O medo

TENHA MEDO DO QUE O GOVERNO PODE FAZER COM VOCÊ. NO BRASIL GOVERNAR É SATISFAZER NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.

31 de jul de 2014

ELEIÇÃO EM BRASÍLIA
Acredite quem quiser, os dados são do mais recente Ibope no Distrito Federal: Zé Arruda, o Rei do Panetone tem 32% de más intenções de votos e Agnelo Queiroz, o Pai do Segundo Tempo, tem 17% da mesma qualidade de eleitores. Isso, nesse Brasil da Silva às vésperas de mais uma eleição, quer dizer o seguinte: absolutamente nada, ou exatamente aquilo que você tem pavor de pensar.

SABE DE NADA...
Sérgio AO Siqueira

Toda vez que apertam O Cara
Ele geme e logo desmente.
Por dentro fica uma arara

Ah, sabe de nada, inocente...
ALCKMIN NO 1° TURNO
Para quem quer e gosta de pesquisas científicas tipo "se a eleição fosse hoje", o Ibope feito na semana passada mostra que Geraldo Alckmin seria reeleito no primeiro turno. Ele tem 50% das intenções de voto, contra 11% de Paulo Skaf e 5% de Alexandre Padilha que não conta mais nem mesmo com Lula a seu lado como acontecia desde o dia em que foi transformado num poste pelo dono de honra do PT.

TEMER TIRIRICA
Michel Temer proprietário do PMDB, anda tiririca da vida com Paulo Skaf que nega e renega dividir palanque dom Dilma Vana. Nem é tanto por desfeita a Dilma, mas fundamentalmente, pela falta de respeito de Skaf para com ele, presidente do partido e vice-presidente do governo. Skaf tá nem aí, já disse que não vai repartir espaço nenhum com ela. Não é por antipatia nem nada, é só porque Skaf sabe que Dilma tem 47% de rejeição na Terra da Garoa.

O MEDO DE DAR

O cartaz de malfeitor dos principais malfeitos do PT nesse tempo de dono do poder na República que está há 12 anos em suas mãos é o que mais afasta hoje os tradicionais doadores de campanha dos candidatos do partido.

Nunca antes na história desse país, a disposição de empreiteiros, banqueiros, comerciantes e industriais foi tão escassa. O medo, quase sexual de doar e de ser alvo de um escândalo tira a vontade de dar. Mas, nem é só isso.

Todos eles sabem que, uma vez eleito e assentado no governo, qualquer um deles tem tudo de bom, bonito e barato para oferecer. Na verdade, é besteira pagar adiantado.

NEM EM CASA
Nem mesmo em casa, Dilma Vana consegue bom desempenho nas pesquisas eleitorais. Está empatada com Aécio Neto Neves de Tancredo no Distrito Federal. Não é nada não é nada, são quase 2 milhões de votos.

JUSTIÇA
Surpresa! Em um país em que 75% dos presidiários ainda aguarda atrás das grades julgamento de seus delitos, Zé Genoíno poderá deixar a penitenciária da Papuda e voltar para caso, onde não mais terá crises cardíacas e viverá feliz para sempre.

A Justiça acaba de reduzir a pena dele em 34 dias, graças a cursos que ele realizou nesse tempo de cadeia e ao trabalho que dedicadamente realizou na prisão. Então, justiça seja feita: ele merece, deve estar estafado.

ROMBO
No quesito "contas públicas" o governo Dilma vai que vai. O superavit caiu pela metade no primeiro semestre. A "economia" do governo foi de R$ 17,2 bilhões, o pior rombo de primeiros semestres desde o glorioso ano de 2002, quando Lula subiu a rampa.

FIM DO PESADELO
Pronto, acabou o pesadelo dos corruptos do governo e até dos doutos pares e ímpares de Joaquim Barbosa. Saiu hoje no Diário Oficial da União a portaria presidencial que concede aposentadoria a Joaquim Barbosa.

A partir desta sexta-feira, ele passa a ser mais uma vítima do fator previdenciário.

Brincadeirinha, Barbosa foi ministro, honraria que aparta seus iguais do extrato da sociedade brasileira pelo epíteto de "pessoas não-comuns" - segundo a classificação social de Lula, quando certa feita exigia respeito à figura de Zé Sarney.

MAIS DESCULPAS DO SANTANDER

O Santander agora manda um pedido de desculpas por dia a seus melhores clientes, desde que Dilma Vana começou a puxar suas orelhas. Não pense, porém, que é por respeito a Dilma ou amor a sua clientela que o Santander está fazendo isso.

Nem uma, nem outra: o Santander está é pressionado por tudo quanto é Prefeitura da base aliada que ameaça cortar relações bancárias pelo Brasil da Silva afora.

Acuado, o Banco se desmancha em pedidos de perdão. Isso pode ser o prenúncio de que, logo ali, o Santander não terá medo algum de ver sua logomarca ligada a uma boa e saudável campanha até as eleições outubro.

Não é proibido e nem há nada de ilegal em abrir os cofres . E afinal de contas, quem é mesmo - entre aliados e opositores - que não gosta de um bom cofrinho?!?

É o princípio mais comum na chamada "estratégia de coalizão pela governabilidade" que Lula lançou com tanto êxito nesse país.

DESAFORO DIPLOMÁTICO

Pode ter sido falta de educação e até desaforo o porta-voz nanico de Israel chamar o Brasil de "anão diplomático".

Mas, tudo tem um certo fundamento quando se sabe o que Lula fez, desde que subiu a rampa em 2002, quando lançou o que chamou de "nova política externa".

Lula passou os seus oito anos de governo e agora mais esses quase quatro dentro do seu instituto quase não-governamental promovendo o seu próprio prestígio pessoal.

Lula esteve sempre de olho num prêmio Nobel qualquer, o da Paz ou até o Nobel da Educação e Cultura ou coisa parecida.

De vez em quando pleiteava uma cadeira especial para sentar fundilhos na ONU.

Foi desaforo, sim, do nanico porta-voz de Israel, mas há quem o tenha merecido.

Pior, bem pior do que ser chamado de anão diplomático é ser tido como amigo dos Irmãos Castro lá de Cocodrilo Verde e de outros abjetos como Nicolas Maduro, Vladimir Putin e uma coleção de ditadores africanos, bons pagadores de palestras e contumazes assinantes de convênios bilionários.

À ESPERA DA MORDAÇA
Mais um treino aqui nesta praça, enquanto os lobos não vêm...

SLOGAN
Sérgio AO Siqueira

“A esperança venceu o medo!”
E eu pensei que era verdade.
O desencanto veio bem cedo:

Era apenas publicidade.

30 de jul de 2014

PASADENA É DE ARREPIAR OS CABELOS

O companheiro ministro Zé Jorge, do Tribunal de Contas da União - aquele cujo parecer livrou a cara de Dilma e dos conselheiros da Petrobrás, no escândalo Pasadena - acaba de dizer que apura possível "equívoco" na atribuição de responsabilidades que lavrou com relação a diretores da estatal no negócio lá no Texas.

Ele deve emitir um novo relatório que pode isentar Ildo Sauer, diretor de Gás e Energia no período de 2003 a 2007. O cambalacho da refinaria foi feito em 2006.

Nota oficial do TCU garante que "Se for constatado equívoco, será devidamente corrigido por meio de nova decisão a ser proferida pelo plenário do TCU".

Socorro! É de arrepiar os cabelos como se trata de maneira tão estapafúrdia e apressada um negócio que, comprovadamente, causou quase R$ 2 bilhões de prejuízo aos cofres públicos.

Primeiro foi Dilma que não leu direito o documento que autorizou a negociata; agora é o próprio ministro do TCU que, na pressa de distribuir perdões, não julgou direito quem tem, ou não, responsabilidade no nebuloso caso da refinaria americana.
O CORDÃO DOS ISOLADOS
CADA VEZ AUMENTA MAIS

Sabe toda essa pompa e circunstância que fez de Dilma nos últimos dois dias quase uma correspondente superstar da guerra na Faixa de Gaza?

Pois nasceu de mais uma traquinagem de Marco Aurélio Sargento Garcia, o top-top olheiro de Lula para assuntos aleatórios na delicada área de relações exteriores.

Foi ele que, sem ser chamado ao assunto e porque não tem mesmo mais nada para fazer, classificou de "genocídio" o conflito provocando a reação desaforada de Israel que fez a diplomacia brasileira virar anão de piada internacional.

Agora, Sargento Garcia é o mais novo sócio do clube de Gilberto Carvalho e Franklin Martins em que Dilma não entra.

Dilma Vana quer distância de Marco Aurélio Sargento Garcia que nunca foi diplomata na vida, mas é quem manda no Itamaraty desde as velhas tardes de domingo dos governos Lula.

Foi por mais essa asnice que, no seu combinado encontro com repórteres de quatro veículos de comunicação, ela retificou  no início da semana a besteirada do Top-Top Garcia chamando o tal "genocídio" de "massacre" - seja lá o que é mesmo que ela tenha tentado dizer com isso.

E eis aí então o mais novo integrante do Cordão dos Isolados no Palácio. Todos do Bloco de Lula. A coisa está virando Carnaval. A apoteose é na Praça dos Três Poderes.

O MEU E O DELES

Sérgio AO Siqueira
Atenas, outubro de 2004.


