele universo em que os abjetos, mesmo não sendo delatores premiados, falam pelas criaturas.

A alegoria do Instituto Lula é esta que a revista Veja editou, na sua sanha persecutória ao notável cidadão acima de qualquer suspeita, Lula da Silva, o popular Brahma do Clube dos Empreiteiros:

"O e-mail é de autoria do ex-ministro Miguel Jorge, por isso cabe a ele falar sobre sua mensagem, que indica que o assunto foi levantado pelo presidente da Namíbia, dentro das relações entre os dois países. O Itamaraty detém as informações sobre o referido almoço e os presentes na recepção ao presidente da Namíbia. A visita oficial e o almoço do presidente da Namíbia fizeram parte da agenda do ex-presidente, publicamente divulgada para a imprensa naquele dia".

Então note aí que Lula já nem presidente do Brasil era mais. Tratava-se então de um grandioso patriota, travestido de camelô de luxo da garbosa e generosa Odebrecht. Em todo caso, como o Instituto sugeriu, vamos ver o que a Veja ficou sabendo com o ex-ministro do ex-presidente. Conta-nos a revista:

O ex-ministro Miguel Jorge escreveu o seguinte e-mail para a reportagem: "Eu não me lembro desse episódio nem de como foi a reunião entre os dois presidentes, mas havia uma atuação institucional em favor de empresas brasileiras, sendo a Embraer uma espécie de cartão de visita da capacidade da indústria nacional. Em praticamente todas as viagens do presidente, havia reuniões com empresas, embora elas não viajassem com ele - mas, sempre, havia uma reunião pública e aberta, em que falavam o PR e ministros (das Relações Exteriores, ou do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, ou da Agricultura (nessas duas regiões, havia um enorme interesse pelo trabalho de pesquisa da Embrapa). Nas reuniões do PR com outros presidentes, das quais participei, não havia a presença de empresas.Durante meu tempo no Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, organizei mais de 10 missões comerciais, usando o Sucatão da Presidência, e cerca de mil empresas participaram dessas missões - empresas grandes, como Embraer, Sadia etc - e muitas médias e pequenas, que aliás, eram nossa prioridade."

O carnaval é intenso. E a Odebrecht desfila a sua imponência que a Veja editou neste fim de semana:


A Odebrecht divulgou a seguinte nova: "A Odebrecht esclarece que os trechos de mensagens eletrônicas divulgados apenas registram uma atuação institucional legítima e natural da empresa e sua participação nos debates de projetos estratégicos para o País - nos quais atua, em especial como investidora. A empresa lamenta, no entanto, a divulgação e interpretações equivocadas sobre mensagens sem qualquer relação com o processo em curso".

O enredo é complicado e, ao mesmo tempo de uma simplicidade oceânica. No no meio do desfile o destaque é Lula palestrando para o ditador da Namíbia. A palestra, no entanto é ininteligível, os tambores africanos soam mais alto. 

Ninguém sabe sobre o que foi mesmo que Lula falou, a peso de ouro, para o ditador Sam Nujoma. Vai ver que foi uma versão republicana do samba do crioulo doido. Sobre o quê mais, Lula teria o que falar e para contar aos homens da Mama África?!? 

Mas, a força-tarefa da Lava Jato a tudo assiste de camarote, atenta e prestes a acabar com essa micareta de luxo. E ai, ai, aiai, tá chegando a hora... A hora de acabar com esse carnaval fora de hora.
O TELEFONAÇO

Dilma Vana, num rompante de democracia, derrubou com um telefonema nesta última terça-feira de setembro o ministro da Saúde, Arthur Chioro. O telefonaço durou dois longos minutos e, ao final, ela nem disse "muito obrigado", até porque não tinha nada mesmo o que agradecer.

Mas que foi humilhante, foi. Chioro é agora para este segundo governo Dilma o que Cristovao Buarque foi para o primeiro governo Lula. A diferença é que Buarque não rastejou pela Esplanada tentando manter-se ministro.

A VIDA EM MARTE
Não, por enquanto é só a vida em Marte e não que há vida em Marte. Ou vice versa. Eis que cientistas descobriram água por lá. Isso é sinal de vida. Quer dizer então que, daqui a pouco, os terráqueos estarão por lá, colonizando os homenzinhos verdes: catequizando, montando igrejas, escolas, loteando terrenos e crateras, criando partidos políticos e... roubando o planeta deles.

O NOVO LULA
Dilma Vana está querendo dar de mão beijada nada menos do que 7 partidos para o PMDB. E, malgrado ainda hoje ela esteja se encontrando com o seu desgastado criador, Michel Temer está a um passo de ser o novo Lula da Dilma.

BOA VIAGEM
Grande notícia no mundo econômico nacional: o dólar fechou em baixa ontem. Está custando hoje só míseros R$ 4,05. Boa viagem à Disney World para  você. Continua saindo mais barato do que uma semana de primavera nas praias do Nordeste.

FONTE DA JUVENTUDE
Se alimentação saudável garantisse longevidade, numa cidade habitada só por nutricionistas, ninguém morreria de morte natural antes de ter pelo menos 100 anos de idade. Tá, mas não é por isso que você agora só vai abusar do sal, comer pão, frituras, massas e beber uísque do jeito que bebe.

SUA CASA, SUA VIDA
A inflação do aluguel subiu no último trimestre apenas 8,6%. Isso deve ser ótimo. Principalmente se a gente levar em conta que os juros do cartão de crédito estão batendo nos 400% ao ano.

TOMA!
A Petrobras, arrombada até os gornes pelos corruptos, operadores e receptadores republicanos, aumentou neste final de terça-feira a gasolina em 6% e o diesel em 4% nas refinarias. Isso quer dizer que amanhã mesmo sobe o preço do transporte rodoviário, aéreo, marítimo e tudo que bate à porta de sua casa e até a mandioca que chega a sua mesa.

CADÊ OS BILHÕES QUE ESTAVAM AQUI?
Joaquim Levy, o sonolento pragmático: "A queda dos juros depende do ajuste fiscal". A questão não é esta. O que a gente quer saber é onde foi que o governo que não rouba nem deixa roubar meteu os milhões de bilhões que estavam aqui.

35º PARTIDO ÀS VÉSPERAS
DE TRÊS DÚZIAS
O TSE, tribunal que aprova tudo nesse país, até as contas dos partidos políticos, acaba de aprovar a criação do 35% partido político: o PMB - Partido da Mulher Brasileira. Tão tá. Agora falta mais um para completar três dúzias. O TSE pode receber a qualquer momento o pedido de filiação do PHB que tanto pode ser Partido do Homem Brasileiro, como Partido Homo Brasileiríssimo. Assim que a ficha cair por lá, o tribunal aprova.

29 de set de 2015

DILMA NÃO CONSEGUE GOVERNAR

Agora dá para ver claramente que  não é apenas por falta de credibilidade que Dilma Vana não consegue governar. É também por falta de credibilidade.

Mas, Dilma Vana não consegue governar mesmo é pelo desespero de Lula que já pressente o fim dos 13 anos de poder absoluto do PT que ele assim como inventou, assim o descaracterizou em cada um desses 4.680 dias em que o partido protagonizou bem mais que uma centena de escândalos.

Lula sabe que agora não tem mais como reinventar o PT, uma estrela cadente e solitária; temente às delações premiadas daqueles a quem passou o tempo todo usando, abusando, se lambuzando e virando-lhes as costas, para sempre poder dizer, na hora do aperto, que foi apunhalado à traição.

É por isso, pela derrocada do PT que leva de roldão o próprio Lula, que Dilma não consegue governar. É também, por falta de credibilidade. Mas, também não é só por causa do descrédito da falência de Lula como líder confiável das massas que Dilma Vana não consegue governar.

Ela não governa porque é uma crise ambulante: ela é uma crise política, uma crise econômica; ela é a encarnação da crise moral do seu mandato que sempre foi mais um governo Lula - aquele que comeu o filé e nunca largou o osso.

Em quem Lula vai se agarrar agora: em Zé Dirceu, Palocci, Genoíno, Delúbio Soares, Falcão?

Em quem ele vai se agarrar agora; nos companheiros do Clube do Bilhão, no Marcelo Odebrechet, no pai dele, no Paulinho da Petrobras, nos ditadores africanos que gostavam tanto de ouvi-lo palestrar, na Rose, nessa companheirada toda para a qual ele nunca mais deu sequer um "alô, tamo junto nessa,companheiro!"?!?

Pô o que sobrou para Lula se agarrar com unhas e dentes foram os exércitos de Stédille, dos Sem Teto, dos coxinhas da UNE, dos movimentos sociais(?), dos institutos mamadores nas divinas tetas do governo quebrado?!?

O Thomaz Bastos já morreu; o seu maior guru, Hugo Chávez, também; Fidel Castro tá mais pra lá pros lados dos Estados Unidos do que pra cá... Lula enfim está colhendo o que plantou e a safra lhe dá como legado merecido uma crise ambulante: Dilma que como único feito notável nesse tempo todo que não pôde governar, descobriu a mandioca.

É o que o governo tem para dar ao seu criador em desencanto: a mandioca. Pode ser que Lula saiba o que fazer com ela.

Mas é também por isso, pelo PT e por Lula que Dilma Vana não consegue governar.
CCJ JULGA PROJETO QUE ACABAM COM
A LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA INTERNET

Epa! Lá na Câmara, estão armando contra meio mundo. Ultimamente, deputado e senador só serve pra isso mesmo. Agora, deputados do PMDB querem censurar a internet e ler suas mensagens. Os projetos nesse sentido estão correndo a toque de caixa. É uma invasão de privacidade, uma ameaça às liberdades individuais e uma afronta às garantias constitucionais.

