O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

30 de jun de 2015

NÓS SOMOS O PAU DA BANDEIRA
Eles não dividiram esse país; eles o repartiram...

Olhando assim esse mar de lama que invadiu a Terra do Brahma e da Mulher Sapiens, a gente começa a entender porque nós, pobres mortais, temos que aturar essa pandilha de sevandijas a repartir o nosso país em classes sociais - "nós e eles" os "ricos e os pobres"; em cotas étnicas - "negros e brancos de olhos azuis", ou "pessoas e pessoas não-comuns"; em ideologias já mortas e sepultadas - "direita e esquerda", ou "progressistas e conservadores", ou ainda "liberais e reacionários"...

É que somos todos iguais nesse país, menos eles.

Eles são os proprietários e também os seus lacaios dos poderes constituídos - Executivo, Legislativo, Judiciário - e até dos instituídos - o 4° Poder, codinome da comunicação social; o 5° Poder, o famigerado governo invisível e o 6° Poder, o crime organizado que saiu das ruas e dos calabouços do sistema penitenciário e se infiltrou nas artérias do Estado, do governo que nos faz de párias.

ELES E O POVO BARATO

Eles são aqueles que nos transformaram num povo barato que se deixa levar por migalhas, por bolsas miseráveis: família, vale-transporte, ticket-refeição, injeção antigripal na fila do posto de saúde.

Esse quadro se dá, por que estávamos todos distraídos quando Tancredo Neves foi falecido antes de subir a rampa do Palácio do Planalto e Zé Sarney, o bom burguês, assumiu o posto de primeiro cidadão acima de qualquer suspeita a iniciar, no desgraçado ano de 1985, as rédeas da carruagem dourada da redemocratização desse país.

E de lá pra cá, eles - os senhores de engenho, arte e manha da transformação dessa Pátria Educadora, nos deram de relho na corrida do ouro e estão anos luz de distância da nossa qualidade de vida, porque qualidade mesmo de vida eles que pegaram para si próprios, quando nos deixaram com poeira nos olhos, descamisados e com os pés senão descalços, com chinelos de dedo.

Eles estão assim tão distantes de nós que chega a ser difícil vislumbrar uma mudança de rumos nessa relação de amos e senhores com o resto dessa nação empobrecida e depauperada.

Os políticos, os governantes, as autoridades e as chamadas forças-vivas, estão a anos luz da brava gente brasileira. E já não se trata de mais nada a não ser de temor servil. Eles são eles, nós somos o que eles deixam que nós sejamos.

LIQUIDEZ E DÉFICIT... ELES SABEM

Não será com a simples derrubada da Mulher Sapiens, nem com um cadeado enfiado no gargalo doentio do Brahma que o Brasil vai mudar; que o Brasil vai voltar a ser um país que se reparte em partes, em cotas, em donos e súditos pouco menos que maltrapilhos.

Você sabe o que é spread ou rating; você sabe o que é crise de liquidez e déficit? Eles sabem. Você tem ideia do que é hedge fund, subprime, crunch, swap, blind trust? Eles sabem. E ainda dizem para nós, mendigos de suas sobras, que a nossa dificuldade  cada vez maiores para conseguir atravessar cada novo ano é culpa do capitalismo financeiro internacional.

Essa malta é o crime organizado que saiu das ruas e entrou no Estado. Eles falam em bilhões de dólares que já nem convertem em reais - e gastam bilhões à la gandaia - como nós contamos centavo por centavo para ir ao boteco da esquina uma vez por semana e olhe lá, dando graças aos deuses que chegando em casa não falte pão para o café da noite que há muitos anos substitui o jantar em família.

O que estou tentando dizer aqui e agora é que, de nada vai adiantar hoje, tirar o Brahma para botar o Chuchu; tirar a Mulher Sapiens e trazer de volta o Príncipe dos Sociólogos, ou o neto daquele que foi o melhor presidente que o Brasil já teve, porque não chegou a governar um só dia este país.

Pelo amor dos deuses, nem pensar em Martas ou Marinas para o lugar de quem sai de saia justa. De nada adianta trocar o Caçador de Marajás para botar um senador tucano que aceita propina, mas muito escassa.

Vejam só no que deu a fuga de Joaquim Barbosa lá do Supremo antes que o tribunal se tornasse a Corte de Lewandowski. Do que adiantou Márcio Thomaz Bastos bateras botas, se no seu lugar entrou No Ministério da Justiça do Governo Dilma, o peripatéico Zé Eduardo Cardozo?!?

Tirar o caubói Renan das fazendas de gado fantasma para botar um saturador de carnes amigo do Toni Ramos, seria malhar em ferro frio. Afinal a carne é fraca e tem nome. E quem entra no lugar de Eduardo Cunha, um Anthony Garotinho ou coisa parecida?

Cáspite! Bravo! Caramba!.. Eles são todos, como vocês estão cansados de dizer, farinha do mesmo saco. Do mesmo saco de gatos. E gatos pardos.

ELES E NÓS & NÓS E ELES

Eles não falam a nossa língua. Nós não entendemos o seu idioma. O que é blind truste, meu amigo? Diga aí que eu quero ver. Não vale perguntar para eles.

Eles não têm os nossos salários. Nós, no mais das vezes, nem salários temos. Seus carros têm motoristas. Nós nem temos carro, quando os temos são das financeiras e são movidos até a última gota do nosso suor.

As viagens deles viagens são de jatinhos particulares. As nossas são de ônibus vulneráveis a assaltantes e incendiários. Seus vinhos são de outra pipa. Nossos vinhos são de garrafão. Seus negros são mais bonitos; suas loiras são todas sapiens; suas férias são permanentes.

As nossas férias, as tiramos trabalhando. A saúde deles é de ferro e sírio-libanesa, a nossa é SUStentada em filas intermináveis.

REPARTIRAM O BRASIL

Eles repartiram o Brasil. Não, não dividiram o Brasil. Eles repartiram irmãmente esse país... em duas partes absolutamente distintas. Quer dizer, distinta é a parte deles; a nossa é o rebotalho.

A parte deles é o verde, amarelo, azul e branco do nosso auriverde pendão da esperança. A nossa parte é o pau da bandeira.

Então, se estamos assim distantes de promover, como o Brahma propôs ao PT, uma pequena revolução em busca de uma "nova utopia", então façamos já, já, uma reforma moral.

Não se esqueçam que na história da humanidade, as revoluções não foram feitas por ninharias, mas nasceram quase todas de pouco mais que miudezas. Para começar, tenham uma boa ideia sobre o uso do tal pau da bandeira que nos sobrou.
DA MULHER SAPIENS PARA O HOMO...

Dilma Vana na pele da Mulher-Sapiens é uma catástrofe da natureza feita pela falta de noção. Lá em Nova Iorque, longe do Brahma que ficou aqui por Brasília governando os governantes, meteu os cachorros no Ricardo Pessoa, dono da UTC, em particular e na delação premiada, como um todo.

Furibunda, a Mulher-Sapiens disse que não vai mais admitir as "insinuações" de Ricardo Pessoa ou de qualquer outro delator premiado.

Epa! Vampará com essa prepotência abestada! Pessoa não insinuou nada. Pessoa contou, revelou, delatou com todas as letras, números, nomes e endereços o que deu, quanto deu e para quem deu dinheiro tirado aos borbotões do poço sem fundo da Petrobras.

Mas, o Coração Valente da Mulher-Sapiens falou mais alto contra a delação premiada: "meus ministros vão tomar as providências cabíveis".

Epa, de novo! Vampará com essa besteirada! A delação premiada é um instituto legal, um direito à mais ampla defesa - coisa tão alegada, usada e abusada pelos companheiros mais enrolados, chantagistas e embusteiros desse tipo de governo que se arrasta pelo Brasil já pelo 13° ano consecutivo.

Então, o que deve estar intrigando os brasileiros de boa vontade é que tipo de providências seus ministros vão tomar contra Ricardo Pessoa e quaisquer outros delatores: vão lhe oferecer propina em troca do silêncio, ou quem sabe, mais uma obra de papel desse governo para que se calem?!?

Eu já achava a Dilma Coração Valente, um desastre... Agora, no papel de Mulher-Sapiens é uma hecatombe. De nada vai adiantar o Brahma assumir seu lugar no governo quando ela sai de Brasília... Ele também está longe de ser lá essas coisas como Homo Sapiens. O Brahma nunca vai lavar mais branco.
REPARTIR SORRINDO CADA SEGREDO
EM CADA TRIBUNAL

Na Terra do Brahma e da Mulher-Sapiens a fila anda. Milton Pascowitch, assim-assim com Zé Dirceu, acaba de fazer acordo de delação premiada.

Pascowitch é um cara interessante. Ele pagou parte da sede da JD Assessoria e Consultoria, do chefe da quadrilha de mensaleiros dos bons tempos de Brahma no Palácio do Planalto.

Só eu, você e a torcida da Seleção Brasileira sabemos que a empresa de Dirceu é tida e havida como um dos "possíveis" propinodutos que lavavam dinheiro da Petrobras.

E então, inda que mal pergunte: isso é bom,ou ruim? Isso quer dizer, para alguns diletos companheiros que nem toda a grana que entrava era todinha para o Zé Dirceu. Pode-se, facilmente, deduzir que um bom bocado ficava com ele, mas a outra parte era dividida como se divide um grande coração de mãe que, o poetastro do meu pai poemava: "Ser mãe é repartir sorrindo o coração e entregar um pedaço a cada filho".

Os delatores premiados têm em si próprios essa grandeza de alma. Repartem sorrindo seus segredos e entregam um por um em cada tribunal.

DOAÇÕES LEGALIZADAS

Na Terra do Brahma e da Mulher-Sapiens, não há doação legal com dinheiro ilegal. Dinheiro sujo é roubalheira deslavada. Nenhuma doação de empreiteira para partido ou campanha política é legal; no máximo é legalizada. Isso só comprova que o crime é organizado e satisfaz ao Estado.

Então vamos combinar: doação ilegal não é uma festa exclusiva do governo do PT & Associados. É também coisa de finórios atucanados e seus similares.  A diferença é que o PT & Associados são governo e assim abocanham as maiores e melhores fatias do bolo.

Mas para a Lava-Jato, se o aniversariante não estiver olhando, quem morde um pedaço morde o bolo todo. Então se o PT do Brahma e o governo da Mulher-Sapiens não podem explicar a gula dos seus convivas, o PSDB de Aécio & FHC também não pode justificar a mordida do senador Aloysio Nunes no bolo da UTC e, quem sabe até, em outras sobremesas.

RODAPÉ - Inventei agora: Quem rouba um tostão, rouba um milhão.