Geografia, História do Brasil e Geral,
Matemática, Ciências, línguas vivas e mortas.
Assim, abriam-se as portas, do meu tempo colegial.

Freiras e irmãos Lassalistas de boa-vontade e aptidão,
Todos monoteístas, me inculcaram Deus e religião.

Deus de letra grande, de uma grande religião;
Que só depois de grande vi que era deles...De mim, não!

E pela paz e pela guerra, eu tinha medo Dele;
Mandava no céu e na Terra porque tudo era Ele.

Vi pela vida tanta miséria e maldade - que o mundo me ensinou:
O meu Deus é de verdade; religião, o homem inventou.

Esse Deus que tenho atende por Natureza, Bondade, Justiça, Razão.
Feito de energia e beleza prescinde de religião.

Aquele que cria tudo; que cria o mundo, o homem, o lobo, as flores,
As aves, a terra, o céu, o mar profundo, e cria também amores...
Juro por tudo quanto é mais sagrado, não precisa de pastores!

29 de jul de 2014

FELIPÃO NO GRÊMIO

Chimarrão - o amargo regresso.

Pronto! Felipão é o técnico do Grêmio. Bom pra todo mundo. Bom para o Grêmio. Bom para o Felipão. Melhor ainda para o Internacional. E te cuida aí, Brasil de Pelotas. No ano meio do ano ele periga voltar para a Baixada.
ISRAEL & SANTANDER
Assédio por assédio, isso tem preço, sim senhor.

Não me dou lá essas coisas com bancos, nem com banqueiros - pertençam eles ao extrato social a que pertençam, da rede privada, da cadeia oficial, ou do jogo do bicho.

Até por isso, não dei muita bola para a celeuma que foi criada em torno daquele memorando do Santander aos seus clientes com contas acima de R$ 10 mil, prevenindo-os contra os riscos que advirão de uma eventual reeleição de Dilma Vana.

Mas, enchi os tubos; não dá pra continuar fazendo cara de paisagem para mais essa demonstração de totalitarismo do governo que vem nos governando demais.

A indignação de Lula e seus companheiros, e de Dilma toda braba e mal-educada recusando as desculpas da direção do banco porque achou o pedido "protocolar demais" é a própria cara do espírito intervencionista e ditatorial que anima a ex-brizolista Dilma, hoje de profissão petista, ainda chefe do governo brasileiro.

O banco é uma instituição privada, com fins lucrativos, devidamente registrada em juntas comerciais e similares, plenamente aceita para agir à cata de lucros e vantagens para si e talvez até seus clientes, no território nacional.

O governo não gostou do que leu e o pau comeu. Esse governo é assim. Sua democracia dura até o ponto em que vê, escuta ou lê alguma coisa que não esteja na sua cartilha.

A partir daí, tem unhas e dentes para praticar assédio moral e até empregar a força, o poder do prende e arrebenta para voltar a não ter medo de ser feliz.

Essa reação do governo Dilma diante do Santander é tão "desproporcional" quanto a que ela imputa a Israel no conflito milenar com a Palestina, hoje ferido, desferido e conferido lá na conturbada Faixa de Gaza.

Enquanto a direção do Santander não ajoelhar e rezar, o governo Dilma não se dará por satisfeito. Sem ideologia, fisiológico por vocação e profissão, esse governo - insisto - só estará contente quando conseguir realizar suas necessidades fisiológicas.

E esse tipo de assédio desproporcional, a três meses de uma eleição, com sérias dificuldades de arrecadação para campanha tem preço, sim senhor. A moeda corrente nesse marketing case é popularidade à brasileira, não na boca do caixa, na boca da urna.
ALGO SOBRE DEMOCRACIA?
Outro dia, imprensado, Aécio Neto Neves de Tancredo disse à imprensa que "não discuto aeroporto, só Brasil". Ontem, numa "entrevista" semi ecumênica - para UOL, Folha, SBT e Jovem Pan - Dilma Vana disse que "não discuto ministério". Ah, como é bom entrevistar essa gente. Será que eles responderiam algo sobre democracia?!?

CRIADOR X CRIATURA

Olha só, o criador se voltando contra a criatura.

Como Dilma Vana mais que gelou as relações, até congelou a vizinhança com Gilberto Carvalho e Franklin Martins, dois protegidos de Lula infiltrados no governo dela, Lula já deu o troco criticando e condenado o comportamento de Aloízio Mercadante, menino dos olhos de Dilma, na condução de assuntos com os seus dois apadrinhados.

E já avisou que se a president@ não voltar às boas com o par de vasos Martins & Carvalho, ele "dará entrevista que criará problemas à reeleição de Dilma".

Dá para entender agora onde é que ficam guardados os dossiês?!?

Esse é o velho Lula. Sempre à espreita. E esse é o jeito da sua democracia garantir o plano de poder num país que não tem programa de governo.

LULA E O EXIBIDO

Hoje, a figura incrustada no governo Dilma que mais irrita Lula, aquele que não larga o osso, é Aloízio Mercadante.

Lula acha que ele está muito exibido colorido, querendo ser presidente da República assim que termine o eventual segundo mandato de Dilma.

Lula já percebeu que Mercadante hoje tem mais poder e influência com Dilma do que Zé Dirceu tinha com ele, Lula, quando chefiava a sua Casa Civil, Sua Vida.

E Lula embrabece mais ainda, porque Dilma não dá bola para sua contrariedade e continua firme e forte dando apoio ao seu papagaio de pirata preferido.

QUANDO SETEMBRO VIER

Afora futricas e fuxicos o que significa mesmo esse desconforto de Dilma com o Cardeal Richelieu e o arremedo de Golbery do Couto e Silva colocados por Lula nos calcanhares da primeira-mulher-president@ do Brasil da Silva, é que Lula está mais do que nunca, com o pé que é um leque para tomar o lugar dela nessa corrida rumo à rampa do Planalto.

O grande príncipe virou sapo barbudo outra vez. E coaxa no meio dos aguapés que estão se mexendo.

Se as pesquisas continuarem mostrando que haverá segundo turno, antes de 15 de setembro, Lula vira novidade no Superior Tribunal Eleitoral.

Há controvérsias. E tremeliques, nas hostes petistas.

LEWANDOWSKI, BOA IDEIA?

Ministros supremos já andam duvidando que Joaquim Barbosa vá confirmar a sua renúncia nesta sexta-feira de agosto.

Na bolsa de apostas há quem jogue todas as fichas na hipótese de que ele continuará sendo dor de cabeça para o status quo republicano até novembro, quando termina seu mandato.

Ninguém sabe mais nada, a não ser que Barbosa não engole sequer a ideia de ver na presidência do STF o companheiro bom e batuta Ricardo Lewandowski.

Se Barbosa não aceita, por que o povo desse país deveria achar que Lewandowski é uma boa ideia?!? Em todo caso, Barbosa tem o poder de escolha; já a liberdade do povo não chega a tanto.

BRIGA DE GALOS
Os donos do PMDB acham que a briga entre os marqueteiros Duda Mendonça e João Santana vai acabar soltandos as penas de Paulo Skaf e Alexandre Padilha e que os dois têm tudo a perder com essa rinha de galos cantantes. Estimam que não haverá nem 2° turno. Besteira, Skaf não tem cacife para chegar lá e Alexandre Padilha nunca teve nada a perder.

ELEIÇÃO NO DF
Nada em uma eleição pode ser tão feio e indigno quanto a disputa ao cargo de governador do Distrito Federal. O eleitor vai ter que escolher entre um urticariante Argh!nelo e um pé de Arruda.

RONALDINHO FORA DO GALO
E Ronaldinho Gaúcho, no auge dos seus 34 anos, está deixando o Galo Mineiro. Depois de conquistar a Europa, o Rio de Janeiro, Minas Gerais, o craque vai tomar conta das baladas nos Estados Unidos. Mas que joga bola, joga. Melhor que o Dunga, ele sempre foi.

IMPUNIDADE GERAL

A organização Human Rights diz que tortura cometida por agentes no País é impune. E informa que 64 detidos sofreram maus-tratos, por policiais ou carcereiros.

Ora, essa ONG não sabe de nada. Fala de 64 detidos assim, como se fosse mesmo só isso. Como assim, "maus-tratos"? Os detentos levaram empurrões, tiveram que aguentar cócegas nos pezinhos, foram fresteados em suas visitas íntimas, ou será que judiaram deles como castigaram Zé Dirceu, a quem botaram pra trabalhar?

E só mais uma coisinha: por acaso os corruptos, fraudadores de licitações, estelionatários do dinheiro público e propineiros, não são impunes também?!? Então, digam logo. Não fiquem falando só em detentos e em esqueletos tirados do armário. Parece até que não conhecem o Brasil da Silva.

LULA CONFESSA NA CUT

Lula não perde tempo. Bota a boca no trombone, sempre que tem um palco iluminado e uma plateia embasbacada.

Dessa vez, o alvo foi o Santander e o palanque a 14ª plenária da CUT.

Lula regorgeou tonitruante que "não tem lugar no mundo onde o Santander esteja ganhando mais dinheiro que no Brasil".

Peralá! Tempo pra nós! Isso é um desabafo, ou uma confissão?

Diga lá, não se escame, por que o Santander ganha "mais dinheiro aqui do que em qualquer outro lugar do mundo"?