É a democracia de gabinete, transformada em ditabranda de plenarinho, funcionando a todo vapor, na missão quase secreta de aprovar um dos cinco projetos de lei que arrombam de vez a ideia de democracia pura e querem intimidar os eleitores que criticam a politicalha na internet.

Um deles será votado na Comissão de Constituição e Justiça, nesta quarta-feira. A autora do mais assanhado deles é a parlamentar Soraya Alencar dos Santos que deputa pelo Rio de Janeiro, com a sigla do PMDB no peito varonil.

A proposta indecente de Soraya reforma o Marco Civil da Internet e reza que "qualquer autoridade competente, qualquer órgão público, possa requerer acesso aos dados de qualquer internauta sem a necessidade de uma ordem judicial".

A gandaia de Soraya elucubra que qualquer "autoridade pública" - e ela se acha uma dessas autoridades - poderá ter acesso também a "todas as comunicações do usuário de internet, como mensagens trocadas no Facebook, Twitter e Whatsapp". Não quer mais nada essa madame.

Ledo engano, quer sim... Hoje, ofensas e vitupérios virtuais contra políticos de escassas virtudes só acabam na Justiça se o ofendido der queixa na Polícia. Como ela não pode perder tempo com essas besteirinhas, então quer encurtar o caminho com um simples grito no ouvido de um delegado ou de um juiz de qualquer Vara mais acessível.

A Soraya dessa gandaia quer, com isso, botar a Polícia e o Ministério Público às suas ordens permanentes, de modo que possam amedrontar seus críticos e desafetos na rede.

Falando curto e grosso, essa Soraya quer mais é tirar a liberdade de expressão de uma nação e deixá-la nas suas mãos e com os que fazem parte da sua pandilha de sevandijas. E a gente não quer nada do que ela possa sugerir tanto nesse projeto, quanto o que ela tenta exibir nessa foto aí postada. A gente não quer nada dela, nem com ela.

Aqui no Brasil, hoje, se você ainda não sabe, apenas o Poder Judiciário pode autorizar alguém a tocar em conteúdos na internet. E é isso que quer o projeto de Soraya e os outros quatro que correm por baixo dos panos, bem ao estilo de Eduardo Cunha - cariôco como ele só e também carioca como Soraya.

A projetalhada que serve de arma contra a liberdade de expressão e contra os direitos dos internautas quer um pouco mais ainda: tratam do "direito ao esquecimento". Com esse direito espúrio e antidemocrático, os políticos incomodados podem tirar do ar as críticas e os comentários que os desgostaram.

E é isso que vai estar em julgamento na Comissão de Constituição e Justiça, nesta quarta-feira. Ainda dá tempo de você telefonar para essa tal de Soraya e dizer uma amabilidades para ela. O telefone do gabinete que nós lhe pagamos é (61) 3215 5352.
ADIVINHAÇÃO

Nesta gloriosa quarta-feira, o não menos glorioso Congresso Nacional, apreciará dois vetos da também gloriosa Dilma Vana. Um concede reajuste de até 48% aos servidores do judiciário. O outro estende a todos os aposentados do INSS o reajuste anual do salário-mínimo. Adivinhe o que vai acontecer? Pois é, eu também acho a mesma coisa: passa o reajuste do judiciário. E os velhinhos que se segurem na bengala. Mas, por favor, não joguem a bengala fora. Ela será de grande utilidade nas próximas eleições.

CINISMO DEPLORÁVEL

Essa questão do impeachment é coisa que não me abala. É trocar seis por meia dúzia; confundir serenata com retreita.

Ela só preocupa àqueles que lutam para se manter no meio desse plano de poder, sem um mínimo de programa de governo.

Dentre os opositores que estão contra o impeachment, o mais cínico e deplorável de todos eles atende pelo nome de Geraldo Alckmin.

É que a saída agora de Dilma Vana, a mais recente descobridora da mandioca, da mulher sapiens e da tocha olímpica, redundaria em eleições quase imediatas.

Isso, dentro do ninho tucano, só faz bem ao fígado de Aécio Neves.

O ranço da bílis da hipocrisia é insuportável, venha com os ventos de onde quer que venha o fel.

Já disse algumas vezes e vou dizer de novo, o cínico quando se faz de decente é indecoroso.
VIVER E CONVIVER
Lugar comum, viver é tão importante quanto saber conviver. Conviver é uma arte na ciência da vida. Você pode discordar de uma pessoa e ainda assim, amá-la. E o avesso nem chega a ser antagônico, esse alguém é capaz também de amar você. O que jamais se apaga da existência é o que essa discordância cobra para que o amor prevaleça. Já vou dizendo que não devo nada para o governo. Não consigo conviver com ele; somos pura discordância.

PORNOPOLÍTICA
E então sucede que, depois da maratona de enganações lá pelos balcões da ONU, Dilma Vana volta e, sem a menor cerimônia, deixa claro que a reforma ministerial só sai mediante o maior toma-lá, dá-cá. Está condicionada à manutenção dos seus vetos. Alguém aí quer me dizer o que significa essa atitude pornográfica: chantagem, ménage à trois e direita, ou mensalão explícito?!?

CONSELHO DE ÉTITICA
LIVRA A CARA DE CARDOZO

O Conselho de Étitica da Presidência da República rejeitou nesta segunda-feira a denúncia contra o ministro da Justiça do governo Dilma, Zé Eduardo Cardozo, de ter omitido em sua agenda encontros com advogados de empreiteiros enrolados na Lava Jato.

Para o digno e zarolho Conselho do próprio governo que tinha interesse no assunto, "o fato não configura uma infração ética". Isso para eles lá... Para os brasileiros de boa índole fica a sensação de que botaram raposas a cuidar do galinheiro do povo.

Foi como se uma alcateia governista ficasse encarregada de preparar o nosso jantar, pobres cordeiros que pagamos o pato. A isso é que eu chamo de Democracia de Gabinete.

Falta muito ainda para que a inocência tenha tanta proteção como o crime - mas aí já nem sou eu mais quem está dizendo; é François La Rochefoucauld que eu meti na história.
MARATONA PÍFIA
EM NOVA IORQUE

Então, enrolada até o pescoço por aqui, Dilma Vana foi vender sua agenda positiva em Nova Iorque. Na verdade, uma grande maratona de mentiras, sem um pingo de credibilidade. É que lá, ela não consegue distribuir bolsa-família, nem praticar o toma lá, dá cá, sua modalidade predileta de comprar e vender amigos bons e batutas.

Lendo com dificuldade um teleprompter de alta geração, Dilma não teve medo de passar vergonha ao dizer com jeito de frase de efeito que "o combate à crise no Brasil chegou ao limite" - seja lá o que isso queira dizer.

Entrementes... Aqui na Republiqueta dos Calamares, o dólar voltou a subir e está cotado a R$ 4,10. A alta de 3,36% mostra a desconfiança dos investidores na capacidade do governo fazer avançar o que ela chama de "ajuste fiscal".

No seu sétimo recuo consecutivo, Bovespa caiu quase 2% e a confiança do mercado no país do PT, PMDB & Associados caiu 2,9%, marca histórica em matéria de descrédito.

Na mesma desastrada maratona doméstica que corre por aqui, o PIB - Produto Interno Bruto teve um recuo de 2,8% e a dívida do governo chegou ao pódio da bancarrota atingindo incríveis R$ 2 trilhões e 600 bilhões de encalacramento.

SER OU NÃO SER...

Aí, então, mais um lobista dedurou Eduardo Cunha, proprietário da Câmara de deputações e coisas e loisas. O terceiro homem disse que teve que abrir uma conta na Suíça para pagar propina ao maior desafeto de Dilma Vana, a descobridora da mandioca.

Procurado pelos repórteres de sempre, Cunha disse que "não vou ser comentarista de delatores". Tá, então não é comentarista, pronto. Mas, inda que mal pergunte, é propineiro, ou não é?!?

Pela parte que me toca nesse late-late, eu prefiro ficar com a palavra de honra de um delator premiado, seja lá quem for, do que engolir sapos de um delatado desse grande circo de mambembes que é o Brasil da Silva.

LEI E JUSTIÇA

Depois que o STF abriu a porteira, o estouro da boiada já está começando. O empreiteiro Zé Antunes Sobrinho, dono da Engevix, já está tentando tirar o "Eletrolão" da Vara do juiz Sérgio Moro.

Logo depois da fatiagem da Lava Jato, os advogados do companheiro de fé do governo e suas licitações, formularam o desaforamento.

E assim é que os supremos ministros aparelhados mostram que quando não se pode nem se quer mudar os homens, então o melhor é mudar as leis. E assim é que o direito formal vai vencendo sempre o direito moral.








28 de set de 2015

A PALAVRA DE HONRA
DA REPÚBLICA DOS CALAMARES

E então, a esgotosfera, lulistas e dilmáticos dessa República dos Calamares agora se esbaldam com as denúncias dos lobistas que garantem ter pago propina a Eduardo Cunha, presidente da Câmara, mas acima de tudo e antes de mais nada, desafeto explícito de Dilma Vana.

Eles agora acreditam na palavra de honra dos delatores de Cunha. E eu acho que eles fazem muito bem. Mas, só agora. Eu, por exemplo, acredito há muito tempo e antes de tudo, na palavra de todos os delatores premiados da Operação lava Jato.

Folgo em saber que tenho, nesse caso, a desagradável companhia dos governistas. Isso só confirma que não há hoje nesse meio político, governamental e policial, nenhuma palavra mais honrada do que a dos delatores premiados.
TRÊS DA DILMA SAPIENS NA ONU...