MALDADE NÃO TEM IDADE

Pois o nosso Parlamento decide hoje - ou começa a decidir - sobre a redução da maioridade Penal. A proposta vai a votação "cheia de dúvidas" como os próprios votantes confessam.

As dúvidas foram inculcadas pelos ministros da Mulher-Sapiens e, pelo desesperado porta-voz da Dilma, Zé Eduardo Cardozo que, ao invés de reformar o sistema carcerário brasileiro como é de sua obrigação, prefere ver os bandidos na rua.

A população brasileira não tem dúvida nenhuma: 87% dos brasileiros querem a redução da maioridade para 16 anos. Eu, confesso que não quero. Acho que maldade não tem idade.
DILMA JANTOU COM OBAMA
Nesta gloriosa noite de segunda-feira em Washington D.C. A Mulher Sapiens banqueteou-se em petit comitê com Barack Obama. Vestiu-se de meia gala para o jantar. Ao final do ágape, desculpou-se por estar sem fio dental. Assim mesmo, abriu seus melhores sorrisos. Fez as pazes com o imperialismo.

MORO PISOU NA BOLA

Sérgio Moro autorizou acareações de seus delatores premiados na CPI-2 do Petrolão. Para mim, ele pisou na bola. Entrou numa fria. CPI é só jogo de cena; só funciona para acobertar amigos e desestimular pessoas.

Bolas, os delatores já disseram à Polícia Federal, ao Ministério Público e ao próprio Sérgio Moro, o que tinham para dizer. Para que e por que agora eles têm que passar pelo crivo dessa turma mista de deputados e senadores, quase tão suspeitos quanto os cativos da Lava-Jato?

Será que esses caras da CPI pensam que sabem inquirir melhor que a equipe da Lava-Jato, ou estarão apenas confiando no velho estratagema de passar o gabarito antes da prova?

Se eu fosse Sérgio Siqueira de Moro, não colocaria - nem que a vaca tussa! - os nossos queridos e premiados delatores nesse palco iluminado contracenando com essa trupe de canastrões da maior casa de chanchadas do território nacional.
COPA AMÉRICA

Como ficou bom para o torcedor brasileiro assistir aos jogos da Copa América. Ele já não corre nenhum risco de passar vexame. 

CHILE 2 X 1 PERU

E, se é bom de ver, muito melhor ainda é saber que nem tudo está perdido para o nosso evoluído futebol pós-Copa das Copas: o melhor jogador do Chile é Valdívia; o craque do Peru é Guerrero.

Não há no mundo da bola melhor legado do que esse. Mais que um Maracanovo, muito mais que um Maná Garrincha, nos sobraram essas duas grandes promessas como estilo, arte e manha a serem seguidas pelos nossos promissores craques nacionais.

Até 2016 a CBF e nosso cartel de técnicos têm tempo para forjar essa nova geração de craques. E lá vamos nós em busca do hexa.

Ah, sim...Aos 25 minutos do primeiro tempo, o Peru começou a complicar as coisas para o Chile. Teve um troglodita expulso. Ficou então com um jogador a menos.

Cobra mandada. Jogada de laboratório: o treinador argh!entino do Peru, sabe melhor do que qualquer colega brasileiro que, nessas horas, não há um time sul-americano que saiba tirar proveito de ter um homem a mais que o adversário dentro de campo.

Aí então o jogo ficou emocionante. Aquele Vargas que joga por aqui, fez um gol sem querer. Fez de tudo para perder o gol-feito. Não teve sorte, a bola entrou. Depois, o Peru endureceu e empatou. Estava comemorando a façanha quando Vargas fez 2x1 para o Chile.

Esse Vargas é um desmancha prazer. Tirou da torcida brasileira a emoção de ver a turma se revezando na arte de desperdiçar penalidades máximas. Os brasileiros vão ter que se contentar com as penalidades máximas impostas pelo juiz Sérgio Moro ao plantel de corruptos escalados na Lava-Jato.

E de futebol foi isso. Chile 2x1 Peru. E acredite em duas coisas: uma, tem um jogador peruano que se chama Advíncula; outra, vendo o Valdívia na seleção do Chile é que se percebe como ele não gostava mesmo de jogar no Palmeiras.

Hoje tem Argh!entina x Paraguai. Adivinhem para quem vou torcer? Ora, vou torcer para o Carlito Tevez jogar. Assim a coisa fica feia pra Argh!entina.

29 de jun de 2015

CADÊ O DINHEIRO QUE ESTAVA AQUI?
O GATO COMEU... CADÊ O GATO?

Vejam só um grãozinho de areia no mar de lama que a Operação Lava-Jato descobriu embaixo dos tapetes alcandorados do poder dominante. É por coisinhas assim, de somenos importância, que renasceu a Dilma, Coração Valente - aquela que bravateia "não respeito delator"...

É o seguinte, dois pontos. Uma parte da delação premiada de Ricardo Pessoa, ex-unha e carne com o Brahma, hoje um reles delator premiado para os arcos do governo estabelecido, se refere ao esquema de arredação de propina instalado pelo antigo tesoureiro-companheiro João Vaccari Neto, hoje presidiário eventual acusado de operar a coleta das milionárias gorjetas que o cartel de empreiteiras destinavam ao partido governistas, presidido com honra pelo Brahma.

Pessoa dedurou que só pela construção do Comperj, no Rio de Janeiro, a UTC desaguou R$ 15 milhões no caixa clandestino do PT.

O paga e não bufa da propina era a condição sine qua non para que a sua empreiteira fosse agraciada com a obra. A tradução de Comperj é Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro.

A grande obra era necessária para aumentar a capacidade de refino da Petrobras. O projeto começou a sair do papel em 2006 e o presidente da República não era nenhum príncipe de sociólogos era, por acaso, um ex-breve metalúrgico, hoje um burguesão de barriga cheia.

O tal complexo foi então orçado em R$ 6,1 bilhões de dólares; hoje, a maçaroca está por mais de R$ 30 bilhões e ninguém sabe e parece que nem quer saber quando vai entrar em funcionamento. A Petrobras que tinha necessidade de aumentar sua capacidade de refino, parece até que nem tem mais necessidade nenhuma.

Nesse rolo, a obra acabou caindo no colo de um triunvirato de empreiteiras com a Odebrecht, a japonesa Toyo e a UTC. Esta última ficou então com a parte do leão: R$ 11,5 bilhões.

Nem dê tratos à bola para saber em quanto essa obra de papel foi superfaturada; faça as contas apenas dos 3% de salário de êxito que o PT cobrou dessa parte da UTC... Dá uma coisinha assim em torno de R$ 350 milhões. Só da UTC.

Metendo as outras no meio dessa fuzarca, a comissão bateria bem pertinho de R$ 1 bilhão só de propina. Se o Caixa-2 ou 3 ou 4 do PT não mostrar isso a seus filiados, nem que seja numa convenção secreta, ou lá na sede do Instituto Lula, quartel-general do partido, então é por que os seus caciques embolsaram o resto.

E aí, então sim, pode começar dentro do depauperado PT a tal pequena revolução que o Brahama preconizou, na semana passada. Então, agora a Lava-Jato entra na brincadeira e quer saber: "Cadê o dinheirinho que estava aqui?". O gato comeu? Cadê o gato, foi pro mato? Cadê o mato... Cadê, cadê?!? 
O PLANALTO ESTÁ INDÓCIL E O
GOVERNO DO BRAHMA, UMA ARARA

O Planalto está indócil e o governo invisível do Brahma está uma arara. A pandilha está mais que furibunda; está tremebunda.

Depois das acusações e dos números das propinas que Ricardo Pessoa distribuiu na sua nauseabunda delação premiada, a Mulher-Sapiens, foi parar nos Estados Unidos e não tugiu nem mugiu a respeito do assunto.

O Brahma está enquadrando meio mundo em Brasília, à cata não só de sua defesa, mas de um contra-ataque fulminante. Aloízio Mercadante - o Aloprado, abriu mão de ser o papagaio de pirata da Dilma na Terra de Obama para se defender.

Edinho Silva, o porta-recados do Palácio, diz que não entende "por que só dão importância às propinas doadas ao PT e minimizam as que foram arrebanhadas pelos tucanos?". Edinho não sabe, mas não é inocente.

Ele não vê que para o povo, um malfeitor é um malfeitor, mas o PT é governo. Se a gente vê um tucano corrupto, tem nojo e quer que ele seja punido. Se a gente vê um governante corrupto, tem nojo, quer que ele seja punido e... que saia o quanto antes do governo. A prioridade da degola é de quem tem a chave do cofre e o poder de desmandar no meu país. Simples assim.

Outra coisinha: todos os acusados, tanto petistas e seus sócios, quanto tucanos e fauna similar, negam peremptoriamente as acusações. E alegam candidamente que o dinheiro sujo foi limpa e claramente declarado, centavo por centavo à justiça eleitoral.

Bolas, isso não inocenta ninguém, apenas mostra a cumplicidade de cada um deles e a promiscuidade dos partidos com a corrupção e a bandidagem institucionalizada no Brasil da Silva. Isso demonstra apenas que em termos contábeis o crime é organizado. E tem mais: sua majestade, o delator premiado é Ricardo Pessoa e nenhum desses remoídos e mordidos personagens republicanos.