Diga, não se encolha, que só pode ser por que há 12 anos o governo do Brasil está nas mãos e sob controle de quem está. Não há nenhuma outra razão.

Lula não limpa a boca quando vocifera para plateias embevecidas. Ele aproveitou a ocasião na plenária da CUT para dar vazão àquilo que ele acha ser capaz de provocar, nos ouvintes menos avisados, os mais primitivos instintos.

Falando sobre o memorando-alerta a respeito dos riscos da reeleição de Dilma distribuído pelo Santander aos seus clientes preferenciais, Lula falou de boca cheia: "Quem disse isso não entende porra nenhuma de Brasil".

E mais que isso, porque gosta de mandar, cobrou do banco a demissão de Emílio Botin, presidente do grupo Santander. E, encerrando o show na CUT, Lula chegou ao grande final: "O governo federal não vai jogar fora a confiança que o país conquistou nos últimos anos".


Pois, assim, com esse "conquistou nos últimos anos", Lula denunciou a si mesmo: a vida boa do Santanter até aqui no Brasil da Silva é todinha do seu tempo.

Assim é que, de repente e não mais que de repente, você fica sabendo pelos jornalistas visitantes do Palácio do Planalto que Dilma não aceitou as desculpas do Santander, por achar que elas foram "protocolares" demais. Aí, em seguidinha vem Lula com esse discurso-confissão lá na CUT que, se você não tá lembrado, dá licença eu vou contar: CUT quer dizer Central Única dos Trabalhadores.
Conclusão e sugestão: fique com um pé atrás e desconfie dessa blitz do governo contra o Santander que, de santo também não tem nada. É que as doações de campanha estão escassas. E sempre é preciso encontrar um jeito de tirar água de pedra e leite de vaca morta.

28 de jul de 2014

FAIXA EM CONFLITO
A ONU mandou ordem de cessar fogo imediatamente na Faixa de Gaza. Israel fez ouvidos moucos. A ONU não manda nada. A área está cheia de vítimas, de mortos e feridos, uma verdadeira Faixa de Gaze.

CAIXAS-PRETAS
As caixas-prestas valem mais que mil imagens. Revelam que o Boeing que caiu na Malásia foi atingido por um míssil  disparado por separatistas ucranianos apoiados pela Rússia. Já se vê que ucranianos e russos são bem mais que apenas bons amigos.

ÁGUA EM SÃO PAULO
O Sistema Cantareira de abastecimento d'água em São Paulo atingiu o nível recorde de 16%. Um copo d'água hoje em São Paulo custa mais que uma cerveja. O banho é à la francesa. Tudo tem seu outro lado. O paulistano hoje se sente um turista parisiense em sua própria casa. Brutal é andar nos coletivos abarrotados da capital paulista.

A CARA DO SUS
Num hospital público da Ceilândia, no Entorno de Brasília, a médica de plantão,Virgínia Pimental negou atendimento a uma paciente. A mulher de 57 anos morreu. A médica é reincidente contumaz em confusões com a polícia, com a lei e a justiça. Ela é apenas a cara, o corpo e o espírito do Sistema Único de Saúde no Brasil da Silva.
CABO-ELEITORAL DE COSTAS LARGAS
Nada mais oportuno que deixar Padilha, em São Paulo e alavancar Rui Costa, na Bahia.

No PT essa coisa de eleição e candidato e marqueteiro e cabo-eleitoral e palanque e os diabo a quatro está ficando uma graça. O candidato está mal? Chama, chama o hospital. E o remédio é sempre o mesmo: Lula da Silva. É o salvador das almas perdidas em urnas desvalidas.

Agora mesmo a cúpula do PT "deu" a Lula a tarefa de alavancar a eleição de Rui Costa, concorrente petista ao cargo de governador da terra do Senhor do Bonfim.

E então já que a alavanca de Lula não está levantando nem sequer o poste Alexandre Padilha, lá em São Paulo, o cabo-eleitoral mais comum e mais barato do país vai para a Bahia pescar votos como se fossem camarão catado.

É missão um pouco menos impossível do que a Operação Padilha que não passa dos 4% nas pesquisas eleitorais. Rui Costa consegue se manter nos 8% desde que foi apresentado como candidato ao povo baiano.

A nova série da carreira de Lula é uma pequena amostra de como se deixa ao abandono um companheiro que vai mal das pernas.

No caso do presidente de honra do PT, isso não é novidade nenhuma. O que menos lhe tem custado ao longo desses 12 anosa de poder é dar as costas aos que não tem bala na agulha.

Essa sistemática atitude até tem favorecido ao conhecido grito escapatório de Lula "me apunhalaram pelas costas!".

A notícia mesmo é que, desta feita, é que ele, logo ele, o mestre dos mestres,  foi "autorizado" pelos seus subalternos de dentro do próprio partido.

Uma saída oportunista para não deixar de lado o companheiro Padilha nessa hora em que, mais do que jogá-lo às próprias feras, sua pífia performance como candidato coloca em risco o prestígio, o cartaz de Lula como o grande Arquimedes da alavanca petista, a incansável engrenagem propulsora de votos no Brasil da Silva.
BEM-VINDO

Esse Aeroneves vai render. Aécio que quer a avaliação moral de Dillma Vana no caso da refinaria de Pasadena, agora tem pista à vontade pra deslizar na maionese.

Aécio Neto Neves de Tancredo está um tanto quanto acabrunhado. Besteira, deveria comemorar.

Agora, sim, com a pecha de misturar a vida pública na privada, Aécio pode contar de certo que os eleitores que há anos vêm votando em candidatos mergulhados em escândalos, podem recebê-lo de braços abertos, com a velha expressão companheira: "Bem-vindo ao clube"!

ESTÔMAGO FRACO
Os coordenadores da campanha de Aécio Neto Neves de Tancredo andam meio impressionados com a saúde do candidato tucano ao Palácio. Ele acaba de recomendar aos responsáveis pela parte logística de sua campanha que suspendam da agenda as viagens aéreas. Ultimamente, só de ouvir falar em aeroporto ele tem enjoo.

QUIZ
Quem pode incomodar mais o PT na campanha eleitoral: 1) Sininho, nas cercanias dos palanques da Dilma; 2) Pastor Silas Malafaia, nos programas de TV do Lula?

LEGAL E LEGÍTIMO
Tá, construir um aeroporto de alto custo público numa fazendola desapropriada de um tio-avô, pode ser até legal, mas não é legítimo. Fácil  de se concluir: não é legítimo, porque é legal pro tio-avô do governador. Mas e aí cara pálida: construir com muito dinheiro brasileiro o porto de Mariel, em Cuba é legal e é legítimo? Legal pra quem e legítimo quando, onde, como e por quê?!? Não é legítimo, porque é legal para a ditadura dos irmãos Castro, objeto de idolatria do governo brasileiro.

FLA DEIXA A LANTERNA
Então é isso, o Flamengo de Luxemburgo uma vez mais, bateu o Botafogo por 1 a 0 e, por enquanto, saiu da lanterna do campeonato. Saiu da lanterna, mas ainda está onde fez por merecer: no grupo da morte do Brasileirão. Isso é bom ou ruim? É ótimo para o Vasco da Gama que, com o Mengão na Segundona, vê aumentadas as suas chances de ser novamente vice-campeão da Série-B.
SKAF SEGUE DUDA MENDONÇA
QUE SE VINGA DE SANTANA

Paulo Skaf, o industrial de gabinete que preside a poderosa Fiesp derrubou sem qualquer esforço o poste de Lula que atende pelo nome de Padilha e polariza hoje a eleição para governador com o tucano já governante Geraldo Alckmin.

Skaf, do PMDB aliado e companheiro do governo, nega dividir seus palanques físicos, virtuais e eletrônicos com Dilma Vana. E o barraco está armado.

Sua recusa é recomendação explícita do marqueteiro Duda Mendonça que não perdoa a president@ Dilma por tê-lo trocado por João Santana, o preferido da Dama da Copa na hora em que ela bota batom, refaz o penteado, se faz fashion para aparecer em público ou ler seus discursos de improviso.

Duda foi quem apresentou Santana ao núcleo duro do PT e agora não perdoa o ex-companheiro bom e batuta por se aproveitar das suas penas que o mensalão jogou para o ar, e tomar seu lugar no governo.

Quer dizer, campanha política é isso mesmo, o que vale é uma boa rinha de galos particulares, um bom plano de poder; o que menos interessa é programa de governo.

Na verdade, nem Duda, nem Santana, ou qualquer marqueteiro que planeja as campanhas e os atos dos governos, fazem qualquer coisa de graça. A publicidade e o marketing são os maiores condutos de dinheiro público se esvaindo pelos ralos dos meios de comunicação.

Essa banda que vende fisiologismo, que cria e recria o Brasil Maravilha que você vê nas telas de TV, é a mais pura demonstração de que os governos e os políticos que os patrocinam só estão felizes quando realizam suas necessidades fisiológicas.

O Ministério Público, a Polícia Federal e o Leão da Receita já deveriam estar nos seus calcanhares há muito tempo.

COMO SE ESPERAVA

Não foi por falta de aviso. Como já era esperado, o PT está dando um show de bola em matéria de superexposição do caso Aeroneves.

E mais que isso, está dando uma aula à oposição sobre como se faz um escândalo não deixar tão cedo de ser um escândalo. Eu disse que ia render.