1) "Meu governo não tolera corrupção". É verdade. Detesta concorrência.

2) Dilma pediu solução para refugiados e reforma na ONU. Ela deve estar pensando que o Conselho de Segurança da ONU fica aqui, na Esplanada dos Ministérios.

3) "A crise é transitória e o Brasil vai voltar a crescer". Outra grande verdade. Assim que Dilma passar, o Brasil começa a voltar a crescer.


DEUS COSTUMA PERMITIR UM DESTRUIDOR
Nunca antes na história desse país houve uma necessidade tão grande de reação.


Não sei se houve antes, nem mesmo no fim do governo João Goulart, uma necessidade tão grande de reação dos brasileiros contra a ingovernabilidade. 

Até os governantes do tempos - e não quero que eles voltem - dos Anos de Chumbo tinham mais credibilidade do que essa mixórdia que aí está. 

O governo está mais sem pé nem cabeça que nos tempos de Jânio Quadros. Mas não lhe faltam mãos para enfiar nas burras públicas. E muito menos lhe faltam canalhas para apontarem que o corrupto é sempre o outro que está no gabinete ao lado.

O crime organizado é o Estado. O país agoniza sob o achaque, a ganância e o despreparo de uma pandilha que tomou de assalto os ministérios, as estatais, os postos de todos os escalões da máquina pública mais cara do mundo. 

Nunca, nem nos tempos de domínio do PC Farias, da Zélia de Mello e seu chefe Fernando Beira-Collor, houve tamanha premência de se dar o troco. 

Os 5.570 municípios estão quebrados; os 26 estados da Federação e o Distrito Federal, estão falidos; a Esplanada dos Ministérios é um caos, um Titanic em que todo mundo afunda e a música não toca.

Ninguém manda, porque ninguém sabe; e ninguém obedece por saber que quem diz que manda nada sabe e nada quer mais do que servir a si mesmo, locupletar-se, empanturrar-se dos múltiplos, mas já quase finitos tesouros nacionais. 

Nunca antes na história desse país houve uma necessidade tão grande de uma pronta, uma imediata reação contra o que está arrombando a nação, contra o que está desmantelando o Brasil. 

É lenda urbana dizer que o Brasil é tão grande e tão rico que ninguém consegue arrasá-lo; ninguém consegue fazer dele um país falido. O Brasil está à beira da quebradeira, da falência. Seus organismos de defesa da cidadania estão todos aparelhados. Conceitos de raça, de sexo, de família, de classes sociais, todos embrulhados e destrambelhados. 

O Brasil está na pior em saúde e segurança pública; em transporte, em poder aquisitivo; em educação, em qualidade de vida. Está em plena crise política, no meio de uma incontrolável crise econômica e dentro da mais profunda crise moral.

E o pior é que, nos mentiram tanto, nos enganaram tanto que, agora, na hora de reagir, o máximo que nós aqui, metidos a patriotas, com ímpetos de reacionários ficamos reduzidos à arriscada missão de encontrar alguém de confiança, capaz de jogar a primeira pedra na vidraça desse monumento à tragédia que é o governo do PT, PMDB, Sócios Majoritários & Penduricalhos Ilimitados. 

A realidade brasileira está caindo de madura na real. Por falar em reagir, em reação - sei lá - mas acho até que foi o Goebbels  - ídolo publicitário desse des/governo que padecemos - quem disse: "Falem-me em reagir que eu puxo logo a minha Lugger". 

Foi mais ou menos o que Lula, mentor desse plano de poder que esfacelou o Brasil, disse para os cidadãos indignados que ousaram sair às ruas para protestar contra o que já não dá mais para aguentar calado: "Se é briga que estão querendo, eu chamo o Exército de Stédille. Vamos mostrar que somos bons de briga". 

Quer dizer, eles agem e reagem. Fica tudo como eles querem. E o Brasil descamba. 

Não quero ser um profeta do Brasilcalipse, mas está chegando o tempo em que o Brasil só vai melhorar quando os bons tiverem maldade suficiente para fazer valer sua misericórdia.

Ontem mesmo estive lendo alguns trechos das "Obras Completas", de Aparisi & Guijarro e, a folhas tantas estava lá escrito: "Quando os abusos chegam até certo ponto e atingem certa medida, se não se levanta um reformador, Deus costuma permitir um destruidor".
RESPEITO É BOM

Dilma Vana foi lá na ONU e disse, entre outras paparrotices, que vai acabar com o desmatamento na Amazônia e reduzir em mais de 40% a emissão de gases até o ano de 2030.

Que lindo, né não?

Inda que mal pergunte: qual é o nível de credibilidade, por diminuto que o seja, que tem o som da  voz dessa Mulher Sapiens?

Pois, não lhe bastou mentir o que mentiu para os brasileiros, agora foi lá mentir para o mundo.

Para ela, tanto faz como tanto fez. Não tem nada a perder. Então, perdida; perdida e meia. Verdade é que aos mentirosos, os riscos de serem desmascarados não lhes mete qualquer temor e até os estimula a prometer o impossível. É quando eles fazem saber o que não sabem fazer.

Então, quando chegar 2030, e Dilma Vana estiver viva e soltando gases por tudo que é poro e fogo pelas ventas muito mais do que os gases e as faíscas que solta hoje, o que será desse Brasil abobalhado e desse embasbacado planeta?!?

Sim, o que importa mesmo é o que será do planeta e do Brasil, por que dela não será bulhufas.

Apenas vão descobrir que, de vez em quando, ela mente. E de quando em vez, também. Ai, minha sacoleta! Respeito é bom e todo mundo gosta.
CENI & ROBINHO
Cá pra nós, mas essa relação do Rogério Ceni com o Robinho não tá bem explicada. Todo jogo São Paulo x Palmeiras é sempre a mesma coisa: Ceni se distrai, dá pro Robinho que - pimba! - mete por cima dele...

MODÉSTIA
Ele sempre fez questão de dizer às moçoilas mais apressadas: - Sou um um cara proporcional. Não se engane com o meu nariz. Meu tênis é 39/40.

A DEMOCRACIA DELES
Para os donos dessa Democracia de Gabinete, a Constituição-Cidadã de 88 não criou os direitos e nem os deveres sociais; ela apenas os relacionou. Os aparelhos do  governo fazem com ela, dentro de seus gabinetes, o que é melhor para eles e bom pra tosse de 200 milhões de brasileiros. O mau uso da lei é a pior e mais dissimulada forma de tirania.

ANESTESIA
Os ditadores da nossa democracia garantem nas promessas vazias o bem de um povo que vive de falsas esperanças. Esse é um tipo de alento com que os proprietários desse país anestesiam essa nação de boa índole. Isso merece até um poemeto japonês:
HAI-KAI
O bem que não vem / É pior mil vezes que / O mal que se tem.


REDUÇÃO DE GASES
Dilma Vana, mentindo na ONU como se estivesse aqui: "Vamos reduzir a emissão de gases em 43% até 2030". Ah, isso é fácil. Basta que ela cale a boca, para cessar metade dos gases expelidos no Palácio do Planalto. A outra metade, nem tão nociva assim, mas tão retumbante quanto, deve referir-se a uma simples questão de flatulência. Perdão pela escatologia, mas isso, um bom clínico geral pode resolver.

PACIFICAÇÃO
Ataques a tiro, nesse fim de semana, deixaram 14 mortos em Natal. Ah, chama a polícia de pacificação do Rio de Janeiro que ela sabe o que fazer.

VOCÊ SABIA
Que a caserna está quieta não é por nada não? É que, dos quase 4.200 servidores do Planalto, 1.853 são militares cedidos e mais de mil deles ocupam funções e “cargos de confiança” da antiga guerrilheira, hoje dona do governo. Diante dessa tropa de elite, os exércitos de Lula são fichinha.

ENTREMENTES...
Os donos da Democracia de Gabinete continuam formando pequenos bandos para usar a lei como artifício, como arte e manha da lei. São os os amos e senhores, os ditadores da democracia que eles nos vêm aplicando há 30 anos. 

A BOLSA OU A VIDA
Os exércitos de Lula não são formado só de blocos especializados em assassinar reputações; eles são larápios das esperanças do povo. Dão com a esquerda e tiram com a sua direita mal-disfarçada. Para cada tipo de esperança roubada, eles oferecem um saco de falsas bondades: bolsa-família, bolsa-comida, bolsa-transporte, a bolsa-ou-a-vida... Só não oferecem bolsa-escola, bolsa-saúde, bolsa-segurança, bolsa-igualdade social.

O BLOCO DOS 11

Esse fatiamento da Operação Lava Jato - esperança de justiça para todos - feito pelo Supremo Tribunal do Governo Federal, deixa alguma dúvida? Alguém aí precisa de um exemplo mais claro de que estamos sob o domínio de uma Democracia de Gabinete? 

Um bloco de 11 homens decide, em nome de mais de 200 milhões de habitantes, como devem ser tratados os malfeitores que arrombaram e continuam arrombando os cofres da nação. E estamos conversados. Foi bom pra você?!? Então tá combinado que fica tudo a combinar.

UMA BOA DO BOLSONARO

Não acho que ele seja, ou deva ser, mais do que aquilo que já é hoje, mas de vez em quando, Jair Bolsonaro dá uma dentro. 

Agora mesmo ele se saiu com esta defendendo Eduardo Cunha: “Quatro delatores não o citaram. Quando um o mencionou, é indiciado. A presidente Dilma foi citada por todos e ninguém faz nada". 