A VELHA TÁTICA

Assim que sair dos tentáculos de Lula, o Brahma, nesta sua incursão aqui por Brasília, o PT vai botar o bloco na rua para demolir a reputação do velho amigo e companheiro de muitas e muitas jornadas, o hoje premiadíssimo delator Ricardo Pessoa.
A turma da estrela vermelha  está a fim de botar a boca no trombone por que Ricardo Pessoa não dedurou até agora as propinas que "possam ter sido pagas" a governos estaduais, com os quais conseguiu obras fora do leque de grandes e facilitadas oportunidades do governo federal.
Usando linguajar, mais policial do que jurídico, a banda larga do Brahma acha que "o modus operandi de Ricardo Pessoa junto ao governo federal" também deve ter servido para que a UTC e a Constran abocanhassem obras em licitações estaduais.
O que deu na telha da pandilha é fazer um levantamento de todos os contratos da UTC/ Constran com os governos estaduais e, também provocar publicamente o Ministério Público Federal a interrogar Ricardo Pessoa para ver se, nesses contratos, também houve pagamento de propina.
Os petistas dizem que já têm na manga umas que outras pistas concretas de que isso possa mesmo ter acontecido. 
Só com o governo de São Paulo, locomotiva dos tucanos, a Constran atuou para a Sabesp, para o Metrô, para o Departamento de Estradas de Rodagem, para a Secretaria de Adminitração Penitenciária e para a Secretaria de Obras.
Mas, então tá... E daí? Qual é o pó? Qual é a novidade no front? Que bom que tenha ocorrido mesmo isso. Isso só aumenta a quadrilha. Esse tipo de atitude nem mostra tanto a cara do PT quanto revela a cara e o jeito Brahma de ser. É tipicamente o modo lulático de agir que tem a logotipia do tarado por tulipas e canecas. 
ESCAPANDO DO CALDEIRÃO
Sempre que ele é flagrado com a boca na botija, ele salta de banda e grita logo: - Não fui, foi ele! Isso não é de hoje; vem desde os tempos de colégio, quando ele entregava todo mundo. Vai ver que foi por isso que ele abandonou logo a escola. Isso vem desde os tempos de chumbo, quando ele ficou detido só 30 dias na hotelaria de Romeu Tuma, no Dops paulista. Vai ver que foi por isso que saiu antes de todo mundo dos porões da ditadura.
O Brahma sempre aponta o dedo duro para os outros. Há vezes que não pode safar-se e então vitupera na maior cara de pau: - Tá, eu fiz, mas os outros também fazem. 
E se dá por absolvido, tão grande é a sua falta de escrúpulos e tão destorcido é o seu caráter e o seu jeito de ser ético e de pregar moral. Ele é o rei aquele que já nem prega mais moral de cueca. É que o rei está nu. Que coisa bem nauseabunda!
E esta é a melhor saída que o bando do Brahma achou até agora: estragar o banquete de todo mundo. 
É como aquela velha história escatológica do caçador que foi preso pelos canibais e colocado todo amarrado dentro de um caldeirão para virar sopa. Quando a água já estava quase fervendo em fogo alto, o caçador mergulhado até à cintura dentro do panelão, em desespero de causa, gritou para o cacique: - Uh, me borrei de medo.
Estragou o sopão dos índios. Ganhou sobrevida... Mas foi por pouco tempo.
DILMA SOFRE BUYILLING
A Petrobras anuncia uma redução de 37% em investimentos até 2019. E a graciosa da Dilma Vana foi lá para os Estados Unidos catar investidores. O que é que dão pra essa senhora comer que sai tanta porcaria da cabeça dela? Não pode ser só mandioca. Aí seria buyilling ideológico-degenerativo.




BRASIL, PÁTRIA DO BRAHMA

Lula, o Brahma, continua sendo um porre como presidente de fato dessa Pátria Educadora. Ele já não é mais o agente do governo invisível, ele é apenas o presidente de honra bem-remunerado do PT, um leguelhé metido a dono do Brasil.

E a pátria educadora órfã temporária de Dilma Vana, em jornada exploradora à cata de investidores americanos, se ajoelhou na última sexta-feira, aos pés desse senhor de engenho e arte, desse seu amo e senhor, lá no Instituto Lula, um lugar de alto risco para os destinos da nação.

Pois, do  alto de seu mandato presidencial paralelo, Brahma - aquele que nasceu nu e analfabeto - aproveitou a viagem da sua criatura predileta à Terra de Obama e reuniu no seu mafuá paulistano, ninguém mais nem menos do que o primeiro escalão do governo, o que há de melhor nos sindicatos de professores e de mais tonto nas entidades estudantis para debater a aplicação e o desenvolvimento do Plano Nacional de Educação, o PNE.

E lá estavam de joelhos e prontos para rezar pela cartilha de Lula, o Brahma que não gosta de ler, figuras domesticadas como o ministro da Educação de Dilma, Renato Janine Ribeiro; o secretário da educação paulista, Gabriel Chalita; o prefeito de São Paulo, Fernandinho HaHaHaddad, além de secretários da educação estaduais e militantes dos movimentos sindical e estudantil.

Ai, meus badulaques! Assim dói. Assim machuca. Essa pandilha não tem noção nem vergonha de passar por tamanha humilhação.

Quem é, afinal de contas, o Brahma pra chamar no apito - nem vamos computar o rebotalho - o ministro da Educação dessa Pátria que Dilma apelidou de Educadora?!? Esse Janine não tem desconfiômetro. Desconfiemos, pois, desse abobado também.

Ele foi nesta sexta-feira ao luxuoso cafofo de Lula, o popular Brahma, usuário da senha "Tulipa" e da contrassenha "Caneco" que ajudam a abocanhar dinheiro sujo dos empreiteiros da Lava-Jato, para aprender com o dono do pedaço que "os avanços conquistados nos últimos 12 anos precisam de esforço continuado para que se consolidem e permitam que o país dê um novo salto de qualidade na formação dos brasileiros". Mas que vergonheira!

É, no entanto, pouca vergonha para tanta sem-vergonhice. O ministro da Educação de um governo, por governicho que o seja, prestar-se a ouvir de um escolado em golpes e manobras sociais, que o Plano Nacional de Educação, sancionado pela president@, que "o PNE é o grande agente político de transformação do Brasil. É a nossa chance de começar uma pequena revolução neste país"...

Quiuspa! Que ministrozinho bem fuleiro esse Janine. Mas, a seu favor diga-se que não é pior nem melhor que os outros 37 habitantes da Esplanada da Dilma Coração Educador.

Como assim, "grande agente político de transformação do Brasil"? Transformar o que, por que e pra quê?!? Só se é para mudar o Brasil que o próprio Brahma, inventou nesses últimos 12 anos.

Só se for para fazer uma revolução diante da bagunça que o Seu Brahma estabeleceu nessa pátria educadora desde que subiu a rampa em 2002. redescobriu o Brasil e fez dele uma adega de tomadores do dinheiro público.

Essa reunião no mafuá paulistano foi apenas o prólogo de mais um romance policial que começa a escrever o primeiro capítulo nesta segunda-feira, com o Brahama se aproveitando da ausência de Dilma Vana, e "negociando" as saídas para a crise política com caciques de sua tribo de furor selvagem na grande taba que atende pelo nome de Congresso Nacional.

Aqui ó, uma uma ova que é "crise política"; é só mais um escândalo que, dessa vez foi detonado pelo mais ilustre delator premiado dessa nação, o empresário Ricardo Pessoa, dono da UTC e chefe do Cartel das Empreiteiras.

Como não pode apresentar-se como dedo mindinho, O Brahma se faz de seu vizinho, pai de todos, fura-bolo e mata-piolho e já está na capital posando de presidente efetivo dessa República dos Calamares, para conversar reservadamente com parlamentares do PT, enfiando um "boa-noite, Cinderela" no chope da Dilma que botou esse governo na classe que o bazofeiro rufião dessa nação chama de "letárgico" e "apático".

Vai dizer, como já disse lá no seu instituto no centro de São Paulo, que o partido não pode ter a mesma "postura" que a Dilma tem tido diante das denúncias de irregularidades.

Ai, meus balangandãs! Isso dói. Isso machuca. Um reles empregado de alto salário no PT, bancando o articulador-mor desse país povoado por mais de 200 milhões de habitantes. E, pô, meu... Postura é coisa de galinha. Galinha é que tem postura, põe ovo.

Mas, é o que o Brahma está fazendo. Vem cantar de galo e cobrar uma agenda para o Poder Legislativo que faça a galinhagem perfeita do que será esse grande Brasil pós-ajuste fiscal.

Está agora mesmo defendendo "os avanços alcançados durante os governos petistas". E faz isso assim, como se o que está aí não seja um dos governos petistas. É de quem então, seu Brahama?!?

E o pior de tudo é que um dos alvos do Brahma - que nasceu nu e analfabeto - é o PNE - Plano Nacional de Educação. Logo dele que continuou analfa por opção, por vocação política e não por miséria ou necessidade. Esse Brahma parece que bebe,  né não?!?

RODAPÉ - Se a revolução reformadora da mixórdia que aí está deve começar pela Educação, então o primeiro passo da grande caminhada será tirar o Brahma da cadeira de presidente de honra do PT e colocá-lo num banco escolar na rede pública de ensino do primeiro grau.

28 de jun de 2015

BRAHMA, TULIPA E CANECO,
TUDO A VER

Está na revista Veja deste fim de semana: Lula recebeu dinheiro sujo das empreiteiras enroladas no esquema do Petrolão para a sua reeleição. E a revista dá os códigos que abriam as portas para os mensageiros das propinas... Senha: tulipa? - Contrassenha: Caneco!

Para quem tem o codinome de Brahma, tulipa  e caneco têm tudo a ver. Vai ver que quando a gorjeta era menor, cabia numa tulipa; quando o garçom servia um pouco mais, a medida era um caneco. Simples assim.
DEPOIS DO OVERLAPING E DA BOLA PARADA, SÓ 
O CLUBE DOS CARTOLAS E O CARTEL DE TÉCNICOS

Copa do Mundo na Suécia, 1958 - O lateral esquerdo Nilton Santos passa como um bólido pelo ponteiro Zagallo e marca um golaço contra a Áustria. Até o técnico Vicente Feola acordou da soneca que tirava no banco à orla do gramado. Pronto, a ousadia desconcertante do genial Nilton Santos, acabava de criar a mais surpreendente e efetiva inovação no futebol brasileiro, para alegria e admiração do mundo futebolístico.

Vinte anos depois, na Argentina, 1978 - O capitão Cláudio Coutinho apresentava como grande novidade técnica e tática da Seleção Brasileira o inovador e fulminante overlapping - a troca de posições, durante o jogo, entre o lateral e o ponteiro. Nada mais, nada menos do que a jogada de Nilton Santos lá na Suécia, palco do primeiro titulo mundial do Brasil. Coutinho foi apenas o padrinho de batismo do grande lance.

Brasil, de 1958 a 2015 - Rogério Ceni, goleiro exclusivo do São Paulo F.C. e de ninguém mais, protagoniza as duas únicas novidades técnicas e táticas do futebol brasileiro: 1ª) traz da várzea o goleiro-linha e começa a sair jogando lá de trás com seus companheiros, inventando assim o breve 12° jogador com a posse bola;  2ª) descobre a cobrança perfeita de bola parada, executada por ele próprio. Torna-se o maior goleiro-artilheiro do mundo na história do futebol profissional.

Afora isso, o futebol brasileiro - valendo-se dessas duas escassas inovações - até chegou a ser pentacampeão mundial, colecionando as conquistas de 1958, 62, 70, 94 e 2002. De lá pra cá, são 13 cabalísticos anos de obscurantismo. De submissão a um jeito tosco e rude jeito de ser brasileiro tanto no futebol quanto na política. 