Agora só resta ao Aécio Neto Neves de Tancredo saber fazer do limão a limonada que o PT sempre fez. Escândalo no governo é como fermento em massa de bolo: só faz crescer.

Já tem gente preocupada na coordenação de campanha governista porque ultimamente não tem aparecido escândalo nenhum, além daqueles que já vem usando em causa própria há muito tempo.

CANALHAS ORGANIZADAS

Tá, eu não consigo torcer pelo Corinthians. Não é por nada, o time até que é muito ruim mesmo;  não torço pelo Corinthians muito mais por causa do seu guru Pé Frio e torcedor símbolo. Mas a depredação das cadeiras que a torcida palmeirense fez no Itaquerão, gente boa não faz.

É vandalismo, baderna, barbarismo idiota. E os imbecis ainda deixaram a assinatura da sua selvageria nas poltronas do estádio: MV - Mancha Verde.

Lembro dos meus tempos de admissão ao ginásio, há dois mil anos, quando o professor de História, indignado por ter visto garatujas e besteiras escritas nas paredes dos banheiros do colégio, apenas nos disse, antes de começar a aula: "O nome dos canalhas aparece em todos os lugares".

E mais não disse. E nem precisava. Essas torcidas organizadas são o quê?!?

DUNGA JÚNIOR
Dunga, na falta do que mais fazer num domingo pela manhã, disse ontem que quer Neymar jogando  "em função do time". Quer dizer, o Neymar agora vai parar com os dribles e se dedicar a marcar os adversários em vez de ser marcado por eles. É uma boa ideia. Daqui a pouco o Neymar vai ser chamado de Dunga Júnior.

A DÍVIDA DAS HIDRELÉTRICAS

Deixe que lhes conte: fiquei sabendo pelos jornais alhures que as usinas do Rio Madeira têm uma dívida bilionária na Justiça.

O atraso nas obras e a alta na energia criaram um débito de mais de R$ 1 bilhão para as unidades de Santo Antônio e Jirau. E olha que elas recebem uma grana faceira do governo que, nesses casos, atende pelo nome de BNDES.

Caso você não esteja lembrado, eu faço cócegas em sua memória: uma hidrelétrica - e quase todas elas aqui no Brasil têm a ver com a famiglia Sarney - tem por finalidade produzir energia elétrica - coisa que evita apagão - através do aproveitamento hidráulico existente em um rio; qualquer rio.

INDO À LABUTA
E porque hoje é segunda, os trabalhadores reeducandos Zé Dirceu, Delúbio Soares e Valdemar Costa Neto, deixaram seus alojamentos carcerários e foram à labuta. Noutros tempos, aqueles mais antigos de guerrilha de festim e nesses mais recentes momentos de euforia republicana, eles diriam que estavam indo à luta; agora é labuta. Rima e é quase verdade. Quem diria?!? E quem controla a azáfama dessa pandilha neo proletária?

INTERNET
Se você não sabe, desde o dia 5 estamos todos viajando sob as regras da Justiça Eleitoral rumo às eleições de 5 de outubro. Então fique ligado e saiba como se comportar para não responder por crime eleitoral. Eis por onde andamos: "O internauta tem direito de se manifestar na rede mundial, desde que se identifique. Caso ele mantenha o anonimato, poderá ser multado em até R$ 30 mil. Também é permitida propaganda eleitoral por meio de blogs, redes sociais e mensagens instantâneas. Propagandas por e-mail devem conter uma forma do internauta deixar de receber aquele conteúdo. No entanto, não é permitida nenhuma forma de propaganda eleitoral paga. O TSE também veta propaganda em sites de empresas ou em sites hospedados por entidades ou órgãos públicos". Daqui pra frente, meu preclaro amigo do Face, cuide-se com qualquer tipo de SPAM.

27 de jul de 2014

RÊMIO 2 A 3 CORITIBA

E eu me dei ao desplante de assistir na TV ao jogo do Grêmio contra o Coritiba. Foi no estádio gremista. Estava 1 a 0 para o time paranaense.

De repente, não mais que de repente, o Barcos virou. Tudo ia bem e coisa e tal, quando o Coritiba desvirou: 3 a 2, com dois gols de Zé Love e um do vetusto Alex que não usa Gumex.

Vou dizer uma coisa pra torcida tricolor: aquele treinador quase gordinho, com jeito de Fernando Veríssimo meio Nerd, é muito mais colorado que o filho do Érico. No Grêmio, tudo é só uma questão de tempo e de vento.

FLA 1 a 0 BOTA
E assim falou Zaratustra: - Luxemburgo é o Cara. Na sua quarta reestreia no clube da Gávea, o treinador levou o Flamengo a golear o Botafogo por 1 a 0, em pleno Maracanã. Nenhum jogador do alvinegro reclamou da arbitragem; eles reclamaram foi de salários atrasados. Há coisas que só acontecem com o Botafogo.

GOIÁS 2 A 1 SÃO  PAULO
Na reestreia de Kaká, 11 anos mais velho do que no dia que foi corrido pela torcida são-paulina, o São Paulo perdeu para o Goiás por 2 a 1. Kaká fez o dele, foi o melhor jogador do tricolor paulista em campo e ainda saiu dizendo que "o time não pode depender só de mim".  Modéstia e água benta não se compra em farmácia. Dou só mais dois joguinhos e o Kaká vai ser mais vaiado no Morumbi que a Dilma Vana no Maracanã.

SPORT 2 a 1 ATLÉTICO-MG
E o Sport fez 2 a 1 no Atlético de Minas Gerais. Esse Levir Culpi já anda desestabilizando o Ronaldinho Gaúcho. Daqui a pouco o garoto da bandana vai voltar às baladas. Ou, o que é mais provável, Ronaldinho faz com o Levir Culpi no Galo, o que ele fez com Luxemburgo no Mengão.
QUE PROJETO!
Coordenador da base, Gallo já cantou que quer Neymar e mais 10 para seu projeto Olímpico em 2016. Quer dizer, vai botar para quebrar dois anos antes da Copa na Rússia. Inclusive, a coluna vertebral do único Lionel Messi que nós temos. Isso é que é planejamento. Já comecei a torcer contra, de novo. Essa gente não sabe nada. Estão mais perdidos que a seleção do Felipão contra a Alemanha na Copa da Dilma.

MALES
O maior mal que alguém pode fazer a uma amiga é deixar-se apaixonar por ela; o pior que pode fazer a si mesmo é apaixonar-se por uma desconhecida.

AH, O SONO
Que coisa, o sono / Parece que morre a vida / E nasce o abandono.
Que coisa o sono / Cessa toda a lida / E ninguém mais é dono.
De sono em sono / O que de ti deixei de ter na subida / Quero na descida, como abono.
REESTREIA RESTRITA
Nada como um bom canal de TV a cabo. Bastou o Kaká reestrear no São Paulo, para o jogo contra o Goiás entrar no pacote do pay per view. Até parece que esse venerando ex-craque do passado nem foi corrido pela torcida organizada do Morumbi, em 2003. O Brasileirão está tão pobre que Kaká volta 11 anos depois como superstar outra vez. O futebol brasileiro só se sustenta pelo poder de arrecadação da TV.

A PAZ
Se me perguntarem: - O que você quer da vida? De pronto hei de responder:  - Eu quero paz. E, por desencargo de consciência, completar: - Só não sei quando, como, onde, por quê e com quem.
É impossível ser in/feliz sozinho.
FALCÃO CROCITA POR SÃO PAULO

Rui Falcão, apenas presidente e não presidente de honra do PT, jogou a toalha.

Admitiu que o partido de honra e glória de Lula dificilmente deverá fazer a mesma bancada paulista de 26 deputados federais nas eleições de outubro.

Ele diz que o julgamento do mensalão prejudicou muito a imagem do PT em São Paulo. Até parece que foi só em São Paulo que isso aconteceu. Mas Falcão quando abre o bico parece até tucano.

verdade é que o cartaz do PT está feito e espalhado por todo o território nacional. Do jeito que Falcão crocitou dá a nítida impressão de que os paulistas são os eleitores politizados do país e que o resto é o resto.

O PIO DO FALCÃO

O pio do Falcão, no entanto, não é de todo inconsequente.

O PT perdeu em São Paulo tantos puxadores de voto, quanto as letras brasileiras perderam imortais nesse ano.

João Paulo Cunha, Ricardo Berzoíni e Zé Eduardo Cardozo, por motivo de força menor - um está preso na cadeia, os outros  presos a Dilma - não concorrem a nada nessa eleição.

Para completar o quadro, o mais recente poste lulático, Alexandre Padilha, não tem luz própria. Está empacado na soleira da porta dos fundos da lavanderia Labogen, do doleiro agora também cardiopata, Alberto Youssef, hóspede permanente da Polícia Federal.

ACADEMIA NOS CÉUS
Primeiro começou a despencar avião por tudo quanto foi lugar desse mundo; depois foi o surto de escritores brasileiros se mandando desta para a melhor. João Ubaldo Ribeiro se foi e logo, logo atrás dele se mandaram Rubens Alves e Adriano Suassuna. Os imortais já devem estar montando uma academia lá nos céus. 