Vai ver que é por isso que Lula recém agora começou a aparecer como... testemunha. A esperança - quase certeza - é de que, na hora do aperto, ele entrega todo mundo.

O PRESIDENTE DA CATALUNHA

Com 97% dos votos apurados, os separatistas vencem na Catalunha. A independência deve ser declarada em até 18 meses. O governo central de Madri é contra.

Olhando assim, daqui de longe, não acho uma boa para os catalães. Assim que se tornar independente, qualquer craque do Barcelona pode virar presidente da Catalunha. Como o Messi está machucado, Neymar tem todas as chances a seu favor.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
Inda que mal pergunte para a Dilma, ou até mesmo para o antigo presidente Lula que comeu o filé e não larga o osso: por que, em qualquer crise - por marolinha que seja - todo mundo quebra nesse país, menos os bancos?!?














27 de set de 2015

O RESTO É O RESTO

Não quero nem saber do resto da rodada, o que vale é que o Vasco da Gama está invicto no Brasileirão. Mas até aqui o clube de São Januário só ganhou de times cariocas. Ganhar de Flamengo, Fluminense, Botafogo é fácil. Quero ver é quando enfrentar clubes do futebol brasileiro.

Assim, do jeito que a coisa vai, o Vasco não vai conseguir nem mesmo cair para a Série B. Só tenho que dizer uma coisa a favor desse meu time: os últimos cinco minutos de qualquer partida que ele esteja, por acaso, vencendo, são os séculos mais longos e intermináveis da Idade Moderna.

Então calcule só o tempo que levou para passar os seis minutos de acréscimos que o árbitro criminosamente deu contra o valoroso time da Cruz de Malta.

A propósito, o placar foi Vasco 2 x 1 Flamengo. Vasco é Vasco; o resto é o resto.
MST INVADE FAZENDA DO
PETROLEIRÃO PEDRO CORRÊA

O MST invadiu a fazenda do ex-deputado, Pedro Corrêa. A família Corrêa acusa o PT de orquestrar a ação. Você acredita, ou acha que é mais uma samba do crioulo doido? É bom não esquecer que Pedro Corrêa acaba de revelar que o Petrolão nasceu com o aval de Lula e foi mantido pela Dilma.

Mas isso é só para não esquecer, pois uma coisa não deve ter nada a ver com a outra. Ou vice versa. Ou ao contrário. Ou, vai ver até que tem. Ah, sabe o que é?... Eu tenho paixão por esses exércitos do Lula de agricultores que nunca plantaram um pé de couve. Não há nada mais estrabulega a favor dos opositores do governo Dilma.




UM ROBIN HOOD PARA A
ESPLANADA DOS MINISTÉRIOS

Aí, enquanto esperava por Flamengo x Vasco, eu assistia pela TV, a mais uma edição da lenda de Robin Hood. 

E foi então que Robin de Locksley, filho do Barão Locksley, defendendo o povo da miséria provocada pela cobrança de impostos escorchantes, disse na cara do rei ganancioso:

- Agora só obedeceremos as leis que nós ajudarmos a fazer.

Isso foi lá na floresta de Sherwood, na Inglaterra do século XIII depois de Cristo. 

E, no entanto, eu tive a nítida impressão de que a cena poderia estar acontecendo agora, aqui no Brasil da Silva, na Esplanada dos Ministérios, em pleno século XXI depois de Lula.

E foi então que, bem a tempo de começar mais um triste drama cruzmaltino, o filme terminou, com o tradicional final feliz emoldurado pelo provocante desafio: "E foi assim que a lenda começou"...

RODAPÉ - Pena que no Brasil de hoje estejam sobrando governantes gananciosos e faltando fieis escudeiros para Sérgio Moro e seus arqueiros.
MAIS UMA PUNHALADA
Pedro Corrêa, ex-deputado - por isso mesmo sem direito a foro privilegiado - revelou na Lava Jato que o Petrolão nasceu com o aval de Lula e foi mantido por Dilma. Corrêa, foi presidente do PP. Ele agora negocia acordo de delação premiada. Para Dilma isso pode parecer apenas mais um pontapé no traseiro do governo, mas para Lula é mais uma punhalada pelas costas.

A DEMOCRACIA DELES
No Brasil da Silva, o crime organizado é o Estado que domina a Democracia de Gabinete.

PUNHALADAS
O PMDB de Michel Temer cansou de ser atacado pelas costas e agora está apunhalando o PT de Lula da Silva... pela frente. Isso é poder ao povo atrás da pharmácia.

LADRÕES DA ESPERANÇA

Esse governo que jurou um dia que "não rouba nem deixa roubar", mas que a gente já sabe que arromba e deixa arrombar, não se contenta mais em empobrecer a democracia e enriquecer a máfia que virou Estado.

Esse governo se dedica agora, nesses tempos de Lava Jato, a roubar também a esperança dos brasileiros. Quando se espera que a justiça seja feita, a máquina pública consegue o desaforo dos julgamentos lá para a Corte de Lewandowski e aparelhos similares.

E quando se rouba a esperança do coração e da alma de uma nação ela vira um grande zoológico de animais domesticados.

De minha parte, no entanto, mais me têm servido esses governos pelo que tenho de esperança que não deixo me roubarem, do que por aquilo que não tenho recebido dessa Democracia de Gabinete que não descansa enquanto não me assalta a liberdade de pensamento e de expressão.
HÉLIO BICUDO: "DILMA É 
INCAPAZ DE ADMINISTRAR"

Hélio Bicudo, um dos fundadores e hoje afundador do PT: "Dilma não governou até agora e não vai fazê-lo". 

O velho jurista garante que Dilma é "incapaz de administrar" e que a versão de que ela ignorava o Petrolão dá mais força ao impeachment.

Bom lembrar que Hélio Bicudo - seja lá quem foi ou quem seja - não está em julgamento.

Ele apenas sabe do quê e de quem está falando.

Bicudo não governa o país. Quem, há quase intermináveis cinco anos, não governa o Brasil é Dilma Vana por determinação expressa de Lula, aquele que comeu o filé e nunca largou o osso.
DILMA QUER MUDAR A ONU

Essa Dilma Vana é a mulher mais sem graça e toda cheia de graça que pode haver na face daTerra. Metida lá em Nova Iorque, em vez de estar fazendo aqui a reforma ministerial que prometeu e ainda não cumpriu, defendeu mudanças no Conselho Permanente da ONU. 

Ai, minha sacoleta! Ela não consegue dar conta de mudar o governo dela e vai lá na terra do Mickey Mouse bancar a Mulher Sapiens. Tá precisando mesmo é descobrir a mandioca. 

SEM NOVE DEDOS


O alpinista Nobukazu Kuriki perdeu nove dedos das mãos tentando escalar o monte Everest. Eles está quase alcançando o seu objetivo. Ah, coitado, vai chegar sozinho. Ele se perdeu do Lula na escalada.
O MEDO DE CARDOZO
E DO ESTADO

O peremptório portador da voz masculinizada da Dilma Sapiens, ministro Zé Eduardo Cardozo, da Justiça do governo, disse ontem - sem conseguir esconder uma boa dose de mágoa com a independência e o modo de agir de Sérgio Moro que "o Brasil não tem só um bom juiz; tem muitos e muitos juízes bons e justos...".

Tá, a gente sabe disso. Ele nem precisava dizer.

Mas o que a gente sabe também é que o maior medo de Cardozo e do crime organizado que virou Estado nesse país é que o exemplo de Sérgio Moro faça proliferar esse tipo de magistrados que aplicam a lei "duela a quien duela"... Ou como diriam os espanhóis "aunque se desplomen los cielos"!
MARTA NO PMDB, SERENATA DO ADEUS

E Marta, até que enfim, foi parar no PMDB que, como ela, já não quer mais nada com o PT e que como o PT é tão culpado quanto.

Em meio às comemorações que alimentaram o factoide, Chalita - o carismático Pano de Prato, ficou de fora.

A festa terminou aos gritos lancinantes de "1,2,3,4, 5 mil, Marta e Michel em São Paulo e no Brasil". Eu teria uma rima bem mais adequada para esses 5 mil. Em todo caso...

O que é mesmo que isso quer dizer? Primeira coisa, que começou a ser entoada oficialmente a Serenata do Adeus do PMDB ao velho e depauperado sócio e companheiro PT; segunda, que na melhor das hipóteses essa pandilha é perigosa, mas se descobre que tem rima pobre.

O CRIME É O ESTADO QUE É 
A DEMOCRACIA DE GABINETE

Não é porque seja domingo, ou uma outra semana que esteja começando... É porque eu botei cabeça que vocês precisam saber que nesse Brasil da Silva o crime organizado é o Estado que domina a Democracia de Gabinete - um regime que começou com Sarney há 30 anos.

De lá pra cá, esse sistema de domínio, de opressão lenta, gradual e irrestrita foi consolidado por Fernandinho Beira-Collor; Itamar Franco, o Breve; FHC, o Príncipe Sócio-ilógico; Lula da Silva, o Brahma e Dilma Sapiens, a Mulher Mandioca.

Daqui pra daqui a pouco, podemos ter de tudo por pouco tempo: Michel Temer, Eduardo Cunha e até Rick Lewandowski. Para mais adiante, só  Deus sabe. Mas Ele já nem é mais brasileiro há muito tempo; há uns 30 anos, talvez.

26 de set de 2015

O CONSULTOR
Esse Brasil da Silva é mesmo um pândego. Agora o genial Guido Mantega ameaça: vai abri uma empresa de consultoria. Os investidores mal podem esperar. Mantega, decerto, vai abrir o seu segredo de Polichinelo e alertar que "quem apostar na alta do dólar vai quebrar a a cara".