Na política, o País das Maravilhas passou a depender de um Conselho de Caciques partidários que promoveu a criação de um pioneiro Clube do Bilhão; no futebol, a Pátria de Chuteiras passou a ser dominada pelo Clube dos Cartolas que criou o Cartel de Técnicos sem nenhuma outra aptidão do que senão dar entrevistas com hora e perguntas marcadas.

De lá pra cá, na política, a grande inovação foi a banalização do escândalo. No futebol, foi a vulgarização do fracasso. 
FUTEBOL & POLÍTICA

O futebol imita a política... Ou, a CBF imita o governo... Ou, assim como no social, o esporte pisa na bola... Ou, lá se vai o Brasil descendo a ladeira. Nunca antes na história desse país o futebol da Copa América foi para os brasileiros tão Copa das Copas. O que é de ruim e o que não deve fazer, o brasileiro aprende logo. Ninguém faz tão bem o que faz mal quanto esse Brasil da Silva.

BRASIL DA SILVA  1x1  PARAGUAI
SÓ QUE NÃO

 Nem há o que contar. Em todo caso, sempre há o que maldizer...

Aos 15 minutos do primeiro tempo, gol de Robinho. Golzinho, de chapinha, devagarinho, golzinho do Robinho, penúltimozinho romanticãozinho do nosso futebolzinho. Que bonitinho.

E pronto, acabou o nosso joguinho.

Pero no mucho. Havia o Paraguai. O brutal e mastodôntico Paraguai.

Aos 26 minutos do segundo período, golaço. Verdadeira obra de arte guarani; uma coisa nunca vista: gol de pênalti. Acho até que o paraguaio bateu de bicanca. Era dia de índio.

A decisão foi para as penas máximas. Ah, se essas penas máximas fossem no Paraná... Pena que as penas eram embaixo das traves lá do Chile, não eram sob a Vara de Curitiba. Pena.

E a tragédia da Alemanha quase se repetiu na cobrança alternada de penalidades máximas. Quase levamos 5 a 1, de tão mal que os órfãos de Neymar executaram sua tarefa.

O time de Dunga fez de tudo para ser eliminado. Pareciam até ministros da Dilma quando se metem a fazer alguma coisa.

Pelo jeito, foi isso mesmo que o Dunga mais ensaiou no treino secreto de sexta-feira: primeiro, como um zagueiro abobado deve meter a mão na bola na cara do juiz; segundo, como desperdiçar penalidades máximas.

Nunca ninguém bateu pênalti tão mal com tamanha perfeição. Executaram tão bem as péssimas cobranças que só podem ter ensaiado tudo muito bem.

Mas, assim como na política brasileira, o Dunga não é o único culpado... Afinal, como Dilma foi ungida para dirigir o país, ele foi o escolhido para dirigir o futebol do Brasil.

Dilma, a escolhida, escolheu os seus ministros e eles não ministram nem administram nada.

Dunga, o escolhido, escolheu os seus jogadores e eles não jogam nada.

Como se vê, assim como Dilma, Dunga como os brasileiros, aprendeu logo. E assim como Dilma, o Dunga vai ficando. Na política, como no futebol, ninguém faz tão bem o que faz mal quanto esse Brasil da Silva.

27 de jun de 2015

DO CASAMENTO GAY À
IDEOLOGIA DE GÊNERO

A semana foi pródiga em besteirol, das pérolas de Dilma às catilinárias de Barack Obama. Dilma se soltou lá com o Washington Post, nos States e disse que sofre preconceito por ser mulher e pelo seu jeito de governar.

Já o Barack Obama, cantou de galo e disse que a legalização do casamento gay foi "um grande passo". Não disse se estava à beira de um abismo. Quer dizer, ao invés de explicarem porque governam tão mal, resolveram tratar de assuntos transgênicos, sem que ninguém lhes pedisse opinião. Coisa de quem não sabe o que fazer.

Por aqui, na Pátria Educadora, as minorias LGBT - Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros querem, porque querem incluir "ideologia de gênero" no currículo escolar das nossas crianças e adolescentes.

E a coisa está ficando absurdamente séria. É que o Brasil, além de dar ouvido às bobageiras de seus desorientados governantes, está discutindo o tal PNE - Plano Nacional de Educação. 

Sabe o que é isso? É nada mais e nada menos do que a elaboração da lei que vai definir as metas do ensino nesse país pelos próximos dez anos. Simples assim. 

E os caras se acham os donos da verdade. Estão pensando e fazendo isso por nós, para aplicarem em cima de nós. Quem foi que juntou essa turma para nos representar? Que droga, né não?!?

Essa turma é a alma gêmea do grupo de "inclusivistas" que quer acabar com as estatísticas das pessoas deficientes no Brasil, como acabou com a miséria distribuindo ociosidades com o tal Bolsa Família. 

Acham que colocar pessoas com necessidades especiais nas salas de aula da rede escolar - em salas sem adequação e mestres sem qualificação - eles logo estarão dizendo que não há mais deficientes nesse país uma nação com mais de 56 milhões de deficientes. Será o milagre da inclusão social.Simples assim.

O diabo é que o circo está pegando fogo. Ninguém fala em qualificação de professores, nem no número de vagas, ou em coisa nenhuma que tenha a ver com ensino, pesquisa e educação. 

Esse resumo de especialistas em pátria educadora está debatendo o que chama de "ideologia do gênero". Tradução: diversidade sexual no corpo e na alma dos estudantes brasileiros que ainda continuam indo às aulas. E ainda dizem que assim estarão combatendo o preconceito. 

Eles dizem que ser homem ou mulher é uma questão de convenção social. Para eles, eu não nasci homem e nem você nasceu mulher. Nós escolhemos, com o passar do tempo, o nosso gênero. Vai ver que é por isso que eu não tenho seios abundantes, nunca menstruei e nem consegui engravidar. Confesso que nunca movi uma palha nesse sentido. 

Quanto a você, minha querida, ah agora você já pode até fazer xixi em pé. A sociedade ideal desse grupo de praticantes da inclusão social lhe dá condições para esse engenho, arte e manha.

Quer dizer, para eles o gato nasce gato mas pode ser uma gata; o cão é cão, mas pode virar cadela; o o coelho pode ser uma linda lebre. A biologia que vá se catar. 

E o tal de PNE vai que vai. Dos 27 estados brasileiros, 13 já discutiram tal Plano Nacional de Educação, oito deles já descartaram a inclusão dessa notável transfiguração social.

Deixem que eu lhes diga uma coisinha: entendo e até respeito essa tal diversidade humana. Respeito, mas não admiro; não vaio e nem bato palmas. Que cada um faça da vida o que bem entender; que todos vivam em paz do jeito que bem quiserem e gostarem. E paro por aí mesmo. Mas uma coisa é a natureza, outra coisa é fazer da natureza um resumo da sua imaginação.

Estão inventando passarinhos verdes do le gambá. Não cabe e nem é dever da escola ensinar ideologias e sexualidade às crianças e adolescentes, isso é tarefa obrigatória dos pais. 

Qualquer dia vão querer introduzir aulas práticas nos bancos escolares. A merenda para o recreio, decerto, será mandioca.

Droga! Nós temos o direito estabelecido de que nossos filhos recebam na escola educação moral e religiosa de acordo com as nossas próprias convicções. 

Essa coisa de enfiar goela abaixo ideologias morais, políticas ou religiosas é uma invasão do Estado, do governo no nosso jeito de ver a vida. É a botar a vida pública na privada. Literalmente.

O Brasil tem hoje mais de 202 milhões de habitantes. Os brasileiros cresceram e se multiplicaram, proliferaram do jeito que crescem e se multiplicam as espécies, sem nenhuma necessidade de meter professores, especialistas ou terceiros qualificados embaixo dos lençóis na hora do bem bom. 

E pelo que tem hoje de brasileirinho espalhado por esse mundo afora, dá para lhe perguntar carinhosa e languidamente, minha querida lebre: - Foi bom pra você, não foi?

Porque hoje é sábado / Há uma mulher que apanha e cala
Porque hoje é sábado / Há um homem em ponto de bala.

HAI-KAI
Não é fofoca:
Em vez de querer Brahma...
Quer mandioca

BRAHMA
Quando me falam em Brahama, penso logo num engradado.

MAIS CARO QUE AVIÃO
Dia 1° as tarifas dos ônibus interestaduais terão um aumento de 7,7%. Deve ser em homenagem aos pedágios da terceirização que o governo promoveu nas estradas brasileiras. Andar de ônibus está mais caro e mais perigoso do que viajar de avião.

COPA AMÉRICA
A Argh!entina eliminou a Colômbia por 5x4... Nos pênaltis. O zero a zero em si, foi uma droga com efeito letárgico de 90 minutos. Isso, em matéria de Colômbia não é de estranhar. Não pelo futebol, mas pela droga. A propósito, o Brasil - onde o consumo de cocaína é 4 vezes maior que a média mundial, joga hoje à tardinha contra o Paraguai que é uma droga em matéria de futebol.

MAIS MÚSICA E ESPORTE NA TV
A cobertura do enterro do cantor sertanejo Cristian Araújo mereceu 27 horas de cobertura nas redes de TV, enquanto a morte de Eduardo Campos mereceu 24 horas de massacre televisivo. Nada se compara, no entanto, em matéria de prazer mórbido às programações do enterro do piloto Ayrton Senna que ganhou disparado das pompas fúnebres do político Tancredo Neves. Tradução, as televisões brasileiras sabem que os brasileiros gostam mais de música e de esporte do que de política.

HAI-KAI
Ó, utopia!
Te ver no PT, nem com
Endoscopia.

POR ONDE ANDOU?
Manchetinha: Polícia Federal investiga desvio de recursos em campanhas eleitorais. Ah que bom... Mas inda que mal pergunte: e a diligente Receita Federal, por onde andou esse tempo todo?

APRENDEU LIGEIRO
Lá pelas Minas Gerais, acusado de lavagem de dinheiro e outros desvios morais pela Lava-Jato, o governador Fernando Pimentel que era tucano e virou petista diz que é inocente. Aprendeu rápido.

PÁTRIA EDUCADORA
O governo tascou módicos 6,5% de juros a mais nas inscrições do Fies que oferece 61.500 vagas. Essa Pátria Educadora é mesmo um barato.

CASAMENTO GAY
A liberação do casamento gay nos Estados Unidos para o presidente Obama "é um grande passo". Tá bom, cara pálida, mas pula a cerca e explica aí: pra frente ou pra trás?