FUTEBOL RUDE E SEM GRAÇA
Não vai ser agora que vou engolir a Alemanha

Agora, o Brasil até parece que voltou a ser o País do Futebol. Desde a CBF - e suas novidades administrativas: Gilmar Rinaldi e o cerebral Dunga - até os mais bisonhos narradores e comentaristas esportivos, elegeram o jeito Alemanha de ser e de jogar bola. É o novo futebol brasileiro de gabinete em consonância com o futebol de estúdios.

E rezam que "há dez anos a Alemanha tem o mesmo treinador"; enaltecem o sistema de jogo dos alemães; a forma como os seus atletas se comportam com o público e com a imprensa; exaltam sua bondade desmedida e mais até que o espírito de luta, a alma dadivosa dos integrantes da seleção tetracampeã do mundo.

Peralá! Tudo isso pode até ser verdade, menos a essência do futebol: a criatividade, a alegria, o drible, a improvisação em campo, enfim, o futebol que dá gosta de se ver.

O velho e bom futebol brasileiro pentacampeão mundial.

Sua memória deve estar à beira da Missa de 7° Dia, se você já esqueceu como foi a campanha da seleção da Alemanha. Vou relembrar então que reviver é preciso:

Meteram 4 a 0 em Portugal na estreia. Os portugueses pareciam tão aturdidos em campo quanto os brasileiros mais tarde, na mesma memorável competição.

Empataram na maior dificuldade com Gana, em 2 a 2, numa partida em que os ingênuos ganeses foram sempre melhores e muito mais, digamos, vistosos.

Jogando por rapadura com os EUA fizeram um gol sem-querer no início das partida e ganharam de calças na mão. Ainda assim, levaram a coisa a sério. A "coisa" aí é o futebol - fique isso bem entendido.

Na fase quase quente da Copa, derrubaram na prorrogação e no cansaço a poderosa Argélia que babava de estafa, quase como se fosse um Zé Genoíno tendo um infarto de verdade.

Nas quartas-de-final, meteram a pau e corda um gol na França que jogou sem Rivéry, o Lionel Messi dos franceses e, não mal comparando, o Neymar dos brasileiros.

E foi então que veio à tona o espírito de bondade dos alemães: 7 a 1 no time de Felipão, quando poderiam ter feito 10 a zero.

E assim, respaldados pelo sucesso da crônica de uma morte anunciada, foram pra cima da Argh!entina e, na apoteose final, a destroçaram com um tango-tragédia: gol de um jogador reserva, a dois minutos do final da prorrogação.

Confesso, foi bom de ver na TV a cara do Maradona. Ah, isso não tem preço.

Pense comigo: nos pênaltis, a história do tetra poderia muito bem ter trocado de camisa e não passar de mais um tri para los hermanos.

Isso sim, Argh!entina tricampeã do mundo dentro do Maracanã, faria o povo brasileiro dar apoio até à gaúcha Sininho Blackbloc, para depredar a CBF e badernar para sempre as inúteis e logo fantasmagóricas arenas bilionárias que o governo bancou para a Festa da Fifa.

Como o brasileiro é um torcedor de sorte, teve o prazer de ver algo mais hilário que a carantonha de Maradona:

Dilma Vana, feliz como ela só, entregando lépida e fagueira, sob intensa ovação, a taça para o capitão da Alemanha.

Ah, coloque você aí o preço que quiser nesta cena tão inesquecível quanto impagável.

Por isso tudo e porque o Brasil está parado, posto que hoje é domingo e aqui é o País do Futebol, eu alerto para os sintomas de embevecimento nacional pelo jeito dos alemães jogarem bola: ora bolas, nada disso é tão assim moderno e tão vistoso como ficou parecendo.

A Alemanha foi, nessa Copa da Dilma o que o Brasil foi naquela Copa de Parreira e Zagallo, em 94 nos Estados Unidos: a vitória de um futebol de resultado, rude e sem graça nenhuma.

Até hoje, eu não engoli a Seleção Brasileira daquela Copa. Não será agora que eu vou engolir a seleção e o futebol da Alemanha.

Cada vez gosto mais daquele bom e descontraído futebol de várzea que gerou Pelé, Didi, Garrincha, Nilton Santos e o time inteiro da Portuguesa do Patê e aquele das velhas e esplendorosas tardes de sábado na Charqueada São João, às margens plácidas do Arroio Pelotas.

26 de jul de 2014

BELLUCCI É MASSA
Felipe Massa larga amanhã no Grande Prêmio da Hungria na sexta posição uma vez mais. Esse brasileiro Felipe Massa está para a Fórmula-1, assim como o Thomaz Bellucci está para o Tênis. Ou vice versa.

CAIXAS PRETAS
ONU encontrou a segunda caixa preta do avião caído no Mali. Grande novidade. É só que eles andam encontrando nesse surto de desastres aéreos. Quer ver eles encontrarem alguém vivo.

A CAIXA PRETA DO STF

Por falar em caixa preta... Vocês lembram da primeira visita que Lula fez ao Supremo Tribunal Federal, em 2002, quando mal tinha assumido o seu primeiro mandato presidencial?

Pois ele transformou, naquela data, as togas dos doutos ministros em indecorosas saias justas.

Regorgou, assim como quem não sabia o que estava ameaçando que "o Brasil precisa abrir a caixa preta do Judiciário".

E isso foi relembrado, em 2008, pelo ministro Marco Aurélio de Mello, rebatendo um discurso desaforado de Lula que disse então a certa altura"Seria bom se o Judiciário metesse o nariz nas coisas dele"...

Marco Aurélio que era o presidente do STF naquela desastrada primeira visita do então presidente Lula, em 2002, tocou o ferro já naquele 2008:

“Quando estava na presidência do STF e o presidente Lula estava assumindo, ele disse que iria abrir a caixa preta do Judiciário. Na época, respondi exigindo respeito. Reitero agora: os Poderes devem ser harmônicos e independentes. A agressividade não deve pautar as relações entre os Poderes”.

Então dá para se perceber claramente que Lula só parecia que não sabia o que dizia. Como de hábito, aparentava uma coisa e era outra.

E então, de lá pra cá, você já viu bem o que foi que aconteceu. O cravo brigou com a rosa; a camélia caiu do galho, deu dois suspiros e morreu.

O Supremo desmontado e remontado pelo governo ao longo desse período que vem de 2002 para cá, acabou caindo no colo de Lewandowski.
É ELE
Que talento esse tal pastor televangelista Silas Malafaia.

Ele é formado em teologia pelo Instituto Bíblico Pentecostal e Psicologia pela Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro.

É o único verborrágico no Brasil capaz de reduzir o papo de Lula da Silva a zero à esquerda de tudo que o presidente de honra do PT reverbera hoje em cima do Brasil da Silva.

Os estimadores de plantão dizem que sua igreja Vitória em Cristo tem 12 mil seguidores. É pura inveja da turma de confissão universal e outras tantas quase similares, todas genéricas. Quero que me digam quem foi que contou, um por um, os seguidores de Malafaia.

Já pensou se ele pensasse pro bem? Até você votaria nele.
RAIVOSOS CHEIOS DE INSEGURANÇA


Os defensores irados do status quo mais esculhambado que o Brasil já padeceu mostram indignação porque Joaquim Barbosa esteve em Copacabana, cercado de admiradores e coberto de selfies.

A irritação é porque ele estava "protegido por seguranças" que os bajuladores de Dilma ou de quem esteja no poder, disseram que ali estavam "às nossas custas".

Como assim, cara-pálida? Caramba, quem foi ameaçado de morte? Lula, certamente, não foi. Alguém aí já ouviu dizer que ameaçaram Lula?!? Então Lula, não foi.

E olha que Lula não dá um passo fora daquele instituto-lavanderia que montou em São Paulo para farta distribuição de vídeos porno-políticos e agendamento de palestras sobre si mesmo, sem a companhia de quatro seguranças que eu pagaria o dobro para que eles ficassem em casa.

Essa seborreia humana, raivosa e cheia de insegurança, está prestando um desserviço à campanha "Volta Lula". Quanto menos falassem em Joaquim Barbosa, menos teriam que escovar as dentaduras e muito melhor seria para os seus companheiros comandantes.
Porque hoje é sábado
Há a perspectiva do domingo...

CORINTHIANS x PALMEIRAS

A Polícia Militar de São Paulo está pedindo que, por precaução, os torcedores não usem nesse domingo o metrô e nem se dirijam ao Itaquerão usando a camisa do Palmeiras.

A que ponto chegou a segurança padrão Fifa nesse país.

Torcedores têm que seguir os conselhos do Pé-Frio e ir a pé, de bicicleta ou jumento, mas não podem mais vestir a camiseta do seu clube de futebol. Correm sério de risco de serem vítimas de baderna, sinalizadores e depredação humana. Seriam os gaviões black blocs?!?

O FRED DO FLU
Cristóvão, técnico vascaíno que treina o Fluminense, barrou o quase-gorducho Walter e vaiu usar o colombiano Edwin Valencia no ataque contra o Atlético-PR neste domingo, na Arena da Baixada, em Curitiba. pronto, agora Walter é Fred do tricolor carioca.

GRE-NAL
Para não sair do futebol neste sábado de dolce far niente, dedico um rápido olhar ao compromisso do Grêmio contra o Coritiba. E fico sabendo que o Grêmio vai de Fernandinho nesta rodada. É como desdenham os colorados: - Quem nasceu para torcer por um Fernandinho, jamais conhecerá a glória eterna de ser fã do Fernandão.