TESTEMUNHA
E então Rodrigo Janot acha que Lula deve ser ouvido na Lava Jato. Pronto, estamos no bom caminho. Lula vai passar pela Vara de Sérgio Moro. Ledo engano. É o pior caminho. Lula vai na condição de testemunha. É claro que não viu nada; não ouviu, não sabe e não fez nada. Sai de lá com uma espécie de salvo conduto e com ares de rei dos reis. Entra como um incrédulo e sai como um hodierno Jeová.

PERDEU CABELO E PÊNALTI


A Justiça bloqueou R$ 188,8 milhões de Neymar e está acusando o jogador de sonegar impostos. Resultado, Neymar perdeu os cabelos e um pênalti hoje contra o Las Palmas, pelo campeonato espanhol. Quanto ao dinheiro que a Receita diz que ele deve, a gente bem que poderia ficar sabendo o onde é que o governo vai enfiar essa grana grossa, né não?!?


Porque hoje é sábado / há um renovar-se de esperanças
Porque hoje é sábado / há profundas discordâncias...


E QUANDO SE VIU...

Quando a gente pensava que teria um governo capaz de velar pelo desenvolvimento do país e do seu povo, evitando a sujeição sufocante dos brasileiros a sistemas de crédito que, em nome de promover o progresso, submetem as populações a mecanismos de maior pobreza, exclusão e dependência, descobre-se que estamos nas mãos de um regime que rouba e deixa roubar. Mas, porque hoje é sábado, há a perspectiva de domingo. Pense nisso
JANOT ENDOSSA PEDIDO PARA
OUVIR LULA NA LAVA JATO
Lula pode ter sido "beneficiado pelo esquema em curso na Petrobras, obtendo vantagens para si..."

Sabe o pedido aquele do delegado federal Josélio Souza para que o Supremo deixasse Lula ser ouvido na Operação lava Jato? Pois agora, ele foi endossado pelo procurador-geral Rodrigo Janot que jogou a bola para Teori Zavascki, relator do Petrolão no Supremo Tribunal Federal.

O pedido foi feito porque os investigadores concluíram que Lula pode ter sido "beneficiado pelo esquema em curso na Petrobras, obtendo vantagens para si, para seu partido, o PT, ou mesmo para seu governo". 

O que ninguém entende até agora é por que, sendo Lula um brasileiro comum que nasceu nu e analfabeto,  depois virou presidente e agora é só um aposentado que preside um partido político, não tenha sido chamado no apito pela própria força-tarefa da Lava Jato.

Bolas, as acusações são seríssimas, falam que ele pode ter obtido vantagem para si mesmo - epa! - para o seu partido e até mesmo para o seu governo. Aiaiai meus penduricalhos! Essa coisa de "vantagens para si" é grave...

Quer dizer, assim que tudo se esclareça, que Lula usou o cargo de presidente para passar a perna no governo e até no próprio PT, partido do qual é presidente de honra.

Então, por que, para ouvir um sujeito enrolado assim num esquema criminoso de propina e dinheiro sujo, a Polícia Federal precisa de autorização da Corte de Lewandowki?!? Essa dose de zelo parecesse exagerada. O argumento de que o suspeito estaria acometido de contágio pelas ligações delituosas com malfeitores que têm direito a foro privilegiado, deixa no ar fortes sintomas de que o delegado pode estar acometido do resfriado geral que contamina quem encontra pela frente.

Be dá vontade de bandar tudo à berda. Só dão bando à berda, em hobenagem a beus abigos leitores. Bas que é uba baita berda, ah isso é!

Carambola, caracoles! O cara está sendo chamado para esclarecer se era ou ainda é o chefe de toda essa tramoia que arrombou a Petrobras... E o Supremo, casa dirigida pelo seu companheiro de adolescências e convivências familiares, é que vai decidir se Lula - o Brahma que aparece como agente de luxo do Clube do Bilhão - deve ser ouvido, ou não, pela Lava Jato.

Assim, até o Renato Duque - big boss de Zé Dirceu na bandalheira toda - perguntaria com razão "que país é esse?!?".

De minha parte, a quem interessar possa, eu desde já não tenho e nem devo o menor respeito a figuras bizarras e perniciosas como essas acobertadas pelos patrões dessa Democracia de Gabinete.

Se eu fosse um investigador da Lava Jato, o Josélio Souza, ou o promotor Dallagnol, ou o juiz Sérgio Moro, não pediria autorização nenhuma a ninguém e nem a qualquer tribunal para interrogar Lula. E, se querem saber, não faria pergunta nenhuma ao rico empresário Brahma que fora do Petrolão, continua atendendo pelo apelido de Lula.

Não tenho nada a perguntar para o Lula. Por duas razões muito simples: uma,  por que não adianta nada perguntar qualquer coisa para o Lula; duas, porque minhas curiosidades já foram todas satisfeitas.

25 de set de 2015

EU VI O PAPA FRANCISCO
FALANDO O QUE DEVIA NA ONU
Vi que vocês gostaram de ver e ouvir o papa Francisco falando na ONU. 

E o papa Francisco falou hoje na ONU. Foi aplaudido de pé. E, no entanto, a leitura dele em inglês é tão canônica quanto os meus idiomas de aeroporto.

Eu, por exemplo, falo melhor inglês que os argentinos de Ezeiza dizendo welcome; meu espanhol, é melhor que o espanhol dos gregos das plataformas de Venizelos; meu italiano atrapalha mais os franceses do que um parisiense dando-me addio, amico mio, no aeroporto de Roissy, o velho e incrível Charles de Gaulle; modéstia à parte, meu francês dá de dez a zero no português com que os alemães nos recebem nos terminais de Frankfurt.

Mas eu vi que vocês gostaram do papa assim mesmo lá na ONU. Ele disse uma coisinha, não sei se vocês repararam, que matou a pau.

Vejam só o que ele disse assim como quem não quer nada: "Nossas leis têm nos garantido muitos direitos falsos". 

Tá, nem precisava dizer mais nada. Foi tipo assim como se ele estivesse hoje, não em Nova Iorque, mas na antessala do gabinete da Dilma Sapiens que, por acaso, lá se encontra ao invés de estar aqui em Brasília anunciando a reforma ministerial que prometeu e não cumpriu.

Foi como se o papa tivesse perguntado para a criatura do criador brasileiro: - É constitucional comprar votos? Lotear ministérios? Angariar amizades com cargos e salários? É legal e constitucional, aparelhar os poderes da República? É democrático aliciar o Congresso Nacional, deputados por deputado, senador por senador?

Pois, eu também gostei do que Francisco falou no seu inglês pior que o seu português ruim. É que um homem que tem a alma do papa Francisco não precisa ter a eloquência, nem a presença de espírito de um palestrante profissional.

É que o papa nos enche a alma de esperanças; o orador profissional, nos enche o coração de falsas ilusões, de direitos falsos, enquanto nos esvazia os bolsos.
NÓS PODEMOS DECRETAR O FIM
DESSA FALSA DEMOCRACIA

Tem uma coisa que vem me torrando o envólucro músculo-cutâneo que, além de duas notáveis glândulas contém o tão acanhado quanto eficiente epidídimo, incessante conduto espermático: é a cega e submissa obediência à letra fria da Constituição-Cidadã de 88.

É por causa dessa cegueira que não nos permite ler nas entrelinhas de cada um dos seus artigos - vemos a regra, mas não enxergamos o espírito da lei - que nos tornamos servis e submissos a tal ponto que deixamos correr frouxo a prática contumaz e continuada da Democracia de Gabinete.

Vou repetir no popular, o que me torra as balacochetas, o que me enche o saco: os que se apropriaram do país e infiltraram o crime organizado na máquina pública, se acumpliciam e, na maior promiscuidade, mancomunam o que bem entendem e querem para mais de 200 milhões de habitantes, como se representassem a alma, o coração e a vida do país. É isso que me dá dor, digamos, de cabeça.

A gente deixou correr frouxo demais. Afrouxou a marcação. Pode-se e deve-se respeitar as tais "instituições democráticas", os tais "organismos de defesa da cidadania", mas uma boa forma de valorizá-las, de respeitá-las é pegando no seu pé; é puxando-lhes as orelhas; é chutando o balde e o pau da barraca; é colocando os donos das instituições oficiais nos seus devidos lugares dentro da própria Constituição.

O que nós não podemos mais deixar passar como a gente vem deixando correr a barca é que a justiça nesse país não seja outra coisa do que senão a conveniência dos que nos governam e governam os poderes que eles mesmos constituíram nesses últimos 13 anos. Tá tudo dominado... Só que não.

Nós temos nas mãos a oportunidade única de decretar o fim desse regime de falsa democracia em que todos os portadores de autoridade pública e notória são juízes desse Brasil da Silva e desse nosso povo cego e submisso. Nós somos aqueles que podemos dar início a um ciclo em que esses juízes merecem ser julgados.

Se eles se juntam aos bocados, em blocos, em grupelhos dentro de seus gabinetes, nós também podemos nos reunir um grupos e, batendo na porta ou não, entrar em suas salas mais secretas, as suas cabeças. Uma vez ocupado esse hoje perigoso espaço de dominação, nós seremos a verdadeira democracia em movimento. O fazer é o princípio do poder.

E só assim, fazendo sem esperar acontecer é que todo poder há de emanar mesmo do povo, para em seu nome ser exercido e inexoravelmente ao povo ser devolvido. Logo a Democracia de Gabinete seria transformada em Democracia, simplesmente Democracia, um mundo que será o que deve ser: fértil de obstáculos. E de permanentes vencedores.