A LISTA DOS ESCROQUES

E então, unha-e-carne com Lula da Silva, o Ricardo Pessoa, dono da UTC e chefão do Clube do Bilhão foi consagrado como delator premiado. E já foi botando logo a Lava-Jato dentro do Palácio do Planalto. Vejam só quem ele entregou para a polícia esta semana e que a revista Veja estampou para quem quiser saber:

Campanha de Dilma em 2014: R$ 7,5 milhões; Campanha de Lula em 2006: R$ 2,4 milhões;
Ministro Edinho Silva (PT): nem se lembra quanto deu; Ministro Aloízio Mercadante (PT): R$ 250 mil; Senadores Fernandinho Beira-Collor (PTB): R$ 20 milhões; Edison Lobão (PMDB): R$ 1 milhão; Gim Argello (PTB): R$ 5 milhões; Ciro Nogueira (PP): R$ 2 milhões; Aloysio Nunes (PSDB): R$ 200 mil; Benedito de Lira (PP): R$ 400 mil; José de Fillipi (PT): R$ 750 mil; Arthur Lira (PP): R$ 1 milhão; Júlio Delgado (PSB): R$ 150 mil; Dudu da Fonte (PP) R$ 300 mil; prefeito de São Paulo, Fernando HaHaHaddad (PT): R$ 2,6 milhões; antigo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto (PT): R$ 15 milhões; mensaleiro Zé Dirceu (PT): R$ 3,2 milhões; ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado: R$ 1 milhão.

E então é essa dinheirama que escorre pela rampa do Palácio do Planalto, onde sua nobre condutora jura que não há dinheiro para nivelar os aumentos das aposentadorias aos índices de atualização do salário mínimo. Assim que esse governo não roubar e não deixar roubar, haverá dinheiro bastante para atender aos serviços essenciais de saúde, educação, transporte, segurança...

26 de jun de 2015


REGULAÇÃO DA MÍDIA... AQUI Ó!
MINHAS LIBERDADES E SILÊNCIOS SÃO CÚMPLICES

A bloguice amestrada, pautada pelos ditames do Brahma, vive à cata de um depoimento favorável aqui e ali ao que está contido na cartilha do poder dominante há 13 anos nesse país. Quando encontra algo e alguém que se aproxime das suas ideias, ou pelo menos, não as conteste, transforma o achado em entrevistas, reportagens e artigos de fundo com feitio de editorial.

Agora mesmo os náufragos da utopia descobriram lá na Corte de Lewandowski o ministro Luiz Fux, de raízes brahmistas, para falar sobre a censura dos sonhos de Lula: a "regulação da mídia".

E saíram pra lá de satisfeitos. Olha o que Fux fuxicou: "A regulação da mídia é necessária à liberdade de expressão".

Ora bolas, carambolas, discutir essa excrescência é uma coisa do arco da velha; é o mesmo que discutir a oficialização da pena de morte no Brasil.

Suponha-se que fique provado que a pena de morte é necessária e coisa e tal. E que, por isso, crimes hediondos serão punidos aqui no Brasil da Silva com a morte dos seus autores. Pronto, está decidido.

Mas quem, nesse país onde vai vigorar a pena capital vai decidir quando, como, onde e quem será executado nessa pátria do Brahma? Ora, direis, o agente da lei.

Tá bom, pode ser então o Zé Eduardo Cardozo, impoluto e confiabilíssimo ministro da Justiça, ou vós direis aos meus ouvidos moucos: "Tá de bom tamanho que sejam os 11 ministros do Supremo"?!?

Quem sabe fica melhor uma comissão de carrascos, formada por indicação do presidente de plantão dessa República, ou escolhida a dedo pelos seus melhores habitantes da Esplanada dos Ministérios.

Então tá. Mas, cruz, credo! E quem matará o matador que matou porque quem o mandou matar deveria morrer também? De minha parte, eu morro de medo, desde já. E acho que vós, homens de boa índole, deveríeis fazer o mesmo.

Então agora, enquanto vivos fordes, repassai essa dúvida atroz para a regulação da mídia... Tá legal, a mídia vai ser regulada. Mas, quem vai regular a liberdade de expressão; quem vai regular quem regula; quem vai fazer a governança da internet nessa Terra do Brahma?...

Será o Brahma, os filhos de Brahma, a comissão formada pelo Brahma e suas "pessoas não-comuns", a mulher ou as mulheres de Brahma, os ministros companheiros de Brahma, os blogueiros de Brahma, a Mulher-Sapiens, ou a Mandioca?

Então, tá. Que sejam quaisquer desses cidadãos acima de quaisquer suspeitas. Mas cruz, credo! Desde já, eu deveria comer em tranca. Mas... Aqui ó! A ligação que minha liberdade de expressão tem com o meu silêncio é uma dupla de tamanha cumplicidade que sou incapaz de traí-la.

A liberdade de expressão para mim é um luxo que a liberdade de pensamento me outorga em conluio com os meus consentidos silêncios, desde que aportei no mundo e pisei pela primeira vez nessa terra firme, quando Brahma nem existia. Eu, a minha liberdade de expressão e os meus silêncios formamos uma multidão.
PORRE
Um fim de semana com a Mulher-Sapiens, Brahma e Mandioca. Que ressaca.
O BRAHMA ESTÁ FICANDO 
SÓ NOS NOSSOS QUINTAIS

Aos poucos, o Brahma está ficando sozinho. Os que dele ainda se aproximam, já chegam sabendo que são fortes candidatos ao ostracismo, assim que sejam flagrados com a boca na botija.

O Brahma só tem colarinho maduro e branco para quem pode lhe servir de escada. E assim mesmo, só para subir. Na descida ele vem pelo corrimão, à moda moleque surpreendido roubando laranjas no quintal do vizinho.

E na fuga ele ainda encontra jeito para fazer-se de vítima, apontando para os donos do pomar quem foi que afanou os laranjais. Isso é do seu jeito de ser companheiro e nunca amigo de ninguém. É da sua natureza.

O Brahma, sempre que se livra daqueles que o tomam como invasor indesejado e predador, denuncia às autoridades e aos habituais circunstantes de qualquer escândalo nas vizinhanças que foi "apunhalado pelas costas". Só não mostra, jamais mostrou, as cicatrizes.

De qualquer maneira, a qualquer tempo e não apenas nas horas de assalto, as dissimulações reiteradas acabam se transformando em decadência: é quando a realidade descoberta acaba com as "utopias".

E, se é para não desperdiçar citações, vale agora mais que nunca o senso de observação de Abraham Lincoln, o lenhador que antes de ser presidente americano foi trabalhador de verdade e não um breve metalúrgico: "Você pode enganar alguns por algum tempo; enganar a muitos por muito tempo; mas não pode enganar a todos o tempo todo".

PERDIDOS E MAL PAGOS

Pois então, o que foi que a gente disse ontem?... O tal enquadramento dos aposentados no mesmo regime de aumento do salário mínimo era só moeda de troca.

Eduardo Cunha, o dono da Câmara, já disse que os "deputados extrapolaram ao votar o ajuste das aposentadorias". E assim é que já mostrou que pode mudar de lado, basta saber quanto e não quando.

De sua parte, o ínclito Renan Calheiros, proprietário do Senado, já indica "mudanças" no texto que altera o reajuste para os aposentados. Quer dizer, estamos perdidos e mal pagos.

BANDA BANDALHA
Sucesso absoluto a viagem turística da banda bandalha senatorial chapa-branca que foi beijar a mão de Nicolás Maduro, na Venezuela: conseguiram não visitar os presos políticos. Missão cumprida.



CHAMA, CHAMA... OU
O ÚLTIMO DOS ROMÂNTICOS

Não raro, essa minha porção caribenha de "o último dos românticos" me pega desprevenido. Tá, mas o que é que eu vou fazer, achei lindo de morrer o Lula, outro dia, baixando o cacete no lombo do governo Dilma e do PT sem utopia.

Olhando a vida com bons olhos, pareceu-me que, do fundo de sua modéstia, Lula coaxava "o governo é bom comigo, o PT é bom comigo... Sem migo o governo e o PT não prestam"! Sei lá, mas achei lindo de morrer.

Olhando a vida com bons olhos e como o último dos românticos de Cuba que se esconde no fundo do meu peito cheguei a ver no Lula coaxante um Chico Buarque, mais de Holanda ou de Paris que do Brasil, cantando sem medo de ser feliz "Chama o ladrão! Chama o ladrão! Chama o ladrão!"...

Ah, esse meu romantismo caribenho é incurável.
MANCHETE, FATO E NOTÍCIA

A manchete é a seguinte: "Justiça arquiva habeas corpus preventivo para Lula escapar da Lava-Jato".

O fato é que o desembargador federal João Pedro Gebran Neto, do TRF da 4ª Região, em Porto Alegre, arquivou um pedido e habeas corpus em favor de Lula. O pedido foi feito por Maurício Thomaz Ramos, um contumaz impetrador de habeas corpus que disse temer que Lula fosse preso por causa das investigações da Lava-Jato.

A notícia é a versão que está nas entrelinhas: todo mundo acredita que isso seria mesmo possível.

FAZER SABER E
SABER FAZER

O governo roubou, ou deixou roubar; gastou o que tinha e o que não tinha para gastar de tal maneira que Dilma Vana não conseguiu fazer nem sequer as contas de chegar e não apresentou o balanço da gandaia que vem sendo promovida não só em anos de eleição, mas o tempo todo em que o PT & Sócios do Sindicato da mesma farra tomam conta desse país.

Agora, querem que a população pague a conta do maior bacanal político da História do Brasil. E ficam seus arautos patéticos a dizer que a meta da inflação é de 6% até...2017.  O que é isso, companheiro?!?

Quanto está o pão, o café, o arroz, o feijão?!? Por que mais 49,5% de aumento na energia elétrica até o fim deste ano, se já estamos amargando o preço dobrado ao que se pagava ano passado? Por que juros de mais de 150% para cima da indústria? Por que o nosso salário é bem menor que o mês e a nossa mão parece cada vez maior que o bolso?

Fácil, fácil minhas queridas e meus diletos parceiros deste espaço, ainda grátis e sem a governança deles: é que essa pandilha de sevandijas que tomou de assalto no nosso país, vive de slogans e de propaganda enganosa... Faz saber, mas não sabe fazer.

25 de jun de 2015

TÃO JOÃO-NINGUÉM
QUANTO ZÉ-NINGUÉM
Lula é um ex-presidente. Faz pose de presidente e até de candidato a presidente, mas isso não quer dizer que ele seja mais que um joão-ninguém do que qualquer zé-ninguém. É tão ex-presidente como Zé Sarney, FHC, Fernandinho Beira-Collor; mais que uns e menos que outros. Por isso não tem direito a foro privilegiado. Quando cair nas malhas da lei vai ser na barra do tribunal do Paraná. Lula vai passar pela Vara de Sergio Moro. E é lá que o pato come.