O FRED DO INTER
Para que os tricolores não me comam o fígado, leio que o Inter e o Shakhtar estão perto de um acerto para o empréstimo de Fred. Os gremistas quase morreram de rir. Só ficaram sérios de novo quando souberam que se tratava do Fred aquele que joga lá na Ucrânia e que tem medo de avião. Ainda nutrem esperança de que os dirigentes colorados contratem o Fred do Felipão.

E porque hoje é sábado
Há um frenesi de dar banana...

E o Vanderlei Luxemburgo sai do Ninho do Urubu e estreia pela quarta vez como técnico do Flamengo. Sua missão é nobre: tirar o Mengo do grupo do rebotalho. É um homem de sorte.Pega o Botafogo pela frente. Bem feito pra todos: Mengo, Bota, Luxa e galera. Essa atração causa mesmo um frenesi de dar banana.

ANÃO OU MACAQUITO
Agora anda todo mundo achando um desrespeito um porta-voz nanico de Israel chamar o Brasil da Silva de "anão diplomático". Mas, ninguém fez nada durante a Copa quando os argh!entinos nos chamaram de "macaquitos de fútbol".

AEROPORTOS
Logo agora que Dilma Vana estava toda faceira com o funcionamento dos aeroportos da Infraero durante a Copa, vem a turma do seu próprio partido criar essa onda toda com aquele aeroportozinho lá no município de Cláudio, na antiga fazenda do tio-avô de Aécio Neto, Neves de Tancredo. Pô, assim não dá. Isso só vai acabar mesmo é no segundo turno.

E SE ELE VOLTAR?
Tá, o Dunga voltou para a CBF. Tá, de novo, o Vanderlei Luxemburgo voltou para o Flamengo. E se de repente, não mais que de repente e porque hoje é sábado, o Joaquim Barbosa resolver voltar para o Supremo Tribunal Federal?!? Os mandachuvas dessa pátria amada e idolatrada estão tendo faniquitos, só de pensar.

LEGADO LAVA-JATO
Melhor, muito melhor que o legado da Copa é o legado da Operação Lava-Jato na campanha dos políticos de todos os calibres para as eleições de outubro. Os tradicionais doadores - bancos, empreiteiras, doleiros, capitães de indústria, vencedores de licitações - querem comprar almas penadas, mas fogem do fantasma dos escândalos que a PF levanta, como o capeta foge da cruz. Os partidos andam de pires na mão, comendo o pão que o diabo amassou.

NÃO SABEM REMAR
Em verdade, em verdade vos digo: os partidos da base aliada não tinham - como é hábito dos audazes - e nem têm um Plano B para uma lavanderia da dinheirama que compra candidaturas e as vende para o diabo. Com o segundo cardiopata da nação, Alberto Youssef, doleiro dono da central de lavagem da dinheirama que dava vida boa às siglas de todos os tamanhos, tendo chiliques na cadeia, a canoa virou, os corruptos estão à deriva e sabem nadar, mas não sabem remar. Isso requer esforço.

POSTE ABANDONADO
Uma das maiores penúrias desses tempos bicudos se encontra na campanha de Alexandre Padilha, o terceiro poste mal iluminado de Lula - os outros são Dilma e HaHaHaddad. Os chamados captadores do PT chutaram os fundos de Padilha abandonando seus comitês à própria sorte. Sem luz própria, Padilha é um poste que hoje acende uma vela pra cada santo. Mas os ventos sopram contra e apagam uma por uma.

NÃO PRECISAVA
O legado da Operação Lava-Jato é melhor que o da Copa. O que não quer dizer muito. Afinal, o legado da Copa é zero. Até a pauta otimista que divulga com estardalhaço que os turistas gastaram aqui durante a festa da Fifa, cerca de 800 milhões de dólares não significa nada, porque os turistas brasileiros deixaram lá fora, no mesmo período, quase 2 bilhões de dólares. Quer dizer, teve Copa. Mas não precisava.

LEGADO PASADENA

Outra coisa que pesa pra burro nos cofres das campanhas deste ano é o efeito Pasadena. Todos os angustiados políticos de hoje sabem que a Petrobrás é muito mais que Pasadena; é um mar de dinheiro jogado pro alto, ou pior ainda, enfiado nas burras das siglas companheiras.

Hoje, pelos sintomas que persistem, nem mesmo o superfaturamento da refinaria de Abreu e Lima, lá em Pernambuco, pode ser consultado. O legado de Pasadena é melhor que o legado da Copa. Criou o estado de espírito "corra, a polícia vem aí!".

POR ONDE PASSA A GRANA

Uma das maiores lavanderias de dinheiro sujo nesse país porno político é a rede de agências de publicidade, comunicação e marketing.

Quem investiga a corrupção e a lavagem de dinheiro, não pode pegar apenas no pé dos patrocinadores. Precisa sim pegar no pé de cada um desses grandes anunciantes de obras e feitos futuros, mas não pode deixar de fungar no cangote dos grandes mentores dos planos de mídia que, além de lavar fortunas, criam falsas necessidades, dominam os formadores de opinião e destorcem a consciência da nação.

Pior do que aqueles que fazem, são os que dizem como fazer. Há fortunas passando pelos guichês das agências de comunicação, de consultoria e marketing e pelas fuças do Leão que parece não ter dentes e nem faro para sobreviver nessa selva de cimento armado.

A propósito, procure saber quem são os maiores anunciantes do país, quantos deles são do governo e em que veículos são despejados seus planos de mídia.

25 de jul de 2014

DOLEIRO YOUSSEF SOFRE INFARTE
NA CADEIA DA PF EM CURITIBA

O doleiro Alberto Youssef que tem intimas relações com o deputado Argôlo, lá da Bahia e com André Vargas de quem se diz apenas bom amigo, teve um infarte hoje, nas dependências da Superintendência da PF, em Curitiba.

Foi atendido pelo SAMU e levado para para o Hospital Santa Cruz, onde passou por um cateterismo. Na Papuda, o companheiro cardiopata Zé Genoíno, já disse que teme pela transferência do doleiro para a sua cela na Papuda.

Não, cardiopatias nãos são contagiosas.

O medo do mensaleiro do coração valente é que ele, Genoíno, é um homem casado, pai de filha e não está mais em idade de correr o risco de assédios de qualquer tipo a essa altura da vidinha boa que leva.

Vá que esse doleiro fustigador, Beto Youssef, dê mesmo com os costados na Papuda e num desses fins de semana de sol escasso em Brasília, não tenha nada para fazer, fique de saco cheio, não queira ir para o pátio e comece a ter ideias...
O BRASIL É UM DOS 11 PAÍSES QUE
TÊM RELAÇÃO COM TODOS NA ONU
Isso é bom, ou ruim?

O chanceler de plantão no Itamaraty, Luiz Alberto Figueiredo, saiu em defesa do governo Dilma contra Israel que falou demais e chamou o Brasil de "anão diplomático". Tá, o cara israelita abusou. Mas então me diga, essa coisa de se dar com todo mundo é um troço bom ou ruim?

Você já viu o que tem paíszinho bem ruinzãozinho nos meio dos 193 estados-membros das Nações Unidas?!? Até a China, Cuba, Rússia, Venezuela estão por lá. E a gente também.

Cruzes, pense bem: essa promiscuidade pode ser contagiosa.

Bolas, Israel não se dá com a Palestina. Estão de mal.

E tão cedo, pelo visto, ouvido e pelo que está na Bíblia, eles não vão fazer as pazes. E o que é que o Brasil tem a ver com isso?

Só porque é ano de eleição, não tem que meter o nariz onde não é chamado. E outra coisinha mais: não há nenhuma razão de ser nessa mágoa toda dos itamaratecas, só porque a República dos Calamares se intrometeu e foi chamada de "anão diplomático".

Já pensou se o Brasil fosse só chamado de "anão", sem diplomacia nenhuma; só "anão" e nada mais? Pegava mal. iria ser tido e havido tipo assim, anão grosso e incherido.

Ora, convenha-se e reconheça-se, se o Brasil tivesse alguma coisa contra os anões, Lula da Silva e Dilma Vana não viveriam fazendo parceria com partidos nanicos.

Quanto mais anões na política, melhor para o plano de poder dessa pandilha de sevandijas que não tem um programa de governo.

Esse chanceler Figueiredo não-sei-das-quantas só vai mesmo é rebolar, para acabar entrando na dança, no melhor jeito politicamente correto possível.

Faz jogo de cena, quando não tem sequer jogo de cintura. Leva carão num baile em quem ninguém tirou para bailar o governo Dilma que está acostumado a dançar só consigo mesmo.
QUIZ
Questão de múltipla, ou qualquer escolha: qual a diferença entre morrer como um fracasso, ou como um sucesso; como uma pessoa comum, ou como um imortal: 1) Vai pro céu; 2) Não vai; 3) Tanto faz; 4) O cara que se preocupa com isso é bicha, tia velha, morde a fronha; 5) Todas as opções estão certas?
DOAÇÕES DE CAMPANHA

Nunca antes na história das campanhas eleitorais nesse país foi tão difícil arrecadar dinheiro dos tradicionais doadores. É que as empresas estão ressabiadas de ver seus nomes envolvidos em cada escândalo que surge nessa República dos Calamares. 

O custo benefício do toma lá, dá cá, acaba não compensando. E os doadores já se deram conta também de que não precisam apostar suas fichas nos prováveis vencedores. 