RODAPÉ - Os dirigentes de partidos políticos são juízes: eles decidem em que devemos votar na próxima eleição. Os diretores de centrais sindicais, são juízes: eles decidem se vamos às ruas ou ao trabalho, e quanto devemos ganhar por isso. Os comandantes dos exércitos de Lula, são juízes: eles balançam a pança e comandam a massa.

Os ministros, os juízes de direito, os presidentes de tribunais, os donos de institutos de palestras e de ONGs de fachada, os dirigentes dos clubes de futebol, dos chamados movimentos sociais, com teto, sem teto, com terra e sem terra, todos eles são juízes, amos e senhores de nós todos e desse país que se deixou capturar por uma pandilha que arromba e deixa arrombar.
O PROGRAMA DO PMDB
Não vi o programa político do PMDB. Não vi  e  não gostei. Pelo que uns lá que outros que ainda perdem tempo com esses rebotalhos sociais andam comentando, agora sim, Dilma e o PT sabem que companheiro é companheiro e amigo é amigo. Só quem é bom e batuta tem um companheiro tão
filhadamãe.

CHEGA DE ESTRELISMOS
Pois me disseram que o programa do PMDB, tipo assim "Pega, Temer!" não teve papas na língua e plagiou o que o povo diz nas ruas: "chega de estrelismos". No PMDB, não sei, mas nas ruas isso quer dizer "basta de Lula, basta de Dilma, chega de PT"!

SINAL DE RIQUEZA

Vocês são todos uns pessimistas, ó adeptos do "quanto pior, melhor"! Se há tantos assaltos nesse país é porque há o que assaltar.

Só  vocês é que não querem ver que o Brasil é um país em que o pobre não só anda de avião como as zelites, mas também é tão assaltado quanto os ricos.

Você precisam é prestar muita atenção. Quando os assaltos começarem a diminuir é porque já não há mais o que assaltar e o país pode estar entrando em recessão. Mas, não se aflija, não. Isso só vai acontecer quando Dilma Vana deixar mais esse governo Lula que não rouba e não deixa roubar.

RODAPÉ - Não acredito que vocês já esqueceram que, no dia em que as urnas de Dias Toffoli consagraram Dilma reeleita, Lula da Silva disse que "a partir de hoje meu nome é Dilma".
GEOPOLITICAGEM

O Brasil é um país que fica no Cone Sul do mundo. Faz 13 anos que seus 204 milhões de habitantes estão sujeitos a uma democracia de gabinetes aparelhados em milícias de justiceiros.

São esse blocos de dominação nacional que decidem, intramuros, o que é direito e liberdade para os brasileiros.

Uma das mais covardes expertises desses grupos de donos da democracia é roubar e deixar roubar a esperança do povo.

Seu ciclo de poder, no entanto, está fadado ao fracasso. Eles já sabem que o brasileiro, desse mal não morre. Sua esperança é crônica. É pra toda vida.

24 de set de 2015

BRASIL, TEMPLO DE HERODES
DO CONE SUL DO MUNDO

Quando, em 2002, assim que subiu a rampa do Palácio do Planalto e iniciou o Ciclo do PT no Poder, Lula prometeu implantar a "estratégia de coalizão pela governabilidade", ele não estava brincando. 

Estava então deixando de ruminar uma das mais sórdidas transformações morais que uma sociedade dos tempos modernos poderia sofrer.

O Brasil foi gradativamente se transformando num imenso "segundo templo", num enorme Templo de Herodes do Cone Sul do Mundo. E, pelo talento maléfico e obstinado de seu mentor, os políticos brasileiros se transfiguraram - salvo raríssimas exceções - em animais sociais, cambistas de consciências, mercadores de almas, chantagistas, corruptos passivos e ativos. 

O Brasil se transformou numa "cova de ladrões" e o crime, mais que sistemático e organizado, se fez governo, se fez Estado. 

Em nome da democracia de gabinete - aquela que pertence a grupos de dominação que tudo podem e tudo resolvem em nome de uma nação de mais de 200 milhões de pessoas de boa fé - instalaram o regime da Grande Desordem. 

Agora mesmo, um de seus gabinetes mais poderosos e intocáveis, o Supremo Tribunal do Governo Federal, tirou o caso Gleisi Hoffmann da Vara de Sérgio Moro e colocou a Barbie do Senado no colo republicano de Dias Toffoli - o que não precisou de notório saber jurídico para ser o Poncio Pilatos dessa corte aparelhada e dominada por neo-fariseus. 

Os que tudo podem e tudo decidem, sem que antes consultem o povo, acabam de cortar, em nome da justiça desse mesmo povo, um bom pedaço da carne da força-tarefa da Operação Lava Jato. 

Foi a estocada inicial que pode desencadear a morte da fase que trata dos políticos e de todos os malfeitores que arrombaram os cofres dessa nação, em outras fontes e artérias que não sejam da Petrobras. 

Com os sinais metastáticos de jurisprudência, agora os arrombadores de cofres de outras minas de ouro nacionais que não sejam a dadivosa Petrobras, podem estar se livrando das malhas da Operação Lava Jato, o maior patrimônio de moral e justiça que o Brasil tem hoje. 

A Operação Lava Jato é boa demais para tratar de ladrões e arrombadores que não tenham deixado nenhuma pista de que roubaram ou deixaram roubar na Petrobras. Outros tribunais cuidarão dos que arrombaram outros cofres desse país.

O corte de precisão cirúrgica na pele da Lava Jato, no entanto, não atinge as veias por onde corre e sangra o Petrolão, paraíso que hoje é, mais que purgatório, a porta do inferno de uma das maiores quadrilhas que um país gigantesco, de dimensões continentais como o Brasil já pôde suportar. Os que roubaram da Petrobras e seus organismos derivados, continuarão sob os cuidados da Lava Jato.

Tenho para mim, com as forças que a esperança me contempla nas horas mais agudas da existência que, golpeada e agredida em suas entranhas, a Operação Lava Jato vai agora encurtar o tempo e o caminho que deixa à mostra as digitais, os vestígios, as cicatrizes do grande mentor desse desregro, desse descalabro moral que transformou o Brasil nesse triste e incomensurável templo de vendilhões.

RODAPÉ - O mal que esses focos de dominação democrática causam a um povo, a um país, a uma nação é roubar e matar sua esperança. Esses blocos de poder cego e supremo não representam a Justiça. São justiceiros da esperança; são milícias do desencanto.
SUPREMO COMEÇA A TIRAR
MALFEITORES DA VARA DE SÉRGIO MORO

Com uma goleada de 8 votos a 2, o Supremo Tribunal do Governo Federal decidiu tirar o processo que investiga a senadora Gleisi Hoffmann, da relatoria de Teori Zavascki. 

Assim é que o caso da Bonequinha de Luxo foi tirado das mãos de Sergio Moro. Os ministros resolveram encaminhar as provas contra Gleisi para a relatoria do ministro Dias Toffoli. 

Desse jeito mesmo eles determinaram o desmembramento do processo. Tradução: estão enviando a investigação dos demais envolvidos para a Justiça de São Paulo, onde aconteceu o crime, e não mais do Paraná.

Este foi o primeiro fatiamento das investigações da Operação Lava Jato, contrariando o Ministério Público e esvaziando poderes do juiz Sérgio Moro.  A decisão abre a porteira para o boi passar. E por onde passa boi passa um boi passa uma boiada. 

E foi assim que a Corte de Lewandowski começou a tirar das mãos de Teori Zavascki e de Sérgio Moro, que comandam as investigações, casos ligados à operação que não têm conexão direta com os desvios na Petrobras.

Quer dizer, tiraram de Moro o que nunca foi dele. Se na Vara dele Gleise ficasse, decerto, os brasileiros teriam o selo de garantia de um julgamento justo e merecido. Como de sua Vara não é, então seja lá o que Deus quiser. O que Ele quiser e o que quiserem também os mancomunados com o crime organizado que tomou de assalto o governo e hoje é o próprio Estado.

23 de set de 2015

CHOROU NO OMBRO ERRADO

Arthur Chioro, com um pé no olho da rua do Ministério da Saúde, onde fez tanto quanto os outros 38 ministros nada fizeram em seus respectivos ministérios, foi chorar as mágoas no ombro amigo de Lula, nesta última segunda-feira.

Chorou no ombro errado. O ombro de Lula  não é amigo de ninguém; é, quando muito, dependendo da ocasião, um ombro companheiro.

Chioro deve dançar nesta quinta-feira, se sair mesmo o anúncio da grande reforma ministerial que Dilma está promovendo para continuar com o apoio do PMDB.

Se sair nesta quinta-feira a relação de ministérios que vão parar nas indefectíveis mãos do PMDB Chioro vai entregar a taça para o paraibano Marcelo Castro, ou para o piauiense Marcelo Castro, ambos indicados pela pandilha de Michel Temer.

E Arthur Chioro ouvirá de Lula, o Metamorfose Ambulante, como consolo tradicional, a velha frase de despedida, "companheiro, o Chioro é livre".



FERRAZ DA SETE BRASIL FECHA
ACORDO DE DELAÇÃO PREMIADA

O ex-presidente da Sete Brasil, João Carlos de Medeiros Ferraz, acaba de fechar acordo de delação premiada com a força-tarefa da Operação Lava Jato. Já se comprometeu a devolver R$ 7,5 milhões desviados da Petrobras, além de repatriar mais US$ 5,1 - coisa de 21 milhões de reais - também sugados do Petrolão.

Só para que vocês não se percam no meio de tantos escândalos, lembrem-se que a Sete Brasil foi criada só para explorar o petróleo que fosse encontrado na camada pré-sal.