O LEGADO DE LULA
Olhando assim como quem não quer nada o caos em que se encontra a saúde pública, a mixórdia da educação de todos os graus, a indignidade do transporte coletivo, o terror da in/segurança pública, o barril de pólvora do sistema carcerário, a balbúrdia do Congresso Nacional, o aparelhamento malandro do Judiciário, percebe-se que o legado de Lula da Silva para Dilma Vana não é um legado, são dois: o Mensalão e o Petrolão.  O resto é o resto.

MANDIOCA, NÃO
Você quer notícia boa desse governo? Então tome aí: o Banco Central estima que a energia elétrica deve subir 43,4% em 2015. E diz isso assim, como se 2015 fosse daqui a uns dez anos. O que é mesmo que essa pandilha de sevandijas está pedindo pra levar? Se você pensou em mandioca, errou feio. Mandioca é uma "conquista" e não uma arma.

COMBOIO CHAPA-BRANCA
DESEMBARCA NA VENEZUELA
Sem bloqueios, gritos, paus e pedras, a comitiva chapa-branca dos senadores brasileiros desembarcou calma e serena na Venezuela. É como se estivessem em casa. O comboio capitaneado pelo PT foi recebido com pompa e circunstância pelo embaixador Ruy Pereira que, desse vez, não tomou chá de sumiço. Há alguns senadores lambe-botas que estão até reclamando que até agora o governo venezuelano não estendeu um tapete vermelho para recebê-los condignamente. Não, até agora, nenhum deles beijou o solo de Caracas.

O LUXA DO PT

Lula já está com o pé que é um leque para bancar o Stálin e realizar no PT um expurgo à moda stalinista moderada. Quer dizer, ninguém vai mandar matar ninguém que resista a humilhação de continuar num partido que faz questão de lhe enfiar o pé nos fundilhos.

A ideia de Lula e de alguns militantes de fidelidade lulática é que o saneamento básico seja "voluntário". A faxina no partido seria em nome do "projeto". Lula agora não fala mais em utopia, a moda é "projeto".

Se, no entanto, houver resistência de alguns ao abandono por moto próprio, então a saída é a expulsão, o pontapé no traseiro e pronto. Um chute tipo assim mais agressivo do que aquele que acertou Marta Suplicy que, depois de atingida bem ali onde as costas perdem o dino nome, ainda foi ministra da Cultura de Dilma antes de se mandar do PT.

A estratégia de Lula é esta: o cara sai por si mesmo, ou é expurgado em nome do "projeto". E projeto, nesse caso, é tornar viável mais uma candidatura de Lula ao Palácio do Planalto.

Tradução dessa mexerufada: Lula, com seus "projetos" é o Vanderlei Luxemburgo do PT. Mais enganador ainda que o Luxa no time estrelado. E mil vezes mais perigoso.
CÂMARA VINCULA APOSENTADORIAS
AOS REAJUSTES DO SALÁRIO MÍNIMO

Aleluia, aleluia! Viva, viva! Salve, salve! A Câmara, até que enfim, aprovou vincular as aposentadorias aos reajustes do salário mínimo. Mais uma derrota da Dilmãe de todos os Brasileiros no terreiro de Eduardo Cunha.

Dilma, a president@ que exalta para os índios a "Mulher Sapiens" perdeu mais uma na Câmara, e desta vez levou uma traulitada de 49 deputados da própria base do governo. Seus arautos juram que  essa medida vai abrir um rombo de pelo menos R$ 9 bilhões nos cofres da Previdência.

Quanto aos aposentados, cuidado com a pressão arterial! Esse regalo não é definitivo. Ainda tem que passar pelo Senado. Se passar, vai para Dilma apreciar. Ela vai vetar. Já disse que não aprova "nem que a vaca tussa".

Aí, o projeto volta para o Congresso que pode derrubar o veto da president@ que pensa que Homo Sapiens é aquele Omo que sabe lavar mais branco.

Verdade é que essa decisão da Câmara foi só por birra. Os deputados que foram relegados por Dilma na hora da farta distribuição de cargos e outras benesses, agora lhe deram o troco. Isso quer dizer apenas que tudo é uma questão de mercado; tudo depende da melhor oferta.

Então, inda que mal pergunte, antes que os aposentados soltem foguetes e bombarrojões: entre um "rombo" estimado em R$ 9 bilhões e  uma propina de R$ 1 bilhão para os nobres rebeldes da base aliada, com quem você acha que vai ficar a Dilmãe de todos o brasileiros?

24 de jun de 2015

CATÓLICOS & EVANGÉLICOS
A diferença entre católicos e evangélicos aqui no Brasil é que 80% são católicos apostólicos romanos e 20% são evangélicos praticantes brasileiros.

PISOU NA BOLA
No seu quarto dia como prisioneiro, Marcelo Odebrecht pisou na bola. Já mostrou que, para ele, não vai adiantar amanhã ou depois, uma prisão domiciliar. Ele tem mau comportamento. Ele orientou, em um bilhete, seus advogados a destruírem um e-mail que tratava de sondas. Os agentes que examinam correspondências dos presos acharam o furtivo manuscrito endereçado aos seus defensores. Que guri medonho, esse.

TRÊS MALAS ABANDONADAS
EM FRENTE AO PALÁCIO DO PLANALTO

Foi um grande circo sem lona. Circo a céu aberto. De repente, três viaturas do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope), três do Corpo de Bombeiros, cinco da Polícia Militar e quatro ônibus da PM foram acionados na tarde desta quarta-feira, por que três malas foram abandonadas em frente ao Palácio do Planalto. 

Da trinca do Bope, uma viatura é do esquadrão de bombas.

As malas foram colocados em local próximo à rampa principal do prédio. De acordo com a assessoria do Planalto, Dilma Vana estava no prédio quando os objetos foram deixados no local. Ela estava reunida, no momento em que as malas foram abandonadas, com o presidente mundial da Shell, Ben van Beurden. A presidente, como velha e experiente guerrilheira, heroicamente permaneceu no Palácio.

Bolas, pra que tanto escarcéu? Se é por mala que se aciona o Bope, então todo santo dia é dia de operações especiais lá dentro do Palácio. É lá que fica a maior mala sem alça desse país durante todo o expediente, de segundas a sextas-feiras.



LULA NÃO PERDEU A UTOPIA

Que coisa! Eu quero escrever frases curtas. Ocupar melhor o tempo e o espaço de vocês. Mas essa bigorrilha de oportunistas não me deixa descansar.

Pois não é que a bancada do PT no Senado ejaculou uma nota em desagravo a Lula da Silva?!? Sim senhoras e senhores... Um desagravo ao Lula, aquele Lula que eles insistem chamar de ex-presidente quase engolindo o prefixo "ex", de tanto que o querem de novo como presidente dessa bagunça que é o Brasil da Silva.

Os Incitatus de Lula da Silva, o Calígula dessa pandilha de redemocratas engazupadores, ululam, zurram que há atualmente uma "sórdida campanha" de - imaginem! - "deslegitimação" de Lula, com base tão somente no que essa caterva chama de "ódio espesso dos ressentidos".

Orra, meu! Deslegitimação de Lula?!? Quando é que Lula foi legítimo? Pelo amor dos filhinhos da planfa que os lamblanfa, quando, quando Lula foi legal, puro, verdadeiro, genuíno?!? No máximo, chegou perto de Genoíno. A diferença é que Genoíno já foi julgado, condenado e preso.

Mas, essa bancada é mesmo desossada. Pensa e age como réptil. A tal nota foi emitida logo depois que Lula meteu os cachorros no partido que ele preside com a honra que lhe cabe no corpo; assim que Lula chutou o pau da barraca do PT que ele próprio fundou há 35 anos para engodo dos brasileiros desprevenidos.

A manifestação oficial da bancada ruim da bola, veio em seguidinha ao vitupério de Lula que disse que ele mesmo e Dilma estão abaixo do "volume morto" e o PT mais abaixo ainda.

Olhem só o que os seus cavalares seguidores de fidelidade canina ladraram: "Entendemos perfeitamente que alguns tenham medo de serem derrotados de novo por Lula em 2018. Mas esse medo não pode dar vazão a atitudes pouco republicanas e francamente antidemocráticas". 

Epa! Peralá! Esses caras estão transformando a indignação, o asco, a repulsa dos brasileiros pelo que Lula vem fazendo com o PT e com o país, em maratona eleitoral, numa reles disputa de votos entre o PT & Siglas Associadas e tucanos, demos e outros partidos que também não nos representam.  

Não têm nada que desagravar Lula. Simplesmente por que não foi cometido nenhum agravo a Lula por ninguém. Tudo que dizem de Lula e para o Lula, se é que dizem, é verdade.

E tem mais, desagravar o quê: o fato de que Lula está tentando isolar o PT e ele próprio desse governicho da Dilma? O que Lula faz o tempo todo com o Brasil não é o que seus Incitatus travestidos de cães fiéis andam ululando por aí. A coisa é muito mais grave. Lula é um demolidor; um black bloc de palanque sem máscara na cara; um depredador do Estado.

Mas, isso a sua tropilha finge que não vê. E, usando as prerrogativas senatoriais, regurgitam notas oficiais de desagravo a seu venerando amo e senhor. Olhem o que eles escreveram e jogaram na pá do ventilador:

"Tentam transformar suas virtudes em vícios e suas ações pelo Brasil em crimes. Insinuam de forma leviana, acusam sem provas, distorcem, mentem e insultam. No vale-tudo contra Lula, vale até mesmo usar o recurso torpe de expor seu defeito físico, o que revela incurável defeito de caráter". 

Pronto! Nesse trecho eles conseguiram se superar e foram mais infelizes ainda. Por favor, me acompanhem na leitura desse pedacinho final: "vale até mesmo usar o recurso torpe de expor seu defeito físico, o que revela incurável defeito de caráter". Não deixaram claro a quem se referiam quanto ao defeito de caráter, mas ficou evidente por intrínseco que é o "... seu defeito físico, o que revela incurável defeito de caráter". 

Não concordo! De jeito nenhum. Esse senadores são uns estultos! O incurável defeito de caráter não tem nada a ver com o defeito físico. Que nada. O dedo mindinho, não faz nem cócegas na descomunal escoliose vertebral de um desossado moral. 

Você já conhecia um invertebrado com coluna? Ou já soube alguma vez de que um dedo que se perdeu ainda seja capaz de cutucar os outros? Pois nesse mundo do PT do Mal tudo é possível. Até mesmo um fruto do mar, um molusco viver sem carapaça em plena terra.