É que a compra e venda de siglas partidárias é tão escancarada e tão constante que a geleia é geral: quem é adversário hoje, amanhã é aliado. 

Nessa tal "estratégia de coalizão pela governabilidade" que Lula implantou no país, não há a menor necessidade dos doadores investirem no ponto futuro. 

Melhor esperar e aproveitar a ocasião. Os políticos estão sempre à venda; em permanente liquidação. E, no mais das vezes, os investidores encontram governantes a preços módicos e em suaves prestações.

24 de jul de 2014

BRASIL 79° NO RANKING MUNDIAL
DE DESENVOLVIMENTO HUMANO

O mundo que viu a Fifa Fan Fest pela TV está de queixo caído. É o mesmo mundo que está pasmo ao saber que o Brasil que fez, com tanta pompa e circunstância, a Copa das Copas, é o mesmo Brasil que está em 79° lugar dentre 187 nações no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano.

E olha que o Brasil melhorou; na última avaliação estava na 80ª colocação. A escala de avaliação é feita pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Na América do Sul,o Brasil está atrás de Chile, Argentina, Uruguai e Venezuela.

Para os avaliadores do IDH o principal fator que puxa o Brasil para baixo é a desigualdade de renda. Qual é a notícia, se este é um país em que um deputado ou um senador custam mais de 10 milhões de reais por ano aos cofres públicos?!?

Mas isso é o de menos, daqui a dois anos vai ter Olimpíada. Vamos conquistar o 78° lugar. Com muito orgulho, com muito amor...

BOLADA NA DILMA
O "Dilma Bolada" sai do ar no Facebook. O estudante Jeferson Monteiro, responsável pelo perfil da president@ confirmou que retirou a página das redes sociais. Ah essa vida virtual de dona Dilma Vana já não dura mais nem mesmo no Facebook. Que coisa, né não?...

SKAF, O INDEPENDENTE

Paulo Skaf, candidato do PMDB ao governo de São Paulo que atropelou as pretensões de Padilha, poste petista sem luz própria, está gostando tanto do seu desempenho e tem tanta confiança no seu enorme tempo de TV que já se vê sentado no trono do Palácio Bandeirantes.

Já mandou avisar que é "independente" e não está atrelado ao PT. Acha que, para ganhar de Alckmin, não precisa pedir nem conceder nada ao partido de Lula na pauliceia.

O PT está coligado com o PMDB na capital paulista, mas exclusivamente para efeitos de eleição presidencial. Quanto ao Padilha, ainda não foi pra casa.

CARTA NA MANGA

Se a Dama da Copa das Copas é coringa nesse jogo de cartas marcadas de Pasadena, Cerveró é carta na manga da oposição que agora vai jogar pesado para cima dele, condenado pelo TCU e, comme d'habitude, abandonado pelos velhos companheiros.


Cerverá, desde ontem, já não tem aquela pooker face que mostrou quando esteve naquela CPI de ação entre amigos logo que o escândalo da refinaria caiu no colo do governo Dilma.

Com os bens bloqueados e na relação dos que têm que devolver US$ 792,3 milhões aos cofres públicos, Cerveró deve cantar a jogada. Cerveró vai depor na CPMI no dia 13 de agosto, o velho e conhecido mês do desgosto.

Ele é apontado pelo Palácio do Planalto como o redator principal do "parecer falho" que induziu Dilma Vana a erro na hora de assinar o que nem leu direito e autorizar a compra do bagulho da refinaria de Pasadena.

Cerveró já mandou avisar aos companheiros que hoje lhe dão as costas que está com um olho neles e outro na comissão de inquérito e que não tem a menor vocação para bode expiatório e, muito menos, inclinação para virar um novo Marcos Valério.

NAS CONTAS DE PASADENA


A Dama da Copa das Copas ainda não está de todo livre "das responsabilidades" na negociata de Pasadena como faz parecer a decisão do companheiro ministro José Jorge. Ela ainda vai passar pelos corredores do TCU na hora da Tomada de Contas Especial que já está instalada e pronta para dar a largada.

POETANDO LIBERDADE

O juiz que mandou soltar Sininho e mais 22 ativistas - black blocs já sem grande utilidade republicana - sofre críticas veladas do governo que anda gostando de prender e arrebentar.

Não que black bloc não deva ser preso; o que não pode é ser preso assim, por nada; por suposição, por premonição ou por um "sexto sentido" de que vão depredar e badernar. Isso é repressão.É um governo governando demais.

Ao ver as imagens da soltura - epa! - dessa garota ativista da moda e as oportunistas manifestações oficias do governo querendo se mostrar magnânimo por permitir que lhe concedam liberdade, deixei-me tomar pelo espírito poeta de meu velho pai e até versejar, versejei de mim para mim mesmo, como se estivesse na pele da Sininho:

Cobrou-me gesto de gratidão / ao me libertar quem me prendeu / Eu apenas lhe disse: - Não! / Não podem me dar o que é meu.

Pronto, poetei. Tenho liberdade para isso.
TCU ISENTA DILMA NA
NEGOCIATA DE PASADENA
Relator quer "neste momento" focar investigações "em pessoas que realmente fizeram o negócio".

O companheiro relator do processo de Pasadena no Tribunal de Contas da União tirou, "neste momento", a responsabilidade do conselho de administração da Petrobrás na aquisição da refinaria.

Dilma que era sua president@ na época em chefiava a Casa Civil do segundo governo Lula está isenta de responsabilidade, por enquanto, na negociata consumada em 2006.


Pelo que está sendo proclamado na mídia convencional, velha companheira, Dilma Vana e os conselheiros de administração parece que estão livres para sempre.

O que se diz hoje nas grandes redes de comunicação é que o relator e a corte, julgaram por unanimidade que a culpa é de Sérgio Gabrielli, Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa e mais oito dirigentes da estatal que já estão com os bens bloqueados.

O TCU quer que eles devolvam aos cofres públicos os US$ 792,3 milhões que o cambalacho de Pasadena engoliu. Um prejuízo que beira os R$ 2 bilhões.

O que não está sendo dito no geral é que o tribunal não foi assertivo quanto à culpa dos ex-dirigentes. Eles só tiveram seus bens bloqueados até que os ministros cheguem a uma conclusão  a respeito das responsabilidades. Isso deverá acontecer numa nova fase do julgamento da escandalosa negociata.

E assim como quem não quer nada, José Jorge, autor do relatório abençoado por seus companheiros de tribunal, murmurou que não incluiu os integrantes do conselho então presidido por Dilma Vana, porque "neste momento" quer concentrar a investigação em quem ele chama de "pessoas que realmente fizeram o negócio" com a empresa belga Astra.

Espera-se agora que ao correr do julgamento, José Jorge queira saber por que foi mesmo que, ao ser flagrado com a boca na botija, Sergio Gabrielli disse e não mandou dizer ao defender-se do escândalo de Pasadena que "a president@ Dilma não pode fugir das suas responsabilidades".

Em todo caso, isso vai se arrastar até que outubro seja, mais que o mês das eleições, apenas uma carta fora do baralho que tem como coringa a Dama da Copa das Copas.
TCU ISENTA DILMA NA
NEGOCIATA DE PASADENA
Relator quer "neste momento" focar investigações "em pessoas que realmente fizeram o negócio".

O companheiro relator do processo de Pasadena no Tribunal de Contas da União tirou, "neste momento", a responsabilidade do conselho de administração da Petrobrás na aquisição da refinaria.

Dilma que era sua president@ na época em chefiava a Casa Civil do segundo governo Lula está isenta de responsabilidade, por enquanto, na negociata consumada em 2006.


Pelo que está sendo proclamado na mídia convencional, velha companheira, Dilma Vana e os conselheiros de administração parece que estão livres para sempre.

O que se diz hoje nas grandes redes de comunicação é que o relator e a corte, julgaram por unanimidade que a culpa é de Sérgio Gabrielli, Nestor Cerveró, Paulo Roberto Costa e mais oito dirigentes da estatal que já estão com os bens bloqueados.

O TCU quer que eles devolvam aos cofres públicos os US$ 792,3 milhões que o cambalacho de Pasadena engoliu. Um prejuízo que beira os R$ 2 bilhões.

O que não está sendo dito no geral é que o tribunal não foi assertivo quanto à culpa dos ex-dirigentes. Eles só tiveram seus bens bloqueados até que os ministros cheguem a uma conclusão  a respeito das responsabilidades. Isso deverá acontecer numa nova fase do julgamento da escandalosa negociata.

E assim como quem não quer nada, José Jorge, autor do relatório abençoado por seus companheiros de tribunal, murmurou que não incluiu os integrantes do conselho então presidido por Dilma Vana, porque "neste momento" quer concentrar a investigação em quem ele chama de "pessoas que realmente fizeram o negócio" com a empresa belga Astra.

Espera-se agora que ao correr do julgamento, José Jorge queira saber por que foi mesmo que, ao ser flagrado com a boca na botija, Sergio Gabrielli disse e não mandou dizer ao defender-se do escândalo de Pasadena que "a president@ Dilma não pode fugir das suas responsabilidades".

Em todo caso, isso vai se arrastar até que outubro seja, mais que o mês das eleições, apenas uma carta fora do baralho que tem como coringa a Dama da Copa das Copas.