Para que vocês não durmam no ponto, o pré-sal foi o discurso mais inflamado de Lula na descoberta do Brasil Maravilha. Foi.

Faz muito tempo que Lula nem toca nesse assunto.

É de comover esse silêncio retumbante do maior descobridor de oportunidades que esse país já teve.
Lula não dá um pio sobre a dourada camada do pré-sal, nem mesmo para passar a mão sobre a cabeça do velho companheiro bom e batuta, João Carlos Ferraz.
TEU NOME É INFLAÇÃO

Pronto, dólar bate nos R$ 4,14 e o Banco Central intervém para conter a alta. Depois de fechar na terça-feira cotada a R$ 4,05 a moeda padrão atingiu uma nova altura máxima na história. A valorização no ano é de 52,47%.

Quer saber o nome de verdade disso aí que chamam de "valorização no ano"? Pois esses 52,47% atendem pelo nome de inflação.

ESTÁ BOM PRA VOCÊ?

Você é contra ou  a favor das drogas? Como é que você enfrenta esse problema que cerca a sua família, você, os seus filhos, os amigos dos seus filho, os seus amigos?

Você sabe que as drogas, o fumo, a bebida, a maconha, a cocaína, heroína, ecstasy e similares consomem a sociedade em que você vive. E o que é que você faz para o seu bem e para o bem da sociedade em que você vive é o bastante?

Você tem algum peso na consciência pela sua inércia, apatia, indiferença, impotência, incapacidade de reação, ou isso é coisa para os donos da comunidade resolverem: coisa de polícia, dos homens da lei, de médicos, psiquiatras, de especialistas em fazer viver e conviver? Se tá bom assim pra você, então relaxe e goze.

E no meio desse gozo, note que é assim que se dá na política, na democracia de gabinete que o cerca. Você sabe que está cercado de drogas, de corruptos ativos e passivos, lavadores de dinheiro, intermediários, agentes, lobistas, palestrantes, camelôs de luxo, mulas...

Você está cercado por esses tipos de política e de políticos; sabe que você, a sua família, os seus filhos, os amigos dos seus filhos, os seus amigos estão sendo consumidos, usados e abusados por cabos eleitorais, dirigentes de partidos, candidatos, vereadores, deputados estaduais e federais, governadores, ministros de algibeira, senadores, presidentes.

E o que você faz para o seu bem e o bem da sociedade em que você vive é o bastante? Já nem tem mais peso algum na consciência, não é mesmo? Então, se está bom assim pra você... Vire pra lá, e veja se consegue dormir e gozar, porque relaxar você já relaxou.
O BRASIL DANÇA E
A MÚSICA NÃO TOCA

Não sei se me explico bem / eu nada pedi / nem a você nem a ninguém / não fui eu que caí.

E eu nem me importo, ó Mulher Mandioca, que o seu mundo caia; eu quero é que o Brasil não fique assim. Se vai dar impeachment, se não vai dar, ou se você vai dar no pé, nunca me importei.

O que me importou sempre é que o Brasil não pode mais ficar assim, ó Tocha Humana Olímpica e Paralímpica! Se o seu mundo cair, um Michel Temer pode vir; se Temer dançar com você, vem então o Eduardo Cunha - ele fica sessenta dias e vêm então as eleições e... A gente elege quem? Quem, pelo amor de Deus?!?

Então, pra mim tanto faz como tanto fez que haja impeachment, ou que você, fique até o fim desse seu segundo mandato, de mais esse governo Lula, ó Mulher Sapiens!

Sei que você me entendeu / sei também que você não vai se importar... / Se meu mundo caiu / eu que aprenda a levantar.

FATOR PREVIDENCIÁRIO
O Congresso Nacional continua o mesmo. Por isso, o fator previdenciário continua valendo. E uma gravata de qualquer deputado ou senador vale mais que o salário de um aposentado. Na próxima eleição deposite uma bengala na urna do seu digníssimo representante. Se não tiver urna por perto, deposite a bengala nele mesmo.

13º DOS VELHINHOS
Não se ouviu mais um pio a respeito do adiantamento de 50% do 13º salário dos aposentados. Dilma Vana que já recebeu a parte dela, prometeu que começaria a depositar o tradicional benefício neste dia 24. E, como se sabe, Dilma  não mente.

PAR DE VASOS
Um petista e um tucano, dois Aloysios de uma vez só: Mercadante e Nunes serão investigados. Como o par de vasos tem direito a foro privilegiado, a notícia só vale porque se trata de uma dupla com o mesmo nome. Ao fim e ao cabo das investigações, na pior das hipóteses, eles terminam numa boa; lá na Corte do Lewandowski.

BANANAS DA PAPUDA
André Vargas é o primeiro agente político que pega cana dura na Lava Jato. O bananão pegou mais de 14 anos de cadeia, em regime fechado, por ser corrupto passivo e lavador de dinheiro e porque não teve foro privilegiado e não caiu na Corte de Lewandowski. Foi julgado e condenado pela Justiça comum, pois já não detinha nenhum mandato parlamentar. Vai mandar uma banana pra todo mundo lá da Papuda.

REFUGIADO
Justiça italiana autorizou o repatriamento de Henrique Pizzolato. Pronto, é o primeiro refugiado de uma onda de imigrantes que não são legais que pode estar começando no Brasil. Vem para morar na Papuda. E o ministro da Justiça diz para os italianos que "o Brasil está pronto para receber Pizzolato". Esse Zé Eduardo Cardozo é mesmo um pândego. Esqueçam que ele disse que preferia morrer a viver no sistema prisional brasileiro. Ou, será que ele quis dizer que é uma honra "receber" um mensaleiro?

ASSÉDIO POLICIAL
Sem muito mais o que fazer, a FGV - Fundação Getúlio Vargas, em uma pesquisa policialesca, descobriu que 40% das policiais já sofreram assédio nas corporações. Vai ver que as outras 60% nem se deram conta disso.

SEM REGALIAS
Vou dar pra vocês uma série de nomes que não têm direito a foro privilegiado e nem sequer às regalias de cela especial em um fortuito e remoto, mas não de todo afastado, caso de prisão em regime fechado: o Barba, o Metamorfose Ambulante, o Brahma, oINDIGNAÇÃO  Pai dos Pobres, Lula...

O GOLPE
Dilma Vana se preocupa com você que não é petista e, por isso mesmo, um golpista. DilmaVana só não tomou cuidado contra o golpe que, sob os olhares atentos e complacentes de Lula, o próprio PT lhe vem armando com requintes de extrema maldade política.

REAJA
Não deixe que a indignação ocupe todo o seu espaço; deixe um bom lugar para a sua reação. Se você não conseguir, então eles venceram.

NULIDADES
E então, numa terça-feira cheia de pompa e circunstância, às altas horas o Congresso encerrou em a melodramática sessão sem analisar todos os 32 vetos presidenciais. O Fator Previdenciário continua valendo. O reajuste dos servidores não foi analisado e 26 vetos foram mantidos. Puro jogo de cena. Como já se sabe, quando esses burgueses de colarinhos brancos se juntam em bloco, eles redobram a sua incrível capacidade de fazer nada no mais harmonioso conjunto de nulidades.

SEM SUSTENTABILIDADE
E então, até que enfim, o TSE autorizou a criação do Rede Sustentabilidade. O partido bolado no tempo das diligências por Marina Morena Silva já pode disputar e, pela sustentabilidade que tem, perder as eleições de 2016.

PALAVRA DE ESPECIALISTA
Professor de Economia na USP, Alberto Borges Matias, alerta: "País não aguenta aumento de impostos". E ele diz ainda que o governo deveria discutir a redução das receitas e expansão da economia. Pô, com quem é que esse mestre pensa que está falando. Comigo não é - que estou me vendo aos pulos para pagar os meus carnês; acho que com você também não - sei da dureza que está sendo pagar aquela viagem que você fez a Nova Iorque no último Natal; e com a Dilma, muito menos - que dois e dois pra ela dá cinco pedaladas e olhe lá.

COR DE ROSA-CHOQUE
Ei, avisem aí a Dilma Vana que às 5h20m desta quarta-feira entrou a primavera brasileira. O que seria um risonha primavera vermelha, hoje mais parece cor de rosa-choque, como cantaria a vovó Rita Lee, relembrando os tempos em que ainda padecia de TPM.

PAPUDAGEM
Já no primeiro mundo, lá pelos Estados Unidos, o papa Francisco diz que não esteve com dissidentes em Cuba porque "não estava previsto". Pô que cerimonial bem fajuto esse do Vaticano. Não avisaram Francisco que há dissidentes em Cuba. A propósito, se o papa aparecesse por aqui, eu lhe diria que se Deus fosse mesmo brasileiro o dólar hoje custaria um real.

IMPOSTOS SOBRE O PRAZER
Caso o Congresso nos surpreenda e não aprove a CPMF, o governo já se prepara para meter fundo a mão na sua festa. Vem aí a taxação sobre os produtos ligados ao lazer, tidos e havidos como de segunda necessidade. A banda bandalha do governo vai meter a mão nos rótulos de refrigerantes, cerveja, vinho, uísque, cigarro, chope, caipirinha e o diabo a quatro que pinta no seu prazer de viver. Até agora não falaram nada a respeito de impostos sobre a camisinha e o Viagra. Mas, fiquem frios, minhas queridas companheiras e diletos companheiros que, se Dilma ainda se lembrar do que é isso, vai tacar tributo em cima. Ela é bem assim, não faz e nem sai de cima.