A nota das cavalgaduras de Lula perdeu a noção de uma vez por todas: "A bancada também entende que Lula está muito acima dessa mesquinhez eleitoreira. Lula não será apequenado pelos que se movem por interesses menores e pelo ódio. Lula é tão grande quanto o Brasil que ele ajudou tanto a construir. Lula carrega em si a solidariedade, a generosidade e a beleza do povo brasileiro".

Ai, meus balangandãs! Essa doeu. Os caras não perderam só o bom senso; perderam a noção completa do que é beleza - já pensou o Brasil com a cara e o corpo de Lula?... Perderam a noção completa do que é tamanho e dimensão - "Lula é tão grande quanto o Brasil". Cruzes! O Brasil cabe agora num copo de 51... 

Pois a gente aqui da planície entende que os desaforos que fazem a Lula não é por que 112 milhões de eleitores que hoje não votariam nele, pensem que Lula esteja sofrendo mesquinharias politiqueiras ou eleitoreiras. Uma ova! 

A indignação e o repúdio não são de políticos, nem de futricas partidárias; o rechaço, a repugnância, a aversão e o asco são de um povo que cansou de ser passado para trás, saqueado, enganado; que cansou de ouvir mentiras, deboches, promessas megalômanas, baixarias e espertezas. 

Lula não perdeu a utopia; Lula não perdeu a vergonha, por impossível que isto seja. Lula perdeu o respeito pelo povo. E muito pior: Lula perdeu o respeito do povo. 

RESUMO PREGUIÇOSO 
DA ÓPERA BUFA

Acordei meio preguiçosíssimo hoje. Vou dar um resumo da ópera bufa desta quarta-feira de junho que tem de interessante para o futuro do Brasil na TV o jogo Chile x Uruguai, time do profeta Moisés Pereira, pela Copa América. Pronto já dei uma rapidinha.

Vou dar mais uma: a CPI do Carf convoca executivos de grandes empresas. Carf, você sabe é Conselho Administrativo de Recursos Fiscais. Foi ali que a Operação Zelotes descobriu uma falcatrua sistemática que pode passar de R$ 19 bilhões. Zelotes, está na Bíblia, é aquele que finge ter zelos. Os zelosos guardadores da Receita que pertencem ao Carf vão ter que ajoelhar e rezar.

De fora da jaula do Leão, eis alguns que foram chamados no apito para mais uma rodada de pizza: Eduardo Sirotsky Melzer, dirigente do Grupo RBS; Luiz Moan, presidente da Anfavea; Marcos Madureira, vice-presidente do Santander; Antonio Zé Domingos de Oliveira Santos, presidente da Confederação Nacional do Comércio. A comissão de inquérito também convocou, sem dar os nomes, os diretores da Ford, Mitsubishi e da MMC Automotores do Brasil.

CHAME SEUS MINISTROS, DILMA
E VEJA O QUE ELES DIZEM DO LULA

Ainda sobre aquele desaforo da Dilma, ontem no Rio de Janeiro, onde e quando ela "inaugurou" o boneco da Olimpíada no Rio da Dilma e teve que falar sobre a cretinice de Lula contra o PT e a favor dele mesmo, ela disse que "todo mundo tem direito de criticar, ainda mais o Lula. Aliás, ele tem sido muito criticado... por vocês! Tchau".

Ah, peraí ô! Quem critica o Lula é o próprio Lula que manda no PT desde que ele foi fundado e agora diz que o PT "perdeu a utopia e o rumo".

Quem critica o PT é o Joaquim Levy que diz que está tudo errado nesse governo. Quem critica o Lula é o Mercadante que é criticado por Lula que mete o pau em todo mundo e só ele presta.

Chame aí, Dilma Vana, qualquer ministro desses que a senhora botou na Esplanada pra fazer nada até agora e veja o que eles dizem de Lula e o que Lula diz deles... Isso, sem falar, no que a senhora mesma fala dele pelas costas. Dona Dilma, a senhora me enche... A senhora me sacoleja!

SORDIDEZ

O PT de sempre que habita o Senado diz agora que há uma "sórdida campanha" contra Lula no País. Ah, tá. Agora o país é que é sórdido.

Eles que se prestam a montar uma caravana de petistas amestrados para lamber as botas de Nicolás Maduro na Venezuela, são santinhos, são anjinhos desasados. Essa pandilha de sevandijas não passa de um clube de santos do pau-oco e de anjos das últimas tríades dos quintos do caldeirão. Vão se catar! Sórdido, sórdido é o par de vasos que pariu vocês!

DIPLOMA DE CARCERÁRIO

Tô de sacoleta cheia hoje. E quando me sinto meio assim uma cesta básica, meu outro meio fica desaforado, meio desaforado, é evidente. E lá vem o Zé Eduardo Cardozo, outra vez dizendo que "o sistema prisional é muito ruim".

Como assim, "muito ruim"? Ele nunca foi lá para ver e sentir na pele o que é o "muito ruim" que ele acha. Vai ver que ele pensa que o sistema é muito ruim porque a culpa é nossa e não dele que tem como missão no Ministério da Justiça, organizar o sistema prisional no país.

Entrementes, 60% dos presos sem julgamento estão há mais de 90 dias na cadeia. Que a gente quer que eles siam, não é verdade; verdade é que a gente queria que eles fossem julgados para nunca mais saírem de lá. Tipo assim alguns mensaleiros com Zé Dirceu Genoíno, Delúbio Soares, João Paulo Cunha e outros de somenos importância, mas de igual periculosidade.

E então, diante desse quadro, das duas, uma: 1) Cardozo passa o próximo semestre preso na Papuda, no Tremembé, ou em Pedrinhas para aprender "in loco" o que deve fazer para melhorar o sistema carcerário; 2) vai pra casa gozar os capitais que juntou fingindo que trabalha para o governo.

Do fundo de minh'alma gentil, eu prefiro que, no fim do ano, para o bem de todos e felicidade geral da nação, Zé Dudu Cardozo volte para o Ministério da Justiça empunhando fagueiro o diploma de formatura em organização carcerária

VACCARI CONTINUA PRESO
A Justiça negou revogar a prisão do antigo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Essa notícia só é boa por que não tira Lula da Silva do atual estágio à beira de um ataque de nervos. De resto, tesoureiro preso do PT é tanta novidade quanto bala perdida no Rio de Janeiro, ou arrastão em pizzaria paulista.

RAINHA NA PRISÃO

José Rainha, quem diria?!?, vai acabar na cadeia. Pegou 31 anos e 5 meses de prisão. Você sabe quem é ele, sabe não?

Zé Rainha Júnior foi líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra. Nunca plantou um pé de couve que ele pensa que é alface. Agora sim, ele vai ver o que é ser rainha no presídio.

Assim que botar os pés lá dentro, vai ganhar um anel de barbante. Lindo isso! Só que não. Graças a um habeas corpus ele pode apelar da sentença em liberdade. É um Pizzolato em iminência. Dou um doce se ele não der no pé.

Ah, sim... Seu Alter Ego nos exércitos de Lula se chama Stédile. Está pedindo para ter o mesmo fim desse Policarpo Quaresma dos invasores desse país. Ah, coitado do Policarpo, não merecia entrar nesse texto. Mas é que eu tô meio de sacoleta locupletada hoje.

23 de jun de 2015


LE GRAND FINALE
NÃO É PRA JÁ

Le grand finale da Operação Lava-Jato não é pra já. A operação pode ter ainda uns dois anos de duração pela frente. E se, pelo sotaque, você pode pensar que il capo di tutti capi pode fugir para a Itália, está redondamente engando quanto ao idioma, mas não quanto ao destino do vivaracho. 

É o seguinte: o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, Pai da estratégia da operação Lava-Jato gerenciada por Sérgio Moro, disse hoje que "no momento, Lula não faz parte das investigações da Lava-Jato". Nenhuma surpresa, na manifestação do procurador, já que ele teve o cuidado de iniciar a informação com a expressão "no momento". 

Então isso quer dizer o quê mesmo? Não é nada, não é nada, não quer dizer nada mesmo. Só que hoje não é amanhã e que o amanhã vem por aí ao deus-dará. E não há nada como um dia depois do outro, nem que seja sob o alcandorado sol da liberdade, ou às sombras do pátio da Papuda. 

Enquanto isso, Sérgio Moro decidiu manter em cana o antigo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Deve ser só por birra, ou então apenas porque ele recebia as propinas em nome do PT e não para ele mesmo, mero receptador de dinheiro deslavado.

Se não é por isso, pode ser então que Sergio Moro o tenha mantido preso pelas acusações bobas de corrupção e lavagem de dinheiro, conforme nada menos de cinco delatores premiados insistem em dizer que Vaccari tinha mania de cometer. Esse Carlos Fernando e esse Sergio Moro, são mesmo uns implicantes, né não?!?  
CPI DO PERDÃO

CPI, todo mundo sabe, é dor que dá e passa. Ainda mais essa CPI dos Analgésicos, ops!, CPI da Receita, ou a CPI do Perdão.

Agora os parlamentares querem saber tudo sobre as fraudes fiscais investigadas pela Operação Zelotes e estão convocando representantes da Mitsubishi, da Ford, do Banco Santander para exercerem o direito de ficar calados até que a vaca tussa.

Uma besteira desses caras, pois eles deveriam contar tudo que sabem sobre o maior esquema de sonegação da história desse país. Se eles tiraram mesmo essa dinheirama toda, coisa de R$ 19 bilhões que estão dizendo que eles sonegaram, então têm 100 anos de perdão. Podem dar com a língua nos dentes à vontade. Estão todos perdoados.

VEJA SE A GENTE 
ESTÁ ALI NA ESQUINA

Dilma Vana hoje se coçou e acabou falando sobre o tal de PT do Lula "que só pensa em cargo". Ela disse, na maior simplicidade,  minimizando a pauleira que tomou do seu criador: "todo mundo tem o direito de criticar, ainda mais Lula".

E ainda foi desaforada com os jornalistas: "Aliás ele é muito criticado por vocês".

Como assim, "ainda mais o Lula"? Foi ele, só ele quem disse que o PT está acabando que o PT está velho e perdeu a utopia. Não tem nada disso de "ainda mais o Lula". O que é que ele tem que qualquer outro brasileiro não tem contra o PT e esse governo que nem sequer começou neste ano?

"Ainda mais o Lula", uma privica! Uma pinóia! Um chute nos, na... nas balacochetas, madame! E ele é sim "muito criticado" porque faz por merecer.