23 de jul de 2014

JUSTIÇA MANDA SOLTAR
SININHO E SEUS ATIVISTAS

O desembargador Siro Darlan autorizou a libertação dos cinco ativistas presos no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. Todos agora são figuras carimbadas, mas a mais conhecida é Elisa de Quadros Pinto, a Sininho.


Eles estavam na cadeia desde a véspera da final da Copa do Mundo, no Maracanã, por que "iriam" depredar e incendiar o patrimônio público e certamente fazer baderna, coisa que Dilma Vana já tinha dito que não iria "admitir" de jeito nenhum durante a Festa da Fifa.

Siro Darlan disse, em nome da Justiça, que "estou convicto de que não é necessária a prisão". E agora fica tudo por isso mesmo.

Os ativistas já estão, a partir desta quarta-feira, correndo o mesmo risco que qualquer cidadão de boa índole: dobrar uma esquina e dar de cara com Zé Dirceu, Delúbio Soares e Valdemar Costa Neto indo ou vindo da sua desgastante e suada labuta diária.

Não, até agora não há nenhum sinal de que Sininho tenha sofrido assédio da revista Playboy para posar mais ou menos do jeito que veio ao mundo, muito menos de nu frontal; não é nada, não é nada, Sininho é um codinome que já pesa nas manchetes da grande mídia, mas nem se compara com o peso do próprio nome, Elisa de Quadros Pinto.
DUNGA, TAFFAREL E MAURO SILVA

Gilmar Rinaldi e Dunga se juntaram hoje à tarde para anunciar a nova comissão técnica da seleção brasileira.

Dentre a chusma de comissários, ou comissionados, ou comissariantes, ou de integrantes da comissão - porque usar "membros" não é coisa que fique bem em sociedade - aparecem Mauro Silva, volante campeão mundial e Taffarel que foi olheiro de Dunga em 2010, como preparador de goleiros.

Taí uma coisa que você não sabia: os goleiros chegam à seleção brasileira precisando de preparadores. E você aí, sempre pensou que eles eram convocados porque sabiam jogar muito bem no gol.

Andrey Lopes que trabalhou no Inter com o novo técnico da CBF será uma espécie de Murtosa do Dunga, na pele de auxiliar-técnico.

Com essa, Dunga até já me pareceu estar mais simpático. Não convidou o irritadiço Jorginho para a festa que está apenas começando.
MENGÃO RUMO À SEGUNDONA
Ney Franco não é mais técnico do Flamengo. Tá, agora é só contratar o Felipão e pronto. O Vasco da Gama, tá que não se aguenta esperando o Mengão na Série-B...

Extra! Extra! Pior, muito pior: quem acaba de assumir a direção técnica do time do Flamengo é o Vanderlei Luxemburgo.

TRAGÉDIA EM TAIWAN
Acidente de avião mata 47 em Taiwan. Pô, isso já está virando roleta russa. Mas Vladimir Putin já emitiu nota desmentindo qualquer participação na queda da aeronave. Até por quê, dessa vez, não se trata de um avião da Malaysia MARlines.
LIBERDADE DE PENSAMENTO

Sempre digo que sou viciado em liberdade de credo, de pensamento e de expressão. Hoje, me deu vontade de exercitar minha liberdade de pensamento. Então, perdoem minha liberdade de expressão, credo:

* Deixem que eu lhes diga uma coisinha, esse recado só não vai ser mais longo porque não tenho tempo de escrevê-lo mais curto: não é porque eu vou estar sem fazer nada que eu vou ter tempo para votar em outubro.

* Acho, sinceramente, que o Lula não é de todo inútil... Ele está sempre à disposição para ser usado como um mau exemplo.

* Comedido e cauteloso, o Zé Genoíno sabe que trabalhar nunca matou ninguém... É que ele prefere não arriscar.

* Em matéria de corrupção, os donos do PT acham melhor ficar calados e deixar que todo mundo fique na incerteza do que botar a boca no trombone e não deixar nenhuma dúvida.

* Ando meio obeso nessa vida mansa que levo. Mas, não me preocupo, quando bater as botas, vou ser puro osso.

* O doleiro Alberto Youssef sempre se vangloriava que tinha duas palavras que lhe abriam muitas portas na Esplanada dos Ministérios. Perdeu a pose quando a Polícia Federal quais eram: puxe e empurre.
REJEIÇÃO ÓBVIA
Lá do centro de gravações de vídeo do seu instituto de palestras e elucubrações políticas, Lula gravou mais uma mensagem dessa vez dizendo-se "surpreso com a alta rejeição ao PT". Ah, lá vem ele outra vez dizendo uma coisa e pensando outra. Ninguém mais e nem pior do que Lula para saber sabe quem é o presidente de honra do PT. Rejeição ao PT é o óbvio lulante.

O ESTRAGO
O estrago que o Felipão fez ao futebol do Brasil, não tem preço. Primeiro provou que a campanha do Dunga na seleção de 2010 não foi tão ruim assim; depois ressuscitou o Dunga. Deixou a impressão de que aqueles dez gols que levou nos dois últimos jogos não foi um abalo sísmico, apenas um tremelique. Dunga vai fazer tremer.

PESO DE 800g

E aí, você sempre apressado, nem confere a bomba que abastece o seu carro nos postos de serviço. Mas, não fique triste; não adiantaria nada mesmo.

Os postos manjados que fraudam o abastecimento sempre arranjam um jeito de encher seu próprio bolso à custa do seu carro.

O litro de combustível deles é de 800 ml que nem o quilo de 800g de camarão congelado no supermercado.

Ponha o camarão para degelar numa bacia; vai lhe sobrar um copo e meio de água de torneira, sem filtro.

Outro dia, uma dessas TV que tratam de casos de polícia, fez o teste num posto em São Paulo. O cara vende em média 200 mil litros de gasolina por mês, sapeca 22 mil deles.

Tem um lucro de mais de R$ 65 mil mensais, sem qualquer imposto. O governo está brabo com ele. É que fica de fora nesse reparte. Resta-nos o desconsolo de saber que isso não vai ficar assim.
PESQUISA ELEITORAL É A
LÓGICA APLICADA À CIÊNCIA

Nada como uma boa pesquisa científica. Mais ainda quando é pesquisa de opinião pública sobre intenção de voto.

Pena que vocês, assim como eu, nunca foram sequer abordados por um entrevistador desses curiosos institutos.

Também, não é para menos, esses levantamentos são feitos em períodos de quatro, cinco dias, com cerca de dois, três mil entrevistados.

Caramba, nós somos uns que outros 200 milhões de habitantes nesse país que vive de números, de índices, de pesquisas.

Queremos o quê: que sejamos um dos entrevistados do Ibope, Datafolha, Sensus e genéricos? Bolas, isso seria um contra-senso.

Seria como acertar na Mega-Sena. Somos os mesmos 200 milhões de crédulos; você, por acaso ou muita sorte, já acertou alguma vez na Mega-Sena? Então, eu e você estamos querendo o quê; a gente tem fome de quê?!?

E assim é que, pesquisa após pesquisa, uma atrás da outra, nós vamos caindo no ostracismo.

Parece até que ninguém quer saber a nossa opinião. E vai ver que ninguém quer mesmo saber disso.

O remédio é fazer cara de paisagem, assim como faz um corrupto quando a gente o chama de aliado do governo, ministro, político, ou coisa parecida.

E então, a gente faz que acredita e se insere no contexto. Dá ares de quem acredita na pesquisa, porque ela é por amostragem e obediente a um método que se apega a um aglomerado de regras básicas. E aceita-se a pesquisa como certa, pois os dados são colhidos em áreas determinadas de incidência de conhecimentos.

A turma junta, nesses extratos sociais, as chamadas evidências empíricas verificáveis - tudo baseado cientificamente na observação sistemática e controlada da experiência, investigação ou pesquisa de campo. Os institutos garantem que seu método nada mais é  do que a lógica aplicada à ciência de perguntar coisas que eles querem ouvir de quem eles escolhem para entrevistar.

Para resumir esse papo todo é o seguinte: aproveite que o Brasil está vazio na tarde desse domingo, dia de futebol, e mande uma equipe de pesquisadores às arquibancadas onde estiver a torcida do Flamengo. Pergunte a dois ou três mil flamenguistas se o Mengão vai querer mesmo enfrentar o Vasco da Gama na Segundona no ano que vem.

Pronto, não precisa mais que isso. Você vai ter o "quadro atual" do estado de ânimo dos flamenguistas. Quer coisa mais exata e mais científica que isso? Só que o Brasileirão não termina neste domingo e o Flamengo só vai ser rebaixado no ano que vem. Hoje, é outra história.

Pois, na política e nesses tempos bicudos de eleição, se dá o mesmo.

Experimente, vá com um grupo de pesquisadores escolhidos a dedo e pergunte, dentre os três ou quatro mil entrevistados da vez, para apenas mil usuários do Bolsa Família e para uns duzentos ganhadores do Minha Casa, Minha Vida, em quem eles votariam se as eleições fossem hoje.

Deu pra bola. Estamos conversados. E não se fala mais nisso. Semana que vem tem nova pesquisa de opinião. E vai ser assim toda semana, daqui até poucos dias antes de 5 de outubro, quando "não vai ter baderna" mas vai ter segundo turno - conforme os mais recentes dados científicos do Ibope.