22 de set de 2015

UM DELATOR É O DESTINO

Uma notícia, quase rodapé: Sérgio Moro homologou nesta terça-feira, o acordo de delação premiada de Fernando Antonio Guimarães Hourneaux de Moura. Mais um - diriam quase todos. Só que não.

Fernando Moura é acusado de ser sócio de Zé Dirceu nas negociatas com a Petrobras. Ele é agora, como delator premiado, o destino de Zé Dirceu que pode ser o destino de Lula que sempre foi o destino de Dilma.

Seguinte que dez e dez são vinte, Fernando Moura conta tudo e Dirceu escolhe: vira delator ou mofa na cadeia. E se mofar na Papuda que é seu domicílio preferido em termos de vida de cárcere, mofará para o bem de Lula - que nunca mais lhe telefonou e para gáudio de Dilma que já lhe virou as costas há muito tempo.

Pode ser que eu me engane, mas agora vai. Ou não. Sabe como é o destino dessa gente: eles podem até estar no caminho certo, mas sempre na contramão. E o avesso com eles dá no mesmo: eles podem até estar no caminho errado, mas sempre estarão bem à mão.
OVOS NO PRIMEIRO-MINISTRO
Parlamentares indignados atiraram ovos em Hashim Taci, primeiro-ministro de Kosovo, país independente reconhecido por metade dos integrantes da ONU, localizado na península dos Bálcãs, no sudeste da Europa. Já pensou se o cara fosse primeiro-ministro do Kokôvo?!?

COALIZÃO PELA REFORMA POLÍTICA
DEMOCRÁTICA E ELEIÇÕES LIMPAS

Nessa barafunda de doações que saem da coisa pública e passam pela privada, a Corte de Lewandowski ressuscitou o PT. O partido de Lula que estava mortinho da Silva, dono das arcas do Tesouro Nacional, renasceu das cinzas qual Fênix que ressurge das densas e nebulosas brumas.


Verdade é que a banda bandalha já se prepara para as eleições municipais e até as majoritárias que vêm por aí. Já surgiu até uma facção angariadora que se identifica como Coalizão pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas.

E, em seu pomposo nome, senadores e entidades fantasmagóricas já se dirigem à ainda presidente Dilma Sapiens pedindo-lhe para vetar o projeto da Câmara dos Deputados que permite, entre outros itens, o financiamento privado da campanha.

A porta-voz da facção é uma integrante do nanico e baseado PCdoB, unha e carne com o regime de democracia de gabinete, a senadora Vanessa Graziotin.

Ela avisa, como se fosse uma promessa: "Vamos nos manter mobilizados para que as eleições de 2016 já possam ser feitas sem recursos das empresas, uma das principais fontes da corrupção no país". E a insigne senadora disse-o bem: "uma das principais fontes da corrupção no país"...

E a gente também pode e deve dizer muito bem: uma outra fonte brutal de corrupção no país é, justamente, a doação que provém dos cofres públicos. E não há, nesse país, provedor mais rico e nem mais abastado do que as burras públicas.

E, pelo visto, com o domínio que o PT exerce sobre essas tramoias e armações da máquina pública, o PT e seus aliados serão os mais fortes candidatos a suspeitos de fraudes, propinas, desvios, desmandos e descomedimentos em toda e qualquer eleição que se realize nesse país.

Mas, então, tá. Coalização pela Reforma Política Democrática e Eleições Limpas... Epa! Opa! Peralá! Como assim "reforma política democrática e eleições limpas"?

A troco de quê: o governo que aí está, o regime que ele toca há 13 anos não é democrático? E como assim "eleições limpas"?... É preciso, 13 anos depois, que se limpe as eleições nesse país? Há quanto tempo elas têm sido sujas? Não tô entendendo, entende?!?

Os que gostam desse governo querem reformar democraticamente esse governo; os que se elegeram com o tipo de eleição que aí está querem limpar as eleições que os elegeram... Não tô entendendo, entende?!? Toda vez que essa pandilha tenta mostrar que tem uma boa ideia, parece que bebe.

NINGUÉM MAIS DORME

Se é para seguir o alerta da Polícia Federal "nessun dorma", todo mundo continua com insônia na cúpula do PT e já ninguém mais está dormindo no PMDB.

O fim dos sonhos dourados está na ponta da língua dos dois mais recentes e mais temidos delatores premiados da Operação lava Jato: o lobista João Augusto Rezende Henriques e Fernando Baiano.

A grande lástima de todo esse pesadelo é que os dedurados, em sua grande, quase esmagadora maioria têm direito a foro privilegiado. Mais cedo ou mais tarde eles cairão no colo dos supremos ministros da Corte de Lewandowski.




A PERIGOSA VERSÃO PLENÁRIO
DA DEMOCRACIA DE GABINETE

Nesta terça-feira, nada menos de 32 vetos de Dilma Vana da chamada pauta-bomba estão sob avaliação no Congresso Nacional.

E outra vez, o Brasil inteiro de cabo a rabo, de fio a pavio, dos pés à cabeça, vai ter que se curvar diante de uma cambada de gatos pardos e pingados. Isso é que é Democracia de Gabinete, na sua mais perigosa versão de plenário.

Eles se acumpliciam e na maior promiscuidade mancomunam o que eles bem entendem e querem para mais de 200 milhões de habitantes, como se representassem a alma, o coração e a vida do Brasil.

ALTA DO DÓLAR
Dólar a mais de 4,10 reais; o Euro a mais de 5 reais. Se você encontrar por aí quem esteja vendendo a esse preço, por favor me avise. E avise ao Guido Mantega que "quem apostar na alta do dólar vai quebrar a cara".

A MILAGREIRA
Salve o pãozinho nas alturas. Sobe o dólar e desce o incentivo à produção nacional do trigo. Mas, não se apoquente aí pelo Sul- Sudeste e nem se avexe aí pelo Norte-Nordeste, Dilma Milagreira vai transformar a mandioca em farinha e o pão em peixe. E não se espante se, no próximo palanque eletrônico, ela prometer que vai transformar a água em vinho.

UMA COISA E
OUTRA COISA
O arrastão dos pivetes nas praias do Rio de Janeiro, nem de longe se compara com o arrastão que arrombou os cofres da Petrobras. Bolas, arrastão é arrastão; petrolão é petrolão.

EU JÁ SABIA
Só um governo muito incompetente e sem noção descobre que 13 anos depois tem que fazer uma completa e profunda reforma ministerial.  Quer dizer que faz 13 anos que está tudo errado na Esplanada dos Ministérios. Ah, eu já sabia... O PT faz saber, mas não sabe fazer.

DEIXA NA ITÁLIA
A Justiça italiana deve decidir hoje sobre a extradição de Pizzolato. Ah, por favor, deixa esse malfeitor aí pela Itália mesmo. Aqui, ele só vai nos dar prejuízo.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
1) Quem foi que trancou as pesquisas de opinião sobre a popularidade do PT, de Lula, do governo e da Dilma? 2) Há algum deles - PT, Lula, governo, Dilma - com índices maiores do que os 4 reais que vale um dólar?

DISTINTIVO NA LAPELA
O PT é um partido que anda tão enrolado com essa dinheirama de propinas que seus dirigentes já deveriam ter trocado aquele distintivo da estrelinha vermelha por um código de barra na lapela. (À benção, Millôr Fernandes).

ÍDOLOS DO PT ROUBARAM
E DEIXARAM ROUBAR

Os petistas miúdos, aqueles que morrem religiosamente com o dízimo; aqueles que encantados pelo canto das sereias dos chefões do partido, já estão percebendo, afinal, que os seus ídolos têm pés de barro, olho vivo e mão ligeira.

Eles não roubaram e deixaram roubar só no Mensalão, no Petrolão, nos mais de 200 escândalos que rolam por aí; não arrombaram e deixaram arrombar só os cofres públicos e os parcos fundos dos brasileiros de outra pipa... Eles roubaram do próprio PT.

Ficaram todos podres de rico. E tomara que apodreçam na cadeia. Todos eles, inclusive o chefe de todos os chefes.
SE O OCEANO FOSSE O MAR

Hungria, Sérvia, Croácia, Itália, Grécia, devem uma vela para cada santo. Estão recebendo milhares  e milhares de refugiados por dia. Não têm o que oferecer em hospedagem, moradia, escola, trabalho, segurança, saúde, qualidade de vida, nem sequer um pingo de dignidade e respeito humano. 

Você já pensou o que o nosso formidando Brasil da Silva faria se o oceano Atlântico fosse o Mar Mediterrâneo?
O REMÉDIO É A CONSTITUIÇÃO

Por mais que a gente queira encontrar soluções milagrosas para livrar a nação dessa democratice safardana que tomou conta do Brasil nesses últimos 13 anos, só há um remédio para a retomada da democracia verdadeira: a Constituição-Cidadã de 88.

Essas porções de palpites para cobrir a eventual saída da Dilma Sapiens pelos fundos do Palácio, são apenas prática de curandeirismo. Governo provisório, como propõe Hélio Bicudo, ou Parlamentarismo, como defende o interminável e indefectível Zé Serra, são receitas que podem até ter uma certa dose de aceitação, mas que não podem ser tomadas sem que sejam prescritas pela Constituição.

Governo provisório, será o de Michel Temer - se ele próprio não for diagnosticado com o mesmo mal que acometeu Dilma Vana tornando seu governo inválido. Aí, o presidencialismo será de araque, com fortes sintomas de parlamentarismo, pois quem se deitará na cama do Planalto será o ínclito Eduardo Cunha, presidente da Câmara. É isso que preceitua a Constituição.

E essa agonia vai perdurar por pelo menos dois anos. Tempo de validade para essa escorchante e perniciosa lulocracia que contaminou o Brasil da Silva.