Se não estivesse livre, leve e solto por aí, fazendo o que faz, ninguém o criticaria. Sabe duma, dona Dilma, vá pentear macaco; subir num coqueiro pra ver se tem coquinho; vá até ali a esquina e veja se a gente está por lá.


A VELHA UTOPIA ERA
O PT DA BOCA-RICA

Cá pra nós, mas Lula quis fazer bonito e discursou que "o PT precisa de uma nova utopia" e, o máximo que conseguiu foi confessar que o PT é o partido da boca-rica, "só quer emprego, salários, salvar a própria pele"...

Como já tem poucos companheiros para abandonar à beira do cárcere, ele agora está dando um jeito de abandonar o próprio PT.

Deveria contratar Gilberto Kassab, o Pai dos fundadores de partidos no Brasil da Silva. Aí, o partido FA - Frente Ampla que Lula anda insinuando por aí, sairia num piscar de olhos.
PF TEM PROVAS PARA INDICIAR
TODOS OS PRESOS DA LAVA-JATO

Está por aí nas manchetes: "PF tem provas para indiciar todos os presos da Lava-Jato". O que é bom nessa notícia é o que não está nas manchetes. Esses caras são podres de rico, mas não têm - preste atenção! - não têm direito a foro especial. Fácil dedução: Sérgio Moro não vai dar chance para que esses figurões caiam na Corte de Lewandowski.

O que tem de ruim nessa notícia é que quando chegar a 15ª fase da Lava-Jato que eu batizo agora como se fosse uma extrema-unção de operação Bússola Parlamentar, aí começa a se armar a lona do circo e, se a malta estiver em pleno gozo de seus mandatos - e mandatos desses caras são sempre um gozo - tudo vai acabar caindo nas malhas do Supremo Tribunal do Governo Federal.

O último lado dessa notícia é que, se amanhã ou depois, Lula for indiciado, ele vai cair de boca na Vara de Sérgio Moro. Como o gênio da lâmpada vermelha nasceu nu e analfabeto e, de lá pra cá ele só se vestiu e olhe lá, vai pegar fácil, fácil uma boa estada no Complexo do Tremembé ou na hotelaria da Papuda.
LAVA-JATO, UMA CORRIDA
DE FÓRMULA-1

Sinto desapontá-los, mas é que eu mesmo tomo um banho de água fria quando bato de frente com a realidade corriqueira de uma nação de alma boa dominada pelo espírito de porco.

Não me vejam como arauto da desesperança, pelo contrário, considerem-me como um cara que tenta manter os pés no chão, que não se deixa levar pela euforia das falsas perspectivas.

É com dor no coração que lhes digo: não percam tempo achando que é uma grande coisa provarem que Lula quando era presidente fez lobby à la gandaia para as empreiteiras lá fora. Bolas, todo presidente de qualquer país, ou quaisquer presidentes de todos os países são promotores de bons negócios pelo mundo afora.

Então, aparentemente, Lula como traficante de influências, desempenhou apenas o papel que todos os presidentes desempenham nas suas relações exteriores. Aparentemente. Em nome do artifício da mais ampla defesa, até prova em contrário, aparentemente.

O que se precisa saber é aquilo que todos dizem que sabem, mas ainda não mostraram o pau porque não mataram a cobra: quanto Lula levou de vantagem pessoal, usando o Brasil como escudo e o PT e seus sócios como catre, como cama de campanha eleitoral nos negócios feitos sempre com as mesmas empreiteiras, o mesmo BNDES e os mesmo organismos financeiros.

A AGULHA DA BÚSSOLA MORAL

A agulha da bússola moral aponta que Lula não tem um pingo de constrangimento, nem qualquer escrúpulo nessa convivência promíscua que trata de altas negociatas e somas incalculáveis de dinheiro público e notório com ditaduras podres, empreiteiros corruptos e funcionários corrompidos.

Lula, o popular, vai nessas como quem dá de ombros e se justifica: não importa que a mula é manca, o que eu quero é rosetar. E ele continua querendo. Mas isso não dá a cadeia que você esperava que desse, nem provoca acanhamento em quem não está preocupado com o que é vergonha e honradez.

Sinto desapontá-los, mas a Lava-Jato está agora como numa pista de Fórmula-1... Chegar no líder, até que chegou; ultrapassar é que são elas.

Sinto muito usar esta metáfora. É que, como acho que ainda faltam muitas voltas, estou levando na esportiva. O que não me impede de torcer o tempo todo para que no fim, o vencedor seja aquele que está nas pegadas do cara de maior corrida que já se viu nesse país.

A VIDA É A ARTE DA ESCOLHA

Há quem diga que pau que bate em Chico também bate em Francisco, ou vice-versa e pelo avesso, ao contrário e coisa e tal, tanto faz. O que importa é que os tucanos não deram uma bicadinha de nada nos contatos de primeiro grau da Odebrecht e Andrade Gutierrez com Lula, o PT e o diabo a quatro. E por que será?

Ora, simples, simples... Eles fizeram e fazem cara de paisagem por que estão todos no mesmo barco, na mesma canoa furada.

As duas magnânimas empreiteiras dessa Terra do Brahma, a Odebrecht e a Andrade Gutierrez tanto encheram na mesma in/justa medida as burras dos partidos governistas quanto os cofres das imaculadas facções oposicionistas.

Na eleição de 2014, a Andrade Gutierrez doou de mão beijada, assim como quem não quer nada devolta, R$ 21 milhões para Dilma Vana e, com a mesma desinteresseira bondade, deu R$ 19 milhões para Aécio Neves.

A Odebrecht, nesses casos é menos dadivosa, até por que suas ligações eram e são tão sólidas com o poder dominante que não precisava pagar tanto pelas benesses posteriores. Assim é que ela deu, assim só por dar, módicos R$ 6 milhões para Dilma e humilhantes R$ 2 milhões para Aécio, em que não botava muita fé.

NA VENEZUELA PARA DESFOCAR

É dessa maneira que a Lava-Jato nos leva a entender agora por que foi mesmo que, em pleno estouro da Erga Omnes, a depredadora operação Para Todos, Aécio formou um bando de senadores oposicionistas e se mandou para a Venezuela.

É que não há nesse mundo paraíso melhor nem mais propício para desviar as atenções do que a pátria do burro Nicolás Maduro. Não fosse Maduro ter tido a ideia de jerico de escorraçar o comboio senatorial brasileiro a gritos, paus e pedras, e a viagem turística de Aécio teria dado com os burros n'água; mereceria um pé de página nos jornais e olhe lá.

Eu tô dizendo há horas para vocês: Lulas, Dilmas e similares têm que ser mesmo defenestrados, ninguém aguenta mais a peste bubônica com que essa ratatulha contaminou o país,  mas não esperem nada de diferente dessa pandilha que aí está com cara de demos, tucanos e patotas afins.

A fauna que destrói a flora brasileira é a mesma, sem tirar nem pôr. Que saiam do mato os salvadores da pátria. Se não for do mato que saiam então do Ministério Público, da Magistratura, ou do time da Lava-Jato.

O que não se pode mais aguentar é que essa tropa, essa manada, essa corja que se apropriou indebitamente do Brasil continue trocando figurinha entre si, com a turma de FHC mandando na gente por uns tempos, ou a gangue de Lula nos mandando por tanto tempo.

REVOLUÇÃO MORAL

Já disse e vou repetir: o Brasil não sai do jugo dessa gentalha se não começar imediatamente uma Revolução Moral. O que a gente precisa saber e mostrar a essa caterva que nos domina, é que a dignidade dos brasileiros não depende das leis que eles mesmos inventam para se proteger e se locupletar; a dignidade dessa nação precisa é de bons exemplos.

E quem, nesse Brasil da Silva; quem desses que estão por aí sentados nas cadeiras que dominam os palácios dos nossos governos - federal, estaduais ou municipais - é um exemplo moral e ético a ser seguido?

A vida é uma grande cópula - me perdoem a metáfora atrevida, mas para falar de moral não é preciso ser moralista. É isso, sim... Gozar e fazer que outros gozem sem causar males, perdas ou danos a si mesmo e a ninguém: eis aí, um dos bons princípios de toda a moral. De moral e até de uma boa democracia democracia. Ter e receber e repartir prazer; repartir o pão e o cobertor...

A ARTE DA ESCOLHA

Ou o povo descobre logo quem pode comandar uma revolução moral nesse país onde os abusos chegaram ao ponto em que estão, ou então fiquem certos de que os deuses da politicagem se encarregarão de eleger sempre os nossos amos e senhores, os nossos destruidores.

Tirar dos caciques dessas tribos que se disfarçam de partidos políticos, o poder de escolher em nosso nome quem deve ser candidato a qualquer coisa nas próximas eleições - vereança, prefeitura, governanças de estados, presidência da República, ministérios, cargos públicos - é o primeiro passo para transformar a sua indignação, a nossa revolta em uma revolução.

Para que esta revolução seja um revolução moral, é preciso saber que a vida é a arte da escolha.

22 de jun de 2015

LULA CANSOU DO PT E
QUER "UMA NOVA UTOPIA"

Socado entre as paredes do seu instituto que só serve para palestras e mais nada, Lula falou com os botões da blusa e pediu "lideranças mais jovens, usadas, com mais coragem" no PT. 

E sabe o que foi que ele teve a ousadia de dizer? Pois disse "perdemos um pouco da utopia. Isso é sinal de que somos um partido que cresceu e chegou ao poder, mas precisamos de uma nova...". Essas reticências devem ser a conclusão de uma "utopia", ou quem quem sabe até, de uma nova Petrobras, uma nova camada de pré-sal. 

Lula não tem prurido algum de vergonha e sem qualquer outro resquício de escrúpulos, diante de Felipe Gonzales ex-presidente da Espanha e seu convidado, ele  gargarejou que "os petistas só pensam em cargo, em emprego, em ser eleito. Nós temos que definir se queremos salvar nossa pele, nossos cargos, ou nosso projeto". 

Ah, esse cara tá pedindo um chute nos penduricalhos! Foi ele quem, ao subir a rampa em 2002 lançou no Brasil a "estratégia de coalizão pela governabilidade". 

Foi ele quem transformou o Estado num balcão de negociatas; foi ele quem acendeu uma vela pra cada santo e todas para o diabo; foi ele quem implantou nesse país a estratégia da coalizão, nada mais nem menos do que "quanto é que você custa para ser meu aliado, meu companheiro?". 

Caraca! E ainda por cima, covardaço como é, louco de medo de ser "o próximo" na lista da Lava-Jato, já está começando a pregar uma revolução no partido. Deve ter cansado dos exércitos do Stédile, ou já sabe que eles não são "bons de briga", coisa nenhuma.